PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

 
AtitudeMinha esperança perdeu seu nome...
Fechei meu sonho, para chamá-la.
A tristeza transfigurou-me
como o luar que entra numa sala.

O último passo do destino
parará sem forma funesta,
e a noite oscilará como um dourado sino
derramando flores de festa.

Meus olhos estarão sobre espelhos, pensando
nos caminhos que existem dentro das coisas transparentes.
E um campo de estrelas irá brotando
atrás das lembranças ardentes.

Cecília Meireles, in 'Viagem'
 
EuEu sou a que no mundo anda perdida,
Eu sou a que na vida não tem norte,
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada ... a dolorida ...

Sombra de névoa ténue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida! ...

Sou aquela que passa e ninguém vê ...
Sou a que chamam triste sem o ser ...
Sou a que chora sem saber porquê ...

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que veio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"

SONHO...

 
Sonho...
"A gente só se dá conta dele depois que acorda,depois que ele acabou.. E fica aquela vontade na gente de sonhar mais um pouquinho... Existem pessoas na vida que são um sonho, um sonho pelo qual a gente dormiria a vida inteira... Mas o destino vem e nos acorda violentamente...E nos leva aquele sonho tão bom..."

Não dá mais - Zezé Di Camargo & Luciano

Zeze di Camargo e Luciano Faca alguma coisa enquanto é tempo

SELEÇÃO DE FUTSAL DE ARACOIABA É CAMPEÃ

 
SELEÇÃO DE FUTSAL DE ARACOIABA É CAMPEÃ TAMBEM DO ZONAL DA SEGUNDA FASE DO INTERMUNICIPAL DE FUTSAL E ESTA CLASSIFICADA PARA AS SEMIFINAIS;
Com o ginásio raimundo de castro lotado nos tres dias a seleção de aracoiaba mostrou seperioridade sobre seus adversários e venceu as três jogos: 3x1 no IPU, 5(5)x(4)5 no novo oriente e 7x2 na redenção... parabens a todos os atletas e abrigado ao Secretario Jonas Campelo e a nossa querida Prefeita DRA MARILENE CAMPELO....

O ANEL

Um  aluno chegou a seu professor com um problema: 
-  Venho aqui, professor, porque me sinto tão pouca coisa, que não  tenho  forças para  fazer nada. Dizem que  não sirvo para nada, que não faço nada  bem, que sou lerdo  e muito idiota. Como  posso melhorar? O que posso fazer para que  me valorizem mais?
O  professor sem olhá-lo,  disse: 
-  Sinto muito meu jóvem,  mas agora não posso  ajudá-lo, devo primeiro  resolver o meu próprio  problema. Talvez depois.
E   fazendo uma pausa   falou:
-  Se você me ajudar,  eu posso resolver meu  problema com mais rapidez  e depois talvez possa  ajudar você a resolver  o seu. 
 
-  Claro, professor, gaguejou o jovem, mas se sentiu outra vez desvalorizado
O  professor tirou um anel que usava no dedo pequeno, deu ao garoto  e disse: 
  • Monte no cavalo e vá até o mercado. Deve vender esse anel porque tenho que pagar  uma dívida. É preciso que obtenha pelo anel o máximo possível,  mas não aceite menos  que uma moeda de ouro. Vá e volte com a moeda o mais rápido possível. 
O  jovem pegou o anel  e partiu. 
Mal  chegou ao mercado começou  a oferecer o anel  aos mercadores. 
Eles olhavam com algum interesse, até quando o jovem dizia o quanto pretendia pelo anel.
 
Quando o jovem mencionava uma  moeda de ouro, alguns riam, outros saiam sem  ao menos olhar para ele, mas só um velhinho foi amável a ponto de explicar que uma moeda de  ouro era muito valiosa para comprar um anel.
 
Tentando ajudar o jovem, chegaram a oferecer uma moeda de prata e uma xícara de cobre, mas  o jovem seguia as instruções de não aceitar menos que uma moeda de ouro e recusava as ofertas. 
Depois de oferecer a jóia  a todos que passavam pelo mercado e abatido pelo fracasso, montou  no cavalo e voltou. 
O  jovem desejou ter uma moeda de ouro para que ele mesmo pudesse  comprar o anel, assim  livrando a preocupação de seu professor e assim podendo receber sua ajuda e conselhos.

Entrou  na casa e disse: 
-  Professor, sinto muito, mas é impossível conseguir o que me pediu. Talvez pudesse conseguir  2 ou 3 moedas de prata, mas não acho que se possa enganar  ninguém sobre o valor  do anel. 
-  Importante o que me disse meu jovem, contestou sorridente.
-  Devemos saber primeiro  o valor do anel. Volte a montar no cavalo e vá até  o joalheiro. Quem melhor  para saber o valor exato do anel? Diga que quer vender o  anel e pergunte quanto  ele te dá por ele. Mas não importa o quanto ele te ofereça, não o venda.  Volte aqui com meu  anel.
O  jovem foi até ao  joalheiro e lhe deu  o anel para examinar.  O joalheiro examinou  o anel com uma  lupa, pesou o anel  e disse:
-  Diga ao seu professor  que, se ele quer  vender agora, não posso  dar mais que 58  moedas de ouro pelo  anel.
-  58 MOEDAS DE OURO! Exclamou o jovem.
-  Sim, replicou o joalheiro, eu sei que com tempo eu poderia oferecer cerca de 70 moedas, mas se a venda é urgente...
O  jovem correu emocionado a casa do professor para contar o que correu. 
-  Senta, disse o professor e depois de ouvir tudo que o jovem lhe contou, disse:
-  Você é como esse anel, uma jóia valiosa e única. Só pode  ser avaliada por um especialista. Pensava que qualquer um podia descobrir o seu verdadeiro valor?
E  dizendo isso voltou a colocar o anel no dedo. 
Todos nós somos como esta jóia. Valiosos e únicos e andamos 
por todos os mercados da vida pretendendo que pessoas inexperientes nos valorizem. 
Repense  o seu valor!

FONTE: http://lindacomplicadacriatura.blogspot.com/ 

O filho de português que não tem pai... nem mãe!!!‏

Maria, no leito de morte, decidiu confidenciar ao Manoel.
- Manoel, sabes que o nosso filho mais velho não é teu filho?
Manoel, muito tranqüilo, responde:
- Maria, isto não tem problema algum...
Maria, muito intrigada com toda a calma do Manoel, indaga-lhe:
- Escuta ó Manoel!! Vê se entendes! Estou a dizer-te que o filho não é teu!
Ó homem de Deus!!'
E Manoel novamente responde: 'Pois, pois... eu entendi, ó Maria.'
- Ai, Jisus!! Por que raios então tu não estás azoado e ficas tão tranqüilo?!?!
Finalmente, Manoel responde:

- Pois. Sabes ó Maria, que este filho não é também teu filho?
Maria rebate: 
- Como não é meu, ó homem de Deus? Se eu carreguei o infeliz na minha  barriga por nove meses?!
- Maria, lembra-te quando tu estavas na maternidade e me pediste para
trocar o menino, porque ele estava todo cagado? Pois baim... eu o troquei por um limpinho que estava ao lado.
 

HORA DO RISO: O SECADOR DE CABELO

O Secador de Cabelo

 Uma Senhora muito distinta estava em um avião vindo da Suíça. Vendo que estava sentada ao lado de um padre simpático, perguntou: 
·         Desculpe-me, padre, posso lhe pedir um favor? 
·         Claro, minha filha, o que posso fazer por você?
   . É que eu comprei um novo secador de cabelo sofisticado, muito caro. Eu realmente ultrapassei os limites da declaração e estou preocupada com a Alfândega. Será que o Senhor poderia levá-lo debaixo de sua batina? 
·         Claro que posso, minha filha, mas você deve saber  que eu não posso mentir! 
·         O Senhor tem um rosto tão honesto, Padre, que estou certa que eles não lhe farão nenhuma pergunta. E lhe deu o secador.
O avião chegou a seu destino.Quando o padre se apresentou à Alfândega, lhe perguntaram: 
-Padre, o senhor tem algo a declarar?
O padre prontamente respondeu:
·         Do alto da minha cabeça até a faixa na minha cintura, não tenho nada a declarar, meu filho.
Achando a resposta estranha, o fiscal da Alfândega perguntou:
·         E da cintura para baixo, o que o Senhor tem?
·         Eu tenho um equipamento maravilhoso, destinado ao uso doméstico, em especial para as mulheres, mas que nunca foi usado.

Caindo na risada, o fiscal exclamou:
- Pode passar, Padre! O próximo... 
A inteligência faz a diferença.
Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.

O CAMINHO

Deus já mostrou...Mas o homem não registrou.
O verdadeiro caminho...É a troca de amor!
Criam-se religiões...São muito importantes
em nossas vidas...Mas é necessária
a compreensão,das mensagens divinas.
O amor é o caminho Para chegarmos ao divino
Quem ama verdadeiramente, nunca se sente perdido.
O amor é a verdadeira religião...As demais são denominações
Jesus não fez distinção ...Ele pregou a união...
e o amor tem de ser incondicional
Quem ama não exclui...
Quem ama não faz discriminação...
O verdadeiro amor é perfeição!

Boa noite!
Beijão

Cristina Lins

É BOM TERMOS AMIGOS...

Para:
.......... É bom ter Amigos . Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos ...........

BeijOOOOOOOOOO no seu lindo CoraçãO

COMUNIDADE NO ORKUT

Amizade Verdadeira


descrição: Amizade

Amigos verdadeiros, são para sempre porque...
não importa a distância,
no coração estarão sempre perto.
não importam as diferenças,
no coração sempre terão um ponto de acordo.
não importam as brigas,
no coração sempre haverá lugar para o perdão.
não importam circunstâncias,
sempre haverá um ombro para recostar,
mãos para ajudar,
olhos para enxergar e chorar de alegria e dor,
bocas para expressar as verdades e sorrir.
Amigos, verdadeiros são para sempre, porque
quando dois corações se unem, formando um só,
DEUS se manifesta ali, através do amor
e o amor é mais forte que a morte,
é benigno, paciente, tudo sofre, crê, supera.
não se ufana, nem se ensoberbece, apenas ...ama.
certamente, permanece.
idioma:
Português (Brasil)
dono:
tipo: público
privacidade do conteúdo: aberta para não-membros
local: Divisa Alegre, mg, Brasil
criado em: 20 de outubro de 2011
membros: 54 ( 24.10.2011)

CONVITE - CONFERÊNCIA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - EM ARACOIABA

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

C O N V I T E



VEM AI!
A IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ARACOIABA 2011
Tema: Mobilizando, Implementando e Monitorando a Política e o Plano Decenal de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente
Data: 25 de outubro de 2011
Local: Auditório do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social
Horário: 08:00 h
 Venha!   Participe!
Prof. Jorge Luiz
Relações Públicas

"Com ela nunca", diz Monique Evans sobre ensaio sensual com a filha



Foto: AgNews
Pode parecer mentira, mas Monique Evans, que ficou em segundo lugar em “A Fazenda 4”, nem teve tempo de desfazer suas malas. E é justamente por causa da vida corrida do “mundo real” que a ex-peoa já está com saudades do confinamento. “Lá não temos problemas, não temos que resolver nada”, brincou.

Em entrevista exclusiva ao Yahoo! Brasil, Monique fala de sua participação no reality show da Record, revela de quem guardou ressentimento e conta que deu adeus aos tempos de tristeza. “A depressão já era! Estou muito feliz e cheia de amigos”, comemora.

Confira nosso bate-papo com a eterna musa dos anos 80 e segunda colocada da “Fazenda 4”.

Foi difícil ser a primeira eliminada da terceira edição da “Fazenda”?
Não. Quem sai primeiro ganha o mesmo em dinheiro do que quem fica mais tempo lá dentro.

Você parecia mais explosiva na edição passada e nesta ficou mais tranquila. Por que a diferença?
Por causa da edição. Na “Fazenda 3” me fizeram parecer uma barraqueira. Na briga com a Nany People, por exemplo, cortaram como tudo começou. Eu estava brincando, dizendo que pintaria aquele lugarzinho de todo mundo. Todos entenderam errado, Nany se irritou e acabou daquele jeito. Pareceu que eu comecei a mandar as pessoas para aquele lugar do nada.

Você entrou na “Fazenda 4” com alguma estratégia?
Eu não joguei, fui levando. Entrei sem nenhuma estratégia. Queria estudar minha bíblia e curtir mais os animais, coisa que não tive tempo de fazer na primeira vez.

Você tem algum arrependimento?
Não me arrependo de nada. Consegui o que queria, mostrei quem é Monique.

Como é o confinamento?
É complicado, lá dentro dá tristeza e você se magoa muito. Podem achar que não, mas eu sofri muito. As pessoas brigavam, ficavam com raiva de mim e eu não entendia o porquê.

Tem alguma mágoa do Dinei ou de outro participante?
Só do Gui (Pádua). O que ele fez lá dentro não deve servir de exemplo para ninguém. Fico pensando como ele pode ter fãs aqui fora. Ele fazia a cabeça de todo mundo. Por isso não fiquei chateada com Dinei, era o Gui que fazia as pessoas falarem mal umas das outras. O Gui é uma pessoa estranha, sobre o caráter dele.... não sei...

O que você acha de terem falado que você usava seu problema no joelho para se fazer de coitada?
Meu joelho só saiu do lugar uma vez enquanto estava lá. Tomei remédio por vários dias e não deixei de trabalhar por causa disso. Trabalhei pra caramba, só eu tinha coragem de fazer o cavalo, ele mordia. Entrei com 61kg e saí com 58. Aqui fora vocês não tem noção do quanto trabalhamos.

Em algum momento você achou que venceria?
Achei que a Raquel venceria, eu não. Mas tudo bem! A única pena é que não ganhei meu carro. Quero um carro grande, para carregar meus quadros. O meu até é, mas precisa de muitos consertos.

Disseram que você agiu como se não tivesse dinheiro para se beneficiar. É verdade?
Eu tenho sim TV, mas ganhei do meu ex-marido, de quem estou separada há três anos! (risos) Queria uma nova. Não me fiz de coitada, era tudo verdade.

E a história de não conseguir viver com R$ 8 mil?
Eu não estava falando de mim. Estava explicando para o Gui que as pessoas se enganam quando pensam que os artistas ganham muito. Só dei um exemplo de um ator da Globo que não tem contrato, pois só trabalha por obra. Ele pode ganhar bem, mas é só por aquele período, fora que não tem férias e nem 13º salário. Daí o Gui distorceu tudo o que falei. Precisam acabar com este mito de que artista ganha muito. Aparecer na televisão não quer dizer que você é rico.

Sua filha Bárbara fez uma campanha enorme a seu favor durante o programa e ficou, inclusive, sem dormir. O que você achou disso?
A Bárbara é minha melhor amiga. A minha maior alegria quando saí (da Fazenda) foi saber que ela tinha voltado para casa, pois ela estava morando no Rio com o pai. Agora ela voltou e os amigos também. Tenho amigos. A depressão já era, estou muito feliz.

Você faria um ensaio sensual com ela, assim como Helô Pinheiro e Ticiane fizeram em 2003?

Nada a ver. Com ela nunca!

Quais são seus planos?

Gosto de criar, acho que levo jeito pra comédia e adoraria fazer uma novela na Globo.
Não fiz muitos trabalhos lá porque ganhava mais como modelo. Agora quero procurar as emissoras e marcar reuniões. Eu achava que éramos procurados, mas acho que é a gente que tem que correr atrás. Tem muita gente querendo a mesma coisa.

Me siga no Twitter: @vanessapbm

Veja mais:
Bárbara Evans aparece em foto juntinha de Thiago Gagliasso
Monique Evans diz que performance em “A Fazenda” a surpreendeu

FONTE: http://br.omg.yahoo.com/noticias/-com-ela-nunca---diz-monique-evans-sobre-ensaio-sensual-com-a-filha.html

EVANGELHO DO DIA

Evangelho (Lucas 13,10-17)

Segunda-Feira, 24 de Outubro de 2011
Sto. Antonio Maria Claret




— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 10Jesus estava ensinando numa sinagoga, em dia de sábado. 11Havia aí uma mulher que, fazia dezoito anos, estava com um espírito que a tornava doente. Era encurvada e incapaz de se endireitar. 12Vendo-a, Jesus chamou-a e lhe disse: “Mulher, estás livre da tua doença”. 13Jesus pôs as mãos sobre ela, e imediatamente a mulher se endireitou e começou a louvar a Deus.
14O chefe da sinagoga ficou furioso, porque Jesus tinha feito uma cura em dia de sábado. E, tomando a palavra, começou a dizer à multidão: “Existem seis dias para trabalhar. Vinde, então, nesses dias para serdes curados, não em dia de sábado”.
15O Senhor lhe respondeu: “Hipócritas! Cada um de vós não solta do curral o boi ou o jumento, para dar-lhe de beber, mesmo que seja dia de sábado? 16Esta filha de Abraão, que Satanás amarrou durante dezoito anos, não deveria ser libertada dessa prisão, em dia de sábado?” 17Esta resposta envergonhou todos os inimigos de Jesus. E a multidão inteira se alegrava com as maravilhas que ele fazia.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor. 
 
Maridão

O marido acorda, vira para a mulher, dá um beliscão na bunda dela e diz:
- Se você fizesse exercício para firmar essa bundinha, poderíamos nos
livrar dessa calcinha!
A mulher se controlou e achou que o silêncio seria a melhor resposta..
No outro dia, o marido acorda, dá um beliscão nos seios da mulher e diz:
- Se você conseguisse firmar essas tetinhas poderíamos nos livrar desse sutiã!
Aquilo foi o limite, e o silêncio definitivamente não seria uma
resposta. Então ela se virou, agarrou no pênis do marido e disse:
- Se você conseguisse firmar esse pauzinho, poderíamos nos livrar do
carteiro, do jardineiro, do personal trainner, do meu chefe e até do
NOSSO VIZINHO!!!




MORAL DA HISTÓRIA:
- Se quiser criticar alguém, certifique-se de que suas obrigações foram cumpridas!

Escolha sua musica!!!‏

SALVE É BOM PRA RECORDAR....  

ESCOLHA A MÚSICA E CLIQUE NELA...
 

Desenho de Deus (2006) Dandara (2005) Mulher Ideal(2002) Eu Sei (2004) Meu �bano(2005) Passarela no ar(2006) Por mais que eu tente(2005) Se n�o � amor(2005) Epit�fio (2001) A Miragem (2001) A Loba(2001) Se quer saber (2002) Amor e Sexo(2003) As Loucuras de uma Paix�o(1997) V� se me erra(1992) Devagar...Devagarinho(1995) Dois (1997) A can��o tocou na hora errada(1999) Mal Acostumado(1998) Paratodos(1993) Espanhola(1999) Partituras(1995) Sonhos(1994) Tem coisas que a gente n�o tira do cora��o(1996) Chama da Paix�o(1994) Sol de Primavera(1994) Lenha (1999) Mulheres(1998) SE (1992) Beija eu (1991) O Canto da Cidade(1992) Nobre Vagabundo(1996) Recado(1990) Encontro das �guas(1993) Sozinho(1999) Ta na Cara(1998) Resposta ao Tempo(1998) Ainda lembro(1994) Nuvens(1995) Dez a Um(1997) Bem Querer(1998) Ca�a e Ca�ador(1997) Alma G�mea(1995) Quem � Voc�(1995) Um Dia de Domingo(1985) Cora��o de Estudante(1983) Momentos(1983) Quarto de Hotel(1980) Se eu quiser falar com DEUS(1980) Meu Bem Meu Mal(1981) Voc� � Linda(1983) Baila Comigo(1980) Vai Passar(1984) Menino do Rio(1980) Oceano (1989) Fonte da Saudade(1980) Conselho(1986) Alma(1982) Mel na Boca(1985) Saigon(1989) De volta pro meu aconchego(1985) Faz parte do meu show(1988) S� Pra Contrariar(1986) Um Homem tamb�m chora(1983) Deslizes(1989) Bilhete(1980) Balada do Louco(1982) Viajante(1989) Um certo algu�m(1983) Purpurina (1982) Verde (1985) O que � o que � (1982) Me d� Motivo(1983) Lan�a Perfume(1980) Estranha Loucura(1987) Tiro ao �lvaro(1980) Anos Dourados(1986) Ca�ador de mim(1980) Agonia (1980) Meu Bem Querer(1980) Ao que vai chegar(1984) Como Uma Onda(1983) Tudo com voc�(1983) Paix�o(1981) Codinome Beija Flor(1985) Samba pra Vinicius(1980) Papel Mach� (1984) Judia de Mim(1986) Brasil (1988) Ontem (1988) Encontros e Despedidas(1985) Nos bailes da vida(1981) Samurai (1982) O Caderno(1983) Pedacinhos(1983) O �ltimo rom�ntico(1984) Cama e Mesa(1984) Todo o Sentimento(1987) Apesar de Voc� (1972) Grito de Alerta (1979) Naquela Mesa (1970) Detalhes (1970) Gabriela(1975) Gostava Tanto de Voc�(1973) Tigresa (1977) Coisinha do Pai(1979) Quando eu me chamar Saudade(1974) Canta Canta minha gente(1974) Foi um Rio que passou em minha vida(1970) Cio da Terra(1976) Ju�zo Final(1976) O Mar Serenou(1975) Gota D'Agua(1976) N�o deixe o samba morrer(1975) Viagem (1973) Sufoco (1978) Bandolins(1979) Atr�s da Porta(1972) Argumento(1975) Regra Tr�s(1973) A paz do meu amor(1974) Toada(1979) Meu mundo e nada mais(1976) Voc� abusou(1971) Tristeza p� no ch�o(1972) Rosa de Hiroshima(1973) Valsinha(1971) Retalhos de cetim(1973) �guas de Mar�o (1972) Come�ar de Novo ( 1978) Loucura (1979) Come�aria Tudo Outra Vez(1976) Foi Assim (1977) Outra Vez(1977) Caf� da Manh� (1978) Folhas Secas(1973) S� Louco(1976) 1.800 Colinas(1974) Dan�a da Solid�o(1972) Olho por Olho(1977) Conto de Areia(1974) A Deusa dos Orix�s(1975) Alvorada no Morro(1973) Pra Voc�(1972) Os Amantes(1977) O Surdo(1975) Peda�o de Mim(1979) To Voltando(1979) Pela Luz dos Olhos Teus(1977) Se queres saber(1977) O B�bado e a Equilibrista(1979) Wave (1977) Voc� (1974) Canto das Tr�s Ra�as(1974) Desabafo(1979) Samba de Orly(1971) Seu Corpo(1975) Madalena(1970) Samba de uma Nota S� ( 1960) Disparada (1965) Travessia ( 1967) Matriz ou Filial ( 1964) Trem das Onze (1965) Viola Enluarada (1967) A Banda (1965) Cantiga por Luciana ( 1969) Carolina (1967) Festa de Arromba ( 1964) Hoje (1966) Upa Neguinho (1967) Prova de Fogo (1967) Samba do Avi�o(1967) Noite dos Mascarados(1967) Laranja Madura (1966) Mas que nada(1963) Pa�s Tropical(1969) Modinha(1968) Poema do Adeus(1961) Sem Fantasia(1967) Est�o voltando as flores(1961) Samba em preludio(1962) Negue (1960) Garota de Ipanema ( 1962) Apelo (1967) O Barquinho ( 1961) Gente Humilde ( 1969) Minha Namorada (1962) Arrast�o (1965) Alegria Alegria (1967) Caminhando (1968) Voc� passa eu acho gra�a(1968) Namoradinha de um amigo meu(1965) A Flor e o Espinho ( 1964) Preciso aprender a ser s�(1965) Volta por cima(1962) Mulher de Trinta(1960) A Pra�a(1967) Chove Chuva(1963) Brigas(1966) Fotografia(1967) Andan�a(1968) Roda Viva(1967) Samba do crioulo doido(1968) Ningu�m Me Ama( 1952) Eu Sei Que Vou Te Amar (1958) Saudosa Maloca ( 1955) Chega de Saudade ( 1958 ) Concei��o ( 1956) Desafinado (1958) Esse seu olhar(1959) Iracema(1956) Dindi (1959) Ronda(1953) Evoca��o n�1(1957) Eu n�o existo sem voc�(1958) A Noite Do Meu Bem(1959) Se Todos Fossem Iguais a Voc� (1957) Castigo ( 1958) Ou�a ( 1957) L�bios de Mel ( 1955) Molambo ( 1953 ) Estrela do Mar(1952) Tereza da praia(1954) Algu�m como tu(1952) Evoca��o n�2(1958) E da�?(1959) A Deusa da Minha Rua ( 1940) Chuvas de Ver�o (1949) Copacabana ( 1947) Am�lia (1941) Adeus -Cinco Letras que choram-( 1947) �ltima Inspira��o( 1940) Marina ( 1947) Ave Maria no Morro (1942) Eu sonhei que tu estavas t�o linda (1942) Atire a Primeira Pedra ( 1944) Brasileirinho ( 1949) Mensagem ( 1946) Velho Realejo( 1940) Caminhemos( 1947).

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK