PROCURANDO POR ALGO?

sábado, 10 de março de 2012

Paula Fernandes Jeito de Mato Com Letra

...

Paula Fernandes Canta MuiTo Voz Linda..............

MANDA ARTUR


Joseni Josa Parceiro ou Jonas Campelo é verdade que a secretária de educação de Aracoiaba vai mudar? Quem será a nova (o) secretária?


FOTO: CLEIDE RIBEIRO ( Secretária de educação de Aracoiaba - Ceará )

SymMover

SymMover: Move softwares instalados sem desinstalar

SymMover é um curioso aplicativo cujo a funcionalidade é mover dados entre discos rígidos e pastas conservando sua localização no Windows Explorer.
Alguns jogos e programas podem acumular um tamanho enorme em disco. A melhor opção é separá-los em locais diferentes visando manter o desempenho e organização da máquina ou ainda colocar determinados arquivos em SSD.
Claro que você pode desinstalá-los e instalá-los numa nova pasta muitas vezes até mantendo as configurações, mas certamente esta não é a melhor opção. Para esse e muitos outros casos, esta ferramenta pode vir a calhar.
O programa conta com uma interface agradável e de fácil compreensão. Do lado esquerdo ficam os arquivos de origem e aplicações e do lado direito lista os dados de destino. No meio ficam uma fileira de botões que permitem adicionar, apagar, alterar ou mover o destino das pastas além de acesso as configurações.
Para mover um aplicativo é necessário antes de qualquer coisa listá-lo adicionando-o ao programa através do botão “+”. Apesar disso, como o objetivo principal do programa é mover aplicações, a maioria de seus programas instalados são automaticamente listados na primeira guia.
Por padrão os dados são enviados para uma basta nomeada “SymMover” que é criada no disco rígido. Você pode alterar este diretório através da guia “Destination Folders”.
Enfim, é um software muito útil que deve ganhar muita popularidade nos próximos meses. Apesar disso, é importante listar aqui algumas situações em que sua utilização é desaconselhável:
* Quando os discos não são formatados para sistema NTFS.
* Quando o usuário não tem acesso de administrador na máquina.
* Mover software que é executado como um processo do sistema ou serviço.
* Mover dados importantes sem antes realizar backup.
 Licença: Freeware (Grátis)
Sistemas: Windows XP/Vista/7
Download: mobasoftware.com/symmover

AULA DE ELETRCIDADE

AULA DE ELETRICIDADE COM EXEMPLOS PRÁTICOS!!!
Para os técnicos e engenheiros que faltaram a aula! Agora ninguém mais esquece! 



A Potencia Ativa (W) representa a porção líquida do copo, ou seja, a parte que realmente será utilizada para matar a sede.
Como na vida nem tudo é perfeito, junto vem uma parte de espuma, representada pela Potência Reativa (VAr). Essa espuma está ocupando lugar no copo, porém não é utilizada para matar a sede.
O conteúdo total do copo representa a Potência Aparente (VA).
A analogia da cerveja pode ser utilizada para tirarmos algumas conclusões iniciais:
- Quanto menos espuma tiver no copo, haverá mais cerveja. Da mesma maneira, quanto menos Potência Reativa for consumida, maior será o Fator de Potência.
- Se um sistema não consome Potência Reativa, possui um Fator de Potência unitário, ou seja, toda a potência drenada da fonte (rede elétrica) é convertida em trabalho. 

Ah, quem sabe agora ocês entendem.... eu intendi! Entonce, um TRAFO é uma chopeira, um buteco é uma Subestação, o garçom é uma Linha de Distribuição, a AMBEV é uma UHE e sua mulher é a ANEEL! O poder Regulador. 

MENSAGEM PARA REFLEXÃO

As Duas Pulgas
(by Max Gehringer)
Duas pulgas diretoras estavam conversando e então uma comentou com a outra:
- Sabe qual é o nosso problema? Nós não voamos, só sabemos saltar. Daí
 nossa chance de sobrevivência quando somos percebidas pelo cachorro é zero. É por isso que existem muito mais moscas do que pulgas.
Elas então decidiram contratar uma mosca para treinar todas as pulgas a
 voar e entraram num programa de treinamento de vôo e saíram voando. Passado algum tempo, a primeira pulga falou para a outra:
- Quer saber? Voar não é o suficiente, porque ficamos grudadas ao corpo do
 cachorro e nosso tempo de reação é bem menor do que a velocidade da coçada dele. Temos de aprender a fazer como as abelhas, que sugam o néctar e levantam vôo rapidamente.
Elas então contrataram uma abelha para lhes ensinar a técnica do
 chega-suga-voa. 

Funcionou, mas não resolveu. A primeira pulga explicou por quê:
- Nossa bolsa para armazenar sangue é pequena, por isso temos de ficar
 muito tempo sugando. Escapar, a gente até escapa, mas não estamos nos alimentando direito. 

Temos de aprender como os pernilongos fazem para se alimentar com aquela
rapidez.
E então um pernilongo lhes prestou treinamento para incrementar o tamanho
 do abdômen. Resolvido, mas por poucos minutos. Como tinham ficado maiores, a aproximação delas era facilmente percebida pelo cachorro, e elas eramespantadas antes mesmo de pousar. 

Foi aí que encontraram uma saltitante pulguinha, que lhes perguntou:
- Ué, vocês estão enormes! Fizeram plásticas?
- Não, entramos num longo programa de treinamento. Agora somos pulgas
 adaptadas aos desafios do século XXI. Voamos, picamos e podemos armazenar mais alimento.
- E por que é que estão com cara de famintas?
- Isso é temporário. Já estamos fazendo treinamento com um morcego, que vai
 nos ensinar a técnica do radar de modo a perceber, com antecedência, a vinda da pata do cachorro. E você?
- Ah, eu vou bem, obrigada. Forte e sadia.
Mas as pulgonas não quiseram dar a pata a torcer, e perguntaram à pulguinha:
- Mas você não está preocupada com o futuro? Não pensou em um programa de
 treinamento, em uma reengenharia?
- Quem disse que não? Contratei uma lesma como consultora.
- Mas o que as lesmas têm a ver com pulgas, quiseram saber as pulgonas.
- Tudo. Eu tinha o mesmo problema que vocês duas. Mas, em vez de dizer para
 a lesma o que eu queria, deixei que ela avaliasse a situação e me sugerisse a melhor solução. E ela passou três dias ali, quietinha, só observando o cachorro e então ela me disse: 

"Não mude nada. Apenas sente na nuca do cachorro. É o único lugar que a pata
 dele não alcança."

Moral da história:
Você não deve focar no problema e sim na solução.

Para ser mais eficiente é
necessário estudar, analisar e não falar. 
Muitas vezes, a GRANDE MUDANÇA é uma simples questão de reposicionamento,
execução e praticidade.

Não queira complicar, seja prático e objetivo.

O PÉ NA BUNDA, FOI UM EUFEMISMO

*Giulio Sanmartini* 

“Ao encerrar-se a Copa do Mundo de futebol na áfrica do Sul, um jornalista
perguntou ao secretário eral da FIFA, , Jérôme Valcke,  como estavam os
preparativos para 2014. 
A resposta foi curta e grossa: “Falta tudo”, ele estava alarmado com o
espetáculo da irresponsabilidade produzido, dirigido e estrelado pelo ainda
presidente Lula. 
O olhar perplexo do repórter induziu Valcke a deixar claro que não estava
exagerando. “Tudo”, enfatizou. 
Continuava no papel o mundaréu de obras prometidas pelo chefe do governo no
comício improvisado em Zurique no dia 30 de outubro de 2007. “Faremos uma
Copa para argentino nenhum botar defeito”, gabou-se então o colecionador de
bravatas. “Vocês verão coisas lindas da natureza e nossa capacidade de
construir bons estádios”. (Augusto Nunes). 
A única coisa da Copa,  que andou num ritmo acelerado, foi a corrupção,
 tudo ficou em banho Maria, e blindado pelo governo. Até que voltou o
Valcke, querendo dar um pé na bunda nos organizadores da Copa. 
 Este foi um assunto que permitiu esconder tudo de errado que estava
acontecendo, haja vista que “pcdobão” Aldo Rebelo sentiu o Brasil ofendido
e acendeu as chamas dos nacionaleiros, conclamando-os para defender a honra
ultrajada do país. 
Velcke, pediu umas desculpas formais e o governo começou a fazer o que já
deveria ter feito antes do pé na bunda. 
Agora começou a corrida contra o tempo perdido em inutilidades. Nesta
quarta feira (7/3), por 350 votos a favor e oito contra, a Câmara aprovou
na o regime de urgência do projeto 2330/11, que cria a Lei Geral da Copa do
Mundo de 2014. Desta forma, a proposta passa a trancar a pauta de votação
em 45 dias. A intenção inicial do governo era votar o texto ainda hoje.
Porém, como os líderes partidários pediram mais tempo para analisar o
relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP), deve ocorrer apenas na
próxima semana. 
No dia anterior, a comissão especial destinada a analisar a Lei Geral da
Copa a aprovou. Uma das principais polêmicas, a venda e o consumo de bebida
alcoólica durante os jogos nos estádios-sede, foi liberado por maioria de
votos. Assim, a Federação Internacional de Futebol Associação (Fifa) vê
atendida uma de suas principais demandas junto ao governo brasileiro, e
espera poder honrar os contratos já firmados juntos à empresa fornecedora
de bebidas para a Copa. 
Falta muito e o tempo vai ficando escasso. Nisso só existe uma certeza, a
cada dia a possibilidade de realizar uma copa como a prometida pelo
ex-presidente Lula, vai ficando mais difícil. 
(*) Fotomontagem: Fonte, Jornal da Besta Fubana 

Coca-Cola reduzirá 4-MI de sua fórmula

Um estudo americano realizado pelo CSPI, um grupo independente de defesa ao consumidor, mostrou que os principais refrigerantes de cola do mercado possuem uma substância cancerígena em sua composição. A substância seria o 4-metil imidazol (4-MI), o qual estaria ligado ao câncer em animais, sobretudo de pulmão e fígado. A substância é usada pela indústria de refrigerantes na obtenção do corante caramelo.

O FDA (EUA) está analisando a denúncia do CSPI, mas não acredita que os refrigerantes ofereçam um risco real à saúde quanto a esse aspecto.



“Um consumidor teria que consumir bem mais de mil latas de refrigerante por dia para alcançar as doses administradas [dadas aos animais] nos estudos que mostraram relação com o câncer em roedores”, afirmou Doug Karas, porta-voz do FDA.

Brasil
Pelas normas brasileiras, estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso da substância na produção de corantes é permitido, “desde que o teor de 4-metil imidazol não exceda no mesmo a 200mg/kg (duzentos miligramas por quilo)”.

O toxicologista Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (Ceatox), afirma que a substância se mostrou tóxica para ratos e camundongos na concentração de 360 mg/kg, que é pouco menos que o dobro do limite legal no Brasil.

O que disse a Coca-Cola
A Coca-Cola informou em nota que os ingredientes e as quantidades utilizados nos seus produtos “seguem rigorosamente os limites estabelecidos pela Anvisa e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”.

Como ficarão as fórmulas da Coca-Cola e da Pepsi 
A Coca-Cola informou que poderá reduzir a quantidade do 4-metil imidazol (4-MI)  encontrado no corante caramelo.

Segundo as agências de notícias Reuters e AFP, tanto Coca-Cola quanto Pepsi vão fazer a redução na Califórnia.

As informações abaixo são do G1 (Globo)
Ao G1, a assessoria de imprensa da Coca-Cola no Brasil informou que a medida “pode” ser tomada no estado americano, mas afirmou que não se trata de uma alteração na fórmula.
"O corante caramelo utilizado em nossos produtos é absolutamente seguro. Coca-Cola não alterará sua fórmula mundialmente conhecida. Mudanças no processo de fabricação de qualquer um dos ingredientes, como o corante caramelo, não têm potencial para modificar a cor ou o sabor da Coca-Cola.
Ao longo dos anos já implementamos outras mudanças no processo de fabricação de ingredientes sem, entretanto, ter alterado nossa fórmula secreta. Continuamos a nos orientar por evidências científicas sólidas para garantir que nossos produtos sejam seguros. O elevado padrão de qualidade e segurança dos nossos produtos permanece sendo nossa mais alta prioridade", disse a Coca-cola, em nota.

Comentário Saúde com Ciência
Inúmeras são as substâncias que podem prejudicar nosso organismo e elas estão presentes em uma infinidade de alimentos e bebidas, até em alimentos in natura. O que faz a diferença entre serem prejudiciais ou não é a quantidade ingerida. E como visto acima, precisaríamos ingerir 1000 latas de refrigerantes a base de cola por dia para corrermos risco de desenvolver um câncer. Ainda não conheci quem tenha feito isso.

É evidente que marcas famosas como a Coca-Cola e a Pepsi seguem as normas exigidas por órgãos mundiais reguladores de alimentos, pois, obviamente, nenhuma delas quer "quebrar" por causa de um simples corante, isso seria burrice, coisa que esses gigantes dos refrigerantes não o são.

Contudo, devíamos conhecer a quantidade usada por outros refrigerantes de cola de marcas de menor projeção mundial, não?

Fontes: Coca-Cola Design News | G1 | Reuters

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK