PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 15 de novembro de 2011

JOGUE: VOCÊ É BOM EM PORTUGUÊS? ENTÃO VAMOS LÁ.

JOGUE: VOCÊ É BOM EM PORTUGUES?
                                                   
Diverte e tira dúvidas.... muito gostoso.
Cem (100 ) erros de Português

PAI,

Pai,
Tá difícil manter o caminho,
Tenho andado em meio a espinhos,
Nem sempre é tão fácil acertar.

Pai,
Emoções descalçam os meus pés,
Me roubando em meio a cordéis,
Me enlaçam em minhas fraquezas.

Pai,
Eu nem sei o que te falar,
Mas, eu quero recomeçar,
Me ajuda neste instante.

Preciso da tua mão,
Vem me levantar,
Faz-me teu servo Senhor,
Me livra do mal.
Quero sentir o teu sangue curar-me.
Agora meu Senhor,
Vem restaurar-me.

RECEBI NO ORKUT


Bom dia


BOM DIA!

Viver é acalentar
sonhos e esperanças
fazendo da fé a
nossa inspiração maior
É buscar nas
pequenas coisas,
Um grande
motivo para ser feliz...


Beijos

Adoro vc
bjs

MÚSICA ROMÂNTICA

O QUE VC ACHA??

Nossa seria bom demais!!

Seria fantástico se a cada vez que o homem mentisse, o pinto dele diminuísse.
Mulher Fatal

A MENSAGEM DE DEUS!!

 
Seu Deus diariamente a Mensagem, entregue.Hoje, a mensagem de Deus para você é que para ser um líder eficaz, você deve compartilhar o seu conhecimento e criar ...

QUE LINDO!!

 
Se sou amado,
quanto mais amado
mais correspondo ao amor.
Se sou esquecido,
devo esquecer também,
Pois amor é feito espelho:
-tem que ter reflexo.

(Pablo Neruda)

ARACOIABA É CAMPEÃ

 
ARACOIABA É CAMPEÃ DO DA TERCEIRA FASE SEGUIDA DO INTERMUNICIPAL DE FUTSAL E ESTÁ CLASSIFICADA PARA FASE FINAL EM MOMBAÇA NOS DIA 22,23,24,25 E 26 DE NOVEMBRO.... RUMO AO TITULO.. TUDO ISSO GRAÇAS AO EMPENHO DE NOSSOS ATLETAS E APOIO DE NOSSO SECRETARIO JONAS CAMPELO E DE NOSSA PREFEITA DRA MARILENE....

Rabanadas doces

Existem variações de receitas de rabanadas, a que faço normalmente é do jeito que minha mãe me ensinou que é assim..,

Ingredientes
3 pãezinhos fatiados
2 ovos
1 colher (sopa de açúcar
1/2 litro de leite
gotas de baunilha a gosto
2 colheres (sopa) de vinho do porto (opcional)
canela e açúcar para polvilhar
óleo de milho ou girassol para fritar
Preparo
Bater os ingredientes no liquidificador, e molhar as fatias de pão , sem encharcar, fritar em óleo quente, e colocar em papel absorvente, polvilhar canela e açúcar.
Mas as rabanadas da foto fiz com outra receita, para testar, é a receita que segue abaixo, as duas são deliciosas.
Ingredientes
6 pães franceses amanhecidos ou pão italiano em fatias
2 xícaras (chá) de leite
1/2 lata de leite condensado
3 ovos
1/2 xícara (chá) de açúcar
2 colheres de sopa de canela em pó
2 colheres de licor de cacau (opcional)
Óleo para fritar (de milho ou girassol)
Preparo
Bater os ingredientes no liquidificador, passar as fatias de pão na mistura e fritar em fogo baixo ..polvilhar açúcar e canela por cima depois de frito


Ingredientes

Obesidade pode acarretar distúrbios do sono


O encurtamento do tempo de dormir tornou-se um hábito comum na sociedade atual e, curiosamente, em todos os países a obesidade tem se tornado uma verdadeira epidemia, sugerindo uma associação entre ambos. Hoje em dia sabe-se que distúrbios do sono têm o poder de influenciar o equilíbrio nutricional e metabólico do corpo, e vários estudos têm mostrado que sua restrição tem relação com maior prevalência de obesidade, dislipidemias e diabetes.


A privação de sono costuma provocar uma alteração do padrão hormonal que controla fome e saciedade, ocasionando um desequilíbrio dos mesmos, com aumento do apetite para alimentos com alta quantidade de carboidratos. Outras evidências mostram que a privação de sono pode aumentar não só o apetite como também a preferência por alimentos mais calóricos e ricos em lipídeos. Do ponto de vista hormonal, existe uma substância chamada grelina relacionada à fome e outra substância denominada leptina relacionada à sensação de saciedade. Na privação de sono, ocorre um desequilíbrio entre as duas, promovendo aumento do apetite e ingestão de alimentos com alto teor calórico.



Geralmente o excesso de peso provoca acúmulo de gordura na região cervical, ocasionando um estreitamento das vias aéreas e, desta forma, aumentando o risco de ronco e apneia. Algumas medidas, como o IMC (índice de massa corporal) e a medida de circunferência do pescoço podem ajudar a predizer esses riscos. Assim, ASSIMaSJMJJAaSAAtorna-se frequente entre obesos a Síndrome da Apneia-Hipopnéia Obstrutiva do Sono (SAHOS), e pacientes com obesidade mórbida podem ainda apresentar a Síndrome de Obesidade-Hipoventilação (Síndrome de Pickwick). Neste caso, o excesso de gordura interfere na movimentação da musculatura respiratória no tórax e abdômen, consequentemente, o tórax expande menos e há uma retenção de gás carbônico no corpo, ocasionando diversas alterações, entre elas uma sonolência excessiva durante o dia.



O diagnóstico é feito levando-se em consideração o quadro clínico do paciente, e muitas vezes as queixas do cônjuge. O melhor exame para diagnóstico de ambas as condições é a polissonografia, que permite avaliação das variáveis respiratórias e estagiamento do sono, além da medida da saturação de oxigênio no sangue.



O tratamento da apneia (SAHOS) é feito através de aparelhos que promovem uma desobstrução da via aérea. Geralmente tratando o distúrbio do sono o paciente já passa a dormir melhor, pois há uma melhora acentuada dos sintomas, principalmente da sonolência diurna, e quem dorme bem tem uma melhor ingestão alimentar, e, consequentemente, perde peso mais facilmente.


As novas mudanças do Facebook


AP Images
O Facebook recentemente redesenhou seu site, mudando algumas coisas de lugar e acrescentando novos elementos. Naturalmente, o Facebook mexe frequentemente com seus recursos e essas mudanças costumam enfurecer os usuários.
Desta vez, porém, as mudanças fizeram mais do que agitar algumas penas: elas praticamente depenaram as galinhas.
Uma pesquisa do blog de mídias sociais Mashable descobriu que 75 por cento dos fãs do Facebook 'odeiam’ a nova arrumação. O novo Facebook se saiu ainda pior no site de pesquisas Sodahead, no qual 86 por cento deram o polegar para baixo.
Pior do que um advogado é uma advogada .




Uma advogada vai entrando em um motel com seu amante, quando vê , de repente, que seu marido vem saindo com outra.



Aí ela grita:



AhAAAAAAAAAA!!!!
Maaaaaldiiiiiiiito!!
CafaJeeeeeste!!!!!!!!!!!!!!!!
Cachooooorrooooo!!!!!!!
Bem que me avisaram!!!!!



Te peguei seu sem vergonha!!!!!!



Eu trouxe até uma testemunha...!!!


FONTE: http://betocritica.blogspot.com/2011/11/advogada.html

Eryvando knowles - move your body

...

ooooopaaaaaa!!!!!

VIRAM SÓ COMO SE DANÇA BEYONCÉ!!!!!

ADORO ME DIVERTIR COM AS MUSICAS DA MINHA DIVAAA!!!....

EM BREVE MAIS VIDEOS
BY: ERYVANDO KNOWLES....

ÓTIMA COZINHEIRA!!

O cara liga do serviço para casa:
- Oi, amor! Hoje vou levar alguns amigos para jantar em casa e…
- Que ótimo, querido! Vou preparar uma comidinha deliciosa
- Desculpe-me moça, acho que liguei para o número errado!

MULHER DE FASES!

Mulher de fases!

Bom sou exatamente o que está escrito aí no titulo dessa minha auto descrição:
Nesse momento estou alegre, radiante te enchendo de coisinhas bonitas, mas daqui 5 minutos posso estar literalmente te soltando os cachorros, posso chorar ao saber de algo muito bom e rir em um velório, só quem gosta de mim de verdade sabe entender e aceitar isso, pq não é obrigação de ninguém gostar de mim!
Só amo de verdade um homem na vida . Ñ me apaixono facilmente, mas me desapaixono com facilidade. HJ em dia as pessoas ainda confundem amor com paixão e pior ainda, muitas pessoas banalizam o amor! Então não me venha da noite pro dia falar que me ama, pois me soará de uma falsidade danada, pois amor não se mede com palavras e sim com atitudes diárias, se conquista nos momentos, na convivência adquirindo assim os ingredientes perfeitos que servirão de base sólida para um futuro relacionamento entre dois seres do sexo oposto! Estou a cada dia revendo meus valores, reformulando meus conceitos, tentando me libertar de visões que tinha de certos aspectos de um relacionamento e que hoje em dia já consigo considerar antiquados, um deles seria minha visão sobre fidelidade, que via de uma forma que tenho quase certeza que era totalmente errônea, pois confundia muito isso com egoísmo, posse, coisas totalmente opostas, mesquinhas e egocêntricas. Estou começando a cada dia mais ver de outra forma um relacionamento que poderia digamos que considerar ideal.
Acho que um amor de verdade é baseado na confiança, na cumplicidade e na lealdade, acho que um casal conseguindo adquirir juntos esses três fatores o relacionamento se torna sólido o suficiente para que não tenha espaço para sentimentos egoístas tipo o ciúme. Pois com os três fatores citados acima teremos a certeza do seu amor verdadeiro por nós e teremos também a certeza de que ele voltará sempre para nosso lado, pois seu coração que é a coisa mais importante é nosso! Os verdadeiros sentimentos estão contidos em nosso coração e não será um mero prazer da carne que irá alterar a essência de um amor verdadeiro! Para que ficar se torturando com coisas do passado, que já nem existem mais, tanto fatos de suas vida quanto mágoas vindas de pessoas que TU gostava, tudo isso já ficou pra trás e se TU ainda sofre com isso é porque se permite, como dizia o poeta: Não tome veneno esperando que o outro morra! Tudo na sua vida depende exclusivamente de TU e sua mente pode ser sua maior amiga, mas também sua pior inimiga!
Estou tentando a cada dia ainda que sozinha extirpar de meu dicionário, de meu vocabulário esses sentimentos que já consigo considerar antiquados, claro que ainda há um longo caminho pela frente, mas já tenho a certeza do que quero!
Mas também não confundam liberdade com libertinagem, não é porque sou uma mulher espontânea, autêntica, verdadeira e liberada nas minhas idéias que dou o direito de saírem com cantadas baratas e invasão de privacidade, acho que as pessoas realmente inteligentes entendem do que estou falando e sabem muito bem os limites de sua curiosidade e liberdade comigo, quem não entender, sinto muito, reserve-se apenas a ler e se questionar! Se me achar certa agradeço, se me achar louca acharei o máximo, pois odeio coisas e pessoas normais, adoro esse meu mundo com doses picantes de loucura e uns breves momentos de lucidez!
.
Para ver este conteúdo, atualize para a versão mais recente de plug-in Flash em http://www.macromedia.com/go/getflashplayer.

LOVE - EU PRECISO...

 BOA NOITE MEU DENGO

Eu preciso
Preciso amar alguem
Que me olhe nos olhos
Me aqueça com seus carinhos
E me leve em longos beijos
A imaginarios caminhos
Me sentir a mais amada
Viver um amor de verdade
Fazendo valer a pena
O amor sem vaidade
Sentir nas coisas pequenas
A verdadeira felicidade...
Esse alguém
pode ser Você
Beijinho Com amor e carinho

ESPECIAL...

RECEBI NO ORKUT

 
Sabia que me arrependo de ter apagado os teus recados, principalmente os primeiros que recebi.... :'( 
Sempre que eu me sentia mal, eu os revia e me sentia confortada, porque a principio eram palavras verdadeiras... 
Mas de que adiantaria... atualmente não ia dar pra ver mais mesmo...
Mas traziam doces lembranças de um amor puro que hoje pra você é insignificante...
É bom saber que eu olho para trás e não me arrependo de nada do que aconteceu entre nós... a única coisa que me deixou encabulada, foi de não ter sido sincero comigo em relação ao que sentia. Mas já passou...
O que me resta é dizer que seja muito feliz e trate bem a pessoa que está ao seu lado.
Eu nunca disse "eu te amo" simplesmente pela emoção, mas sim porque era puro, verdadeiro, eu sinto até hoje...
[...]

LETRA FEIA NÃO É SÓ PRESSA OU PREGUIÇA. PODE SER DISGRAFIA <<>> IMPORTANTE.

Aprendizado
 
 
Letra feia não é só pressa ou preguiça. Pode ser disgrafia


Transtorno de aprendizagem afeta a capacidade de escrever ou copiar
letras, palavras e números.
 
Nathalia Goulart

Disgrafia: exercício mostra letra de adolescente de 14 anos
 
Disgrafia: exercício mostra letra de adolescente de 14 anos (Reprodução)
 
Assim como em outros transtornos de aprendizado, o tratamento da
disgrafia é multidisciplinar e envolve neurologistas, psicopedadogos,
fonoaudiólogos e terapeutas.
 
Com os cadernos de caligrafia fora de moda nas escolas, a letra ilegível
deixou de ser marca registrada apenas de médicos e apressados. Atraídos
pelo computadores, crianças e jovens tendem a exercitar pouco a letra
cursiva - antes treinada à exaustão nas folhas milimetricamente
pautadas. Assim, a hora da escrita pode virar um tormento: tanto para
quem escreve quanto para quem lê. Nas crianças em idade de
alfabetização, no entanto, a atenção de pais e professores deve ser
redobrada. Letra feia no caderno pode não ser apenas falta de jeito com
o lápis ou caneta, mas, sim, um transtorno de aprendizagem conhecido
como disgrafia, que afeta a capacidade de escrever ou copiar letras,
palavras e números. O centro do problema está no sistema nervoso, mais
precisamente nos circuitos neurológicos responsáveis pela escrita.
 
“A disgrafia pura ocorre ainda durante a gestação e já nasce com a
criança. Ela não é adquirida”, explica Rubens Wajnsztejn, neurologista
especializado em infância e adolescência. De acordo com Marco Antônio
Arruda, neurologista do Instituto Glia de Cognição e Desenvolvimento,
estudos apontam que a disgrafia é mais comum em meninos e é detectada
ainda na infância, depois que o processo de alfabetização é consolidado,
por volta dos oito ou nove anos. “A disgrafia pode ocorrer em adultos
também, mas somente quando ocorre uma lesão, como um derrame, que pode
comprometer a coordenação motora de mãos e braços”, afirma o médico.
“Mas, nesse caso, já não se trata mais de disgrafia pura”.
 
Ainda na infância, a dúvida é saber quando a letra ilegível vai além da
preguiça ou pressa e deve ser tratada como transtorno. Um teste
eficiente é pedir que a criança escreva algumas frases em uma folha sem
linhas, conta Raquel Caruso, psicomotricista e coordenadora da Equipe de
Diagnóstico e Atendimento Clínico (Edac). Se o resultado for uma escrita
lenta, com letras irregulares, retocadas e fora das margens, é hora de
preocupar-se. Além disso, os disgráficos têm dificuldades em organização
espacial: daí, a escrita em que as palavras parecem “subir e descer o
morro”.
 
Os sintomas da disgrafia não se referem exclusivamente à escrita. Alguns
outros sinais de alerta podem ajudar os pais antes mesmo da
alfabetização dos filhos. “Se você leva a criança a uma festa junina,
por exemplo, observe se ela tem ritmo para acompanhar as músicas,
memória para fixar os passos e atenção aos movimentos”, diz Raquel
Caruso. Se observada alguma dificuldade nesse sentido, é hora de
estimular a prática de exercícios físicos como correr e nadar, além de
brincadeiras como amarelinha, pintura e recorte para estimular a parte
motora dos pequenos. A falta dessas atividades pode comprometer o tônus
muscular, piorando a já difícil situação dos disgráficos.
 
*Rendimento escolar* – É importante ressaltar que a disgrafia não
compromete o desenvolvimento intelectual da criança nem é um indicador
de que o Q.I. (quociente de inteligência) dela é baixo. Silvana
Leporace, coordenadora do serviço de orientação educacional do Colégio
Dante Alighieri, em São Paulo, reforça: “Geralmente, os disgráficos são
alunos muito inteligentes. A comunicação oral deles é muito boa, mas, na
hora de colocar as ideias no papel, eles têm muita dificuldade”, conta.
 
É esse desdobramento do problema que pode prejudizar o rendimento do
aluno. Devido à dificuldade no ato motor, a criança demora mais a
realizar algumas atividades, em comparação a seus colegas. É o caso de
tarefas simples como copiar a lição da lousa. Outra situação típica: a
professora pede que os estudantes redijam um texto, e o disgráfico,
envergonhado pela a letra feia, conclui que nem vale a pena escrever.
“Isso abala a autoestima da criança”, diz Sônia das Dores Rodrigues, da
Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas
(Unicamp). Diante do obstáculo, ele deixa de aprender.
 
Sem o treinamento exaustivo da caligrafia, a atenção na escola deve ser
redobrada. “Se o treinamento da letra cursiva existe desde cedo, é
possível encontrar os disgráficos. Com a prática em desuso, os
professores e pais podem confundir digrafia com preguiça”, alerta Marco
Antônio Arruda. “Mas a letra feia pode ser treinada e as crianças tidas
como preguiçosas têm as habilidades necessárias para escrever bem. Já as
digráficas, não: elas não tem habilidade e precisam de tratamento.”
 
*Como tratar* – Assim como em outros transtornos de aprendizagem, o
tratamento da disgrafia é multidisciplinar e envolve neurologistas,
psicopedadogos, fonoaudiólogos e terapeutas. Medicamentos só são
indicados quando existem outros transtornos envolvidos, como déficit de
atenção (DDA) ou hiperatividade.
 
Em relação à parte motora, Raquel Caruso, do Edac, afirma que é
necessária uma preparação prévia do paciente, com exercícios mais
amplos, para depois chegar à escrita. “O ponto principal é trabalhar com
o corpo, com exercícios como manusear a argila e massagens, e depois
partir para o específico, que é a escrita e outros problemas, como o de
memória”, explica. “Vemos apenas o produto final, que é a letra
ilegível, mas existe muita coisa por trás disso”. O tratamento pode
levar meses e até anos, variando conforme o caso. O objetivo não é
atingir a letra bonita, mas, sim, legível. E dar uma forcinha para o
processo de aprendizado das crianças.

BOM DIA!!

_*GI*_* *


Molduras para Fotos? http://www.fotomolduras.com

PORQUE OS HOMENS NUNCA ESTAO DEPRIMIDOS

PORQUE OS HOMENS NUNCA ESTÃO DEPRIMIDOS:

                               Nao precisam trocar de sobrenome.

                               A garagem é inteirinha deles.

                               Os preparativos para o casamento são simples.

                               Podem comer chocolate sempre que quiserem.

                               Não engravidam.

                               Os mecânicos não mentem pra eles...

                               Nunca precisam procurar outro posto de
gasolina, para achar um banheiro limpo.

                               Rugas são traços de caráter...(e barriga, de
prosperidade??? Rsrsrs)

                               Ninguém fica encarando os peitos deles quando
estão falando.

                               Os sapatos novos não lhes machucam os pés.

                               As conversas ao telefone duram apenas 30
segundos.

                               Para férias de 5 dias, apenas precisam de uma
mochila.

                               Podem abrir qualquer tampa de frasco.

                               Se outro aparecer na mesma festa usando uma
roupa igual, não há problema, chegarão a ser amigos.

                               Cera quente não chega nem perto de suas
regiões íntimas.

                               Podem comer uma banana, ou chupar um sorvete
em lugares públicos, tranquilamente.

                               Ficam assistindo a TV com um amigo, em total
silêncio, por muitas horas, sem ter que pensar: “Deve estar
cansado de mim”.

                               Se alguém se esquece de convidá-los para
alguma festa, ainda assim vai continuar sendo seu amigo.

                               Sua roupa íntima custa no máximo 40 reais (em
pacote de 3…)

                                Três pares de sapatos são mais que
suficientes! (verdade???)

                               São incapazes de perceber que a roupa está
amassada.

                               Seu corte de cabelo pode durar anos, aliás,
décadas.

                               Uma cor só de sapatos para todas as estações.

                               Podem levantar a perna das calças, sem se
preocupar com a aparência das pernas.

                               Podem “fazer as unhas”, com um “trim”.

                               Podem deixar crescer o bigode, se quiserem.

                               Podem comprar os presentes de Natal para 25
pessoas, no dia 24 de dezembro, em 25 minutos!


  !CID_0~1.GIF
73K Exibir Download

MENSAGEM

Pensamento: Aplique-se ao estudo das Escrituras e as Escrituras a você.

Leitura: Hebreus 5:12; 6:2.

Mensagem:
Comida Para Bebês

            Você já experimentou a comida para bebês? Eu, já, e é terrivelmente fácil de digerir. Mas, sem dentes, os bebês não têm outra escolha. Com certeza, não conseguem comer um belo e suculento bife.
            Lamentavelmente, alguns cristãos se contentam com alimento espiritual para bebês, se alegram em rever seguidamente as verdades bíblicas mais conhecidas, sem aprofundar-se nos fundamentos do evangelho (Hebreus 6:1-2). Por não enterrar seus dentes em verdades mais profundas e passagens mais difíceis da Bíblia, falta-lhes a compreensão bíblica e as convicções para fazer escolhas corretas (Hebreus 5:13). Podem ter sido cristãos há muitos anos, mas suas capacidades espirituais permanecem subdesenvolvidas, e permanecem bebês.
            Conforme as crianças crescem fisicamente, elas aprendem a comer alimentos sólidos que lhes dão força e vitalidade. Da mesma maneira, cada cristão necessita assumir a responsabilidade de alimentar-se com alimento espiritual sólido. Falhar nisso significa permanecer espiritualmente fraco e subnutrido.
            Você mal pode dizer a idade física das pessoas com base em suas aparências. No entanto, a idade espiritual é revelada pela capacidade em distinguir o bem dentre o mal, e pelo caráter pessoal demonstrado dia a dia.
            Esse discernimento espiritual é evidente em sua vida? Ou você ainda se nutre de alimento espiritual para bebês?

FONTE:
C. P. Hia
Nosso Andar Diário – Ministério RBC
MENSAGENS Q EDIFICAM

Diabetes e qualidade de vida


Diabetes e qualidade de vida
Não se pode negar que a notícia de que alguém é portador de diabetes pode assustar, já que traz com ela a necessidade de mudanças importantes em hábitos e estilo de vida. Mas também é igualmente verdade que é plenamente possível conviver com a doença com qualidade e com alegria de viver, usando a diabetes com ponto de partida para mudanças que já se faziam necessárias e que só trazem ganhos à rotina e à saúde. É essa reflexão que gostaríamos de estimular, em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro.
Como diabetes é uma falha no transporte da glicose para dentro das células, podemos pensar em duas maneiras de ajudar o corpo: a primeira é controlar a oferta de glicose no sangue e a segunda é receber ou produzir mais insulina para executar o transporte da glicose necessária à sobrevivência para dentro de nossas células. A segunda forma vai depender de medicamentos, naturais ou sintéticos, de acordo com a necessidade individual de cada um, receitados e acompanhados pelo médico endocrinologista. Mas a primeira forma de auxiliar nosso corpo a conviver bem com diabetes depende exclusivamente da aquisição de hábitos saudáveis de vida e nesse campo as terapias naturais podem auxiliar bastante. Coisas simples como respirar livremente, se alimentar adequadamente, dormir, beber água, movimentar-se e ter pensamentos saudáveis são tão fundamentais para equilibrar nosso corpo e nosso espírito quanto a dosagem correta de insulina necessária ao funcionamento adequado do organismo.
Observe-se
O controle da oferta de glicose deve ser feito, obviamente, pelo controle da dieta. Todo diabético sabe que tem que reduzir o consumo de doces e massas, alimentos ricos em glicose e em carboidratos - que também se transformam em glicose dentro do corpo. Mas o que é importante observar é de que maneira lidar com a ansiedade, o medo, a tolerância à frustração e os limites impostos por uma dieta.
Muitas vezes a gente escuta que basta que uma coisa seja proibida para que tenhamos muito mais vontade de fazer, não é mesmo? Isso é natural ao ser humano, mas nem por isso temos que aceitar sem buscar soluções pra este sentimento de ansiedade e frustração. No amplo leque das terapias naturais vale lembrar o uso de florais, de aromas, de técnicas respiratórias e meditativas, de práticas corporais, de reflexologia, técnicas que auxiliam a diminuição da compulsividade - aquele impulso de comer rapidamente e sem discriminação - e ajudam a estabelecer uma rotina diária saudável e equilibrada.
  • Terapia floral - vários são os florais que auxiliam na redução de um comportamento compulsivo e no aumento da tolerância à frustração. Podemos citar o Chestnut Bud, que ajuda a quebrar círculos repetitivos, viciosos, facilitando o aprendizado de novos hábitos; Walnut, um floral importante para proteção e adaptação às fases de mudanças; Mimulus, para o medo da doença e Larch, para ter segurança de que se é capaz de seguir a dieta.
  • Aromaterapia - muito importante num momento que temos que lidar com a dieta é se concentrar nos aromas naturais dos alimentos e perceber que eles também nos saciam. Além disso, o óleo essencial de lavanda com laranja ou bergamota (1 gota de cada) em um aromatizador no ambiente das refeições ou em um aromatizador pessoal ajuda a relaxar e diminuir a compulsividade.
  • Práticas corporais, exercícios respiratórios e meditativos - muito se pode conseguir em equilíbrio incluindo-se duas ou três vezes na semana uma prática corporal, como yoga ou tai chi chuan. Mas também se pode alcançar excelentes benefícios corporais se apenas incluímos momentos de alongamento e respiração ao longo do dia. Uma das chaves para uma mudança de hábitos é a consciência. E estas práticas, muitas vezes bem breves, proporcionam momentos de clareza mental que ajudam nesta tomada de consciência da necessidade e dos benefícios de mudar.
  • Reflexologia - massagem ou automassagem nos pés é por si só uma ação relaxante. Além disso, estimula os órgãos digestivos e também o pâncreas, responsável pela produção de insulina. Já a auriculoterapia (colocação de sementes ou esferas em pontos da orelha) contribui para uma boa circulação energética e o desbloqueio de pontos de tensão ajuda a conquista de um equilíbrio geral do corpo.
  • Dicas indispensáveis, sempre - atenção à ingestão diária de água, mastigar bem e comer pausadamente evitando assuntos que aborreçam durante as refeições. Descanso e preparo para uma boa noite de sono, estabelecer um horário para uma reflexão diária ou uma leitura, ouvir ou tocar música, pintar, dançar e manter ativa sua vida social, além de participar de algum trabalho social, são atividades que redimensionam os desafios do dia a dia.
Enfim, podemos considerar que o diabetes é uma mensagem importante que o corpo emite pedindo a manutenção de hábitos mais saudáveis! E que temos aliados naturais para nós auxiliar na conquista de uma vida mais equilibrada e feliz!
Para continuar refletindo sobre o tema
Dia Mundial do Diabetes
Conheça o Mapa Astral do Personare e descubra tudo sobre seu jeito ser, agir, pensar e muito mais.
Sobre o autor
Katia Leite
Com formação universitária em Naturologia, dedica-se a atendimentos individuais e em grupo em São Paulo. Busca nos elementos da natureza os instrumentos que ajudam a manter e recuperar a saúde. Saiba mais »

QUER BAIXAR OS ÚLTIMOS SUCESSOS??

Posted: 14 Nov 2011 01:15 AM PST



Lançamento: 12.11.11
Download: Medifire
Tamanho:  129 MB

Posted: 14 Nov 2011 01:13 AM PST



Lançamento: 12.11.11
Download: 4Shared
Tamanho:  123 MB

Posted: 14 Nov 2011 01:10 AM PST



Lançamento: 12.11.11
Download: Medifire
Tamanho:  68 MB

Posted: 14 Nov 2011 01:08 AM PST



Lançamento: 12.11.11
Download: Medifire
Tamanho:  93 MB

Posted: 14 Nov 2011 01:06 AM PST



Lançamento: 12.11.11
Download: 4Shared
Tamanho:  150 MB

Posted: 14 Nov 2011 01:02 AM PST

Lançamento: 12.11.11
Download: Medifire
Tamanho:  54 MB

Posted: 14 Nov 2011 12:58 AM PST

Lançamento: 12-11-2011
Download: Medifire
Tamanho:  57 MB

LEITURA DIÁRIA

Evangelho (Lucas 19,1-10)

Terça-Feira, 15 de Novembro de 2011
33ª Semana Comum




— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. 2Havia ali um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. 3Zaqueu procurava ver quem era Jesus, mas não conseguia, por causa da multidão, pois era muito baixo. 4Então ele correu à frente e subiu numa figueira para ver Jesus, que devia passar por ali. 5Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa! Hoje eu devo ficar na tua casa”. 6Ele desceu depressa, e recebeu Jesus com alegria. 7Ao ver isso, todos começaram a murmurar, dizendo: “Ele foi hospedar-se na casa de um pecador!” 8Zaqueu ficou de pé, e disse ao Senhor: “Senhor, eu dou a metade dos meus bens aos pobres, e se defraudei alguém, vou devolver quatro vezes mais”.
9Jesus lhe disse: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão. 10Com efeito, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

Clube de Regatas do Flamengo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Flamengo

Flamengo escudo.svg
Nome Clube de Regatas do Flamengo
Alcunhas O Mais Querido do Brasil[1]
O Time do Povo
Mengo
Mengão
Fla
O Time da Massa
Torcedor/Adepto Flamenguista
Rubro-negro
Mascote Urubu
Samuca
Uruba e Urubinha
Popeye
Fundação 17 de novembro de 1895 (115 anos)
Estádio Gávea
Capacidade 8.500 pessoas[2]
Localização Rio de Janeiro (RJ) - Brasao.svg Rio de Janeiro, Rio de Janeiro RJ, Brasil
Mando de jogo em Estádio Olímpico João Havelange
Capacidade (mando) 44.000[2]
Presidente Brasil Patrícia Amorim[3]
Treinador Brasil Vanderlei Luxemburgo
Patrocinador Estados Unidos P&G
Brasil Banco BMG
Brasil Brasil Brokers
Brasil SKY (basquetebol)
Material esportivo Brasil Olympikus
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca
Brasil Copa do Brasil
Brasil Campeonato Brasileiro
Flags of the Union of South American Nations.gif Copa Sul-Americana
Flags of the Union of South American Nations.gif Copa Libertadores da América
Brasil NBB
Rio de Janeiro 2011
Brasil 2011
Brasil 2011
Flags of the Union of South American Nations.gif 2011
Flags of the Union of South American Nations.gif 2011
Brasil 2010-11
Campeão
Quartas-de-final
a disputar
Oitavas-de-final
não disputa
4° colocado
Rio de Janeiro 2010
Brasil 2010
Brasil 2010
Flags of the Union of South American Nations.gif 2010
Flags of the Union of South American Nations.gif 2010
Brasil 2009-10
2° colocado
Não disputou
14º colocado
Não disputou
Quartas-de-final
2° colocado
Rio de Janeiro 2009
Brasil 2009
Brasil 2009
Flags of the Union of South American Nations.gif 2009
Flags of the Union of South American Nations.gif 2009
Brasil 2009
Campeão
Quartas-de-final
Campeão
Primeira fase
Não disputou
Campeão
Ranking nacional 3º lugar, 2.086 pontos[4]
Website Flamengo.com.br
Kit left arm fla11h.png Kit body fla11h.png Kit right arm fla11h.png
Kit shorts whiteblackdown.png
Kit socks fla11h.png
Uniforme
titular
Kit left arm fla11a.png Kit body fla11a.png Kit right arm fla11a.png
Kit shorts blackreddown.png
Kit socks fla0910a.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm thinredborder.png Kit body fla11t.png Kit right arm thinredborder.png
Kit shorts blackreddown.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Soccerball current event.svg Temporada atual
editar
Clube de Regatas do Flamengo é uma agremiação poliesportiva brasileira com sede na cidade do Rio de Janeiro fundada para disputas de remo em 17 de novembro de 1895[5]. Criado no bairro de mesmo nome,[6] mudou-se para o bairro da Gávea na primeira metade do século XX[7].
Apesar de ter sido fundado como um "Clube de Regatas", o esporte mais tradicional no Flamengo é o futebol. Único clube carioca campeão da Copa Intercontinental (Mundial Interclubes), é a quarta equipe que mais vezes conquistou o Campeonato Brasileiro com 5 títulos. É a equipe mais vitoriosa do Campeonato Carioca com 32 títulos.
Sua atuação no futebol iniciou-se em 1912.[8] Suas maiores glórias neste esporte são a Copa Intercontinental (Mundial Interclubes)[9][10][11] e a Copa Libertadores de 1981[12][13][14], na equipe que contava com nomes como Paulo César Carpeggiani (técnico), Júnior, Adílio, Tita e liderada por Zico, considerado o maior ídolo da história do clube[15]. Detém o recorde de maior vencedor do Campeonato Carioca de Futebol com 32 títulos, sendo conquistado em cinco oportunidades o tricampeonato estadual[16]. Em 26 de julho de 2009, tornou-se o primeiro clube a atingir a marca de mil jogos na Primeira divisão do Campeonato Brasileiro.[17][18] Junto ao Botafogo de Futebol e Regatas, detém a maior sequência invicta do futebol brasileiro com 52 partidas em 1979.[19] O próprio Botafogo, além do Fluminense Football Club e do Club de Regatas Vasco da Gama são os grandes rivais esportivos do Flamengo ao longo da história.
É o clube com o maior números de torcedores do Brasil e do mundo, como indicam pesquisas do IBOPE,[20] e Datafolha[21]. Estima-se ter uma torcida entre 33 e 40 milhões de torcedores só no Brasil. O Flamengo foi eleito ainda, numa pesquisa feita pela FIFA, o nono maior clube do século XX, segundo maior do Brasil e quarto maior das Américas.[22] Já o Ranking da CBF coloca o Flamengo atualmente em terceiro lugar com 2086 pontos.[4] Em 9 de março de 2007, foi sancionada pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, a Lei Estadual 4.998/2007, instituindo o Dia do Flamengo, festejado no estado em 17 de novembro, data da fundação do clube.[23] Também em 2007, o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, César Maia, tombou a Torcida do Flamengo como Patrimônio Cultural da Cidade por promover espetáculos de alegria no Maracanã e em diversos estádios, instituindo também, em 17 de outubro de 2007, o Dia do Flamenguista, comemorado em 28 de outubro, mesmo dia do padroeiro do Flamengo, São Judas Tadeu.[24]
Além do remo e do futebol, outras modalidades de destaque no Flamengo são o basquetebol, onde a equipe masculina foi bicampeã nacional[25] e campeã sul-americana em 2009[26], e a ginástica artística que conta na equipe com nomes de destaque como Diego Hypólito, Daniele Hypólito e Jade Barbosa[27].

Índice

 [esconder

História

A origem


Equipe júnior do Flamengo em 2011
[28] Em fins do século XIX, o remo dominava o Rio de Janeiro. O futebol começava apenas a aparecer em alguns clubes, mas ainda era olhado com certo temor, pois não estava sendo recebido com entusiasmo pela sociedade carioca. A criação de um grupo organizado com o objetivo de disputar competições de remo com clubes de outros bairros surgiu entre jovens do bairro do Flamengo, no Café Lamas, no Largo do Machado.
Nestor de Barros, José Agostinho Pereira da Cunha, Felisberto Laport, Augusto Lopes, Mário Spindola e José Félix da Cunha Meneses compraram um barco, chamaram-no de Pherusa e o reformaram.
Em 6 de outubro de 1895, os antes citados juntamente com Maurício Rodrigues Pereira e Joaquim Bahia saíram da Ponta do Caju e com o tempo desfavorável, foram rumo à praia do Flamengo, mas o vento fez o barco virar. Bahia nadou até a praia para conseguir ajuda e chegou algumas horas depois, mas a chuva parou rapidamente e outro barco, Leal, resgatou os jovens e o que tinha restado de Pherusa. Então foi iniciada uma nova reforma da embarcação, mas ela foi roubada e desapareceu.

A fundação


Santuário de São Judas Tadeu, padroeiro do Flamengo, na sede da Gávea.
Um novo barco foi comprado e recebeu o nome de Scyra. Na noite do dia 17 de novembro de 1895, muita gente estava num dos corredores da casa número 22 da Praia do Flamengo, onde Nestor de Barros morava num dos quartos. Lá, há muito tempo, já guardavam Pherusa e depois Scyra. A reunião teve por objetivo a fundação do Grupo de Regatas do Flamengo. Naquela mesma noite, foi eleita a primeira diretoria[6]:
  • Domingos Marques de Azevedo, presidente
  • Francisco Lucci Colas, vice-presidente
  • Nestor de Barros, secretário
  • Felisberto Cardoso Laport, tesoureiro
Além dos eleitos, foram destacados como sócios fundadores José Agostinho Pereira da Cunha, Napoleão Coelho de Oliveira, Mário Espínola, José Maria Leitão da Cunha, Carlos Sardinha, Maurício Rodrigues Pereira, Desidério Guimarães, Eduardo Sardinha, Emido José Barbosa, José Félix Cunha Meneses, George Leuzinger, Augusto Lopes da Silveira, João de Almeida Lustosa e José Augusto Chairéo, sendo que os três últimos faltaram à reunião, mas foram considerados sócios fundadores. Na oportunidade, ficou estabelecido que a data oficial da fundação do clube seria 15 de novembro, feriado nacional[6][29].
As cores iniciais foram azul e ouro em listras horizontais bem largas. Entretanto, em 1898, por proposta de Nestor de Barros, houve mudança para as atuais: vermelho e preto[30].
Novos barcos foram sendo comprados e o Flamengo começou a destacar-se nas competições. Na I Regata do Campeonato Náutico do Brasil conquistou a sua primeira vitória com Irerê, uma baleeira a dois remos, no dia 5 de junho de 1898. Anteriormente, o Flamengo só havia obtido colocações secundárias e muitos segundos lugares, o que lhe valeu, inclusive, o apelido de Clube de Bronze. Em 1902, diante de seu crescimento, houve a transformação para Clube de Regatas do Flamengo[31].

Futebol

O início

A partir de 1902, o remo passou a dividir com o futebol a preferência popular. Assim, os associados do Flamengo tornaram-se sócios também do Fluminense para acompanhar o futebol e os do clube das Laranjeiras vieram para o rubro-negro, a fim de acompanhar as regatas. Alberto Borgerth representava bem o exemplo, pois pela manhã remava pelo Flamengo e à tarde jogava pelo seu clube, o Fluminense[32].
Entretanto, em 1911, houve a cisão no Fluminense e muitos jogadores do tricolor vieram para o Flamengo, resolvendo em assembleia do dia 8 de novembro de 1911 fundar um departamento de esportes terrestres, com Alberto Borgerth na direção. A briga entre Oswaldo Gomes e muitos dos jogadores do primeiro quadro do Fluminense foi a razão da discórdia. Originalmente, pensou-se em uma simples adesão ao Botafogo mas como o alvinegro, na época, era o grande rival do Fluminense, a ideia foi logo descartada. Em seguida consideraram a ideia de reforçar o já estabelecido Paysandu mas também foi vetado, uma vez que o clube era composto exclusivamente de ingleses. Finalmente, surgiu a ideia de Borgerth, de se criar uma seção de futebol no Flamengo. A proposta foi aprovada e consagrada na assembleia do clube realizada no dia 8[33].

1912 à 1933: da primeira partida ao fim do amadorismo

Na Praia do Russel foram feitos os primeiros treinos e no dia 3 de maio de 1912, já devidamente filiado à Liga Metropolitana de Desportos Terrestres, o Flamengo realizou a sua primeira partida. Foi no campo do América e os rubro-negros venceram o Mangueira por 16 a 2, sendo que o juiz foi o consagrado Belfort Duarte. O quadro do Flamengo formou com Baena; Píndaro e Nery; Coriol, Gilberto e Galo; Baiano, Arnaldo, Amarante, Gustavo e Borgerth[33][8].
Já em 1912, o Flamengo conquistou seu primeiro título no futebol, o Campeonato Carioca de Futebol do 2º Quadro. O primeiro uniforme foi chamado de "papagaio de vintém", mas em 1914, o clube adotou a camisa cobra coral (que só durou até 1916)[34] e venceu seu primeiro Campeonato Carioca e o segundo no ano seguinte.[35]
Em 1921, o Flamengo conquistou o seu segundo bicampeonato carioca e em 1925 conquistou seis títulos no futebol profissional, um recorde até então.[36] Em 1927, foi eleito o "clube mais querido do Brasil", levando a Taça Salutaris, vencendo o Vasco em um concurso do Jornal do Brasil[1]. Já no ano de 1930, o Flamengo teve seu pior apreveitamento em um ano no futebol.[36] Em 1933, o clube fez sua primeira excursão no futebol para fora do Brasil e no dia 14 de maio do mesmo ano, o rubro-negro fez seu último jogo como amador e venceu o River por 16 x 2[37].

1934 à 1955: do começo profissional ao segundo tri

Com a eleição do presidente José Bastos Padilha, em 1934, o Flamengo conseguiu melhorar a parte social do clube, cresceu em popularidade e em 1936 vieram craques como Domingos da Guia[38] e Leônidas da Silva[39] (que posteriormente seria artilheiro da Copa do Mundo de 1938). O ano de 1937 teve uma novidade no futebol rubro-negro, que foi a vinda do treinador Dori Kruschner, o qual implantou um novo esquema de jogo conhecido por WM e o treino sem bola[40]. Outra novidade foi a inclusão do segundo uniforme, com o objetivo de facilitar a visão dos jogadores nos jogos à noite, já que a iluminação não era a ideal. Neste mesmo ano, aconteceu a unificação dos campeonatos cariocas com a criação da Liga de Futebol do Rio de Janeiro, e todos os clubes já tinham implantado o profissionalismo. Em 1939, depois de 12 anos de jejum, o Flamengo voltou a conquistar o Campeonato Carioca[41] e com a equipe que serviria de base para o tricampeonato estadual na década de 40.
Em 1941, o clube disputou a sua primeira competição internacional, o Torneio Hexagonal da Argentina[42]. Em 1942, foi fundada a primeira a torcida organizada do Brasil: a Charanga Rubro-Negra[43] e em 1944, o Flamengo conquistou seu primeiro tricampeonato carioca (42-43-44)[44][45]. O principal fato em 1946 foi a fratura do jogador Zizinho, que desfalcou a equipe por seis meses e o time não teve a mesma sorte nas partidas. O mesmo Zizinho foi vendido em 1950 para o Bangu, considerado um dos piores negócios da história do clube.[46] Em 1955, o clube conquistou seu segundo tricampeonato carioca.[47][48]

1956 a 1973: dos anos dourados à véspera da glória

Apesar de nesse período as conquistas do Flamengo se limitarem mais ao âmbito regional, o clube teve em seu elenco jogadores como Dida, Paulo César "Caju", Gérson, Rondinelli, Horacio Doval, Fio Maravilha, Evaristo de Macedo, Reyes, entre outros, que fortaleceram as equipes montadas pelo clube.[49]
Em 1961, o Flamengo sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo[50], que na época era um título que valia muito mais que a simples rivalidade entre paulistas e cariocas. Após o tricampeonato carioca em 1955, o título seguinte só foi conquistado em 1963[51] e o posterior em 1965[52]. No final de 1968, Garrincha foi contratado e já começou a jogar pelo Flamengo, mas a expectativa de que ele pudesse jogar a temporada seguinte inteira não deu certo. Fez sua última partida pelo rubro-negro em 12 de abril de 1969, com 20 jogos e 4 gols marcados[53].
O maior legado da década de 1970, foi revelar ao mundo do futebol a equipe mais vitoriosa do Flamengo. Foi nesse período que craques como Zico, Júnior, Leandro, Andrade e outros tão importantes quanto, subiram para a equipe profissional do Flamengo. Em 1970, o clube conquistou sua primeira Taça Guanabara (1º turno do campeonato estadual)[54]. Nos primeiros cinco meses de 1971, a situação do Flamengo não foi nada boa, sob o comando de Yustrich em 28 jogos só venceu 8[55]. Em 1972 venceu novamente a Taça Guanabara e o Campeonato Carioca[56], em 1973 também conquistou o primeiro turno do campeonato estadual[57].

1974 a 1983: A "era Zico" e o período áureo


Zico foi o líder do Flamengo nas principais conquistas do clube.
Em 1974, Zico firmou-se de vez como titular do time do Flamengo, iniciando a chamada "era Zico", e o clube venceu o campeonato estadual neste mesmo ano[58]. Ainda na década de 70, o Flamengo conquistou o tricampeonato estadual de 1978/79 (especial)/79[59], sendo dois deles sobre o rival Vasco da Gama.
Embora já possuísse a maior torcida do Brasil, o rubro-negro só conquistou seu primeiro título em nível nacional vencendo brasileiro de 1980, ao derrotar o Atlético Mineiro no Maracanã por 3 a 2, e Zico foi o artilheiro principal com vinte e um gols[60][61][62].
1981 foi o ano mais especial da história do Flamengo. Além de conquistar o Campeonato Carioca[63] levantou a Taça Libertadores da América derrotando o Cobreloa do Chile por 2 a 0 na partida de desempate, gols de Zico, na primeira participação do rubro-negro na competição[12][13][14]. Depois, conquistou a Copa Intercontinental (Mundial Interclubes) ao bater o Liverpool da Inglaterra por 3 a 0, em Tóquio[9][10][11]. Zico ganhou o prêmio de melhor jogador da decisão. O Flamengo é o único clube carioca possuidor da Copa Intercontinental (Mundial Interclubes). Além disso, outro feito foi estabelecido no Campeonato Carioca daquele ano: a equipe conseguiu devolver a goleada de 6 a 0[64] imposta pelo Botafogo no dia do aniversário do Flamengo em 1972[65].
Em 1982 veio a segunda conquista do Campeonato Brasileiro, com uma vitória sobre o Grêmio com um gol de Nunes na vitória por 1 x 0 no terceiro jogo, após passe de Zico, que mais uma vez foi o artilheiro da competição[66][67][68].
Em 1983 o Flamengo conquistou o tricampeonato brasileiro ao golear o Santos no Maracanã por 3 a 0, jogo com recorde de público na história do Campeonato Brasileiro de Futebol[69][70][71]. Neste mesmo ano, Zico deixou o clube para ir jogar na Udinese, da Itália[72].

1984 a 1994: do drama e volta de Zico ao penta

Dois anos depois, Zico voltou ao clube e em 1986 conquistou seu último Campeonato Carioca[73]. Neste ano ele participou de poucas partidas, já que em 1985 numa partida do Estadual contra o Bangu ele foi vítima de uma entrada violenta do jogador Márcio Nunes, ficando sem jogar por muito tempo devido ao longo período de recuperação da cirurgia[74]. Porém, na partida inaugural do Estadual seguinte, marcou três dos quatro gols do Flamengo na vitória de 4 a 1 sobre o Fluminense[75].
Em 1987, foi um dos principais responsáveis pela conquista da primeira edição da Copa União (chamada pela CBF de módulo verde), considerado por maior parte da imprensa[76] e pelo Clube dos 13 como o tetracampeonato nacional do Flamengo[77][78]. Destacam-se as vitórias nas partidas semifinais contra o Atlético Mineiro e a final contra o Internacional, que foi vencida com um gol de Bebeto[79]. A Copa União terminou de maneira controversa. Naquele ano a CBF decidiu que não organizaria o Campeonato Brasileiro, sendo assim o Clube dos 13 decidiu organizá-lo. A CBF concordou com o regulamento criado pelo Clube dos 13, porém, voltou atrás, intervindo nas regras do campeonato, a então Copa União.[80][81] Na época o Clube dos 13 organizou o campeonato com as melhores equipes da época para disputar a Copa União e as demais equipes disputariam a Copa Brasil.[82] A CBF então dividiu em dois módulos (Verde e Amarelo), e com o campeonato em andamento decidiu que no fim o campeão do Módulo Verde jogaria com o campeão do Amarelo e o vice-campeão do Verde jogaria com o vice-campeão do Módulo Amarelo. Ao fim da Copa União o Flamengo (campeão do Módulo Verde) deveria enfrentar o Sport (campeão do Módulo Amarelo) para sagrar-se campeão, e o Internacional deveria enfrentar o Guarani. No entanto o Clube dos 13, e consequentemente o Flamengo e o Internacional, não aceitaram as alterações e sequer entraram em campo, perdendo suas partidas por WO.[83][84] A CBF então oficializou o Sport como campeão brasileiro de 1987 e o Guarani como vice-campeão daquele ano.[85]. Em 21 de fevereiro de 2011, através da resolução da presidência nº 02/2011 da CBF, oficializou o Flamengo como campeão brasileiro de 1987, ao lado do Sport Club Recife.[86] No entanto, em junho de 2011, a CBF, seguindo à decisão da 10ª Vara da Justiça Federal de Primeira Instância da Seção Judiciária de Pernambuco, foi obrigada revogar essa resolução, retornando a reconhecer Sport Club do Recife como único campeão brasileiro de futebol profissional de 1987.[87]

Maracanã em uma partida do Flamengo.
Em toda sua trajetória pelo rubro-negro, Zico marcou 568 gols e foi o maior artilheiro da história do clube[88]. Em 1990, diante de um Maracanã lotado, Zico faria a sua partida de despedida pelo Flamengo[89].
Mesmo sem seu grande craque, os primeiros anos da era pós-Zico, foram de glória para o Flamengo. A primeira conquista nacional foi a segunda edição da Copa do Brasil em 1990 contra o Goiás[90]. Entre o fim de 1990 e ao longo de 1991 o Flamengo, agora comandado por Júnior devolveu a "quina" em cima do rival Vasco da Gama, conquistando cinco vitórias seguidas, e conquistando o Estadual do Rio de 1991[91].
O ano de 1992 foi marcado pela conquista de mais um título nacional, superando o Botafogo na final do Campeonato Brasileiro daquele ano, que teve o primeiro jogo vencido pelos rubro-negros por 3 a 0 e o segundo empatado de 2 a 2. Neste ano o grande destaque foi mais uma vez Júnior[92][93].

1995 a 2005: do centenário ao risco de rebaixamento


Bandeira do Flamengo na entrada do Maracanã.
Após o título brasileiro de 1992, o clube entrou em uma grande crise financeira e as conquistas nacionais e internacionais tornaram-se menos frequentes. Em 1995, ano do seu centenário, o radialista Kleber Leite assumiu a presidência do clube e contratou o atacante Romário, então o melhor jogador do mundo, que estava no Barcelona[94]. Mesmo com Romário (que nesse ano brigava contra Túlio e Renato Gaúcho pelo "título" de Rei do Rio) e outros craques que foram contratados, como Edmundo e Branco, o ano do centenário rubro-negro não foi vitorioso. O Flamengo conquistou apenas a Taça Guanabara com três gols de Romário contra o Botafogo[95].
Em 1996, o Flamengo conquistou de forma invicta o Campeonato Carioca de Futebol e a Taça Guanabara, vencendo o Vasco no último jogo da Taça Rio e conquistando o título por antecipação. Romário foi o artilheiro do estadual e Sávio Bortolini Pimentel o destaque da campanha do Flamengo na Copa Ouro Sul-Americana, onde o Rubro Negro sagraria-se campeão. Este foi o terceiro título internacional oficial do Flamengo[96] [97].
Em 1999, assumiu Edmundo dos Santos Silva e, com ele, veio um contrato milionário com a empresa de marketing esportivo ISL[98]. Apesar de campanhas ruins no Campeonato Brasileiro, o Flamengo se destacava em outras competições, tanto que sagrou-se tricampeão estadual (1999, 2000 e 2001) todas elas em cima do Vasco. Ganhou a Copa Mercosul em 1999 e a Copa dos Campeões, em 2001[99]. Neste mesmo ano (2001), o Flamengo escapou do rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro na última rodada do torneio[100] e iniciou uma série de campanhas pífias no Campeonato Brasileiro, quase em todas lutando contra o rebaixamento.

O campo do Flamengo.
Em 2002 a ISL faliu, por razões alheias ao contrato com o Flamengo, e o clube ficou sem seu parceiro milionário. Sem dinheiro para manter o grande time montado, deu-se início a uma péssima fase no futebol rubro-negro. No mesmo ano Edmundo dos Santos Silva foi afastado da presidência acusado, entre outras coisas, de improbidade administrativa em uma votação bastante conturbada e polêmica (há denúncias de que não havia o quórum exigido no Estatuto do Clube). Até hoje não foi comprovada a veracidade dessas acusações a não ser as de sonegação de imposto, que foram assumidas pelo ex-presidente[101]. Sem dinheiro para grandes contratações, o Flamengo não conseguiu formar equipes competitivas e por pouco não foi rebaixado no Campeonato Brasileiro em 2002[102], 2004[103] e 2005[104].
Em 2003 e 2004, ainda conseguiu chegar a final da Copa do Brasil. No primeiro ano, perdeu para o Cruzeiro[105]. Na segunda vez, perdeu para o Santo André[106].
Em 2004 o Flamengo conquistou seu 28º título estadual, em cima do rival Vasco da Gama[107]. Em 2005, o Flamengo fez um dos piores anos de sua história e, na chegada do técnico Joel Santana para salvar o clube do rebaixamento nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, cravou, em nove jogos disputados, seis vitórias e três empates, evitando assim que o Flamengo tivesse que disputar a Segunda Divisão em 2006[108].

2006 a 2009 : o início de novos tempos e o fim da espera


Torcida no Maracanã.

Torcida do Flamengo no Maracanã em 2007.
Em 2006, chegou pela quinta vez à final da Copa do Brasil, porém desta vez conseguiu conquistar o título sobre o rival Vasco[109]. Um fato curioso foi a demissão do técnico Waldemar Lemos, após a classificação da equipe para as finais da competição[110]; e para o seu lugar foi contratado Ney Franco.
Em 2007, paralelo à disputa da Copa Libertadores da América, o Flamengo conquistou a Taça Guanabara. Na final do estadual contra o Botafogo, o Flamengo sagrou-se campeão nos pênaltis[111]. Na Taça Libertadores da América de 2007, foi eliminado pelo Defensor Sporting, do Uruguai, nas oitavas de final. Em sua partida de ida, perdeu por 3 a 0 em Montevidéo e venceu por 2 a 0 o jogo de volta[112]. O Campeonato Brasileiro de 2007 prometia ser um dos piores da história do Clube de Regatas do Flamengo. Durante a disputa, o técnico Ney Franco foi demitido e o clube contratou novamente Joel Santana. Nesse ponto, o clube almejava apenas sair da zona de rebaixamento e talvez conquistar uma vaga na Copa Sul-americana, porém ao final do campeonato o Flamengo havia conquistado o direito a uma vaga na Taça Libertadores da América de 2008[113].
No primeiro turno do Campeonato Carioca de 2008 conquistou a Taça Guanabara e, posteriormente na final, o Campeonato Carioca, ambos sobre o Botafogo[114]. Na primeira fase da Taça Libertadores terminou com a segunda melhor campanha desta fase do campeonato[115]. Nas oitavas de final da Taça Libertadores, o Flamengo enfrentou o América. No primeiro jogo aplicou uma goleada de 4 a 2 sobre o adversário, em pleno Estádio Azteca. Contudo, no jogo de volta foi eliminado, perdendo a partida no Maracanã por 3 a 0.[115]. No Campeonato Brasileiro, o Flamengo teve um início avassalador, porém pontos preciosos perdidos em casa custaram-lhe não só a chance de conquista do título quanto a classificação para a Copa Libertadores de 2009. Porém, com o descenso do seu maior rival Vasco da Gama à Série B do Campeonato Brasileiro, o Flamengo tornou-se o único clube carioca a nunca rebaixado no Campeonato Brasileiro.[116].
Na Taça Rio de 2009, o time superou o Botafogo na final, conquistando o título e o direito à disputa do estadual.[117] Nas finais, assim como em 2007, a decisão foi para os pênaltis[118]. O título marcou o quinto tricampeonato estadual do clube, e o deixou pela primeira vez líder absoluto em número de conquistas estaduais: 31, contra 30 do Fluminense[16]. Na Copa do Brasil, o clube foi eliminado pelo Internacional, após empate por 0 a 0 no Maracanã e uma derrota por 2 a 1 que encerrou a participação do clube na competição.[119] Em 22 de julho de 2009, Cuca foi demitido do clube.[120] Com Andrade como substituto, o time embalou no Campeonato Brasileiro e, com uma grande recuperação no segundo turno, assumiu a liderança na penúltima rodada, após vencer o Corinthians por 2 a 0 e com a derrota do São Paulo de 4 a 2 para o Goiás.[121] Em 6 de dezembro o clube precisava vencer para confirmar o título, num jogo tenso contra o Grêmio que saiu na frente no placar, mas o Flamengo virou o jogo para 2 a 1 e conquistou a taça de campeão após 17 anos.[122][123][124]

2010– : O risco de rebaixamento e a crise

Em 2010, o Flamengo apostava em conquistar diversos títulos e para isso, trouxe como reforço o atacante Vágner Love. Adriano e Vágner passaram a formar uma dupla de ataque que muitos torcedores apelidaram como "Império do Amor"[125]. Na Taça Guanabara foi eliminado na semifinal pelo Botafogo pelo placar de 2 a 1.[126] Na Taça Rio voltou a perder para o Botafogo pelo mesmo placar, desta vez na final terminando a esperança do Tetracampeonato.[127].
Já na Copa Libertadores da América, o Flamengo classificou-se na última vaga para as oitavas-de-final, após uma campanha com três vitórias, um empate e duas derrotas.[128] Mesmo com a classificação apertada, o treinador Andrade foi demitido[129]. O Flamengo foi eliminado da competição pelo Universidad de Chile, no critério do gol fora-de-casa (perdeu por 3 a 2 no Maracanã e venceu por 2 a 1 em Santiago). Após a eliminação, Adriano e Vágner Love deixaram o rubro-negro. No segundo semestre, o Flamengo começou o Campeonato Brasileiro de forma irregular, o que ocasinou a demissão do técnico Rogério Lourenço.[130] Rapidamente Silas foi anunciado como o novo treinador do clube[131], mas continuaram os maus resultados, e Silas também foi demitido[132]. No dia 5 de outubro, foi anunciado o novo técnico, Vanderlei Luxemburgo[133], que assumiu o comando com a missão de tirar o Flamengo de perto da zona de rebaixamento e com a meta de classificar a equipe para a Copa Sul-Americana de 2011. Após findar com o risco de rebaixamento na penúltima rodada,[134] o Flamengo ficou com a última vaga para a competição sul-americana e finalizou o Campeonato Brasileiro como a equipe com mais empates (17).[135]

Títulos


Sala de Troféus do Flamengo.

Estatísticas

Elenco atual

Goleiros
Jogador
1 Brasil Felipe
27 Brasil Paulo Victor
28 Brasil Vinícius
Defensores
Jogador Pos.
3 Brasil Welinton Z
4 Brasil Ronaldo Angelim Z
14 Brasil David Braz Z
37 Brasil Gustavo Z
44 Brasil Alex Silva Z
2 Brasil Léo Moura LD
22 Brasil Galhardo LD
6 Brasil Júnior César LE
21 Brasil Rodrigo Alvim LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Chile Maldonado Suspenso V
8 Brasil Willians V
17 Brasil Fernando V
38 Brasil Luiz Antonio Jogador Lesionado V
55 Brasil Airton V
7 Brasil Thiago Neves M
11 Brasil Renato Abreu M
16 Chile Fierro M
18 Argentina Bottinelli Jogador Lesionado M
20 Brasil Vander M
25 Brasil Thomás M
Atacantes
Jogador
9 Brasil Deivid
10 Brasil Ronaldinho Capitão
15 Brasil Diego Maurício
19 Brasil Negueba Suspenso
26 Brasil Jael
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Vanderlei Luxemburgo T
Brasil Antônio Lopes Júnior AS
Brasil Jaime de Almeida AS
Brasil Antônio Mello PF
Brasil João Marcos PF
Brasil Diogo Linhares PF
Brasil Marcelo Martorelli PF
Brasil Cantarele TG
Brasil Sérgio Helt CO
Brasil José Luiz Runco MD
Brasil Luiz Claudio Baldi MD
Brasil Marcelo Soares MD
Brasil Marcio Tannure MD
Brasil Serafim Borges MD
Brasil Fabiano Bastos FT
Brasil Mario Peixoto FT
Brasil Adenir Silva MA
Brasil Esmar Russo MA
Brasil Jorginho MA
Brasil Leonardo Acro NT
Brasil Sílvia Ferreira NT
Brasil Claudio Pavanelli FG
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Suspenso: Jogador suspenso
  • Jogador Lesionado: Jogador lesionado

Transferências 2011

Entradas
Jogador Clube anterior
Fairytale right.png Brasil Egídio (LE) Brasil Vitória Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Felipe (G) Portugal Sporting de Braga Emprestado
Fairytale right.png Brasil Everton Silva (LD) Brasil Ponte Preta Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Lenon (V) Brasil Goiás Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Rômulo (V) Brasil Atlético Goianiense Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Camacho (M) Brasil Goiás Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Erick Flores (M) Brasil Náutico Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Vinícius Pacheco (A) Brasil Figueirense Emprestado
Fairytale right.png Argentina Darío Bottinelli (M) Chile Universidad Católica
Fairytale right.png Brasil Wanderley (A) Brasil Grêmio Prudente
Fairytale right.png Brasil Vander (M) Brasil Bahia Emprestado
Fairytale right.png Brasil Romário (A) Brasil CFZ do Rio
Fairytale right.png Brasil Ronaldinho (M) Itália Milan
Fairytale right.png Brasil Thiago Neves[139] (M) Arábia Saudita Al-Hilal
Fairytale right.png Brasil Marcelo Lomba (G) Brasil Ponte Preta Vindo de Empréstimo
Fairytale right.png Brasil Júnior César[140] (LE) Brasil São Paulo
Fairytale right.png Brasil Jael[141] (A) Brasil Portuguesa Emprestado
Fairytale right.png Brasil Alex Silva[142] (Z) Brasil São Paulo
Saídas
Jogador Clube de destino
Fairytale left red.png Brasil Toró (V) Brasil Atlético Mineiro
Fairytale left red.png Brasil Léo Medeiros (V) Fim de contrato
Fairytale left red.png Brasil Michael (A) Ucrânia Dínamo de Kiev Vindo de Empréstimo
Fairytale left red.png Brasil Juan (LE) Brasil São Paulo
Fairytale left red.png Brasil Lenon (V) Brasil Duque de Caxias Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Romário (A) Brasil CFZ do Rio Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Antônio (V) Brasil Duque de Caxias Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Erick Flores (M) Brasil Boavista Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Marcelo Carné (G) Brasil Boavista Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Rômulo (V) Brasil Atlético Goianiense Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Camacho (M) Brasil Bahia Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Vinícius Pacheco (M) Brasil Grêmio Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Marcelo Lomba[143] (G) Brasil Ponte Preta Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Kléberson (V) Brasil Atlético Paranaense Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Val Baiano (A) Rescisão de contrato
Fairytale left red.png Brasil Everton Silva (L) Brasil Boavista Emprestado
Fairytale left red.png Brasil Marquinhos (M) Brasil Vitória Vindo de Empréstimo
Fairytale left red.png Brasil Egídio (LE) Brasil Ceará Vindo de Empréstimo
Fairytale left red.png Brasil Wanderley[144] (A) Qatar Al-Arabi
Fairytale left red.png Brasil Jean (Z) Brasil Vitória
Legenda
  • Vindo de Empréstimo: Jogadores que retornam de empréstimo
  • Emprestado: Jogadores emprestados

Jogadores destacados

Esta é uma lista de jogadores de destaque que já passaram pelo Flamengo:[15][49]

Treinadores


Zagallo foi um dos principais técnicos da história do Flamengo.
Esses são os principais treinadores:[145][146][147][148][149][150]
  • Brasil Carlinhos – o Violino, como era chamado em seus tempos de jogador, costuma chamar a Gávea, sede do clube, de "segunda casa", e não é para menos: foram 517 partidas como meio-campista do Flamengo (seu único clube) entre 1958 e 1969 e outras 313 como treinador em 7 passagens pela equipe entre 1983 e 2000. Como principais títulos como treinador estão os Cariocas de 1991, 1999 e 2000, os Brasileiros de 1987 e 1992, e a Copa Mercosul de 1999.
  • Brasil Carlos Alberto Torres – possui duas curtíssimas passagens pelo clube, a primeira entre abril e agosto de 1983, e a segunda entre novembro de 2001 e fevereiro de 2002, mas suficientes para, respectivamente, conquistar o Brasileiro de 1983 e ajudar o clube a fugir do rebaixamento do Brasileiro de 2001.
  • Brasil Cláudio Coutinho – capitão de artilharia e mestre em Educação Física, são dele as idéias que fizeram do Flamengo o time campeão Mundial de 1981. Teve duas passagens pelo Flamengo: 1976-77 e a marcante 1978-80, tendo como principais títulos: o terceiro tricampeonato Carioca (1978/1979 Especial/1979), o Palma de Maiorca de 1978, os Ramón de Carranza de 1979 e 1980, e o Brasileiro de 1980. Faleceu prematuramente afogado aos 42 anos, poucas semanas antes de ver o Flamengo ser campeão Mundial (em 1981). Foi também o técnico da Seleção Brasileira na Copa de 1978.
  • Hungria Izidor "Dori" Kürschner – revolucionário técnico húngaro, implementou o primeiro esquema tático no Brasil que se tem notícia: o WM. Trazido pelo presidente José Bastos Padilha, treinou o clube no período de 1937-38, e apesar de não ter vencido nada de relevante, pode-se dizer que foi ele quem trouxe a tática futebolística não só ao Flamengo, como ao Brasil.
  • Brasil Flávio Costa – técnico com maior número de partidas disputadas à frente do time de futebol (746 ao todo). Dirigiu o clube em vários períodos: setembro de 1934 a janeiro de 1937, dezembro de 1938 a dezembro de 1946, 1951-52 e 1962-65. Como principais conquistas, o primeiro tricampeonato Carioca (1942/43/44), além dos Cariocas de 1939 e 1963.
  • Paraguai Fleitas Solich – dirigiu o Flamengo em 504 partidas, nos períodos de abril de 1953 a junho de 1959, julho de 1960 a janeiro de 1962, depois em 1971. Como principais conquistas estão o Segundo Tricampeonato Carioca (1953/54/55), Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo de 1956, e o Torneio Rio-São Paulo de 1961, além de mais de 10 outros troféus.
  • Brasil Jair Pereira – sua principal passagem pelo clube se deu no ano de 1990, quando foi campeão da Copa do Brasil.
  • Brasil Joel Santana – com seu estilo defensivo, possui quatro passagens pelo clube (1996, 1998, 2005, 2007-08) em que se destacam o título Carioca invicto e a Copa Ouro Sul-Americana de 1996, a fuga do rebaixamento do Brasileiro de 2005, a arrancada do Brasileiro de 2007 e o título Carioca de 2008.
  • Brasil Ney Franco – o treinador mineiro teve uma passagem pelo clube entre maio de 2006 e julho de 2007, quando foi campeão da Copa do Brasil de 2006 e Carioca de 2007. Depois que Zagallo saiu do clube em novembro de 2001, foi quem ficou mais tempo à frente da equipe de forma ininterrupta (74 jogos).
  • Brasil Paulo César Carpeggiani – titular absoluto do Flamengo entre 1977 e 1980, em meados de 1981, por conta de sérios problemas no joelho, se aposenta como jogador (oficialmente seu último jogo seria um amistoso Flamengo x Boca Juniors em setembro de 1981), para logo então assumir o comando do Flamengo como seu treinador. Poucos meses depois, ele estaria à frente do time que deu ao clube suas maiores conquistas: a Libertadores da América e o Mundial de 1981. Como treinador, venceu também o Carioca de 1981 e o Brasileiro 1982. Ficaria até março de 1983, para só retornar no ano de 2000 quando teve uma rápida e apagada passagem de 3 meses pelo clube.
  • Brasil Zagallo – o tetracampeão do mundo de futebol tem sua história diretamente ligada ao Flamengo. Além de ter sido jogador do clube entre os anos de 1951 e 1958 (217 jogos), Zagallo foi seu treinador nos períodos de 1972-73, 1984-85 e 2000-01, totalizando 283 partidas. Exercendo a função de técnico do clube constam como seus principais títulos os Cariocas de 1972 e 2001 e a Copa dos Campeões de 2001.
  • Brasil Andrade – No ano 2009, entrou como técnico interino, após o Flamengo demitir o técnico Cuca. Após alguns jogos, o clube resolveu promovê-lo. Andrade levou o time a conquistar seu único título brasileiro na década de 2000, quebrando um tabu de 17 anos sem conquistar o campeonato em 2009. Na sequência o clube chegou a ficar até catorze pontos atrás do então líder Palmeiras, mas nos seus 17 últimos jogos o retrospecto foi de 12 vitórias, 4 empates e apenas 1 derrota.

Uniformes

Basquetebol

O basquete rubro-negro ganhou seu primeiro campeonato em 1919[151], o Campeonato da Cidade do Rio de Janeiro (masculino), título que voltou a conquistar em 1932. O tricampeonato conquistado em 1933 (este invicto), 1934 e 1935 foi o primeiro da história do clube[152]. Em 1934[153], 1949[154], 1951 e 1953[155], o Flamengo foi campeão brasileiro em campeonato organizado pela antiga CBD (Confederação Brasileira de Desportos).
Passados treze anos, a coordenação técnica ficou a cargo de Togo Renan Soares, o Kanela, que hoje dá nome ao ginásio. A chegada do novo técnico revolucionou a história do basquete rubro-negro e acabou com a "seca" de títulos. Em 1948 e 1949, o Flamengo foi bicampeão estadual. No ano de 1951, Gilberto Cardoso se tornou presidente e a partir daí o Flamengo entrou na década de ouro do basquete rubro-negro. De 1951 a 1960, o Flamengo sagrou-se decacampeão carioca. Durante esses 10 anos, foram 193 vitórias e 4 derrotas. A equipe formada na época destacou atletas que fizeram nome no clube como: Algodão, Gedeão, Alfredo, Godinho, Guguta, Waldyr Boccardo, Fernando Brobró (campeão do mundo em 1959 e 1963), Arthur, Zé Mário, Tião Gimenez e Ardelum.[151]
O basquete masculino do Flamengo voltou a conquistar títulos em 1962, 64, 75, 77, 82, 84, 85, 86, 90, 94, 95, 96, 98, 99 e 2002. Atualmente, o Flamengo é hexacampeão estadual, com os títulos de 2005, 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010[152]. Nas décadas de 70 e 80, o destaque da equipe era Pedrinho. Entre os anos de 1999 e 2003, o grande nome do basquete rubro-negro foi Oscar Schmidt, o mão santa, que encerrou a carreira no clube.
Em 2008, o Flamengo foi pela primeira vez campeão do Campeonato Brasileiro[156]. Em 2009, o Flamengo começou o ano com uma grande equipe, sagrando-se campeão da Liga Sul-Americana de Basquete[26] e conquistando o segundo título brasileiro[25].
Na categoria feminina, o basquete rubro-negro foi bicampeão brasileiro em 1954 e 1955, com o talento de Carminha, Didi, Marina, Regina, Ivanira, Luiza Helena Micelli. Exatos dez anos passados, em 1964 e 1965, a equipe voltou a ser campeã brasileira, com algumas atletas que conquistaram o primeiro "Bi". Norminha, Angelina, Marlene e Delei (da Seleção Brasileira) foram campeãs no Pan-americano de 1967, em Winnipeg no Canadá.

Elenco 2011


Flamengo (basquete masculino)  v·e 
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Ultimo Clube
Ala/Armador 4 Brasil Marcelinho (C) 2,00 m  ? kg Zalgiris Kaunas
Armador 5 Brasil Hélio 1,87 m  ? kg
Ala 6 Brasil Guto 1,90 m  ? kg Liga Sorocabana
Ala/Pivô 7 Brasil Wagner 2,03 m  ? kg Uberlândia
Armador 9 Brasil Fred 1,80 m  ? kg  ?
Ala/Armador 10 Brasil Duda (INJ) 1,91 m  ? kg Brasilia
Ala 21 Brasil Teichmann 2,04 m  ? kg Limeira
Ala/Armador 28 Brasil Leandrinho (INJ) 1,91 m  ? kg Toronto Raptors
Pivô 50 Brasil Átila 2,08 m  ? kg  ?
Ala/Pivô  ? Argentina Kammerichs 2,00 m  ? kg Regatas Corrientes
Pivô  ? Brasil Caio Torres 2,11 m  ? kg Vivemenorca
Pivô  ? Brasil Marcelão 2,01 m  ? kg Flamengo Base

Técnico
Auxiliar Técnico
Outros Membros



Legenda
  • (C) Capitão
  • (S) Suspenso
  • (INJ) Contundido

Elenco
• Última atualização: 20/08/2011
e acaba de fazer a contratação de paulo enrike garssa

Atletas destacados

Principais atletas da história do basquetebol rubro-negro.[151][157]
  • Feminino
    • Angelina
    • Delci
    • Marlene
    • Norminha

Títulos

Ginástica artística

A ginástica artística do Flamengo começou em 1950, mesmo ano da fundação da Federação Carioca de Ginástica. O sucesso da modalidade no clube começou ainda na década 70, e se intensificou a partir da década de 80, com a ex-treinadora Georgette Vidor e atletas como Luiza Parente, Soraya Carvalho, Tatiana Figueiredo. Atualmente, os principais atletas da ginástica do Flamengo são: Daniele Hypólito, Diego Hypólito e Jade Barbosa.[27]

Judô

O judô foi introduzido no Flamengo em 8 de agosto de 1954 e foi o primeiro esporte de artes marciais praticado no clube. O Flamengo já conquistou vários títulos na modalidade e contou com atletas da Seleção Brasileira, como Aurélio Miguel, Henrique Guimarães, Walter Carmona e Luiz Onmura.[158][159]

Natação

A natação começou no clube da Gávea antes mesmo da inauguração do respectivo departamento, fato que só ocorreu em 1921; embora o parque aquático do Flamengo só tenha ficado pronta em 1965. No fim da da década de 30, o clube contou com o quarteto conhecido como "Fortalezas Voadoras" e formado por Piedade Coutinho, Scyla Venâncio, Geysa Carvalho e Ligia Cordovil. Em 1968, a natação rubro-negra conquistou seu primeiro Troféu Brasil e na década de 80 o octacampeonato dessa mesma competição e ainda outro octacampeonato, no Troféu José Finckel, sob o comando de Daltely Guimarães, revelando atletas como Ricardo Prado, Rômulo Arantes e Patrícia Amorim. Outros atletas de importância foram Fernando Scherer ("Xuxa") e Maria Lenk. Em 2001 conquistou o Troféu José Finckel e em 2002 o Troféu Brasil e novamente o Finckel.[160][161] Em 2010 o clube venceu uma disputa com o Corinthians e contratou o campeão olímpico em 2008 e mundial em 2009, César Cielo, além de Henrique Barbosa e Nicholas Santos provenientes do Esporte Clube Pinheiros.[162][163]

Polo aquático

O polo aquático é o segundo esporte mais antigo da história do clube, após o remo. A equipe fez seu primeiro jogo em 27 de maio de 1913, no Rio de Janeiro, e o time rubro-negro venceu o Clube Internacional de Regatas por 3 a 2. Somente em 1965, o Flamengo inaugurou seu parque aquático, antes disso os atletas treinavam e jogavam na Lagoa Rodrigo de Freitas ou no mar. O primeiro campeonato carioca masculino veio em 1985 e terminou com um eneacampeonato (nove títulos consecutivos), sendo este último em 1993. Também neste ano, o clube conquistou o Campeonato Sul-Americano de Clubes e o Troféu Brasil, título também vencido de 1985 a 1988. Uma equipe feminina de polo aquático foi formada em 1987, conquistando o Troféu Brasil em 1987 e 1991 e o eneacampeonato estadual terminado em 1995.[164][165]

Remo

O "Grupo de Regatas do Flamengo", que depois se tornou "Clube de Regatas do Flamengo" nasceu em 1985 para disputas no remo e por isso a história dessa modalidade na equipe rubro-negra se confunde com a própria história do Flamengo. A primeira vitória veio em 1898 pelo Campeonato Náutico do Brasil, e o primeiro título do esporte e também do clube em 1900, na Regata do IV Centenário da Descoberta do Brasil, conquistando o troféu Jarra Tropon. Em 1905, o clube venceu uma prova clássica, a Taça Sul-América. Segundo o livro História dos Esportes Náuticos no Brasil, de Alberto Mendonça, até 1908, o Flamengo já tinha conquistado 43 medalhas de ouro, 126 de prata e 141 de bronze. A modalidade fez com que a equipe ficasse conhecida antes mesmo de fundar um departamento de futebol, em 1911; e revelou grandes atletas como Everardo Paes de Lima, Arnaldo Voigt, Alfredo Correia ("Boca Larga"), Ângelo Gammaro ("Angelú") e Antônio Rebello Junior ("Engole Garfo"); sendo estes três últimos considerados heróis de desporto brasileiro por terem completado a travessia Rio-Santos em 1932.[166][167]
De 1931 a 1937 foi heptacampeão carioca e de 1940 a 1943 tetracampeão da mesma competição. Em 1963, começou a "era Buck", que revolucionou o remo rubro-negro, trazendo atletas de outros estados do Brasil e reformando as instalações para acomodar melhor as embarcações. Buck foi treinador da Seleção Brasileira, dirigindo a equipe em várias competições internacionais. No início da década de 80, o Flamengo ganhou o decacampeonato estadual e voltou a conquistá-lo em 1992. Já venceu o Troféu Brasil masculino 10 vezes, e o feminino uma vez; tem atualmente 45 títulos cariocas, sendo atual bicampeão da competição.[166][167]

Tênis

O Flamengo começou a disputar campeonatos de tênis em 1916, e logo conquistou um tricampeonato carioca (1916-17-18), mesmo com os atletas treinando em outros clubes. Até 1932, o clube praticava tênis em seu campo, na Rua Paysandu, mas perdeu seu parque desportivo e só em 1963, inaugurou um departamento e quadras próprias. O maior ídolo deste esporte na equipe rubro-negra foi Thomas Koch.[168][169]

Vôlei

O Flamengo tem tradição no voleibol, sendo um dos fundadores da Liga Metropolitana, em 1938, ano em que conquistou seu primeiro título com a equipe feminina, a qual nas décadas de 40, 50 e 60 conquistou vários títulos, sendo apelidade de "Campeã dos campeões". Em 1978 e 1980, o clube venceu o Campeonato Brasileiro, sob a direção de Enio Figueiredo, com atletas como Isabel, Jacqueline e Ida Álvares; e em 1981 o Campeonato Sul-Americano. A equipe feminina ainda conquistou a Super Liga feminina de 2000/2001, derrotando o Vasco na decisão. No masculino, o primeiro campeonato carioca veio em 1949 e nas décadas de 80 e 90 teve atletas como Bernard, Bernardinho e Tande.[170]

Outras modalidades

O Clube de Regatas do Flamengo é detentor de títulos em diversas modalidades, com milhares de conquistas, sendo três mundiais, dezenove medalhas olímpicas e mais de 50 mil medalhas em outras competições desportivas.[171].

Interior do Ginásio Cláudio Coutinho.

Esportes extintos

O clube já contou com atletas, equipes e disputou competições nas seguintes modalidades[174][175]:

Medalhistas olímpicos

Lista de todos os atletas do C.R. Flamengo que conquistaram medalhas nas Olimpíadas em seus respectivos esportes. São ao todo 6 medalhas de prata e 13 de bronze:[176]

Atletismo

Basquetebol

Futebol

Natação

Voleibol

Sedes e estádios

Rua Paysandu

O estádio estava localizado na rua de mesmo nome, no bairro do Flamengo e pertencia à Família Guinle. Em 31 de outubro de 1915, o clube fez sua estreia no estádio, vencendo o Bangu por 5 a 1, em jogo do Campeonato Carioca; e jogou lá pela última vez em 1932. Em 25 de setembro de 1925, o Flamengo disputou sua última partida no local, com uma vitória de 5 a 0, já que não tinha dinheiro para pagar o terreno.[177][178]

Gávea


Piscinas na Gávea.

Entrada do Ginásio Hélio Maurício.
Em 1938, o Flamengo fez sua primeira partida oficial no Estádio da Gávea, perdendo para o Vasco por 2 a 0; e fez sua última partida oficial em 1997, vencendo o Americano por 3 a 0.[179]
A sede principal do Flamengo fica na Gávea, em frente à Lagoa Rodrigo de Freitas. No local, está a sede social e administrativa do clube. Os sócios podem usufruir do parque aquático, quadras de tênis, futebol, basquetebol e voleibol, brinquedos, restaurantes, além de ter locais para realização de festas.[7]
Além da parte social, existe no local ginásios para disputa e treinamentos de esportes olímpicos. No Ginásio Hélio Maurício, há a realização de atividades ligadas ao basquetebol e voleibol. No Ginásio Cláudio Coutinho, acontecem treinamentos da equipe de ginástica artística. A natação também tem seu espaço nas piscinas do Parque Aquático Fadel Fadel. Além disso, o Estádio José Bastos Padilha, mais conhecido como Estádio da Gávea, é o antigo local onde o time de futebol do Flamengo mandava seus jogos de pequeno porte. Atualmente, o campo é utilizado para treinamentos da equipe. Do outro lado da rua da sede, junto à Lagoa Rodrigo de Freitas, encontra-se a base de treinamentos do remo rubro-negro.[179][7]

Maracanã

O estádio Jornalista Mário Filho, é o local onde o Flamengo manda suas partidas de futebol. O primeiro jogo do clube no estádio terminou com vitória de 3 a 1 para o rubro-negro em um amistoso contra o Bangu. Em 1956, o Flamengo aplicou a maior goleada da história do Maracanã, vencendo o São Cristóvão por 12 a 2.[180] Após reformas de modernização para os Jogos Pan-americanos de 2007, passou a ter capacidade aproximada para 92 mil espectadores[181], mas por questões de segurança não são colocados a totalidade de ingressos à venda. O recorde atual de público é de 87.795 espectadores, na partida válida pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2007, entre Flamengo e Atlético Paranaense, vencida pelo rubro-negro carioca por 2 a 0, a qual garantiu-lhe vaga na Taça Libertadores da América de 2008[182].

CT Ninho do Urubu

O Centro de Treinamentos Ninho do Urubu é o local onde o Flamengo realiza os seus treinamentos relacionados à equipe de futebol. Fica localizado em Vargem Grande e, apesar de a obra não estar concluída, já é utilizado pelo time principal e categorias de base.[183] Em 2011, foi lançada a construção definitiva do CT, cuja obra poderá ser acompanhada pelos torcedores através do site oficial.[184][185]

Engenhão

A 2 de fevereiro de 2008, o Flamengo fez seu primeiro jogo no Engenhão, vencendo o América por 4 a 0.[186] Desde então a equipe mandou algumas poucas partidas no local antes do primeiro confronto contra o Botafogo, administrador do estádio. A estreia deste clássico ocorreu em 25 de outubro de 2009, com vitória do Flamengo por 1 a 0.[187] Com o fechamento do Maracanã para as obras visando a Copa do Mundo FIFA de 2014, o clube passou a mandar seus jogos no estádio com contrato até 2012.[188]

Símbolos

Hino

O Flamengo possui dois hinos: o oficial, também chamado de "marchinha", que foi criado em 1920 com letra e música de Paulo Magalhães (ex-goleiro do clube), gravado em 1932 pelo cantor Castro Barbosa e registrado em 1937 no Instituto Nacional de Música, com o refrão "Flamengo, Flamengo, tua glória é lutar, Flamengo, Flamengo, campeão de terra e mar"; e o popular, com letra e música de Lamartine Babo, gravado pela primeira vez por Gilberto Alves em 1945. Este último é o mais conhecido e o que canta as glórias do clube, cujo refrão é "Uma vez Flamengo, sempre Flamengo".[189]

Mascote


Samuca, o urubu mascote do Flamengo em estátua na entrada da Gávea.
O primeiro mascote do Flamengo foi o marinheiro Popeye, personagem de quadrinhos na década de 1940 (e posteriormente de desenhos animados). A idéia para o mascote partiu do chargista argentino Lorenzo Mollas, que viu no Popeye a força e a persistência do Flamengo, além de sua óbvia ligação com o mar. No entanto, tal mascote nunca foi muito popular entre a torcida do clube.[190]
Na década de 1960 as torcidas rivais começam a chamar os torcedores do Flamengo de "urubus", alusão racista à grande massa de torcedores rubro-negros afro-descendentes e pobres. Tal apelido de cunho ofensivo nunca foi bem recebido pela torcida do Flamengo, até o dia 31 de maio de 1969.[191] Foi em um domingo, quando um torcedor rubro-negro resolveu levar a ave para um jogo entre o Flamengo e Botafogo no Maracanã. Na época, os dois clubes faziam o clássico de maior rivalidade pós-Garrincha. E o Flamengo não vencia o rival fazia quatro anos. Nas arquibancadas, os torcedores do Botafogo gritavam, como sempre, que o Flamengo era time de "urubu".[191]
O urubu foi solto na arquibancada com uma bandeira presa nos pés, e quando caiu no gramado, pouco antes do jogo iniciar, a torcida fez a festa, vibrando e gritando: "é urubu, é urubu". O Flamengo venceu o jogo por 2 a 1 e, a partir daí, o novo mascote consagrou-se, tomando o lugar do Popeye. O cartunista Henfil, rubro-negro, tratou de humanizá-lo em suas charges esportivas em jornais e revistas, e o Urubu tornou-se um mascote popular.[191]
Em 2000 o mascote do Flamengo ganhou um desenho oficial e um nome: Samuca.[192] No entanto, esse nome não se popularizou entre a torcida, que o continua chamando simplesmente de "urubu".
Em 25 de maio de 2008 Uruba e Urubinha estreiaram no Maracanã no jogo Flamengo e Internacional no Campeonato Brasileiro de 2008 e a partir de então estão presentes em diversos jogos e eventos do Flamengo.[193][194]

Torcida

Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com este artigo: Decreto nº 28.787/2007

Torcida do Flamengo no Maracanã.
Tombada pela prefeitura em 17 de outubro de 2007, a torcida do Flamengo é a maior do mundo[195][196][197],[198][199] e no Brasil, está espalhada em todas as regiões brasileiras, com maior concentração nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.[200]
Pesquisas informais consideram que a torcida tenha entre 33 e 40 milhões de torcedores só no Brasil. A pesquisa mais recente sobre torcidas no país feita pelo Lance-Ibope em 2010[201], aponta o clube com 17,2% das escolhas, seguido pelo Corinthians com 13,4%, São Paulo com 8,7%, Palmeiras com 6% e Vasco com 4,1%. Cerca de 80% dos torcedores do Flamengo, não são do estado do Rio de Janeiro. Segundo a pesquisa sobre torcidas feita pelo Lance-Ibope no ano de 2004, 48,3% da população do estado Rio de Janeiro é flamenguista, isto equivale a cerca de 7,7 milhões de torcedores.
Segundo pesquisas do instituto Datafolha[202] o Flamengo é o time com mais torcedores nas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, é o segundo time com mais torcedores na região Sudeste atrás somente do Corinthians e o quarto no Sul do Brasil. Embora não seja o clube com mais torcedores nas regiões Sudeste e Sul, o Flamengo figura como o clube mais popular nos estados de Santa Catarina e Espírito Santo, e se destaca no estado de Minas Gerais como o terceiro time com mais seguidores[203].
A torcida rubro-negra tem a melhor média geral de público em jogos do Campeonato Brasileiro, terminando com a melhor média de público por 13 vezes[204]. Detém o recorde de participações nos maiores públicos da história do futebol brasileiro. Dos 244 maiores públicos já registrados a torcida teve participação direta em 103, a frente do Vasco, segundo no ranking, com 58 participações[205]. No campeonato brasileiro de futebol dos 10 maiores públicos a torcida registra participação em 6 jogos, sendo detentora do recorde de público do torneio em partida realizada contra o Santos em 29 de maio de 1983 no estádio Maracanã com presença de 155.523 mil pessoas[206].
A torcida do Flamengo é referida carinhosamente por seus seguidores e pela mídia em geral como Nação Rubro-Negra, originando-se esse termo nas proporções de tamanho, diversidade e difusão dos torcedores em todas as regiões do Brasil.

Torcidas organizadas

Ver também

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. a b Como surgiu o slogan "O mais querido do Brasil" (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  2. a b Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (CNEF) (PDF) (em português). Confederação Brasileira de Futebol (CBF) (15 de setembro de 2009). Página visitada em 14 de novembro de 2010. Perfil do Flamengo no Site da FERJ (PDF) (em português). Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) (02 de maio de 2011). Página visitada em 28 de junho de 2011.
  3. GloboEsporte.com; Eduardo Peixoto (22 de dezembro de 2009). Patrícia Amorim é empossada e garante: ‘Flamengo será maior do que é hoje’ (em português). Página visitada em 23 de dezembro de 2009.
  4. a b CBF (8 de dezembro de 2010). Ranking da CBF (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  5. Data da fundação (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  6. a b c Fundação do Flamengo (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  7. a b c Sede da Gávea (em português). Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  8. a b Primeira partida do Flamengo (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  9. a b Copa Intercontinetal e Copa Toyota (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  10. a b Mundial Interclubes 1981 (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  11. a b Mundial de Clubes (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  12. a b Copa Libertadores da América 1981 (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  13. a b Copa Libertadores da América 1981 (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  14. a b A Libertadores de 1981 (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  15. a b Jogadores memoráveis de futebol (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  16. a b Especial Rei do Rio (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  17. Carolina Elustondo (26 de julho de 2009). No milésimo jogo pelo Brasileirão, Fla vence o Santos pela primeira vez na Vila (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 27 de julho de 2009.
  18. OGol.com.br (27 de julho de 2009). Flamengo completa 1000 jogos no Brasileirão (em português). Página visitada em 27 de julho de 2009.
  19. Recorde brasileiro de invencibilidade (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  20. Pesquisa IBOPE (em português).
  21. Pesquisa Datafolha.
  22. FIFA (arquivado em archive.org). The FIFA Club of the Century (em inglês). Página visitada em 3 de janeiro de 2010.
  23. Governo do Rio oficializa o Dia do Flamengo (em português)
  24. Torcida do Flamengo é declarada patrimônio cultural carioca (em português).
  25. a b Flamengo é o campeão do NBB (em português). CBB. Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  26. a b Flamengo é campeão da Liga Sul-americana (em português). CBB. Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  27. a b Ginástica olímpica - Biografias dos grandes atletas (em português). Página visitada em 11 de outubro de 2010.
  28. Gênese no Remo: 1895 a 1902 (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  29. Os 18 fundadores (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  30. Bandeiras do Flamengo (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  31. História do Flamengo. Parte I - 1895 - 1911: O início no mar (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  32. Flamengo - Fatos & História (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  33. a b O Futebol Oficial no Flamengo (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  34. Camisa cobra coral (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  35. Década de 10 - Século XX (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  36. a b Década de 20 - Século XX (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  37. Flamengo 16 x 2 River (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  38. Jogos de Domingos da Guia pelo Fla (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  39. Jogos de Leônidas pelo Fla (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  40. Izidor Krueschner (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  41. Campeonato Carioca 1939 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  42. Jogos do Flamengo em 1941 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  43. Charanga Rubro-Negra (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  44. Década de 40 - Século XX (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  45. 1934 a 1944: do início do profissionalismo ao primeiro tri (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  46. Zizinho (em português). Página visitada em 1 de maio de 2011.
  47. Década de 50 - Século XX (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  48. 1945 a 1955: do recomeço ao segundo tri (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  49. a b Fichas dos jogadores que já passaram pelo Flamengo (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  50. IV: Torneio Rio-São Paulo (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  51. Jogos do Flamengo em 1963 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  52. Jogos do Flamengo em 1965 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  53. Jogos de Garrincha pelo Fla (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  54. Flamengo campeão da Taça Guanabara 1970 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  55. Jogos do Flamengo em 1971 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  56. Campeonato Carioca 1972 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  57. Flamengo campeão da Taça Guanabara 1973 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  58. Toyota Cup 1981 (em inglês). FIFA.com. Página visitada em 5 de março de 2011.
  59. Campeonato Carioca 1979 (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  60. Campeonato Brasileiro 1980 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  61. Campeonato Brasileiro 1980 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  62. Campeonato Brasileiro de 1980 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  63. Campeonato Carioca 1981 (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2010.
  64. A vingança do Flamengo 9 anos depois (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  65. Botafogo 6x0 Flamengo - 1972 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  66. Campeonato Brasileiro 1982 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  67. Campeonato Brasileiro 1982 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  68. Campeonato Brasileiro de 1982 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  69. Campeonato Brasileiro 1983 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  70. Campeonato Brasileiro 1983 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  71. Campeonato Brasileiro de 1983 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  72. Zico na Udinese (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  73. Campeonato Carioca de 1986 (em português). Página visitada em 5 de março de 2011.
  74. Sombras do passado (em português). Página visitada em 5 de março de 2011.
  75. Flamengo 4x1 Fluminense - Campeonato Carioca de 1986 (em português). Página visitada em 5 de março de 2011.
  76. kibeloco. Imprensa noticia o hexacampeonato do Flamengo.
  77. globo.com. Flamengo entrega à CBF documentos do Clube dos 13 e aguarda Taça de Bolinhas.
  78. Lavinas. Polêmica da “Taça das Bolinhas” pode ter novo capítulo e reviravolta.
  79. Campeonato Brasileiro 1987 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  80. Trivela. Crise, revolução e traição.
  81. Jornal Nacional. Flamengo rebate anúncio da CBF sobre campeonato de 1987.
  82. Relembre como foi disputado o Campeonato Brasileiro de 1987. Lance!Net.
  83. globoesporte. Entenda a história da Copa União 87.
  84. Jornal Nacional. Flamengo responde ao anúncio da CBF.
  85. Campeões - Campeonato Brasileiro Série A. CBF. Página visitada em 13 de março de 2010.
  86. 21 de fevereiro de 2011. CBF reconhece título do Fla. CBF. Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  87. CBF. Resolução da Presidência 06/2011. Página visitada em 15 jun 2011.
  88. Zico é o maior artilheiro da história do clube rubro-negro (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  89. Despedida de Zico no Maracanã (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  90. Copa do Brasil 1990 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  91. Jogos do Flamengo em 1991 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  92. Campeonato Brasileiro de 1992 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  93. Campeonato Brasileiro 1992 (em português). Página visitada em 5 de março de 2011.
  94. Presidente Kléber Leite (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  95. Jogos do Flamengo em 1995 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  96. Jogos do Flamengo em 1996 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  97. Copa Ouro Sul-Americana 1996 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  98. Presidente Edmundo dos Santos Silva (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  99. Copa dos Campeões de 2001 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  100. Campeonato Brasileiro 2001 (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  101. Investigação de Edmundo Santos Silva começou com CPI do Senado (em português). Redação 24HorasNews. Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  102. Campeonato Brasileiro de 2002 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  103. Campeonato Brasileiro de 2004 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  104. Campeonato Brasileiro de 2005 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  105. Copa do Brasil de 2003 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  106. Copa do Brasil de 2004 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  107. Campeonato Carioca de 2004 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  108. Campeonato Brasileiro de 2005 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  109. Copa do Brasil de 2006 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  110. Waldemar Lemos de Oliveira (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  111. Campeonato Carioca de 2007 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  112. Copa Libertadores 2007 - Oitavas-de-final (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  113. Campeonato Brasileiro 2007: Classificação (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  114. Campeonato Carioca de 2008 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  115. a b Libertadores 2008 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  116. Campeonato Brasileiro 2008 (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  117. Taça Rio 2009 (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  118. Final do campeonato carioca 2009 (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  119. Copa do Brasil 2009 (em português). Página visitada em 10 de outubro de 2010.
  120. GloboEsporte.com - Cuca é demitido do cargo de técnico e concorda que era o melhor caminho.
  121. UOL Esporte (29 de novembro de 2009). Fla cumpre seu papel, vence Corinthians e é o novo líder do Brasileiro (em português). Página visitada em 7 de dezembro de 2009.
  122. GloboEsporte.com (6 de dezembro de 2009). Na cabeça de Angelim, Flamengo encontra o alívio e conquista o hexa (em português). Página visitada em 7 de dezembro de 2009.
  123. Campeonato Brasileiro 2009 (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  124. Campeonato Brasileiro 2009 (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  125. Globoesporte (7 de fevereiro de 2010). Império do Amor vai virar linha de produtos do Flamengo (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  126. GloboEsporte.com (17 de fevereiro de 2010). Talismã de Joel Santana, Caio leva o Botafogo à final da Taça Guanabara (em português). Página visitada em 24 de abril de 2010.
  127. GloboEsporte.com; Thiago Lavinas (18 de abril de 2010). Botafogo acaba com o tabu, vence o Flamengo e é campeão carioca (em português). Página visitada em 24 de abril de 2010.
  128. GloboEsporte.com; Eduardo Peixoto (21 de abril de 2010). Fla sofre para vencer, torcida xinga até Adriano, e time não sabe se vai às oitavas (em português). Página visitada em 24 de abril de 2010.
  129. Terra (23 de abril de 2010). Andrade é demitido do Flamengo (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  130. Eduardo Peixoto (27 de agosto de 2010). Zico admite que a pressão da torcida selou demissão de Rogério Lourenço (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 30 de agosto de 2010.
  131. André Hernan (29 de agosto de 2010). Silas é o novo treinador do Flamengo (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 30 de agosto de 2010.
  132. Terra. Silas é demitido do Fla após dez jogos e deixa time em 15º (em português). Página visitada em 18 de novembro de 2010.
  133. Eduardo Peixoto (05 de outubro de 2010). Luxa diz sim ao Fla e volta para tentar fazer sucesso no clube do coração (em português). Página visitada em 30 de agosto de 2010.
  134. Cruzeiro se mantém na briga ao vencer de virada o Flamengo, que não cai mais (em português) (28 de novembro de 2010). Página visitada em 3 de janeiro de 2011.
  135. Botafogo, Vasco e Flamengo já sabem quem vão enfrentar na Copa Sul-Americana (em português) (9 de dezembro de 2010). Página visitada em 3 de janeiro de 2011.
  136. Elenco atual de Futebol (em português). Site oficial do Clube de Regatas do Flamengo. Página visitada em 12 de julho de 2011.
  137. Comissão Futebol Profissional (em português). Site oficial do Clube de Regatas do Flamengo. Página visitada em 12 de julho de 2011.
  138. Flamengo divulga a numeração oficial para a temporada 2011 (em português). GloboEsporte.com (14 de janeiro de 2011). Página visitada em 20 de fevereiro de 2011.
  139. Peixoto, Eduardo (13 de janeiro de 2011). Elogiado por Ronaldinho, Thiago Neves se arrepia na chegada ao Fla (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 13 de janeiro de 2011.
  140. Placar: São Paulo confirma saída de Junior César para o Flamengo
  141. Júnior, Janir; Souza, Richard (18 de julho de 2011). Jael, o ‘Cruel’, é o novo atacante do Flamengo (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 19 de julho de 2011.
  142. Júnior, Janir; Souza, Richard (18 de julho de 2011). Alex Silva assina com o Fla por três anos: ‘Sou guerreiro e vencedor’ (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 19 de julho de 2011.
  143. Marcelo Lomba acerta com a Ponte (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 12 de janeiro de 2011.
  144. Júnior, Janir (6 de julho de 2011). Wanderley acerta com Al Arabi e não fica nem no banco contra o São Paulo (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 6 de julho de 2011.
  145. FlaEstatistica (1999). Quantidade de jogos de cada técnico do Flamengo (em português). Página visitada em 16 de julho de 2009.
  146. FlaEstatistica (1999). Títulos oficiais conquitados por cada técnico do Flamengo (em português). Página visitada em 16 de julho de 2009.
  147. FlaEstatistica (1999). Resumo geral dos técnicos do Flamengo (em português). Página visitada em 16 de julho de 2009.
  148. FlaEstatistica (1999). Lista de jogos oficiais do Flamengo divididos por ano (em português). Página visitada em 16 de julho de 2009.
  149. Flapedia (20 de julho de 2008). Técnicos do Flamengo (em português). Página visitada em 16 de julho de 2009.
  150. Arturo Vaz e Celso Júnior. Acima de Tudo Rubro-Negro: A História do C. R. Flamengo (em português). [S.l.: s.n.].
  151. a b c História do basquetebol do Flamengo (em português). Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  152. a b Campeonato Carioca Masculino de Basquete (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  153. Título por esporte de 1931 à 1940 (em português). Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  154. Título por esporte de 1941 à 1950 (em português). Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  155. Título por esporte de 1951 à 1960 (em português). Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  156. Campeonato Nacional Masculino 2008 - Classificação (em português). CBB. Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  157. Basquete - Biografias dos grandes altetas (em português). Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  158. Judô - Biografias dos grandes atletas (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  159. Judô - Flapédia (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  160. Natação (em português). Página visitada em 16 de outubro de 2010.
  161. Natação - Flapédia (em português). Página visitada em 16 de outubro de 2010.
  162. Cielo será anunciado nesta quarta-feira como a nova estrela do Flamengo. GloboEsporte.com (31 de março de 2010). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  163. 'A nação rubro-negra ganhou mais um integrante', afirma Cesar Cielo. GloboEsporte.com (31 de março de 2010). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  164. Polo aquático (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  165. Polo aquático - Flapédia (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  166. a b Remo - Flapédia (em português). Página visitada em 16 de outubro de 2010.
  167. a b Remo (em português). Página visitada em 16 de outubro de 2010.
  168. Tênis (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  169. Tênis - Flapédia (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  170. Vôlei - Biografias dos grandes atletas (em português). Página visitada em 11 de outubro de 2010.
  171. Títulos conquistado ano a ano pelo Flamengo (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  172. Equipe do Flamengo na Superleague Fórmula (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  173. a b Lancenet (8 de fevereiro de 2011). Flamengo aprova novas modalidades no clube (em português). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  174. Esportes extintos no Flamengo e respectivos títulos (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  175. Esportes disputados pelo Flamengo (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  176. Medalhistas olímpicos (em português). Página visitada em 4 de outubro de 2010.
  177. Estádio da Rua Paysandu (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  178. Estádio: Rua Paysandu (em português). Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  179. a b Estádio da Gávea (em português). Página visitada em 9 de outubro de 2010.
  180. Estádio Maracanã (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  181. História do Maracanã (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  182. Flamengo 2x0 Atlético-PR: Brasileiro 2007 (em português). Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  183. CT de Vargem Grande (em português). Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  184. Flamengo lança a construção definitiva de seu CT (em português). Flamengo (23 de maio de 2011). Página visitada em 7 de junho de 2011.
  185. Fla promove 'Big Brother' para torcida acompanhar obras do CT (em português). Globoesporte.com (23 de maio de 2011). Página visitada em 7 de junho de 2011.
  186. Flamengo vence América e se garante nas semifinais. Portal iG (2 de fevereiro de 2008). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  187. Na primeira vez no Engenhão, Fla vence o Botafogo mais uma vez. GloboEsporte.com (25 de outubro de 2009). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  188. Flamengo assina contrato para utilizar o Engenhão até 2012. GloboEsporte.com (15 de setembro de 2010). Página visitada em 22 de fevereiro de 2011.
  189. Os hinos oficial e popular (em português). Flaestatistica.com. Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  190. Mascote: Popeye (em português). Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  191. a b c Os mascotes (em português). Flaestatistica.com. Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  192. Surgimento do mascote Samuca (em português). MSN Esportes. Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  193. A história de Urubu e Urubinha (em português). Flamengo.com.br. Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  194. Fotos de Uruba e Urubinha (em português). Flamengo.com.br. Página visitada em 6 de setembro de 2010.
  195. Pesquisa aponta: Flamengo tem a maior torcida do mundo (em português).
  196. Matéria do Lancenet acerca do tamanho da torcida do Flamengo, e a respeito do mesmo ser o único clube de fato nacional. (em português).
  197. Pesquisa da Revista Placar (em português).
  198. Pesquisa sobre Torcidas do Ibope (em português).
  199. Pesquisa do Instituto Gallup.
  200. GloboEsporte.com (5 de janeiro de 2010). Mais popular do país, Flamengo vê sua torcida crescer em todas as regiões (em português). Página visitada em 7 de janeiro de 2010.
  201. Lancenet. Veja os números da 4ª pesquisa LANCE!-Ibope de torcidas (em português). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  202. Datafolha. tabs/futebol_20080114_tb2.pdf Flamengo e Corinthians seguem no topo do ranking de torcidas (em português). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  203. Datafolha. Flamengo e Corinthians seguem no topo do ranking de torcidas (em português). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  204. Torcida do Flamengo e médias de público (em português). Página visitada em 12 de outubro de 2010.
  205. Maiores públicos do futebol brasileiro (em pt). Página visitada em 14 de julho de 2011.
  206. Maiores públicos do campeonato brasileiro de futebol (em pt). Página visitada em 14 de julho de 2011.

Ligações externas

Precedido por
Nacional
Campeão da América
1981
Sucedido por
Peñarol
Precedido por
Nacional
Campeão do Mundo
1981
Sucedido por
Peñarol
[Expandir] Clube de Regatas do Flamengo

FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Clube_de_Regatas_do_Flamengo

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK