PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Morde o pau, piranha safada- CUIDADO!!

CUIDADO COM SEU PENSAMENTO........


É hilária....Nao tenha medo de abrir....rsrsrsrs


Baixe mordida n...wmv (440,2 KB)
mordida n...wmv
Baixar(440,2 KB)

Espetinho de rato é a iguaria mais popular no Malaui

Espetinho de rato é a iguaria mais popular no Malaui 


Aquecido, salgado ou seco - o camundongo � a iguaria popular do
momento nas estradas e feiras livres no Malaui.

 O hábito alimentar, que para nós parece estranho, começou ou graças aos campos de milho e depósitos de grilosos, frutas e ervas, que acabam  atraindo cada vez mais a atenção dos insetos e roedores.

 Para capturar, os caçaadores cavam buracos e colocam vasos de argila
cheios de água. De acordo com o Daily Mail
    a isca fica na boca do pote, onde eles colocam algumas cascas de
    milho. Como eles não resistem, acabam caindo no vaso e morrendo
    afogado. Depois são colocados em espetinhos - no estilo daqueles
    que usamos nos tradicionais churrascos - e condimentá-los. Entre as espécies mais apreciadas estilo o Kapuku, um rato cinza que possui
    cauda mais curta do que os ratos que nos habituamos ver.*

    **

    *Para quem não sabe e acha tudo isso absurdo, o Malaui possui uma
    população de 12 milhões de pessoas e são um dos países mais pobres do mundo, com índices galopantes de doen�a e fome, agravados por secas  periódicas.*

MENSAGEM

Pensamento: Deus entrou na história humana para oferecer-nos o presente da vida eterna.

Leitura: João 1:6-13.

Mensagem:
Surpresa!

            O redator de um reconhecido jornal fez um experimento para testar a percepção das pessoas. Ele pediu a um famoso violinista para tocar, incógnito, numa estação de trem da capital dos EUA numa manhã de janeiro. Milhares de pessoas passaram por ele enquanto tocava, mas poucas pararam para escutar. Após 45 minutos, apenas 32 dólares haviam sido depositados no estojo do talentoso violinista. Dois dias antes, esse mesmo homem – Joshua Bell – havia tocado com o mesmo instrumento musical, Stradivarius de 3,5 milhões de dólares, num concerto com lotação esgotada, para o qual cada pessoa pagara 100 dólares para ouvi-lo tocar.
            A ideia de uma pessoa não ser reconhecida por sua grandeza não é nova. Aconteceu o mesmo com Jesus. Ele “… estava no mundo…”, disse João, “… mas o mundo não o conheceu” (João 1:10). Por que as pessoas que esperavam pelo Messias receberam Jesus tão friamente? Uma razão é que elas estavam surpresas. Da mesma maneira que as pessoas de hoje não esperam que músicos famosos toquem em estações de trem, as pessoas do tempo de Jesus não esperavam que o Messias nascesse num estábulo. E também esperavam que Ele fosse um rei político – não de um reino espiritual.
            As pessoas do primeiro século estavam cegas ao propósito de Deus de enviar Jesus a este mundo. Ele veio para salvar as pessoas dos seus pecados (João 1:29). Receba o surpreendente presente de salvação que Deus hoje lhe oferece gratuitamente.

FONTE:
C. P. Hia
Nosso Andar Diário – Ministério RBC
MENSAGENS Q EDIFICAM

Os efeitos benéficos do vinagre no organismo

Os efeitos benéficos do vinagre no organismo.......caso contrário é um bom tempero para a salada vez ou outra!!!

ANEMIA
Doença causada por hemorragia, agentes químicos ou carência vitamínica ela
pode ser perigosa porque predispõe a outras enfermidades. Para combatê-la o
organismo necessita de ferro, vitamina B-12 além de uma extensa lista de
elementos nutritivos. O vinagre de maçã contém grande parte desses elementos, portanto utilize-o, prontamente, nas saladas e nas refeições em geral, se pretende combater a anemia.

ARTRITE
Ocorre quando as articulações inflamam devido à infecção bacteriana ou
traumática. Para amenizar as dores causadas por esta doença e tratá-la faça
o seguinte: misture uma colher (café) de mel e uma colher (café) de vinagre
de maçã em um copo com água. Beba a mistura pela manhã e à noite. Outro
método que consideram eficaz é beber um copo com água antes das principais
refeições, contendo 2 colheres (café) de vinagre.

ASMA
Pode ser aliviada combinando-se os benefícios da acupressão com o vinagre
de maçã. Aplique gaze umedecida com vinagre no lado interno dos pulsos,
prendendo-as com a ajuda de um elástico.

CABELOS
Ficam mais macios, abundantes e vistosos, se aplicar neles, depois de lavados e enxaguados, uma mistura de água e vinagre. Meça dois copos de água morna, misture uma colher (chá) de vinagre e despeje sobre os cabelos ainda húmidos.

CÃIBRAS
Tomar, durante as refeições, um copo de água misturado com uma colher
(sobremesa) de vinagre de maçã, diariamente, combate as cãibras noturnas.
Outro bom remédio para evitá-las é fazer uma mistura com 1 colher (café) de
mel, 1 colher (café) de vinagre de maçã e 1 colher (sopa) de lactado de cálcio em 1/2 copo de água. Beba essa mistura uma vez ao dia.

CALOS
Aplique compressas de vinagre de maçã, utilizando para isso meia fatia de pão dormido embebido em vinagre. Faça isso toda noite antes de dormir até que os calos desapareçam por completo.

CASPA
Após lavar a cabeça normalmente, enxágüe os cabelos com uma água contendo 1/2 copo de vinagre de maçã misturado com três copos de água morna. Esse tratamento além de combater a caspa, revigora os cabelos escuros e dá
brilho aos cabelos claros.

CATARATA
O desenvolvimento da catarata está associado à oxidação do cristalino.Isto
ocorre quando os radicais livres alteram a sua estrutura.Entretanto, o betacaroteno encontrado, principalmente na cenoura, mas também em outros alimentos como a maçã e o vinagre desta fruta, podem prevenir a catarata, isto porque o betacaroteno é um poderoso antioxidante que diminui o riscos de desenvolvimento da doença. Logo, para prevenir-se da catarata consuma, demasiadamente, alimentos que contenham betacaroteno, sem esquecer de ingerir doses diárias do vinagre de maçã. 

COCEIRA NA PELE
Podem ser aliviadas se passar na pele um chumaço de algodão umedecido com
vinagre de maçã. 

COCEIRA NOS OLHOS
Você pode aliviá-las passando no local um chumaço de algodão embebido em vinagre de maçã. O vinagre deve ser diluído na proporção de 1 volume de vinagre para 4 volumes de água. 

COLESTEROL
O vinagre contém uma fibra, a pectina, que percorre lenta e suavemente o organismo se aglutinando ao colesterol. Ao percorrer o organismo rumo à saída, a pectina leva consigo colesterol. Eliminando o alto nível de colesterol, se reduz os riscos de problemas cardiovasculares, como ataques
cardíacos e apoplexia. 

CRAVOS E ESPINHAS
À noite, quando for deitar-se, passe no rosto uma pomada feita com morangos
e vinagre de maçã. A pasta deve ser preparada com três morangos e 1/4 de
copo de vinagre de maçã amasse bem e deixe a mistura descansar por duas horas. Aplique esta pomada sobre o rosto e durma com ela, retirando-a, pela manhã, lavando normalmente o rosto.Faça o tratamento três vezes por semana e, em breve, se livrará das espinhas e cravos. Este tratamento também conserva a pele macia e saudável, retardando o envelhecimento. 

DIGESTÃO DIFÍCIL
O vinagre de maçã contém substâncias bastantes semelhantes às que são
naturalmente secretadas pelo estômago para digerir os alimentos, por isso
ele leva a fama de facilitador digestivo. Ao passo que auxilia na digestão é óbvio que ocorre uma melhora geral do metabolismo. Para combater a má digestão beba, no meio das refeições, 3 colheres (chá) de vinagre de maçã em um copo com água. 

DOR DE GARGANTA
Misture 1/4 de copo de mel e 1/4 de copo de vinagre de maçã e beba 1 colher
(sopa) a cada 2 horas. Faça gargarejos com uma mistura de um copo de água
morna e uma colher (sopa) de vinagre. 

DOR DE CABEÇA
 Coloque um pouco de vinagre de maçã na água de um inalador. Inale essa mistura durante 5 minutos, em seguida deite-se e a dor de cabeça vai desaparecendo aos poucos; ou enrole um pano umedecido com vinagre de maçã em volta da cabeça como se fosse um turbante. 

DOR NO ESTÔMAGO
Beba, aos poucos, um copo de água morna contendo 1. colher (sopa) de mel e
1 colher (sopa) de vinagre de maçã. Este procedimento além de amenizar as
dores de estômago, também combate a flatulência. 

ESQUECIMENTO
Acredita-se que quem bebe, regularmente, pequenas doses de vinagre goza de
urna mente viva por muito mais tempo. 


FLATULÊNCIA (GASES)
Acredita-se que não há nada que cause mais flatulência que os grãos das
leguminosas, portanto sempre que for cozinhar feijão e outras leguminosas,
coloque na panela do cozimento um pouco de vinagre. Isso é o bastante para deixar os grãos macios e fáceis de serem digeridos. 

FERIMENTOS
Desde os tempos bíblicos o vinagre era utilizado para tratar os ferimentos
infecciosos. Durante a guerra civil, nos Estados unidos, ele foi reguiarmente usado, pois como agente bactericida e antibiótico contribuía para desinfeccionar os ferimentos, evitando infecções mais graves e livrando da morte vários soldados. Portanto, em ferimentos infecciosos, com pus, vale a pena aplicar o vinagre de maçã e conferir os resultados. 

HEMORRAGIA
O vinagre de maçã também tem o poder de restabelecer o fluxo sangüíneo.
Portanto, em caso de menstruação excessiva ou quaisquer outros tipos de
hemorragia, beba 2 colheres (chá) de vinagre de maçã em um copo com água,
de duas a três vezes ao dia. O vinagre de maçã além de restabelecer o fluxo normal, contribui para a formação de glóbulos vermelhos. 

HIPERTENSÃO ARTERIAL (Pressão Alta)
Para tratá-la é indicado o uso do potássio. O vinagre de maçã, assim como a banana e a beringela, é rico em potássio, devendo, portanto, ser utilizado no combate à doença. Para combater esta doença deve-se tomar de 1 a 3
colheres (chá) de vinagre de maçã em um copo com água.Beba como remédio no
meio das refeições até obter resultado. 

INTOXICAÇÕES
 Por ser um excelente anti-séptico, os nutricionistas e médicos em geral sugerem que se empregue regularmente o vinagre na alimentação, evitando assim os riscos de intoxicaçõe alimentares e infecções causadas por bactérias ou parasitas que tenham se fixado nos alimentos. Para evitá-los, recomenda-se que as frutas, legumes e verduras, em especial as que serão ingeridas cruas, que fiquem de molho em água e vinagre por 15 minutos. A mistura deve conter 1 parte de vinagre para 6 partes de água. 

MAL DE ALZHEIMER
Caracterizada como doença pré-senil é a pior das doenças mentais associadas
à velhice. É causada pela carência de cálcio e de substâncias como a tiamina e a niacina aliadas à carência de B-12. Um  tratamento à base de vitamina B-12 e vinagre se revelaram benéficos, em pesquisas, restabelecendo a grande maioria dos pacientes. 

MAL ESTAR
Coloque sobre seu estômago um pano embebido em vinagre de maçã morno,
quando o pano esfriar troque-o novamente por um outro morno. Isto alivia o mal estar e ainda afasta as náuseas e vômitos. 

MANCHAS SENIS
As manchas que aparecem pelo como, comum na velhice, podem desaparecer com um tratamento à base de cebola e vinagre de maçã. Para isso, misture 1
colher (café) de suco de cebola e 2 colheres (café) de vinagre de maçã e,
com um chumaço de algodão ou um pedaço de pano, passe a mistura sobre as
manchas. Faça o tratamento diariamente e, em algumas semanas, as manchas
desaparecerão. 

MELHORA O METABOLISMO
Porque atua como um aliado do organismo, combatendo quaisquer viroses ou bactérias que, por ventura, tenham driblado as células de defesa. Sendo
assim você fica por mais tempo sem ter resfriado, gripe, enfim, os beneficios provocam uma melhora geral no organismo. 

MÚSCULOS CANSADOS
Não há nada melhor para acalmar os músculos fatigados ou distendidos que
envolvê-los em tecido embebido em vinagre de maçã. Mantenha a compressa por 3 a 5 minutos no local ou durante o tempo que achar necessário. 

OBESIDADE
Beba, antes das principais refeições, um copo de água morna com um colher
(café) de vinagre de maçã. Aos poucos seu apetite passará a ser moderado,
diminuindo a gordura excessiva. 

ODORES NAS AXILIAS
Para livrar-se do cheiro desagradável, passe um tecido embebido em vinagre
de maçã nas axilas. Use como se fosse um desodorante, após o banho, e em pouco tempo estará livre dos odores. 

OSTEOPOROSE
Doença caracterizada por perda óssea, a osteoporose, torna os ossos porosos
e frágeis fazendo com que se fraturem com facilidade. A enfermidade é grave levando o paciente a sofrer com dor, deformidade e outras moléstias decorrentes da doença. Também é uma doença causada pela carência vitamínica, nasce principalmente da aversão à lactose e de seus derivados
ricos em cálcio. Para prevenir esta doença deve-se ingerir grandes quantidades de alimentos ricos em cálcio, como o leite e seus derivados, além de muita verdura e doses maciças de vinagre de maçã, devido ao seu teor significativo de cálcio. 

PERDA DE MEMÓRIA
Causada, em grande parte, pelo mau hábito alimentar; em especial pela
ingestão de álcool, a perda da de memória é mais comum, em pessoas de longa
idade. As carências nutricionais são o grande problema dos idosos que têm
suas taxas de vitaminas e minerais abaixo do normal, contribuindo para a perda das capacidades mentais. Somente o vinagre de maçã proporciona a essas pessoas o equilíbrio orgânico entre aminoácidos, vitaminas e minerais, essenciais ao cérebro e ao corpo revertendo o quadro da doença. 

PÉS CANSADOS
Basta caminhar por 5 minutos em uma banheira com água e meio copo de
vinagre de maçã. A água deve encher a banheira até a altura dos tornozelos. Caminhe 5 minutos antes de deitar e 5 minutos ao levantar-se. 

PICADAS DE INSETO
Deve-se aplicar, imediatamente, o vinagre de maçã sobre as picadas.Elas serão aliviadas e desinfectadas. 

PÉ-DE-ATLETA
Se você tem pé-de-atleta ou se sofre com coceira e descamação dos pés, então deixe suas meias de molho, por meia hora, em água com vinagre,na proporção de um volume de vinagre para 5 de água. 

PROBLEMAS DE OUVIDO
Método antigo utilizado por nossas avós para impedir infecções nos ouvidos,
agora é recomendado por autoridades médicas. A Academia Americana de
Otorrinolaringologia sugere que se empregue uma mistura de vinagre com
álcool para impedir o desenvolvimento daquilo que chamamos de ouvido de
nadador. Um volume de vinagre misturado a igual volume de água fervida serve para enxaguar os ouvidos durante o banho, prevenindo-os de futuras infecções e coceiras. 

PROBLEMAS DE PELE
Proteger a pele - acredita-se que o vinagre de maçã misturado ao azeite de oliva a 50%, protege contra os danos que os raios solares provocam na pele.
Além disso é capaz de evitar a insolação e as rachaduras na pele. 

PROBLEMAS URINARIOS
Para prevenir os riscos de infecção nos rins ou bexiga, tome, diariamente, uma pequena dose de vinagre de maçã ele mantém a acidez necessária nas vias
urinárias, diminuindo assim os riscos de infecção. 

QUEIMADURAS ALCALINAS
No passado queimaduras alcalinas leves eram tratadas com vinagre de maçã
aspergido sobre o local afetado. Até os dias de hoje, o vinagre tem sido de
grande utilidade para neutralizar as queimaduras alcalinas. 

QUEIMADURAS DE MEDUSA
Não se deve ignorar as queimaduras de medusa. Na Austrália um jornal médico
recomenda que se jogue imediatamente vinagre sobre a queimadura,
considerando isto como etapa essencial de primeiros socorros no tratamento
das vítimas de medusas. Em Massachusets, um Colégio de Farmácia e Ciências
médicas aprovou e ratificou o método, abordando que se não houver cuidados
imediatos, o veneno da medusa no organismo pode provocar náuseas, dores de cabeça, calafrios, colapso do sistema cardiovascular e até morte. Somente o
vinagre pode neutralizar o veneno sendo aplicado no local imediatamente. 

RETARDA O ENVELHECIMENTO
Acredite que o uso prolongado e diário do vinagre, por representar uma melhora geral no metabolismo, pode prevenir contra o envelhecimento precoce, causado por diversos fatores, dentre os quais, correspondentes ao organismo debilitado. 

REUMATISMO
O reumatismo, assim como as cãibras e a artrite, é caracterizado também pela falta de potássio. O vinagre de maçã por conter potássio pode aliviar as dores do reumatismo, se for ingerido diariamente.

SOLUÇOS
Beba lentamente um copo de água morna contendo uma colher de café de vinagre de maçã. 

TOSSE NOTURNA
Umedeça a fronha do travesseiro em que irá dormir com vinagre de maçã. 

TUMORES
Os tumores e feridas purulentas da pele podem melhorar se for aplicada uma
bandagem embebida em vinagre de maçã.

ÚLCERAS
Estudos publicados em um jornal de Farmacologia Japonesa indicam que o
vinagre pode prevenir a úlcera gástrica causada pelo consumo excessivo de
álcool, isto porque o vinagre força o estômago a secretar mais suco
gástrico. Esta defesa natural parece proteger o estômago contra os efeitos
nocivos do álcool. 

VARICOCELE
O vinagre é indicado para tratar quaisquer tipos de veias varicosas (varizes). Na Escócia é antigo o costume de tratar varizes com vinagre de maçã. O vinagre deve ser aplicado, pela manhã e à noite, por toda a extensão das veias varicosas pelo período de um mês. Não esquecendo de ajudar o tratamento externo, ingerindo diariamente de 2 a 3 copos com água
contendo cada um 2 colheres (chá) de vinagre de maçã. Esse tratamento é
útil para tratar a doença que, em determinados casos, necessita de uma
intervenção cirúrgica. 

VARIZES
Enrole ao redor das pernas e sobre as varizes, um pano umedecido com o
vinagre de maçã. Mantenha as pernas erguidas com a compressa, por pelo
menos 1 hora. Faça isso pela manhã e à noite e ao final de 6 semanas sentirá um alivio impressionante.

Trabalho sem estresse

Manter o equilíbrio é fundamental para ter um bom desempenho profissional.
Acompanhe cinco dicas para relaxar durante o expediente POR LETÍCIA GONÇALVES / Shutterstock 

     Respire e silencie a mente: procure alinhar seus pensamentos no foco das atividades do dia. Sinta a energia que seu corpo absorve pela respiração profunda e ritmada, inspirando e expirando pelo nariz.
Alimente-se bem: priorize um café da manhã nutritivo, com frutas e cereais.
Você ficará mais preparado para a correria. Deixe algumas frutas secas, chás e sucos naturais por perto, caso sinta fome durante o dia. Acredite:
até o seu humor irá melhorar!
Aromatize o ambiente: os óleos essenciais são ótimos para gerar uma sensação de bem-estar. Escolha o aroma que mais o agrada e use como spray.
A lavanda, por exemplo, estimula o bom ânimo e acalma. Já o limão-siciliano ajuda a aumentar o foco.
Mantenha o propósito: não deixe que o desânimo, o cansaço ou a pressão atrapalhem a vontade de criar profissionalmente. Procure ver no trabalho
algo que o encoraje a continuar, mesmo diante dos obstáculos. Essências de rosa ou aveia selvagem ajudam a manter a perseverança.
Movimente a energia: durante o dia, pressione pontos reflexos do corpo que
estimulam sua energia vital e promovem um alívio para dores e tensões.
Massageie suas orelhas, alongando-as bem. Com o dedo indicador, faça movimentos circulares na região entre as sobrancelhas, ativando esse ponto
por um minuto.
Fonte: Márcia Cristina Oliveira Fernandes, professora do curso de Naturologia da Universidade Anhembi Morumbi

*Para mim é um enorme prazer compartilhar com voces todos os tipos de mensagens que recebo de muitos,e também algumas que encontro na internet,e que creio valer a pena dividir.
Forte e fraternal abraço do amigo Nardon
e contem sempre com este amigo que vos estima muito e valoriza vossas verdadeiras amizades!!!
Deus vos abençoe ricamente,e também todas vossas familias.
E quem tiver perfil no Facebook e quiser me adicionar,por favor,fiquem a vontade que certamente aceitarei.Muito obrigado!!!
http://www.facebook.com/NardonGCM
Roberto Parpaioli Nardon.
*
  i142087.jpg
51K Exibir Download

7 BILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO. VEJA SUA POSIÇÃO QUANDO NASCEU ...

7 BILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO. 
VEJA SUA POSIÇÃO QUANDO NASCEU
por curiosidade, que seja...
DIGITANDO SUA DATA DE NASCIMENTO, VC VAI VER QUAL SUA POSIÇÃO EM RELAÇÃO A:
HABITANTES DO PLANETA;
TODOS OS HABITANTES DO MUNDO ATÉ ENTÃO;
NASCIDOS NO  BRASIL;
GÊNERO (SEXO).
Veja a notícia: "Sete bilhões de pessoas no mundo: saiba em que posição
você está" :  CLICA AQUI:
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/10/111027_guia_populaca...

A CAMISOLA

Quem tem um marido destes...

ESTAMOS COM FOME DE AMOR...

Arnaldo Jabor e mais uma dentro
Estamos com fome de amor...
(JORNAL O DIA! Arnaldo Jabor)

O que temos visto por ai?
Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes.
Com suas danças e poses em closes ginecológicos, cada vez mais siliconadas,corpos esculpidos por cirurgias plásticas, como se fossem ao supermercado e pedissem o corte como se quer...
mas...
Chegam sozinhas e saem sozinhas...
Empresários, advogados, engenheiros, analistas, e outros mais que estudaram, estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos...
Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dancer", incrível.
E não é só sexo não!
Se fosse, era resolvido fácil, alguém dúvida?
Sexo se encontra nos classificados, nas esquinas, em qualquer lugar, mas apenas sexo!
Estamos é com carência de passear de mãos dadas,  dar e receber carinho, sem necessariamente, ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico na cama ... sexo de academia . . .
Fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçadinhos,
sem se preocuparem com as posições cabalísticas...
Sabe essas coisas simples, que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.
Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção...
Tornamo-nos máquinas, e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós...
Quem duvida do que estou dizendo, dê uma olhada nos sites de relacionamentos "ORKUT", "PAR-PERFEITO" e tantos outros, veja o número de comunidades como:
"Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra viver sozinho!"
Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários, em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.
Se olharmos as fotos de antigamente, pode ter certeza de que não são as mesmas pessoas, mulheres lindas se plastificando, se mutilando em nome da tal "beleza"...
Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e percebemos a cada dia mulheres e homens com cara de bonecas, sem rugas, sorriso preso e cada vez mais sozinhos.
Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário.
Pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) preciso ter a coragem de encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa.
...
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia isso é julgado como feio, brega, famílias preconceituosas.
Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções fazem-nos parecer ridículos, abobalhados...
Mas e daí?  Seja ridículo, mas seja feliz e não seja frustrado...
"Pague mico", saia gritando e falando o que sente, demonstre amor.
Você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto e cada instante que vai embora não volta mais.
Perceba aquela pessoa que passou hoje por você na rua talvez nunca mais volte a vê-la ou talvez a pessoa que nada tem a ver com o que imaginou pode ser a mulher da sua vida...
E, quem sabe, ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois.
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza?
Um ditado tibetano diz: "Se um problema é grande demais, não pense nele. E se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele?".
Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo, assistir desenho animado, rir de bobagens e ou ser um profissional de sucesso que adora rir de si mesmo por ser estabanado.
O que realmente não dá é para continuarmos achando que viver é out... ou in...
Que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo, que temos que querer a nossa mulher 24 horas maquiada e que ela tenha que ter o corpo das frutas tão em moda na TV e também na playboy e nos banheiros. Eu duvido que nós homens queiramos uma mulher assim para viver ao nosso lado, para ser a mãe dos nossos filhos. Gostamos sim de olhar e imaginar a gostosa, mas é só isso, as mulheres inteligentes entendem e compreendem isso.
Queira do seu lado a mulher inteligente: "Vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois, ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender
pelo resto da vida"...
Porque ter medo de dizer isso, porque ter medo de dizer: "amo você", "fica comigo", então não se importe com a opinião dos outros, seja feliz!

Antes ser idiota para as pessoas que infeliz para si mesmo! 



HORA DO RISO: JÓIAS DA TERCEIRA IDADE !!

Duas senhoras idosas estavam tomando o café da manhã num restaurante.
Ethel notou alguma coisa engraçada na orelha de Mabel e disse:
- Mabel, você sabe que está com um supositório na sua orelha esquerda???
Mabel respondeu:
- Eu tenho um supositório na minha orelha??
Ela o puxou, olhou para ele e então disse:
- Ethel, estou feliz que você tenha visto... agora eu acho que sei onde encontrar meu aparelho auditivo...


Quando o marido finalmente morreu, a esposa colocou no jornal o anúncio da morte, acrescentando que ele havia morrido de gonorréia. Logo que o jornal
foi distribuído, um amigo da família telefonou e protestou veementemente:
- Você sabe muito bem que ele morreu de diarréia, e não de gonorréia!!!
A viúva respondeu:
- Eu cuidei dele noite e dia, portanto é lógico que eu sei que ele morreu de diarréia! Mas eu achei que seria melhor que se lembrassem dele como um grande amante, ao invés do grande cagão que sempre foi. 



Uma velhota, durante a missa, inclina-se e diz ao ouvido do seu marido:
- Acabo de soltar um pum silencioso. Que acha que devo fazer?
O velho responde;
- Agora nada. Mas quando sairmos vamos comprar pilhas novas para o teu aparelho auditivo. 



Um casal idoso estava num cruzeiro e o tempo estava tempestuoso. Eles estavam sentados na traseira do navio olhando a lua, quando uma onda veio e carregou a velha senhora. Procuraram por ela durante dias, mas não
conseguiram encontrar. 

O capitão enviou o velho senhor para terra, com a promessa de que o notificaria assim que encontrasse alguma coisa.
Três semanas se passaram e finalmente ele recebeu um fax do navio:
"Senhor: lamento informar que encontramos o corpo de sua esposa no fundo do mar. Nós a içamos para o deque e, presa a ela, havia uma ostra. Dentro da ostra havia uma pérola que deve valer $50.000 dólares. Por favor, diga-nos o que fazer."
E o velho homem respondeu:
"Mande-me a pérola e atire de novo a isca."


O médico atende o paciente idoso e milionário, que estava usando um revolucionário aparelho de audição e pergunta:
- E aí, seu Almeida, está gostando do aparelho?
- É muito bom! - respondeu o velhinho.
- E a família gostou? - pergunta o médico.
- Não contei para ninguém ainda... mas já mudei meu testamento três vezes! 


É um casal de 80 anos, que está começando a ter problemas de memória. Eles vão ao médico para ser examinados. O medico faz um check-up e diz aos velhinhos que não há nada de errado com eles, mas que seria bom ter um
caderninho para anotar as coisas.
À noite, quando estão os dois assistindo TV, o velhinho levanta e a mulher pergunta:
- Onde você vai?
- À cozinha - responde ele.
- Você não quer me trazer uma bola de sorvete? - pede ela.
- Lógico! - responde o marido solícito.
- Você não acha que seria bom escrever isso no caderno?* *- pergunta ela.
- Ah, vamos! Qualé? Ironiza o velhinho - Eu vou me lembrar disso!
Então ela acrescenta:
- Então coloca calda de morango por cima. Mas escreve para não ter perigo de esquecer.
- Eu lembro disso, você quer uma bola de sorvete com calda de morango.
- Ah! Aproveita e coloca um pouco de chantilly em cima! - pede a velha -
Mas lembre-se do que o médico nos disse... escreva isso no caderno!
Irritado, o velhinho exclama:
- Eu já disse que vou me lembrar!!
Em seguida vai para a cozinha.
Depois de uns vinte minutos, ele volta com um prato, com uma omelete.
A mulher olha para o prato e diz:
- Eu não disse que você iria esquecer? Cadê a torrada? 



Uma cerimônia funerária estava sendo realizada por uma mulher que havia acabado de falecer. Ao final da cerimônia, os carregadores estavam levando o caixão para fora quando, acidentalmente, bateram numa parede deixando o caixão cair. Eles escutaram um fraco lamento. Abriram o caixão e
descobriram que a mulher ainda estava viva! Ela viveu por mais dez anos e então, morreu.
Mais uma vez uma cerimônia foi realizada e, ao final dela, os carregadores estavam novamente levando o caixão. Quando eles se aproximaram da porta, o marido gritou:
"Cuidado com a parede!!!!! 



Um casal de velhinhos vai ao escritório de um advogado para que seja preparado o divórcio. O advogado, vendo-os assim tão velhinhos, pergunta por que eles farão isso nessa idade tão avançada.
Determinada ao divórcio a velhinha diz:
- Veja doutor, é que ele tem, com muitos esforços, uma única ereção no ano e...
O velhinho super nervoso a interrompe dizendo:
- E ela pretende que eu a desperdice logo com ela.

DIA DE FINADOS - ORIGEM

Aproxima-se o “Dia de Finados”.

Afinal de contas, o que significa “Dia de Finados?”
Purgatório? O que vem a ser “Purgatório”?

--------------------------- 

Reflexões sobre o Dia de Finados - O dia da saudade, o dia de fazer memória, o dia de professar a fé na ressurreição. 






Dia dos finados – dia de oração em favor dos que partiram. 
 



No dia 02 deste mês, as peregrinações ao cemitério se intensificam. Todos querem levar uma flor à sepultura daquele que partiu, deixando um vazio de tristeza aos que ficaram. Pode, para muitos, ser um dia de saudade e de recordação. Para nós, cristãos, a visão da morte é diferente. Não que não nos traga tristeza. Mas há, na recordação dos mortos, um luminoso raio de alegria.

No prefácio da Missa dos mortos, a Igreja lembra esta confortadora esperança: “Aos que a certeza da morte entristece, a promessa da imortalidade consola. Para os que crêem, a vida não é tirada, mas transformada. E desfeita a nossa habitação terrestre, nos é dada no céu uma eterna mansão”.


O mesmo nos diz São Paulo (2° Cor. 5,1): Se nossa tenda for destruída, teremos no céu morada eterna, feita não por mãos humanas. É que para nós, cristãos, a morte não é o fim. É passagem, como o é a do nascimento da criança, que passa do escuro do seio materno para a luz do dia.


Não é possível fugir da morte. A vida, na visão do salmista (Salmo 89) é como a flor viçosa na madrugada que reabre em sorrisos para a aurora, mas que à tarde fenece e fica seca. Há, no culto dos mortos, talvez o desejo inconsciente de que eles estivessem vivos, bem perto de nós. Enfeitam-se os enterros de flores. Erguem-se monumentos nos cemitérios com afetuosas inscrições. Conservam-se nas paredes os retratos dos entes queridos. Temos medo de esquecer os nossos, que partiram. E eles não voltam para nos falar.


O Senhor Jesus já nos avisou. Por isto, é oportuno lembrar, no dia dos mortos, a colorida parábola, que São Lucas registra (Lc. 16,19) do homem rico e do pobre mendigo que vegetava na sua porta. Os dois morreram. Quando o rico pede ao Senhor para que o pobre volte à terra a fim de advertir os descuidados sobre o perigo de serem também eles castigados, a resposta divina é peremptória: a distância é intransponível. Não pode quem lá está voltar nem sequer para advertir os incautos. É a palavra do Mestre.

O que fazer pelos mortos? O 2º livro dos Macabeus (2º Mac. 12) responde: rezar por quem morreu, que é sinal de fé na ressurreição dos mortos. Dia dos finados – dia de oração em favor dos que partiram.


Dom Benedicto de Ulhoa Vieira

http://formacaodecatequistas.blogspot.com 

---------------------------------------- 



Celebração da vida e da esperança


No dia 2 de novembro, celebramos de modo especial a memória dos nossos irmãos já falecidos, rogando a Deus por eles. A liturgia realça a ressurreição e a vida, tendo como referência a própria ressurreição de Cristo. Embora sintamos a morte de alguém, acreditamos na vida eterna. Por isso Santo Agostinho nos recomenda: “Saudade sim, tristeza não.”

ORIGEM
- A lembrança dos falecidos sempre esteve presente nas celebrações da Igreja, com um momento especial na missa, desde início do cristianismo. Já no primeiro século, os cristãos rezavam pelos falecidos, visitavam os túmulos dos mártires nas catacumbas para orar por eles. No século IV, já se encontra a memória dos mortos na celebração da missa. Desde o século V a Igreja dedica um dia por ano para fazer oração por todos os falecidos. Mais tarde, fixou-se o dia 2 de novembro como dia especial de oração pelos mortos.

SOLIDARIEDADE ESPIRITUAL - De acordo com a doutrina cristã, existe um estado de purificação, depois da morte, chamado Purgatório. “Os que morrem reconciliados com Deus, mas carregando faltas, misérias, dívidas espirituais por pecados cometidos, necessitam se purificar para que possam entrar no Reino de Deus, que é o reino da santidade perfeita. Rezamos pelos nossos mortos, pois a Igreja ensina que, pela solidariedade espiritual que existe entre os batizados, temos condições de oferecer preces, sacrifícios em sufrágio das almas do purgatório.” Por isso oferecemos orações e missas pelos falecidos.

SENTIDO DO DIA - Na piedade popular inspirada em nossa fé católica, o Dia de Finados é marcado por três características: é o dia da saudade, o dia de fazer memória, o dia de professar a fé na ressurreição. É dia da saudade, pois nos faz sentir a ausência de quem foi presença em nossas vidas; ao mesmo tempo que se sente a ausência, revive-se a presença. Mas a memória dos entes queridos que partiram é confortada pela nossa fé na ressurreição. Se a certeza da morte nos entristece, a promessa da ressurreição nos faz viver da esperança de que a morte não é o fim da vida, mas é a passagem de uma vida peregrinante por este mundo para a vida na pátria definitiva.

VIDA TRANSFORMADA - Para o cristão, a morte é o início de uma nova etapa. Embora a tristeza nos domine quando perdemos um ente querido, a esperança nos consola, pois, como rezamos na Liturgia, “para os que crêem, a vida não é tirada, mas transformada; e desfeito o nosso corpo mortal, nos é dado, nos céus, um corpo imperecível.” A fé na ressurreição encoraja nosso viver e nos impulsiona à prática do bem, deixando-nos conduzir pelo Espírito Santo.

GARANTIA DE RESSURREIÇÃO - O Apóstolo Paulo nos ensina: “Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos habita em vós, aquele que ressuscitou Cristo Jesus dentre os mortos dará vida também aos vossos corpos mortais.” Para essa esperança, o próprio Deus nos deu a garantia ressuscitando o seu Filho Jesus. Se Deus ressuscitou a Ele, então nós temos a prova de que este Deus não deixa os mortos na morte. Se Deus ressuscitou Jesus, diz Paulo, então “Ele também ressuscitará a todos nós.” (1 Cor 6,14)

CHAMADOS À RESSURREIÇÃO - Na Profissão de Fé rezamos: Creio na ressurreição, creio na vida eterna. Que essa fé nos impulsione na caminhada até Deus, seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo. Assim construiremos uma vida feliz que se realizará de forma plena e perfeita após a morte, quando seremos envolvidos pelo abraço amoroso de nosso Pai. Todos morremos mas somos chamados à ressurreição por Cristo. Por isso o Dia de Finados é um convite a celebrarmos a vida e a esperança.
------------------------------------

Dia de Finados: comemoração dos fiéis defuntos

Prof. Renold J. Blank


A festa de finados nos confronta ano por ano com a mesma questão: o que aconteceu com os nossos mortos? Será que eles desapareceram para sempre? Ou será que eles entraram em novos ciclos de reencarnação, de tal maneira que voltarão em outra época e em outra forma, para viverem mais uma vida? Ou será que eles chegaram àquelas outras dimensões, das quais a religião cristã nos fala? Três possibilidades. Três alternativas. Qual delas é a verdadeira? Quem tem razão? A pergunta está sendo formulada. E diante do fato de nossa morte, da morte de nossos entes queridos, se exige uma resposta.

O Apocalipse de São João, numa visão grandiosa nos apresenta a imagem de “uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas” (Ap 7,9), reunidos em torno de Deus numa felicidade inimaginável. Eles “não mais têm fome nem sede, nem cairá sobre eles o sol nem calor algum” (Ap 7,16). Na imagem desta multidão, o autor do apocalipse quer transmitir aquilo que é o centro da Boa Nova cristã. A certeza de que o nosso destino final não será em algum lugar assombroso dos mortos, nem num “xeol” despersonalizado, nem numa nova vida terrena depois de mais uma reencarnação.


O nosso destino final é a comunhão pessoal e íntima com Deus. É este o plano dele e é para isso que Ele nos criou. Para que nele e através dele cheguemos à nossa plenificação. Esta plenificação, no entanto, não é o resultado de centenas e milhares de vidas, vividas no decorrer de sempre novas reencarnações. Ela é dom e graça de Deus que ama. De um Deus que se apaixonou por nós, e que, por causa disso, nos ressuscitará depois de uma única vida, para que sejamos para sempre unidos a Ele. Unidos com aquele que nos ama, numa êxtase de amor, pela qual o apóstolo Paulo, balbuciando, só consegue dizer que “nem o olho viu, nem o ouvido ouviu, nem jamais penetrou no coração do homem, o que Deus preparou para aqueles que amam.” ( 1 Cor 2,9)


No festa de Finados exprimimos a esperança de que os nossos entes queridos que já morreram já chegaram a este destino. Destino de todos nós. Destino planejado para nós, por um Deus que nos ama. Destino feliz, de tal maneira que o Dia de Finados pode ser uma das nossas maiores festas. Uma das nossas celebrações mais alegres e felizes, porque aqueles que nós amávamos já chegaram a um destino tão maravilhoso. O que nós celebramos neste dia, é a festa da ressurreição dos nossos entes queridos, e a esperança firmemente fundamentada em Jesus Cristo, que também nós, um dia, vamos ressuscitar.


(Extraído de “Consolo para quem está de luto” - Edições Paulinas)

Fonte: http://www.diocesedepiracicaba.org.br
 ----------------------------------



O dia de finados, é dia de reflexão, de saudade e de esperança.

A morte é ainda assunto-tabu, recalcado, silenciado. Preferimos viver como se a morte não existisse. Mas, na sociedade atual a morte é também trivializada com as guerras, calamidades, eutanásia, aborto, acidentes com auxílio da mídia. Há os que preferem fazer da morte uma experiência soft, é a “morte-soft”, relegada aos hospitais, funerárias e religiões. Aí a morte é maquiada, relativizada pelas instituições, chamada também de “morte digna”. Muitos de nós vivemos uma “vida inautêntica”, uma existência falsa porque não nos permitimos refletir e aceitar a morte.

A dura realidade é que a morte faz parte da vida, é o fim do curso vital, é uma invenção da própria vida em sua evolução. Morrer é uma experiência profundamente humana. Aliás, é a morte que confere um certo gosto e encanto à vida, pois se tudo fosse indefinidamente repetível, a vida se tornaria indiferente, insossa e até desesperadora. E então, a morte é um bem, uma manifestação da sabedoria do Criador. “Nada mais horrível que um eterno-retorno” (Sto Agostinho). Vemos assim que a morte não se opõe à vida, mas ao nascimento. A vida humana será sempre uma “vida mortal”, só na eternidade teremos uma “vida vital”.

Para os que crêem na eternidade, a morte é porta de entrada da vida, o acesso a uma realidade superior, a posse da plenitude. Assim a morte é um ganho, verdadeira libertação, uma bênção que livra a vida do tédio. Porém, do ponto de vista racional ou filosófico, a morte repugna. Budha escreveu: “O homem comum pensa com indiferença na morte de um estranho, com tristeza na morte de um parente e com horror na própria morte”. Outro pensador, Epiteto, disse: “Quando morre o filho ou a mulher do próximo, todos dizem: é a lei da humanidade. Mas, quando morre o próprio filho ou a própria mulher, o que se ouve são gemidos, gritos e lágrimas”.

A ressurreição de Jesus trouxe uma revolução em relação à morte, transformou o “poente em nascente”, Cristo “matou a morte”. Bem escreveu o poeta Turoldo: “morrer é sentir quanto é forte o abraço de Deus”. O fim transforma-se em começo e acontece um segundo nascimento, a ressurreição. “Então, descansaremos e veremos. Veremos e amaremos. Amaremos e louvaremos. Eis o que haverá no Fim que não terá fim” (Sto Agostinho). A fé nos garante que a morte não é uma aniquilação da vida, mas uma transformação. O homem vive para além da morte. Não precisa reencarnar. Creio na ressurreição da carne e no mundo que há de vir. A morte será então a maior festa da vida porque com ela dá-se o início da plena realização da pessoa humana. Habitaremos com Deus com um corpo incorruptível, espiritual e glorioso.

Com Santa Terezinha, todo cristão pode dizer: “Não morro, entro na vida”.  A morte não é apenas um fim, ela é também e principalmente um começo. É o início do dia sem ocaso, da eternidade, da plenitude da vida. A vida é imortal espiritualmente falando. Na morte chegamos a ser plenamente “ Teu rosto Senhor é nossa pátria definitiva”. No céu veremos, amaremos, louvaremos, diz Santo Agostinho. A participação na vida divina faz brotar em nossos corações, assombro e gratidão. Sem fé, porém a morte é absurdo, inimigo, derrota, ameaça, humilhação, tragédia, vazio, nada. Na fé, a morte é irmã, é condição para mais vida, é coroamento e consumação; é revelação e glória do bem.

Por fim, a morte tem um valor educativo: ensina o desapego da propriedade privada, iguala e nivela todas as classes sociais, relativiza a ambição e ganância, ensina a fraternidade universal na fragilidade da vida, convida à procriação para eternizar a vida biológica, rompe o apego a circuito fechado entre as pessoas mesmo no matrimônio, leva ao supremo conhecimento de si e oportuniza a decisão máxima e a opção fundamental da pessoa.

Para morrer bem, é preciso viver fazendo o bem: “levaremos a vida que levamos”.  O bem é o passaporte para a eternidade feliz e o irmão que ajudamos será o avalista de nossa glória no céu: “Vinde benditos”.

Dom Girônimo Zanandréa

--------------------- 



O que é o purgatório?

O purgatório é uma das realidades que acontecem depois da morte. É um dogma de fé da Igreja e quem não o aceita, não pode se dizer completamente católico. Depois da morte, que é a separação do corpo e da alma, acontece o juízo particular. Ali, a alma é julgada por Deus e tem dois destinos: a eternidade feliz (o céu) ou a eternidade infeliz (o inferno). No céu só entram os puros, e a Palavra é muito clara: “Os puros de coração verão a Deus”. O purgatório, então, é uma antessala do céu. As pessoas que morreram arrependidas de seus pecados e se confessaram, não vão para o inferno. O que as leva para lá é a culpa dos pecados, mas estes também tem as penas temporais, que é o estrago que ele próprio causou à pessoa, à sociedade e à Igreja como um todo. Então, essa pessoa tem de passar por um processo de purgamento (daí o nome purgatório; de purificação) para ver a Deus.


O que acontece com as almas enquanto estão neste lugar?


Quando acontece a morte, acaba-se o chamado 'merecimento'. Você não merece mais nada, só pode esperar na misericórdia de Deus e na oração dos vivos. As almas ficam no purgatório por um tempo, mas é claro que o tempo do Senhor é bem diferente do nosso, pois estamos falando de uma realidade pós-morte, quer dizer, num sentido atemporal. Quando dizemos tempo, quer dizer que tem uma duração, ou seja, um início e um final. As pessoas ficam submetidas à misericórdia divina, purgando todas as penas desses pecados até poderem, livremente, ver a face de Deus na glória que nós chamamos de céu.


Como se determina esse tempo?


Esse tempo é determinado de acordo a gravidade dos pecados cometidos e as suas consequências, que são as penas. Muitos santos tiveram a graça de Deus, como Santa Catarina de Gênova e o próprio São Francisco, de serem levados em êxtase ao purgatório; e todos são unânimes em dizer que é um lugar de grande sofrimento. Mas lá existe uma coisa que não existe no inferno, a esperança. Se as almas recebem orações daqui e as aceita, claro que esse purgatório pode ser diminuído. São os mistérios da misericórdia de Deus.


Estando lá, as almas podem ainda obter salvação?


Frei Josué: Sim, elas não vão mais para o inferno. Essa é a grande alegria; por isso não se desesperam. Elas sabem que ofenderam a Deus, pois ali se tem consciência total da gravidade dos pecados. Por isso, cada vez que formos pecar aqui na terra, devemos pensar, porque é desesperador saber que Deus está ali, atrás da porta, mas você não consegue vê-Lo. A única coisa que consola uma alma é a visão beatífica de Deus. Então, de um lado há um grande esforço de querer ver Deus; por outro, um reconhecimento profundo de que não se está preparado ainda. É um dilema, uma dor; e essa dor é purgativa, cura e faz com que ela pague todo o castigo merecido pelas penas dos seus pecados.


Todos nós passaremos por este lugar?


Uma coisa muito importante é sabermos que existe o arrependimento perfeito. Um exemplo disso é Dimas, o bom ladrão que está ao lado de Cristo na crucifixão. Ele teve um arrependimento tão perfeito, que o Senhor lhe disse: “Ainda hoje estarás comigo no Paraíso”(Lc 23,43). Por outro lado, alguns textos da Palavra de Deus como Mateus, capítulo 5, diz assim: “Entrem em acordo, sem demora, com o seu adversário, enquanto ainda estás em caminho com ele, para que se suceda que te entregue ao juiz e o juiz te entregue ao ministro e te seja posto em prisão. Em verdade eu te digo, dali não sairás antes de ter pago o último centavo” (cf. Mt 5,25-26). Este é o purgatório.


Para a maioria de nós é muito difícil, mesmo diante de confissão e tanto conhecimento, fazer um ato de arrependimento perfeito, arrepender-se de coração. Elas pensam assim: “Eu preciso ir para o céu, tenho de me arrepender”. Mas, muitas vezes, elas sentem vergonha de ter feito aquilo, mas não de ter ofendido a Deus. A contrição perfeita, que nos livra do purgatório, é essa consciência que as almas do purgatório tem: “Eu ofendi a Deus, não podia ter feito isso. Ele me deu tanto amor, tanta graça necessária para a minha salvação, mas eu não aproveitei. Eu mereço isso, eu merecia o inferno”. É um misto de contrição e esperança. Então, se vai passar pelo purgatório ou não, depende da contrição perfeita. Por isso, é importante confessar-se sempre.

Ele pode se tornar definitivo para algumas almas?


Não. Inclusive, quando Jesus voltar, ele eliminará o purgatório; só haverá o céu e o inferno.


Até mesmo os santos tem a obrigatoriedade de fazer essa passagem? E O que é um santo?


É aquele que praticou as virtudes em grau heróico. Muitas pessoas são santas e estão no céu, mas não são canonizadas. Quando a Igreja canoniza um santo, está dizendo que ele é um modelo perfeito, uma pessoa bem parecida com Cristo. Então, esse processo de purificação já foi pago aqui. Eu preciso falar também que existem três realidades que nos ajudam a evitar ou até a cortar o próprio purgatório. A primeira é a caridade, pois a Palavra diz que a caridade apaga uma multidão de pecados. Então, a pessoa que é muito caridosa, faz muito bem aos pobres por amor a Jesus – e essa é a verdadeira caridade –, ela paga muito do seu purgatório aqui na terra.


Uma outra graça é aceitar os sofrimentos com paciência. Se aceita com paciência, humildade, já estão vivendo aqui o seu purgatório. Uma outra forma são as indulgências plenária ou parcial, porque elas perdoam as penas dos pecados. Se a Igreja determina que um tempo seja de indulgência e você faz algumas práticas de piedade, como uma hora de adoração e a oferece nas intenções do Santo Padre, você ganha indulgências, ou seja, o perdão das penas. O seu purgatório está sendo evitado. Você também pode aplicar essas indulgências às almas dos seus falecidos, que você deve sempre rezar por elas.


O que leva uma pessoa para o céu ou para o inferno segundo a Igreja?


O que determina é a recompensa que cada um receberá das suas obras. Deus retribuirá a cada um de acordo com elas. É a prática ou não dos dez mandamentos resumidos em dois: "Amar a Deus sobre todas as coisas" e "Amar ao próximo como a si mesmo". Obedecer a lei de Deus e fugir do pecado, é isso determina o seu destino eterno, ou seja, o céu e o inferno começam aqui, consequentemente, o nosso purgatório também.


Por que a Igreja Católica reza pelas almas do purgatório?


Justamente por que a Igreja acredita, como a Palavra de Deus nos ensina, que quando uma pessoa morre, ela não pode mais fazer nada por ela mesma, pois está entregue à misericórdia de Deus e a sua própria história, pela qual ela é julgada. Mas os outros podem fazer isso por ela. É uma prática bíblica; sempre se rezou pelos mortos. Os primeiros santos foram mártires e, no túmulo deles, se fazia oração. Então, sempre houve essa questão da comunhão.


As almas do purgatório podem interceder por nós?


Claro. Elas não podem fazer nada por elas mesmas, mas podem oferecer o sacrifício. E quem reza tem esse grande privilégio de receber auxílio em muitos momentos. E quando essas almas saírem do estado de purgatório e chegarem ao céu, à plenitude da salvação, verdadeiramente elas vão poder fazer mais por nós.



Respostas dadas por: Frei Josué

-------------------------- 

O purgatório na Bíblia


Muitos me perguntam onde está na Bíblia o Purgatório? Ele é uma exigência da razão e mesmo da caridade de Deus por nós. A palavra “Purgatório” não existe na Bíblia, foi criada pela Igreja, mas a realidade, o “conceito doutrinário” deste estado de purificação existe amplamente na Sagrada Escritura como vamos ver. A Igreja não tem dúvida desta realidade por isso, desde o primeiro século reza pelo sufrágio das almas do Purgatório.

1 - São Gregório Magno (†604), Papa e doutor da Igreja, explicava o Purgatório a partir de uma palavra de Jesus: “No que concerne a certas faltas leves, deve-se crer que existe antes do juízo um fogo purificador, segundo o que afirma aquele que é a Verdade, dizendo que se alguém tiver pronunciado uma blasfêmia contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado nem no presente século nem no século futuro (Mt 12,31). Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas no século presente, ao passo que outras, no século futuro” (Dial. 41,3). O pecado contra o Espírito Santo, ou seja a pessoa que recusa de todas as maneiras os caminhos da salvação, não será perdoado nem neste mundo, nem no mundo futuro. Mostra o Senhor Jesus, então, neste trecho, implicitamente, que há pecados que serão perdoados no mundo futuro, após a morte.


2 - O ensinamento sobre o Purgatório tem raízes já na crença dos próprios judeus do Antigo Testamento; cerca de 200 anos antes de Cristo, quando ocorreu o episódio de Judas Macabeus. Narra-se aí que alguns soldados judeus foram encontrados mortos num campo de batalha, tendo debaixo de suas roupas alguns objetos consagrados aos ídolos, o que era proibido pela Lei de Moisés. Então Judas Macabeus mandou fazer uma coleta para que fosse oferecido em Jerusalém um sacrifício pelos pecados desses soldados. “Então encontraram debaixo da túnica de cada um dos mortos objetos consagrados aos ídolos de Jâmnia, coisas proibidas pela Lei dos judeus. Ficou assim evidente a todos que haviam tombado por aquele motivos… puseram-me em oração, implorando que o pecado cometido encontrasse completo perdão… Depois [Judas] ajuntou, numa coleta individual, cerca de duas mil dracmas de prata, que enviou a Jerusalém para que se oferecesse um sacrifício propiciatório. Com ação tão bela e nobre ele tinha em consideração a ressurreição, porque, se não cresse na ressurreição dos mortos, teria sido coisa supérflua e vã orar pelos defuntos. Além disso, considerava a magnífica recompensa que está reservada àqueles que adormecem com sentimentos de piedade. Santo e pio pensamento! Por isso, mandou oferecer o sacrifício expiatório, para que os mortos fossem absolvidos do pecado” (2Mc 12,39-45).

O autor sagrado, inspirado pelo Espírito Santo, louva a ação de Judas: “Se ele não esperasse que os mortos que haviam sucumbido iriam ressuscitar, seria supérfluo e tolo rezar pelos mortos. Mas, se considerasse que uma belíssima recompensa está reservada para os que adormeceram piedosamente, então era santo e piedoso o seu modo de pensar. Eis porque ele mandou oferecer esse sacrifício expiatório pelos que haviam morrido, afim de que fossem absolvidos do seu pecado”. (2 Mac 12,44s) .Neste caso, vemos pessoas que morreram na amizade de Deus, mas com uma incoerência, que não foi a negação da fé, já que estavam combatendo no exército do povo de Deus contra os inimigos da fé. Cometeram uma falta que não foi mortal.

Fica claro no texto de Macabeus que os judeus oravam pelos seus mortos e por eles ofereciam sacrifícios, e que os sacerdotes hebreus já naquele tempo aceitavam e ofereciam sacrifícios em expiação dos pecados dos falecidos e que esta prática estava apoiada sobre a crença na ressurreição dos mortos. E como o livro dos Macabeus pertence ao cânon dos livros inspirados, aqui também está uma base bíblica para a crença no Purgatório e para a oração em favor dos mortos.

3 - Com base nos ensinamentos de São Paulo, a Igreja entendeu também a realidade do Purgatório. Em 1Cor 3,10, ele fala de pessoas que construíram sobre o fundamento que é Jesus Cristo, utilizando uns, material precioso, resistente ao fogo (ouro, prata, pedras preciosas) e, outros, materiais que não resistem ao fogo (palha, madeira). São todos fiéis a Cristo, mas uns com muito zelo e fervor, e outros com tibieza e relutância. E S. Paulo apresenta o juízo de Deus sob a imagem do fogo a provar as obras de cada um. Se a obra resistir, o seu autor “receberá uma recompensa”; mas, se não resistir, o seu autor “sofrerá detrimento”, isto é, uma pena; que não será a condenação; pois o texto diz explicitamente que o trabalhador “se salvará, mas como que através do fogo”, isto é, com sofrimentos.

4 - Na passagem de Mc 3,29, também há uma imagem nítida do Purgatório:”Mas, se o tal administrador imaginar consigo: ‘Meu senhor tardará a vir’. E começar a espancar os servos e as servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o senhor daquele servo virá no dia em que não o esperar (…) e o mandará ao destino dos infiéis. O servo que, apesar de conhecer a vontade de seu senhor, nada preparou e lhe desobedeceu será açoitado com numerosos golpes. Mas aquele que, ignorando a vontade de seu senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes.” (Lc 12,45-48). É uma referência clara ao que a Igreja chama de Purgatório. Após a morte, portanto, há um “estado” onde os “pouco fiéis” haverão de ser purificados.

5 - Outra passagem bíblica que dá margem a pensar no Purgatório é a de (Lc 12,58-59): “Ora, quando fores com o teu adversário ao magistrado, faze o possível para entrar em acordo com ele pelo caminho, a fim de que ele não te arraste ao juiz, e o juiz te entregue ao executor, e o executor te ponha na prisão. Digo-te: não sairás dali, até pagares o último centavo.”

O Senhor Jesus ensina que devemos sempre entrar “em acordo” com o próximo, pois caso contrário, ao fim da vida seremos entregues ao juiz (Deus), nos colocará na “prisão” (Purgatório); dali não sairemos até termos pago à justiça divina toda nossa dívida, “até o último centavo”. Mas um dia haveremos de sair. A condenação neste caso não é eterna. A mesma parábola está´ em Mt 5, 22-26: “Assume logo uma atitude reconciliadora com o teu adversário, enquanto estás a caminho, para não acontecer que o adversário te entregue ao juiz e o juiz ao oficial de justiça e, assim, sejas lançado na prisão. Em verdade te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo” . A chave deste ensinamento se encontra na conclusão deste discurso de Jesus: “serás lançado na prisão”, e dali não se sai “enquanto não pagar o último centavo”.

6 - A Passagem de São Pedro 1Pe 3,18-19; 4,6, indica-nos também a realidade do Purgatório:”Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados (…) padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito. É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos na prisão, aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes (…).” Nesta “prisão” ou “limbo” dos antepassados, onde os espíritos dos antigos estavam presos, e onde Jesus Cristo foi pregar durante o Sábado Santo, a Igreja viu uma figura do Purgatório. O texto indica que Cristo foi pregar “àqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes”. Temos, portanto, um “estado” onde as almas dos antepassados aguardavam a salvação. Não é um lugar de tormento eterno, mas também não é um lugar de alegria eterna na presença de Deus, não é o céu. È um “lugar” onde os espíritos aguardavam a salvação e purificação comunicada pelo próprio Cristo.

Prof. Felipe Aquino 
---------------------------------------- 









Pensamentos Consoladores sobre o Purgatório


S. Francisco de Sales.

O grande doutor da Igreja, São Francisco de Sales (1567-1655), tem um ensinamento maravilhoso sobre o purgatório. Ele ensinava, já na idade média, que “é preciso tirar mais consolação do que temor do pensamento do Purgatório”. Eis o que ele nos diz:


1 - As almas alí vivem uma contínua união com Deus.


2 - Estão perfeitamente conformadas com a vontade de Deus. Só querem o que Deus quer. Se lhes fosse aberto o Paraíso, prefeririam precipitar-se no inferno a apresentar-se manchadas diante de Deus.


3 -Purificam-se voluntariamente, amorosamente, porque assim o quer Deus.


4 - Querem permanecer na forma que agradar a Deus e por todo o tempo que for da vontade Dele.


5 - São invencíveis na prova e não podem ter um movimento sequer de impaciência, nem cometer qualquer imperfeição.


6 - Amam mais a Deus do que a si próprias, com amor simples, puro e desinteressado.


7 - São consoladas pelos anjos.


8 - Estão certas da sua salvação, com uma esperança inigualável.


9 - As suas amarguras são aliviadas por uma paz profunda.


10 - Se é infernal a dor que sofrem, a caridade derrama-lhes no coração inefável ternura, a caridade que é mais forte do que a morte e mais poderosa que o inferno.


11 - O Purgatório é um feliz estado, mais desejável que temível, porque as chamas que lá existem são chamas de amor.


(Extraído do livro O Breviário da Confiança, de Mons. Ascânio Brandão, 4a. ed. Editora Rosário, Curitiba, 1981)

 
Atenção: Por toda esta semana estaremos publicando assuntos relativos ao Dia de Finados... 
 --------------------------------
 

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK