PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 17 de setembro de 2013

ATIVIDADES SOBRE A PRIMAVERA

CAIU NA NET: Foto da Cléo Pires mamando!


Mais uma celebridade que consegue cair na net, dessa vez a musa atriz filha de Glória Pires, nossa queria Cléo Pires mamando gostoso!
Veja antes que mandem tirar do ar!


(CUIDADO!!! POST +18)

O post CAIU NA NET: Foto da Cléo Pires mamando! apareceu primeiro em O Loxa.


VEJA MAIS NO LINK ABAIXO:
FONTE:
http://www.oloxa.blog.br/2013/09/net-foto-cleo-pires-mamando.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+OLoxa+%28O+Loxa%29

Aumentam casos de obesidade em cachorros

CARIRI

Aumentam casos de obesidade em cachorros

17.09.2013
Cães recebem alimentação acima do necessário e não fazem exercícios diários, o que leva ao sobrepeso

Juazeiro do Norte. O aumento no registro de casos de obesidade canina tem causado preocupação aos médicos veterinários e criadores de cães neste município. Apenas no período de janeiro a julho deste ano, o número de animais atingidos pela patologia cresceu cerca de 30%. O problema, segundo os especialistas, é causado por dois fatores: a baixa qualidade no alimento ofertado ao animal e a falta de condicionamento físico.
Atividades físicas variadas podem ser praticadas diariamente com os cães, desde as brincadeiras com o próprio dono até as aulas com adestradores especializados em comportamento canino fotos: Joaquim Cavalcanti

"Há criadores que, equivocadamente, servem a seus cães todo o tipo de alimento", afirma o veterinário Francisco Herivelto Bezerra Silva, da Clínica Pet Saúde, destacando, ainda, a falta de conhecimento da maioria dos criadores em relação à carga nutricional diária que um cão deve ingerir. "A maioria dos criadores acha que o cão, quanto mais gordo, mais saudável. É um grande erro pensar dessa maneira. O cão precisa, na verdade, ingerir alimentos que lhe proporcionem um equilíbrio diário de nutrientes", explica.

Entre os grandes vilões da saúde canina, alerta Herivelto Bezerra, a ingestão de massas, pães, arroz e, até mesmo, doces, são os que mais contribuem para o surgimento da obesidade. "Quem alimenta seu cão com pães e massas não sabe o malefício que está criando ao animal. Os carboidratos dilatam o estômago do cão que, num animal de porte médio, possui capacidade para cerca de 800 gramas de alimento. Já no caso do arroz, para cada 100 gramas ingeridas, há produção de 200 gramas de glicose", explica o veterinário.

Outro que alerta para a necessidade de uma boa alimentação animal é o adestrador André Saretta. Com ampla experiência no ramo, ele garante que quanto mais alimento desnecessário for dado ao animal, mas difícil será reeducá-lo. Os animais, conforme diz, também necessitam de uma boa dose diária de exercícios. "O correto seriam caminhadas de uma hora, pelo menos duas vezes ao dia, preferencialmente pela manhã e ao entardecer. Desta forma, além de acelerar o metabolismo do animal, são fortalecidos músculos e ossos", avalia.

André Saretta, que também é proprietário de animais das raças Boxer, Pitbull e Bull-Mastiff, explica que a quantidade de alimento ministrado pelo criador, na maioria dos casos, também precisa ser repensada. "Claro que vai depender muito da faixa etária do animal. Se o cão ainda for um filhote, vai precisar ser alimentado de quatro a cinco vezes por dia. Se já estiver na fase adulta, duas refeições diárias serão suficientes", diz. Ele também salienta a necessidade de brincadeiras entre cão e criador, como uma das formas de combate à obesidade. "Quanto mais brincadeiras houver entre o criador e o cão, mais movimento o animal fará. Isso queima a gordura que poderá estar acumulada, auxiliando a perda de peso do cão", explica ele.

O veterinário Heriberto Bezerra lembra que a obesidade animal pode gerar uma série de distúrbios, prejudicando a saúde dos pets. "Quando o cão está em sobrepeso, significa que o volume de gordura no animal está superior aos níveis desejados. Isso pode gerar uma série de problemas. Principalmente se o acúmulo de gordura estiver alojada no coração e no fígado do animal", salienta.

Também é preciso cuidado redobrado em animais castrados. Fêmeas nesta situação tendem a engordar mais facilmente. Por isso é preciso maior atenção à quantidade e qualidade da alimentação ofertada.

Entre os principais problemas gerados à saúde animal pela obesidade, a possibilidade do aumento de riscos durante atos cirúrgicos ascendem a "luz amarela" para os veterinários. Isso porque a maioria dos órgãos do animal aumenta o volume de atividade para manter o maior volume de massa existente.

Joelhos e articulações também podem ficar comprometidos. O desgaste nestas regiões cresce consideravelmente quando o animal está acima do peso, podendo gerar artrites, por exemplo. Também podem surgir problemas nos pulmões ocasionando danos respiratórios. Neste caso, quanto maior o volume de massa corpórea o animal possuir, menos espaço o órgão pulmonar terá para ser expandido pelo ar, deixando de captar oxigênio suficiente para o fornecimento das células.

Doenças cardíacas
Pode surgir, ainda, o aumento da pressão arterial, com risco iminente de problemas cardíacos, e distúrbios gastrointestinais. "Quem cria animais precisa entender o tamanho dessa responsabilidade. É fundamental se preocupar com a realização de exercícios físicos e com boa alimentação, além do carinho que também precisa ser oferecido aos animais diariamente", defende André Saretta.

Cerca de 20 raças de cães possuem predisposição à obesidade. As raças Pug, Mastiff, Dogue Alemão, Golden Retriever e Labrador são algumas das quais o criador necessita um cuidado ainda maior. Na luta contra o excesso de peso também é recomendado que sejam oferecidas pequenas porções de alimentos durante todo o dia. "Dessa maneira o organismo do cão apresentará uma sensação de saciedade, evitando que ele ingira comida em excesso e acabe engordando", concluiu o adestrador.
Alerta para os criadores
Como prevenir o sobrepeso
Médicos veterinários e adestradores apontam que os exercícios físicos e as brincadeiras diárias com os cães são essenciais à sua saúde física, emocional e psicológica. Juntamente a isto, a oferta de ração em quantidade certa faz como que o cão fique livre da obesidade. Quando filhote, o cão pode ingerir maior quantidade de ração ao longo do dia. Na fase adulta, duas vezes ao dia são suficientes. Do contrário, o animal tende a ficar com acúmulo de gorduras no corpo, o que provoca uma série de outras doenças, tais como problemas cardíacos e nas articulações e ossos. Algumas raças são mais predispostas à obesidade.
 Mais informações
André Saretta - adestrador
(88) 9928.4100
Clínica Veterinária Pet Saúde
(88) 3511.3274/9201.9474
Juazeiro do Norte
ROBERTO CRISPIMCOLABORADOR



FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1318397

Moto leva menos tempo durante horário de pico

DESAFIO INTERMODAL

Moto leva menos tempo durante horário de pico

17.09.2013

Atividade levou em consideração tempo de deslocamento, gastos e nível de poluição de cada veículo
Com o objetivo de promover uma discussão sobre a mobilidade urbana na Capital e contribuir para a sustentabilidade urbana, a Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza (Ciclovida) realizou, na noite de ontem, seu primeiro Desafio Intermodal. A atividade contou com um grupo de voluntários saindo da Praça da Imprensa, no Dionisio Torres, até a Praça Jonas Gomes de Freitas, ao lado do North Shopping. Quem chegou primeiro ao ponto marcado foi o motociclista, seguido de um ciclista.

O grupo se dividiu entre bicicletas, monociclo, moto, carro, táxi, ônibus, patins, transporte alternativo, pedestre andando e pedestre correndo FOTOs: ALEX COSTA

Por ruas movimentadas e em pleno horário de pico, o grupo se dividiu entre os que iam de bicicleta por vias rápidas, bicicleta por vias alternativas, bicicleta elétrica, bicicleta dobrável, patins, andando, correndo, de táxi, ônibus, transporte alternativo, moto, mototáxi e até de monociclo. Estava previsto a participação de uma cadeirante, mas a mesma não conseguiu chegar a tempo para a largada, em virtude do trânsito.

As modalidades foram julgadas nos quesitos tempo de deslocamento, gastos e nível de poluição causada, verificando o tipo de transporte mais eficiente. O resultado será divulgado hoje. "Não é uma corrida para ver quem chega primeiro, é o retrato da nossa realidade. A intenção é mostrar a eficácia de cada tipo de transporte", explica a arquiteta e urbanista Beatriz Rodrigues.

Com o tempo total de 26min e 36s, o primeiro a completar o percurso de 8 Km foi o participante Odécio Ximenes, que escolheu a moto para fazer o trajeto. Na segunda posição, Victor Barros chegou com 27min34s usando a bicicleta em vias rápidas, e em 3º lugar empatados no tempo de 29min08s, Rodrigo Sales com a bicicleta elétrica e Herson Meireles, por mototáxi.

Com o tempo de 37 minutos em cima de monociclo o professor de inglês Bob Miller, 28, que chegou em 5º lugar entre os participantes, diz não ter encontrado dificuldades em relação ao trajeto em si. No entanto, ressalta ele, os perigos desse tipo de transporte são os mesmos deparados pelos ciclistas. "Os motoristas não respeitam e não mantêm a distância necessária", destaca.

Confira vídeo do desafio




Transporte Coletivo

O estudante Vitor Xavier, 24, que foi de ônibus levando 1h e 10s para chegar, relata que a principal dificuldade encontrada no dia a dia, para aqueles usam o tipo de transporte, são os veículos extremamente lotados e o grande congestionamento enfrentado durante os horários de pico. "Era para ser o transporte ideal, mas infelizmente não é".

Problema similar enfrentou o participante José Otávio, 24, que escolheu o carro como meio de transporte. Apesar de ter usado vias mais fluentes, completou o trajeto em 1h17min, na 11ª posição. "Até achei que foi rápido", comenta ele.

Já em último lugar ficou a arquiteta urbanista Rebeca Maia, 24, que foi andando, com o tempo de 1h30min29s. As dificuldades, diz, foram em relação às condições precárias de algumas calçadas e a falta de mais semáforos para pedestres. "Em tempo, fui a última mas levando em consideração que não emiti gás carbônico e ainda fiz um exercício físico, o que é saudável, acho que foi muito positivo".

RENATO BEZERRAREPÓRTER 

FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1318738

Waldonys ´vira´ selo dos Correios

RECONHECIMENTO

Waldonys ´vira´ selo dos Correios

17.09.2013
Foi tudo surpresa. Após convite para ir a um evento na sede dos Correios, na Avenida Barão de Studart, o cantor e sanfoneiro Waldonys "virou" um selo, sua foto estampa agora uma coleção ao lado de imagens da esquadrilha da fumaça. A homenagem aconteceu na manhã de ontem, dias após celebração de mais um aniversário desse artista local.

Surpreso com a homenagem, o sanfoneiro ficou emocionado. A foto de Waldonys compõe categoria de selos personalizados Foto: Kid Júnior

"Fiquei muito feliz e também honrado. Não sabia de nada, foi um presente extraordinário, delicado e bem sincero. Fiquei emocionado", afirma o músico.

A foto do sanfoneiro compõe uma categoria de selos personalizados e são compostos por duas imagens distintas: um selo postal e uma imagem do cliente (fotografia de pessoas, animais de estimação, marcas de empresas, produtos ou serviços, sinais distintivos, personagens ou obras de arte próprias). A série, no entanto, tem tiragem limitada.

Para Waldonys, ter sua imagem no selo é um reconhecimento. "Saber que várias pessoas famosas estiveram lá me deixa feliz. Airton Sena, por exemplo. Minha família ficou muito alegre, acho que minha mãe vai emoldurar e guardar um monte deles", brinca o sanfoneiro.

Em visita à Redação do Diário do Nordeste, ele conta que cada ação dessa o motiva mais a seguir em frente, a oferecer, assim, um trabalho de mais qualidade.

"Minha música é a forma que tenho de agradecer. Fico feliz e retribuo ao meu público o melhor que tenho, a arte que sei fazer e tenho feito", agradece.

Importância
Autora da ideia, a atendente comercial dos Correios, Patrícia Rodrigues, conta que foi tudo surpresa pelo aniversário do cantor.

"Sou muito fã dele e todos acabaram aceitando a homenagem. Queria dizer o quanto ele é importante para a cultura do nosso povo. Ele nos representa muito bem", finaliza Patrícia. 

fonte:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1318676

7,1 mi compartilham wi-fi com vizinho

MAIORIA CLASSE MÉDIA

7,1 mi compartilham wi-fi com vizinho

17.09.2013

São Paulo. Por volta de 7,1 milhões de brasileiros não assinam um serviço de internet e usam banda larga "emprestada" de algum vizinho, segundo um estudo divulgado ontem pelo Instituto Data Popular. Pertence à classe média a maior parcela de pessoas que adotam tal prática, com cerca de 10%, ante 4% de internautas tanto da classe alta quanto da classe baixa que usam conexão compartilhada.

Quando analisada por faixa etária, a maior proporção de quem divide internet com o vizinho é entre internautas de 16 até 25 anos de idade FOTO: Miguel Portela

A pesquisa foi realizada no mês de junho e abrange 2.000 pessoas de cem cidades de todos os estados. Segundo a organização responsável pelo estudo, isso acontece porque os assinantes de banda larga mais pobres não pagam por um plano rápido o suficiente para ser usado por outras pessoas.

Já na classe média, diz o Data Popular, a qualidade da conexão não cai se ela for compartilhada, já que é mais rápida. Segundo Renato Meirelles, que dirige o instituto, isso indica que membros da classe média têm "vínculos sociais mais estreitos" com seus vizinhos.

"Nesse caso, uma pessoa faz a assinatura de internet de banda larga e rateia a conta entre dois ou três vizinhos", disse Renato Meirelles na nota que divulgou a pesquisa.

Regiões

A organização também segmentou os resultados por região: na Sudeste, com 8%, se concentra o maior número de usuários de internet compartilhada, seguida por Norte (7%), Nordeste (6%) e Centro-Oeste (5%) e, por último, Sul (5%).

"Além disso, a internet é vista como investimento pela classe média. Por meio dela, as pessoas estão se informando melhor, enviando de maneira ágil currículos para conseguir trabalhos mais qualificados e estudando", afirmou Renato Meirelles, no texto divulgado pelo instituto.

Quando analisada por faixa etária, a maior proporção de quem divide internet com o vizinho é entre internautas de 16 até 25 anos de idade (21%). Dois em cada dez jovens afirmam navegar pela rede através de sinal compartilhado.

Logo em seguida, os que proporcionalmente mais fazem uso de internet de terceiros são pessoas de 26 até 39 anos (8%) e de 40 até 59 anos (3%). Internautas com idades a partir de 60 anos dizem não ter acesso à rede fornecida por vizinhos, segundo a pesquisa.

Recurso

Na última sexta-feira, o Tribunal Regional Federal da 1ª região rejeitou um recurso apresentado pelo Ministério Público que tipificava o compartilhamento de uma conexão de internet como crime. O MP pode apelar./

SAIBA MAIS
Perfil de quem compartilha

Por faixa etária:

16 até 25 anos - 21%

26 até 39 anos - 8%

40 até 59 anos - 3%

A partir de 60 anos - 0%

Em cada região do país:
Norte - 7%

Nordeste - 6%

Sudeste - 8%

Sul - 5%

Centro Oeste - 5%

PROTAGONISTA
Tarifa pesa no orçamento de quem mora só
Com a família no Interior e morando sozinho na Capital para cursar engenharia civil, o estudante Pedro Thiago Oliveira utiliza a internet dos vizinhos do andar de cima do prédio onde mora. Segundo ele, como o telefone fixo é dispensável na casa de Fortaleza - item normalmente incluso nos pacotes - compartilhar o serviço foi a melhor opção. Pelo plano que inclui telefone fixo e uma internet com velocidade de 15 MB, os vizinhos pagam cerca de R$ 170, dos quais Thiago contribui com R$ 35 mensais para ter acesso ao wi-fi. Apesar de existirem outras opções que não exigem o fixo, ele afirma que os serviços normalmente não oferecem a qualidade desejada. Para ele, o ideal seria que as empresas visitassem os prédios, oferecendo pacotes mais acessíveis, que não pesassem tanto no bolso dos clientes.

Pedro Thiago OliveiraUniversitário 

fonte:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1318476

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK