PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 25 de junho de 2013

ELE É...



Ele é...

Ele é tão gostoso,
cheiroso,
delicioso...
Fruto saboroso!
Ele tem tudo de bom
Me provoca,
Me assanha,
Homem fogoso!
Ele é tão misterioso,
Safado,
Assanhado,
Gato formoso!
Ele é assim,
Todinho prá mim!

§!£V!A®


Seu corpo registra energeticamente sua historia de vida


Seu corpo registra energeticamente sua historia de vida

corpo registra sua energiaMais eficiente que a memória do computador, seu corpo registra tudo que aconteceu com você desde a infância até agora. O psicólogo e teólogo francês Jean-Yves Leloup relaciona símbolos arcaicos com várias partes do corpo e esclarece as causas físicas, emocionais e espirituais das boas sensações e de algumas doenças.
Uma página em branco. É assim o corpo novinho em folha do recém-nascido. Desde o instante do nascimento e a cada fase da vida, a pele, os músculos, os ossos e os gestos registram dados muito precisos que contam nossa história. “O homem é seu próprio livro de estudo, basta ir virando as páginas para encontrar o autor”, diz Jean-Yves Leloup, teólogo, filósofo e terapeuta francês.
É possível escutar o corpo e conhecer sua linguagem, que muitas vezes se expressa por sensações prazerosas, por bloqueios ou pela dor, que nada mais é do que um grito para pedir atenção. “O corpo não mente. As doenças ou o prazer que animam algumas de suas partes têm significados profundos”, revela Leloup.
Ele nos convida a responder algumas questões sobre pés, tornozelos, ventre, genitais, coração, pulmões e muitas outras partes. Elas podem ser nosso guia em uma viagem de autoconhecimento que toca em aspectos físicos, emocionais e espirituais: “Primeiro, podemos notar qual é nosso ponto fraco, o lugar de nosso corpo em que vêm se alojar, regularmente, a doença e o sofrimento. Há a escuta psicológica pela qual podemos prestar atenção no medo ou na atração que vivemos em relação a algumas partes do corpo. E há ainda a escuta espiritual. O espírito está presente em nosso corpo, e certas doenças e algumas crises são manifestações do espírito, que quer trilhar um caminho, que quer crescer, que quer desenvolver-se em membros que lhe resistem”, diz ele. E continua: “Algumas depressões estão ligadas a fatores emocionais, a um rompimento, uma perda, uma falência. Mas há também depressões iniciáticas, em que a vida nos ensina, por meio de uma queda, um acidente, que devemos mudar nosso modo de viver”.
Descubra a seguir quais são os símbolos associados por Jean-Yves Leloup a cada parte do corpo e responda às questões, que facilitam a reflexão e o reconhecimento do que está impresso em você. Boa viagem!
Pés, as nossas raízes
 “Será que experimentamos prazer em estar sobre a terra? Podemos imaginar o corpo como um árvore. Se a seiva está viva em nós, ela desce às raízes e sobe até os mais altos galhos. É de nosso enraizamento na matéria que depende nossa subida à luz. É da saúde de nossos pés que vem o enraizamento”, explica Leloup.
Ele lembra que em diferentes práticas de ioga há a purificação dos pés, que são mergulhados na água salgada. “Pelos pés podem escorrer nossas fadigas e tensões.”
 “A palavra pé, podos, em grego, relaciona-se à palavra paidos, que quer dizer criança. Cuidar dos pés de alguém é cuidar da criança que o habita. Perguntei a um sábio: ‘O que posso fazer para ajudar alguém?’ Ele respondeu: ‘Lembre-se de que essa pessoa foi uma criança, que ainda é uma criança. E que tem dor nos pés.’”
Preste atenção: verifique se seus pés são seu ponto fraco. Como você se apoia sobre eles? Em seguida, toque-os, sentindo ossos, músculos e partes mais ou menos sensíveis. Quais são suas raízes familiares? Quais as expectativas de seus pais em relação a você? Qual seu sentimento em relação a filhos?
Tornozelos, a possibilidade de ir em frente
Termômetro da rigidez ou da flexibilidade com que levamos a vida, os tornozelos têm relação direta com o momento do nascimento. “Por que esse é também um momento de articulação entre a vida dentro e fora do útero. Alguns de nós conheceram dificuldades e viveram até traumas nesse elo que une a vida fetal com o mundo exterior. O corpo guardou essa memória e a expressa na fragilidade dos tornozelos”, diz o filósofo.
Segundo Leloup, os tornozelos simbolizam também o refinamento da vida, as relações íntimas e a articulação do material com o espiritual. As pessoas em que o tornozelo é o ponto fraco têm dificuldade de avançar nos vários aspectos da vida. Dar um passo a mais é ir além de nossos limites e também saber aceitar o que se é, seja isso agradável ou não. “Essa é a condição para ir mais longe”, finaliza ele.
Preste atenção: você costuma ter dor nos tornozelos? Essa região é rígida ou flexível? Sofreu entorses? Em que momentos de sua vida eles ocorreram? É difícil avançar em direção ao que você quer? Qual é o passo que você precisa dar e o passo ao qual resiste?
Joelhos, o apoio para dar e receber colo
A flexibilidade é uma das qualidades importantes para que os joelhos sejam saudáveis. “Quando eles são rígidos, é provável que surjam problemas na coluna vertebral e nos rins”, lembra Leloup, que nos revela o significado mais profundo dessa parte do corpo. “Em algumas línguas, estranhamente há uma ligação entre a palavra filho e a palavra joelho. Em francês, por exemplo, genou, joelho, tem a mesma raiz da palavra générer, gerar. Em hebraico, joelho é berekh, e também bar e bèn, que significa filho. Assim, ser filho, ser filha é estar no colo, envolvido por esse gesto, que é o elo entre os joelhos e o peito. Temos necessidade de dar e receber essa confirmação afetiva. E manter alguém no colo, sobre os joelhos serve para manter o coração aberto”, finaliza.
Preste atenção: observe como são seus joelhos. Eles são flexíveis, rígidos, doloridos? É bom tocá-los ou não? Quem o pegou no colo quando você era criança? Esse gesto de intimidade é familiar para você? Qual a sensação? E você, para quem dá colo (seja fisicamente, seja como símbolo de acolhimento)?
Genitais, a energia de vida
O teólogo Jean-Yves Leloup fala dos tipos de amor e prazer, dos traumas e das sensações vividos na infância que marcam para sempre nossa sexualidade. Ele ressalta que o encontro de dois corpos pode ser mais que físico. “A representação mais primitiva de Deus foi encontrada na Índia e são o lingan e a ioni, o símbolo fálico masculino e o genital feminino. Assim a representação do sexo foi a primeira feita pelo homem para evocar Deus – porque o sexo é onde se transmite a vida. Dessa maneira, passa a ser o local da aliança, algo de muito sagrado”, considera Jean-Yves Leloup. “Portanto, a sexualidade não é somente libido. Essa libido pode tornar-se paixão, passar através do coração e transformar-se em compaixão. É sempre a mesma energia vital, que muda e se transforma de acordo com o nível de consciência no qual nos encontramos.”
Preste atenção: quais são suas dores ou doenças relacionadas aos órgãos genitais? Você sofre desses males? Qual a sensação diante dos seus genitais (vergonha, repulsa, prazer)? Qual sua postura em relação à sexualidade (à sua própria e ao sexo no contexto cultural)?
Ventre, o centro processador de emoções
Estômago, intestinos, fígado, vesícula biliar, baço, pâncreas, rins são os órgãos vitais abrigados em nosso ventre. Eles são responsáveis pela transformação do alimento em energia, pela absorção de nutrientes e pela eliminação de toxinas.
Emoções como raiva, medo, prazer e alegria acertam em cheio essa região e também precisam ser digeridas. Leloup aponta que “o perdão tem uma virtude curativa porque podemos tomar toda espécie de medicamento, sermos acompanhados psicologicamente, mas há, por vezes, rancores que atulham nosso ventre, nosso estômago, nosso fígado”. Ele destaca que todas as partes do corpo lembram a importância de respeitar o tempo de digestão e assimilação de tudo que nos acontece de ruim e também de bom.
Preste atenção: como é sua digestão? Quando você tem uma forte emoção, sente frio na barriga ou alguma reação na região? Quais foram os fatos difíceis de ser digeridos em sua vida? O que há por perdoar?
Coração e pulmões, o pulso vital
Esses dois órgãos estão intimamente ligados a nossa respiração. “O coração é um dos símbolos do centro vital, ele é o centro da relação. E é importante observar como nossa vida afetiva influencia nossa respiração.  Às vezes, nos sentimos sufocar porque não correspondemos à imagem que os outros têm de nós, e isso também impede que o coração bata tranquilamente. Para alguns, querer ser normal a qualquer preço, querer agir como todo mundo, pode ser fonte de doenças”, assinala o psicólogo Jean-Yves Leloup.
Agir de acordo com suas vontades mais genuínas e aceitar o que se é, mesmo que isso não combine com o grupo, pode ser uma das formas de se libertar e sair do sufoco.
Preste atenção: você já teve períodos prolongados de angústia ou tristeza? O que liberta sua respiração e o que o sufoca? Você se preocupa muito com a imagem que as pessoas têm de você? Já parou para ouvir as batidas de seu coração e o das pessoas a quem você ama? O que deixou seu coração partido? O que o fez bater feliz?



ESPANHA - Noitada de comemorações termina em confusão

ESPANHA

Noitada de comemorações termina em confusão

25.06.2013
Jogadores da Espanha teriam ficado furiosos por terem mulheres barradas em hotel onde estão hospedados

A noite de comemorações da Seleção espalhola acabou em confusão. Após a vitória por 3 a 0 sobre a Nigéria, no último domingo (24), alguns jogadores da equipe teriam saído para comemorar e só voltaram por volta das 4 horas da manhã.

Comandados de Vicente del Bosque, entre eles, Xavi e Victor Valdés, estiveram na manhã de ontem em barraca da Praia do Futuro. Os atletas aproveitaram para tomar um banho de mar e foram mais uma vez bastante tietados FOTO: NATINHO RODRIGUES

De acordo com fontes ligadas ao hotel em que a seleção espanhola está hospedada, os atletas voltaram da festa com mulheres, que foram barradas na porta do prédio. Algumas das que conseguiram passar pelos seguranças foram surpreendidas já dentro do elevador e levadas para fora.

"Eles (jogadores) chegaram em uma van com várias mulheres e tentaram entrar, mas elas foram barradas. Algumas mulheres conseguiram passar e foram tiradas de dentro do elevador", confirmou uma fonte ligada ao hotel da Beira Mar, que preferiu não se identificar.

Os jogadores, que não tiveram suas identidades reveladas, teriam ficado revoltados com a ação dos funcionários e arremessaram controles de TV e sabonetes de seus quartos. "Ficaram todos muito revoltados e de cara feia. Jogaram coisas lá de cima e tivemos que juntar", disse uma fonte ligada ao hotel.

A confusão em Fortaleza aconteceu justamente no dia em que o site Globoesporte.com relevou que jogadores da Espanha também teriam levado mulheres para os quartos em Recife.

Já o jornal espanhol "El Mundo Deportivo" havia reportado que os jogadores teriam sido assaltados no hotel. Ainda de acordo com o Globoesporte.com, funcionários do hotel negaram o furto e apontaram que as acompanhantes provavelmente teriam sido as responsáveis. Imagens do sistema interno do hotel comprovariam a festa privada de alguns jogadores.

A Polícia pernambucana abriu inquérito para investigar o caso do suposto furto. O chefe de segurança da delegação espanhola, Raul Jimenez, negou saber do acontecido.

Compromissados

Enquanto alguns jogadores se envolveram em confusão, Casillas e Piqué foram vistos chegando de manhã ao hotel. Os dois teriam sido liberados para dormir no hotel onde estão suas namoradas.

O goleiro espanhol namora a repórter que cobre a "Fúria", Sara Carbonero. Os dois foram vistos em uma casa noturna da cidade na noite de domingo. Já Piqué e a cantora Shakira haviam saído para jantar, no mesmo dia.

Praia
Após as comemorações da noite anterior, os jogadores da Espanha aproveitaram a manhã de ontem para curtir pela primeira vez uma praia brasileira.

A seleção europeia esteve em uma barraca na Praia do Futuro, onde craques como Piqué, Casillas, Fábregas e Torres tomaram banho de mar e descansaram em espreguiçadeiras. O atacante titular Pedro até se arriscou em um bodyboard.

Após o momento de descontração ao sol, os jogadores almoçaram picanha.

Saiba Mais

Drible

O ônibus da Espanha se posicionou na entrada do hotel, pouco antes das 11h. Toda a imprensa e curiosos se posicionaram para ver o grupo sair do hotel, quando chegou a informação de que eles já haviam ido embora por uma saída lateral. O destino? Ninguém soube informar. Horas depois, os jogadores foram flagrados na Praia do Futuro

Bem de leve
O treino da seleção espanhola ontem à noite na Unifor foi bem leve, devido ao desgaste dos jogadores na partida contra a Nigéria, jogada sob um forte calor no Castelão. Destaque maior para as ausências de Fábregas e Soldado, com dores musculares, e para a pouca disposição do desgastado elenco espanhol em atender aos pedidos do preparador físico por mais vigor

Balotelli já de volta à Itália

A situação da Itália ficou mais crítica. Após ser confirmado que Balotelli ficaria fora da partida contra a Espanha, na quinta-feira, 27, o técnico Cesare Prandelli recebeu uma notícia ainda pior, ontem à tarde.

A Itália fez um treino com bola no PV, com presença apenas dos jornalistas. Alguns torcedores que queriam ver a Azzurra ficaram de fora FOTO: KID JÚNIOR

O atacante, que sofreu uma lesão muscular de grau um na coxa esquerda, não ficará apenas fora da semifinal de quinta-feira, mas perderá também todo o restante da disputa da Copa das Confederações.

A Itália fez ontem um treino com bola no PV e, antes, houve a entrevista coletiva do médico da seleção italiana Enrico Castelaci e do técnico Cesare Prandelli, quando a notícia da lesão de Balotelli foi divulgada com maior riqueza de detalhes.

O médico revelou que foi realizado um exame de ressonância magnética na coxa esquerda do atleta, quando foi constatada a gravidade da lesão. "Percebemos que ele não ficaria apenas fora do primeiro jogo da semifinal, mas dos dois jogos. Por conta disso, recomendamos o seu retorno imediato para que se apresente ao Milan e inicie o tratamento", disse o médico.

Balotelli, que foi embora de Fortaleza ontem à noite, foi marcado com rigor e sofreu muitas faltas da defesa da Seleção Brasileira na partida de sábado, 22, em Salvador, pela última rodada da fase de grupos. Ele ficou em campo até o fim do jogo, mas deixou o gramado da Fonte Nova reclamando de dores.

Substituto e desfalque

A Itália enfrenta a Espanha nesta quinta-feira, às 16 horas, na Arena Castelão, em Fortaleza, valendo uma vaga na decisão da Copa das Confederações.

Na ausência de Balotelli, o técnico Cesare Prandelli deve optar pela escalação de Gilardino, que completará 31 anos no dia 5 de julho e defende atualmente a equipe do Bologna.

Outro desfalque certo é o lateral-direito Abate, do Milan, que também está fora do torneio, após sofrer uma luxação no ombro direito contra a Seleção Brasileira. Por outro lado, Montolivo está liberado pelos médicos após um trauma na cabeça.

Além dele, Pirlo, que se recupera de uma lesão na panturrilha, tem boas chances de enfrentar a Espanha. Ontem, o volante treinou em separado, mas animou o médico e o técnico no sentido de poder participar.

Condições desiguais
O técnico Cesare Prandelli disse que sua seleção está competindo em condição desigual a Brasil e Espanha, por exemplo. "Nós fizemos o último jogo pelas eliminatórias da Copa no dia 7 de junho contra a República Checa. Dois dias depois, embarcamos para o Brasil. Eu precisaria ter 23 atletas para essa Copa das Confederações e não apenas 23 jogadores para aguentar tudo isso", queixou-se o treinador.

O médico Castelacci reforçou: "Em Fortaleza, o calor é muito grande, difere do frio do Sul do País, mas, mesmo assim, os atletas reagem de maneira diferente do que as pessoas comuns", disse.

"O Brasil teve um mês todo para se preparar no próprio país e a Espanha também está mais descansada. Nós nos desgastamos muito, pode ver pelas lesões que tivemos perdendo alguns jogadores importantes", completou Prandelli.

O treinador também falou sobre a dificuldade de encarar a Fúria. "É quase impossível ganhar da Espanha, mas isso nos instiga a conseguir isso e acho que tenho como surpreender o bom futebol deles, com algo diferente", falou.

Náuseas e vômitos por conta do calor

A seleção espanhola passou por maus bocados com o calor na Arena Castelão no jogo contra a Nigéria, no último domingo.

Cesc Fábregas foi um dos que mais sentiram a alta temperatura no Castelão. O jogador do Barcelona saiu de campo se sentindo mal FOTO: KID JÚNIOR

A principal vítima da temperatura de 30º graus de 16h foi o volante Sergio Busquets. De acordo com o canal espanhol Tele5, o jogador chegou a vomitar no intervalo, mas se recompôs a tempo de voltar para a segunda metade da partida.

O atleta chegou a afirmar para o jornal "Às" que situação era "quase sobre-humana".

Outro craque da Fúria que sofreu com o calor cearense foi o meia do Cesc Fábregas. O jogador do Barcelona saiu de campo com náuseas.

Autor de dois gols no jogo, Fernando Torres também engrossou o coro da situação desconfortável. "Nunca havia jogado com tanta sensação de calor", disse o atacante ao Às.

"Eu estava morto e só joguei meia hora. Imagina os companheiros que ficaram noventa minutos em campo", completou.

Machucados
A Espanha pode ter dois desfalques na semifinal contra a Itália. Através de comunicado, a Real Federação Espanhola de Futebol afirmou que a participação de Cesc Fábregas e Roberto Soldado ainda não é certa. Os dois sofrem de dores musculares e não treinaram ontem.

"A presença de nenhum dos atletas foi descartada para as semifinais, embora a participação deles dependerá da evolução das dores", disse a nota. 

FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1284134

CARNE - Benéfica ou não?

CARNE

Benéfica ou não?

25.06.2013

O alimento ainda gera conflito entre especialistas quando se trata de abolir seu consumo. Como agir?

Dispensar o consumo de carne não é indicado, mas a moderação é fundamental. "Recomenda-se uma porção diária de carne, peixe ou ovo", afirma a nutricionista Luísa Ellery, doutoranda em Biotecnologia, especialista em Gestão da Qualidade em Serviços de Alimentação e mestre em Tecnologia de Alimentos.

O ideal é consumi-la em pequenas quantidades e revezá-la (frango, peixe, gado, porco ou carneiro) ao longo da semana, afirma Carla Soraya Maia, doutora em Nutrição e mestre em Nutrição e Saúde da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Explica que as carnes possuem alto valor biológico, já que oferecem proteínas qualificadas que contêm os aminoácidos vitais ao bom funcionamento do organismo. Além disso, geralmente, são boas fontes de cálcio e ferro.

Por sua vez, Luísa Ellery acrescenta que as carnes possuem ferro de maior biodisponibilidade. "A utilização do ferro de origem animal pelo organismo é maior do que o mineral contido nos alimentos de origem vegetal", esclarece. Os produtos de origem animal são fontes exclusivas de vitamina B12, caso não somente da carne, como também do leite e do ovo. A deficiência dessa substância no organismo pode levar à anemia e a danos neurológicos.

No entanto, grandes porções de carnes representam um risco à saúde. "Elas possuem também colesterol e gordura saturada. A ingestão além das porções recomendadas pode acarretar o aumento de peso e a elevação das taxas de colesterol. O excesso de proteína potencializa a excreção de cálcio e pode prejudicar a saúde óssea".

Luísa Ellery alerta que carnes grelhadas, assadas e churrasco na brasa possuem substâncias cancerígenas, as aminas heterocíclicas. Para reduzir a produção de aminas no preparo de carne em técnicas secas e em altas temperaturas, pode-se mariná-la uma hora antes de submetê-la ao cozimento com ingredientes antioxidantes (alecrim, sálvia, limão, cebola, chá verde, alho, orégano).

Aumenta-se a absorção de ferro com a ingestão de frutas cítricas antes das refeições ricas nesse mineral. Para minimizar os malefícios da carne, basta descartar as partes mais "douradinhas", remover as gorduras assadas em brasa, reduzir o tempo de exposição às altas temperaturas e consumi-la acompanhada por vegetais.

VICKY NÓBREGAESPECIAL PARA O VIDA 

FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1283963

Na contramão do momento do país, FCF “vira a mesa” na Taça Fares Lopes

Na contramão do momento do país, FCF “vira a mesa” na Taça Fares Lopes

Publicado em 24/06/2013 - 20:58 por  | 

imagem
Em meio a manifestações e atos contra corrupção no país, a Federação Cearense de Futebol divulga uma portaria anistiando clubes suspensos, permitindo que as equipes possam disputar a Taça Fares Lopes. Como se não bastasse a “virada de mesa”, a entidade também propõe uma mudança na fórmula de disputa da competição, que passaria a ser no estilo mata-mata, favorecendo apenas as equipes em atividade nas competições nacionais.
Na lista de anistiados estão Juazeiro, Barbalha e Fortaleza, suspensos ano passado por se inscreverem na Fares Lopes e desistirem após a divulgação da tabela e regulamento. A pena, de acordo com portaria divulgada antes do início da competição, previa a exclusão do torneio em 2013. No entanto, sem nenhum argumento convincente, a FCF resolveu deixar de lado punições que foram cumpridas em anos anteriores por outros filiados, como o Itapipoca, que desistiu do torneio em 2011.
O diretor de competições da FCF explicou que a entidade havia feito um “acordo” com o Tricolor de Aço para que o clube desistisse de disputar a Fares Lopes do ano passado para “não atrapalhar a competição, pois se o Fortaleza fosse campeão não poderia ter a vaga pelo ranking da CBF”. É bom lembrar que por conta de “acordos” entre clube e entidade, a Série C se transformou numa grande batalha jurídica.
A explicação não convence. Com ou sem acordo, o Fortaleza deveria cumprir a pena. Pelo bem da ética e da seriedade do futebol cearense. A anistia, aliás, nos dá margem a pensar que exista interesse no caso. Pela nova metodologia do ranking da CBF, a vaga tricolor na Copa do Brasil do ano que vem parece ameaçada. Disputar a Fares Lopes seria a única forma de manter as chances de ter o clube na competição nacional.
Mas a inclusão do Fortaleza não é a única decisão equivocada da FCF. Mudar o regulamento de um torneio, criado para dar calendário aos clubes que não disputam competições nacionais, e adotar uma fórmula mata-mata é bem estranho. Ora, se a Fares Lopes existe para tirar do ostracismo as equipes que não têm Campeonato Brasileiro no segundo semestre, que atrativo oferece quando passa a ser disputada no sistema eliminatório? Como um clube pode formar um elenco, assinar contrato com jogadores de no mínimo três meses (como exige a lei) e correr o risco de ser eliminado após disputar apenas dois jogos?
Enquanto nas ruas, os protestos avisam que o “gigante acordou”, as atitudes dos dirigentes que cuidam do futebol cearense nos remete aos tempos em que o esporte não tinha a menor credibilidade. Se o critério técnico é o único capaz de garantir um clube em quaisquer competições, a anistia anunciada pela FCF escancara a certeza que ainda existe muito a se fazer. Que o exemplo das ruas, da consciência política e da luta por melhores dias se estabeleça também no nosso futebol cearense.
FONTE:
http://blogs.diariodonordeste.com.br/fabianorodrigues/taca-fares-lopes/na-contramao-do-momento-do-pais-fcf-vira-a-mesa-na-taca-fares-lopes/

O corpo precisa ser reunificado

Nova publicação em Universo Natural

O corpo precisa ser reunificado

by José Batista de Carvalho
reunificar corpoPergunta a Osho: Eu reparei que, quando sinto raiva, tristeza ou preocupação, ela se reflete numa sensação física no estômago, no plexo solar. Às vezes, se estou muito perturbado, esse sentimento é tão forte que tenho dificuldade para dormir e não tenho vontade de comer. Você pode falar a respeito?
Todo mundo está carregando um bocado de lixo no estômago, porque esse é o único espaço do corpo em que você pode reprimir as coisas. Não existe outro. Se você quer reprimir alguma coisa, você tem de fazer isso no estômago.
Você quer chorar — a sua mulher morreu, a pessoa amada morreu, um amigo seu morreu —, mas chorar não parece adequado. Se chora a perda de alguém, é como se fosse fraco, então você reprime o choro. Onde você vai pôr esse choro?
Naturalmente, tem de reprimi-lo no estômago. Esse é o único local disponível no corpo, o único local oco onde você pode armazenar as coisas.
Se você reprime no estômago... E todo mundo reprime esse tipo de emoção — amor, sexualidade, raiva, tristeza, choro e até risadas. Você não pode dar uma boa gargalhada, isso parece rude, vulgar. Em muitas culturas, se a pessoa dá uma boa gargalhada, significa que ela não tem educação. Então você reprime tudo.
E por causa dessa repressão você não consegue respirar fundo, a sua respiração é superficial. Se você respira fundo, essas feridas causadas pela repressão liberam energia. Você fica com medo. Todo mundo tem medo da respiração abdominal.
Toda criança, quando nasce, respira pela barriga. Olhe uma criança dormindo; a barriga sobe e desce, não o peito. Nenhuma criança respira com o peito; elas respiram com a barriga. Elas são completamente livres, nada as está reprimindo. O estômago delas está vazio de repressão, e esse vazio tem uma beleza no corpo.
Quando o estômago tem muita coisa reprimida, o corpo se divide em duas partes, a inferior e a superior. Você deixa de ser um só e passa a ser dois. A parte inferior é descartada. A unidade é perdida; surge uma dualidade no seu ser.
Você pode até ser bonito, mas não é mais gracioso. Você está carregando dois corpos em vez de um e sempre haverá uma lacuna entre os dois. Você não consegue andar com graciosidade, parece que tem de carregar as pernas. Na verdade, quando o corpo é um só, as suas pernas é que carregam você. Se o corpo está dividido em dois, então é você que tem de carregar as suas pernas.
Você tem de arrastar o corpo, como se ele fosse um fardo. Você não consegue fazer uma boa caminhada, não consegue dar umas boas braçadas na água, não consegue apreciar uma boa corrida — porque o corpo não é um só.
Para fazer todos esses movimentos, e apreciá-los, o corpo precisa ser reunificado. É preciso criar um uníssono outra vez; o estômago terá de passar por uma limpeza completa.
Para fazer essa limpeza no estômago, é necessária uma respiração muito profunda, porque, quando você inspira e expira profundamente, o estômago joga fora tudo o que ele está carregando. Nas expirações, o estômago se esvazia.
Por isso é tão importante uma respiração profunda. A ênfase deve recair nas expirações, de modo que o estômago possa se livrar de tudo o que ele está carregando desnecessariamente.
E, quando o estômago não está mais carregando emoções dentro dele, se você tiver constipação, de uma hora para outra ela também desaparecerá. Se estiver reprimindo emoções no estômago, haverá constipação porque o estômago não está funcionando livremente. Você está exercendo um controle profundo sobre ele; não lhe dá liberdade.
Portanto, se as emoções forem reprimidas, haverá constipação. A constipação é uma doença mais mental do que física; ela pertence mais à mente do que ao corpo.
Mas, lembre-se, eu não estou dividindo a mente e o corpo em dois. Eles são dois aspectos do mesmo fenômeno. Mente e corpo não são duas coisas separadas; o seu corpo é um fenômeno psicossomático. A mente é a parte mais sutil do corpo, e o corpo é a parte mais grosseira da mente.
E eles afetam um ao outro; andam juntos. Se você estiver reprimindo alguma coisa na mente, o corpo começará uma jornada de repressão. Se a mente liberar alguma coisa, o corpo também liberará. É por isso que eu enfatizo tanto a catarse nas meditações que desenvolvo. A catarse é um processo de limpeza.


Osho
José Batista de Carvalho | 24/06/2013 às 17:41 

DOUGLAS EU FIZ UM BOLO PRA VOCÊ

..

Publicado em 24/06/2013
Segundo soube o nome dela é Adriana e ela queria dar um bolo de presente ao apresentador do Alagoas da Sorte Douglas Lopes + não deu kkkkkkkkkkk

VARIEDADES1.COM


LIVRE-SE-DO-COMPLEXO-DE-INFERIORIDADE
Quem criou a expressão complexo de inferioridade foi o psicólogo austríaco Alfred Adler, que durante algum tempo trabalhou com Freud. Adler criou uma linha terapêutica própria, chamada psicologia do desenvolvimento individual. Sua teoria é que as pessoas têm preocupação permanente em alcançar objetivos para obter afirmação social.   

O poder, a fama, a notoriedade e o reconhecimento público são os extremos dessa aceitação. O oposto é a inferioridade, a rejeição. Trata-se de uma situação idealizada, mas que tem reflexos na construção da personalidade e no comportamento humano. O mundo pode ser muito cruel e tem a triste mania de dividir a pessoas em vencedoras e perdedoras, a depender da distância a que elas se encontram dos padrões artificiais de sucesso. 
LIVRE-SE-DO-COMPLEXO-DE-INFERIORIDADE
E o insucesso social é interpretado por nosso inconsciente da mesma maneira como interpretamos a morte, o maior de todos os nossos medos. A psicologia adleriana considera que nós podemos ter outras mortes que não apenas a física. Podemos, por exemplo, sofrer, adoecer e até morrer emocionalmente. 

Sofremos especialmente quando não atendemos às expectativas daqueles que amamos. E é aí que mora o perigo, pois na maioria das vezes essa expectativa é idealizada por nós mesmos. O complexo de inferioridade pode se manifestar de algumas formas. Uma delas é a anulação da personalidade.

A outra é o impulso de agressão, em que surge uma atitude hostil e desdenhosa do resto do mundo. Adler criou o conceito do protesto masculino, que não é uma exclusividade dos homens, apenas recebeu esse nome porque o exercício do poder foi, historicamente, reservado a estes. 

O protesto masculino é uma luta interior para combater a dependência emocional, construir autonomia e obter a superioridade. Trata-se, portanto, de uma energia positiva, que, se bem canalizada, leva a pessoa a transpor sua grande barreira. 
LIVRE-SE-DO-COMPLEXO-DE-INFERIORIDADE
O único problema é que às vezes faltam objetivos claros e pensamento estruturado para essa transposição. A luta pela superioridade pode provocar a construção de uma realidade alternativa, fantasias de heroísmo, atitudes agressivas, arrogância compensatória. 

E aí está na hora da terapia, acredite. A quem está acometido pelo complexo de inferioridade é recomendada, sim, a terapia. Mas é importante perguntar: 

O que significa mesmo a palavra sucesso para você? Não seria, por acaso, aquele sentimento gostoso de viver em paz com sua própria identidade, jogando no lixo os estereótipos criados pelo glamour fictício das celebridades? Que tal rever sua escala de valores?


MITOLOGIA-GREGA
Ao escutarmos a palavra "mitologia", quase automaticamente a associamos à palavra "grega". De fato, a mitologia grega ganhou destaque sobre a mitologia de vários outros povos pelo própria influência que a civilização e o pensamento grego exerceram sobre o mundo, em particular sobre o Ocidente. Para se ter uma idéia dessa influência, basta lembrar que a filosofia e a matemática, por exemplo, são "invenções" gregas. 

Da mesma maneira, a maioria das palavras que dão nome às ciências têm origem grega: física, geografia, biologia, zoologia, história, etc. Também vêm do grego as palavras que designam os relacionamentos dos seres humanos entre si e em sociedade. É o caso de palavras essenciais, como ética, política e democracia. 
MITOLOGIA-GREGA
O QUE SIGNIFICA MITOLOGIA?
É um conjunto de mitos, entidades divinas ou fantásticas e lendas. Tem suas principais fontes na Teogonia, de Hesíodo, na Ilíada e na Odisseia, de Homero, escritas no séc. VIII a.C. A mais completa e importante fonte de mitos sobre a origem e a história dos deuses é a Teogonia. 

As histórias de grandes feitos, heróis, grandes combates etc., são narrativas descritas por Homero, a exemplo da Guerra de Troia. Há uma divisão na categoria de deuses: deuses mais poderosos e deuses do Olimpo, este por sua vez se divide em várias classes. 
MITOLOGIA-GREGA
Dentre as classes dos deuses, está a classe A superior, encabeçada por Zeus (governante de todos os deuses). Numa classe inferior está Hades (irmão de Zeus e deus dos infernos). Mas os heróis, seres mortais em sua maioria, têm tanta importância quanto os deuses na mitologia grega, um dos mais conhecidos é Hércules (em grego Héracles). 

Tais mitos tão antigos hoje geram diversão e conhecimento, através de filmes onde são narradas as lendas, os mitos, os feitos dos grandes heróis, etc.

Fontes de matéria:

RECEBI POR E-MAIL
FONTE: 

FRASE DO DIA

Frase do dia 25 de Junho de 2013

"O mundo dos inocentes é muito mais sábio do que o mundo dos astutos."
(Fernando Lapolli)

Concursos Atuais: 9 novas chances em Concursos

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK