PROCURANDO POR ALGO?

domingo, 6 de outubro de 2013

Qual é a finalidade da sua vida?


Qual é a finalidade da sua vida?

Em vez de dizer: “Não posso fazer isso”, você precisa perguntar: “Por que eu não faria isso? Estou com medo de quê?” Essas perguntas desafiam as amarras que o mantêm preso. O objetivo é fazer você descobrir qual é a finalidade da sua vida.
Indagar-se se você está no caminho certo parece fácil. A parte difícil é ouvir a resposta do coração. Sua mente terá uma resposta, mas seu coração talvez tenha outra.
medo pode incitá-lo a manter o rumo atual, enquanto o amor pode instigá-lo a mudar de rumo. Você precisa acalmar a mente para ouvir qual é o chamado mais alto e abrir o coração para descobrir onde mora o amor.
Se decidir seguir suas paixões e seus desejos, precisa ser forte o suficiente para ouvir as respostas da sua alma. Se você se mantiver na superfície, o cenário parecerá sempre o mesmo.
Aventure-se em águas mais profundas e um mundo mágico estará à sua espera.
Mas temos medo de afundar, de errar, de falhar.
Seus desejos são suficientemente importantes para fazer você enfrentar seus medos? Você os quer realizar de verdade? A escolha é sua: você pode mudar sua atitude de resignação para uma de comprometimento, passar de uma condição de medo para um estado amoroso.
O primeiro passo é questionar a si mesmo, para transformar radicalmente suas certezas em perguntas.
Troque: “Sou um fracassado” por “Eu poderia ser um sucesso?” Mude: “Estou aborrecido com minha vida” para “Eu seria capaz de ser animado?” Transforme: “Minha vida não faz diferença” em “Eu faria alguma diferença para o mundo?”
A necessidade de ser corretos de nos sentirmos seguros nos impede de assumir um compromisso com a vida. Ficamos inseguros ao questionar nossos motivos.
O que você prefere: estar certo a respeito de ser um fraco ou estar errado quanto à sua capacidade de ser grande? Você escolheria estar no controle de uma pequena soma de dinheiro ou inseguro em relação a como equilibrar uma conta bancária polpuda? Entre permanecer num emprego de que você não gosta e se arriscar criando um empreendimento próprio, qual seria sua escolha?
Se soubesse que só tem um ano de vida, você continuaria a fazer o que está fazendo agora?
Você faria as mesmas escolhas para a sua vida?
Feche os olhos e focalize mentalmente um lugar dentro de você, bem no fundo, onde se sinta a salvo e à vontade. Pergunte a você mesmo o que gostaria de estar fazendo nesse exato momento da sua vida.
Por que não está se dedicando à busca desse sonho? Do que você tem medo? Faça a você mesmo a pergunta que lhe fiz: o que você faria se tivesse apenas um ano de vida? O que você mudaria?
Mantendo as respostas na quietude do seu coração, comprometa-se a mudar sua vida, de forma a poder manifestar seus sonhos.
Comprometa-se a sempre prestar atenção à sua própria verdade e a dar ouvidos a ela.
Proponha-se a deixar o Universo guiá-lo em direção àquilo que o seu coração deseja.
Só esses compromissos já mudarão sua vida.
Ao fazer isso, você estará dizendo a você e ao mundo todo:
“Mereço ter o que quero e farei o que for necessário para realizar meu desejo”.
W. H. Murray escreveu:
Até que uma pessoa se comprometa, há a vacilação, a oportunidade de recuar, a ineficiência de sempre.
No que diz respeito a todos os atos de iniciativa (e criação), só existe uma verdade elementar: o fato de não sabermos o que mata inúmeras ideias e esplêndidos planos e que, no instante em que alguém se compromete definitivamente, a Providência muda também.
Então, para ajudar essa pessoa, acontecem coisas que de outra forma jamais ocorreriam. Uma sucessão de acontecimentos emana da decisão tomada, gerando toda espécie de incidentes imprevistos, encontros e apoio material que favorecem essa pessoa e que ninguém jamais sonharia que se apresentariam dessa forma.
Dê início a qualquer coisa que você possa fazer ou sonhar. A ousadia tem talento, poder e magia.
Sem comprometimento, o Universo não pode produzir os acontecimentos de que precisamos para realizar nossos desejos.
Infelizmente, a maioria das pessoas não se compromete com aquilo que quer. À noite, na cama, rezamos para ter uma vida melhor, um corpo melhor, um emprego melhor, mas nada muda.
Isso acontece porque mentimos para nós mesmos. Em geral, o que pedimos em nossas orações e aquilo com que estamos comprometidos são coisas totalmente diferentes. Rezamos para ter uma vida mais saudável, mas somos sedentários. Pedimos a Deus um relacionamento gratificante, mas ficamos sentados em casa. Estamos mais à vontade com o status quo.
Porém, quando percebemos que ninguém está vindo para nos salvar ou fazer algo por nós e que nossas velhas feridas continuam lá, quer gostemos delas ou não, então nos damos conta de que somos nós que temos de exercer o nosso potencial.

Debbie Ford


FONTE:
http://universonatural.wordpress.com/2013/10/05/qual-e-a-finalidade-da-sua-vida/

HORA DO RISO

O sujeito estava aflito porque o seu filho havia sido seqüestrado,
quando de repente ouve a campainha da porta. Ele vai atender correndo e o carteiro lhe entrega um caixa. Ele abre o pacote e fica surpreso ao ver que a caixa continha uma orelha dentro, acompanhada do seguinte bilhete:
"Caro senhor, esta orelha é minha, mas se não mandar o resgate até amanhã ao meio-dia,
a próxima será a do seu filho. Assinado: Joaquim Manoel"

Leia Mais!

SENHOR, SIM OU NÃO!

"Até os poetas se armam, e um poeta
desarmado é, mesmo, um ser à mercê
de inspirações fáceis, dócil às modas e
compromissos."(Carlos Drummond de
Andrade - 1902/1987.)

SENHOR, SIM OU NÃO!

Pode me chamar de "você"
Isso muito me dá prazer
Me faz rejuvenescer e tanto...
Tratando-me por você e não "senhor"
Não vai diminuir o meu valor
E nem me tornar um santo.

     Esse negócio de "senhor" "senhor"
     É gentil, moral, e respeitador
     Mas abusa da formalidade...
     Melhor que sejamos cordiais
     Até que íntimos por demais
     Isso fortalece uma amizade.

Tratar-me por "você" pode sim,
Ou amigo, ou amor, ou querubim
Não há nada de ruim nisto...
"Senhor" não, de jeito algum,
Por que "Senhor" só existe um:
O nosso Senhor Jesus Cristo!

28/12/2011 - D I L S O N - NATAL/RN.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Longe de ser brincadeira, mercado infantil chega a movimentar R$ 50 bi

DIA DA CRIANÇA E MAIS

Longe de ser brincadeira, mercado infantil chega a movimentar R$ 50 bi

06.10.2013

Cadeia produtiva tem nas crianças um dos nichos de maior ascendência nos negócios brasileiros
Faz tempo que o mercado infantil deixou de ser brincadeira no Brasil. De pequenas, as crianças hoje só têm mesmo a estatura. Com a expansão do acesso à informação, principalmente por meio da internet, a garotada está mais antenada e passou a escolher não só brinquedos e diversões, mas também o que vestir, calçar e até o que comer, influenciando diretamente o consumo das famílias. Sem falar no interesse por equipamentos tecnológicos, que começa cada vez mais cedo. Essa mudança de perfil associada ao aumento do poder aquisitivo dos pais faz girar a economia local e nacional com cifras mais expressivas a cada ano.

Levantamento realizado esse ano pela Universidade de São Paulo (USP) indica que o segmento movimenta cerca de R$ 50 bilhões por ano, apresentando um crescimento médio anual em torno de 14%. Considerando apenas o mercado brasileiro de brinquedos, dados da divulgados no último mês de março pela consultoria GFK mostram que o setor registrou aumento de 15,6% no faturamento de 2012 em relação ao ano anterior.

Conforme a empresa de origem alemã, que realiza estudos de mercado, o incremento do Brasil no segmento de brinquedos é impulsionado pelo tamanho da população infantil no Brasil, que soma 46 milhões de indivíduos entre 0 e 14 anos.

Em relação à moda, a participação dos pequenos consumidores também é destaque. O setor de calçados e roupas infantis, por exemplo, faturou em 2012 cerca de R$ 24 bilhões. E de acordo com a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), as perspectivas continuam positivas para esse nicho de mercado nos próximos 15 anos. "Apesar de o Brasil ter reduzido sua taxa de natalidade e da tendência de envelhecimento da nossa população, esse é ainda um mercado fortíssimo, que tende a prosperar nos próximos 10 a 15 anos", afirma Fernando Pimentel, diretor superintendente da Abit.

Roupas
De acordo com o líder da entidade, o consumo interno de roupas infantis e de bebês no mercado brasileiro chegou a 1,6 bilhão de peças em 2012, sendo que entre 5% a 7% do que foi consumido veio do exterior.

No contexto do mercado global de vestuário do País, o segmento infantil representa 15%, com faturamento girando em torno de US$ 9,1 bilhões do total de US$ 60 bilhões movimentados pela indústria de vestuário no ano passado.

"O mercado de moda infantil e bebê no Brasil conta com sete mil indústrias especializadas no País, sendo responsável por 361 mil empregos diretos. No ano passado, as exportações desse setor somaram US$ 25 milhões, enquanto as importações somaram os US$ 220,2 milhões", observa Pimentel.

Calçados

O segmento infantil também vem se destacando no setor calçadista, crescendo acima dos índices da produção total de calçados. Dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) revelam que enquanto a produção global de calçados do País cresceu aproximadamente 5,5% entre 2011 e 2012, passando de 819 milhões para 864 milhões de pares, no segmento infantil o incremento foi de 12,7%, de 164 milhões para 184,9 milhões de pares.

"De 2011 para 2012 o incremento (do segmento infantil de calçados no Brasil) foi de mais de 20 milhões de pares na produção, o que ilustra a importância desta indústria", destaca Heitor Klein, presidente da Abicalçados.

Ele ainda classifica este segmento como "fundamental para o desenvolvimento da imagem do Brasil além-fronteiras, já que tem sua produção baseada na sinergia perfeita entre desenvolvimento tecnológico - preocupação com saúde, conforto e segurança das crianças -, design e qualidade", quando o assunto é a exportação de ítens do setor voltados para crianças.

ÂNGELA CAVALCANTEREPÓRTER 


FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1325121

Zanetti leva ouro no Mundial

GINÁSTICA ARTÍSTICA

Zanetti leva ouro no Mundial

06.10.2013

Campeão dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Arthur Zanetti entrou no Campeonato Mundial de Ginástica Artística, disputado em Antuépia, na Bélgica, como um adversário a ser batido. Apesar da pressão, o atleta confirmou o favoritismo e conquistou a medalha de ouro nas argolas, ontem.

Um dos primeiros a se apresentar, o brasileiro Artur Zanetti arrancou aplausos do público antes mesmo de terminar sua prova FOTO: DIVULGAÇÃO/ CBG
Um dos primeiros a se apresentar, Zanetti arrancou aplausos do público antes mesmo de terminar sua prova. Logo após cravar perfeitamente a aterrissagem, o ginasta deixou claro sua satisfação com resultado e comemorou muito a atuação.

O brasileiro garantiu o lugar mais alto no pódio com a pontuação de 15.800, seguido pelo russo Aleksandr Balandin, que somou 15.733. A terceira colocação ficou com o norte-americano Brandon Wynn, medalhista de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2011, que somou 15.666.

No Campeonato Mundial de Tóquio de 2011, Zanetti havia terminado na segunda colocação. Nas argolas, o ginasta brasileiro ainda acumula outras premiações importantes esportivamente para o País, como a prata no Pan-americano de 2011 e o ouro nos Jogos Sul-americanos de 2010.

Diego Hypólito
Segundo colocado na eliminatória, Diego Hypolito chegou à final do solo do Campeonato Mundial de Ginástica Artística da Antuérpia como um dos favoritos, mas não conseguiu manter o bom desempenho e terminou a disputa na quinta colocação.

O brasileiro foi o terceiro a entrar no solo e obteve 15.366 pontos. Quem conquistou a medalha de ouro foi o japonês Kenzo Shirai, de apenas 17 anos, que somou 16.000 pontos.

O segundo lugar foi do americano Jacob Dalton, com 15.600, e o bronze foi do japonês Kohei Uchimura, tetracampeão mundial no individual geral. 

FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1325341

LITURGIA DIÁRIA

Conheça a história de São Bruno
Primeira Leitura (Hab 1,2-3; 2,2-4)

Leitura da profecia de Habacuc.
2Senhor, até quando chamarei, sem me atenderes? Até quando devo gritar a ti: “Violência!”, sem me socorreres?
3Por que me fazes ver iniquidades, quando tu mesmo vês a maldade? Destruições e prepotência estão à minha frente; reina a discussão, surge a discórdia.
2,2Respondeu-me o Senhor, dizendo: “Escreve esta visão, estende seus dizeres sobre tábuas, para que possa ser lida com facilidade. 3A visão refere-se a um prazo definido, mas tende para um desfecho, e não falhará; se demorar, espera, pois ela virá com certeza, e não tardará. 4Quem não é correto, vai morrer, mas o justo viverá por sua fé”.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.



(Música igual à faixa 6 do CD.)

— Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!
— Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!
— Vinde, exultemos de alegria no Senhor,/ aclamemos o Rochedo que nos salva!/ Ao seu encontro caminhemos com louvores,/ e com cantos de alegria o celebremos!
— Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra,/ e ajoelhemos ante o Deus que nos criou!/ Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor,/ e nós somos o seu povo e seu rebanho,/ as ovelhas que conduz com sua mão.
— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz:/ “Não fecheis os corações como em Meriba,/ como em Massa, no deserto, aquele dia,/ em que outrora vossos pais me provocaram,/ apesar de terem visto as minhas obras”.




Segunda Leitura (2Tm 1,6-8.13-14)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo.
Caríssimo: 6Exorto-te a reavivar a chama do dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos. 7Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e sobriedade.
8Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor nem de mim, seu prisioneiro, mas sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus. 13Usa um compêndio das palavras sadias que de mim ouviste em matéria de fé e de amor em Cristo Jesus.
14Guarda o precioso depósito, com a ajuda do Espírito Santo, que habita em nós.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.


Evangelho (Lc 17,5-10)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 5os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!”
6O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria.
7Se algum de vós tem um empregado que trabalha a terra ou cuida dos animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: ‘Vem depressa para a mesa?’
8Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: ‘Prepara-me o jantar, cinge-te e serve-me, enquanto eu como e bebo; depois disso tu poderás comer e beber?’ 9Será que vai agradecer ao empregado, porque fez o que lhe havia mandado?
10Assim também vós: quando tiverdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: ‘Somos servos inúteis; fizemos o que devíamos fazer’”.




— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

FONTE:
http://liturgia.cancaonova.com/

Vettel vence prova agitada na Coreia e põe mão na taça. Massa roda e é 9º

Alemão fatura quarta prova seguida e pode ser campeão na próxima etapa, no Japão. Kimi e Grosjean completam pódio. Brasileiro reage e pontua

Por Yeongam, Coreia do Sul


O tufão não passou. A chuva forte nem deu as caras. E com o tempo aberto, sem espaço para imprevistos na Coreia do Sul neste domingo, foi impossível superar Sebastian Vettel e sua RBR. Com mais uma atuação impecável, o tricampeão conquistou mais uma vitória, a oitava no ano, quarta seguida (confira os melhores momentos no vídeo ao lado). Restando cinco provas para o fim da temporada, o garoto prodígio está cada vez mais perto de se tornar o tetracampeão mais jovem da história da Fórmula 1, aos 26 anos. Ele pode levar a taça já no próximo fim de semana, no Japão. Com 272 pontos, 77 a mais que o vice-líder Fernando Alonso, o alemão assegurará o título se vencer a corrida e o espanhol da Ferrari chegar, no máximo, em nono. Veja a tabela de classificação completa. De quebra, Vettel ainda anotou, pela segunda vez seguida, o chamado “Grand Chelem”, algo raro na categorias: pole, volta mais rápida e vitória liderando todas as voltas. Foi seu quarto na carreira, igualando Aysrton Senna, Nigel Mansell e Jackie Stewart. O recordista é Jim Clark, com oito.
Sebastian vettel RBR gp da coreia  (Foto: Agência Reuters)Virou rotina: Sebastian Vettel recebe mais uma bandeirada de vitória (Foto: Agência Reuters)
Voltando a este domingo: mesmo com mais um passeio de Vettel, a corrida em Yeongam não deixou de ser movimentada, com direito a pegas, batidas, entradas de safety car, fogo na outra RBR, a de Mark Webber, e uma cena inusitada: a entrada de uma picape de combate a incêndio bem na frente do pelotão. A dupla da Lotus completou o pódio.Kimi Raikkonen, frio e consistente, como sempre, chegou em segundo após largar em nono, enquanto seu parceiro Romain Grosjean terminou logo atrás.
pódio gp da coreia Vettel RBR Raikkonen grosjean lotus  (Foto: Agência Reuters)Vettel, entre Raikkonen e Grosjean. Dupla da Lotus completou pódio (Foto: Agência Reuters)
Quem teve um dia particularmente agitado foi Felipe Massa. O brasileiro, que começara em sexto, rodou na primeira volta e caiu para último. Com uma boa corrida de recuperação, ainda arrancou dois pontinhos com o nono lugar, após um pega contra quatro rivais nos instantes finais. Seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, chegou em sexto, colado em Lewis Hamilton, da Mercedes.
Mas o carro de motor Ferrari mais bem colocado não foi o do espanhol, mas sim a Sauber, de Nico Hulkenberg. O badalado alemão, que concorre com Massa por uma vaga na Lotus, foi um dos destaques da prova, conquistando um expressivo quarto lugar depois de largar em sétimo.
A Fórmula 1 retorna já no próximo fim de semana, com o GP do Japão, válido pela 15ª etapa da temporada e que pode decidir o título. Os treinos no tradicionalíssimo circuito de Suzuka começa na quinta-feira, 22h (horário de Brasília), com exibição no SporTV. A corrida é na madrugada de domingo, 3h, com transmissão ao vivo da TV Globo.
Header_corrida (Foto: arte esporte)
Massa roda na primeira volta
Dos circuitos da F-1,  Yeongam possui um dos mais curtos trechos entre a linha de largada e a primeira curva, dificultando a vida dos pilotos nos primeiros metros.  Vettel manteve a ponta com autoridade, seguido por Hamilton, Grosjean, Rosberg e Alonso. Já Massa acabou sendo surpreendido por Gutiérrez e caiu para sétimo.
A terceira curva é uma espécie de “segunda largada”. Com uma grande desaceleração após a longa reta oposta, diversos pilotos ficaram lado a lado para dividir a freada. E a confusão foi inevitável. Quem levou a pior foi Massa, que rodou sozinho e ficou atravessado na pista (vídeo). Não atingido por pouco, o brasileiro caiu para último. Alonso deu uma escapada e perdeu a posição para Hulkenberg, enquanto Button danificou o bico no tumulto. Grosjean foi esperto e tomou o segundo lugar de Hamilton. E quem mais lucrou na primeira volta foi Maldonado, que ganhou oito posições, subindo de 18º para décimo.
felipe massa ferrari gp da coreia (Foto: Agência Getty Images)Felipe Massa rodou na primeira volta em Yeongam (Foto: Getty Images)
Por precaução, a Ferrari se preparou para receber Massa nos boxes. Mas o brasileiro seguiu na pista e só fez seu primeiro pit stop na volta de número 16. Nos giros seguintes, os futuros companheiros de equipe Alonso e Raikkonen protagonizaram uma briga pelo sexto lugar. E na prévia de 2014, o “Homem de Gelo” ganhou o primeiro duelo. Enquanto isso, Webber que largara em 13º em razão da punição pela carona a Alonso em Cingapura já aprecia em oitavo.
Após 15 voltas, o único a não parar nos boxes era Daniel Ricciardo, da STR, que figurava na quarta posição. Vettel se mantinha na ponta, três segundos à frente de Grosjean e a quatro de Hamilton. Em quinto aparecia Rosberg, acompanhado por Hulk, Alonso, Raikkonen e Webber. Nesse momento, Massa era o 15º.
Ricciardo, enfim, fez seu pit stop na 18ª passagem, retornando em 13º. A partir daí, a grande atração da prova passou a ser o pelotão formado por Hulkenberg, Alonso, Kimi e Webber. O espanhol da Ferrari chegou a tirar fino do alemão da Sauber em uma freada mais forte na disputa pelo quinto lugar. Um pouco mais atrás, Massa descontava a ultrapassagem de Gutiérrez e assumia a 14ª posição.
Rosberg levanta faísca
Na 27ª volta, Paul di Resta estrelou a primeira batida do dia. Perdeu estranhamente o controle de sua Force India no miolo do circuito asiático e acertou a barreira de proteção. No pelotão da frente, o desgaste de pneus começava a pesar para alguns pilotos. Alonso perdeu o quinto lugar para Webber. Já Rosberg vinha tirando mais de 2s de diferença por volta de Hamilton. Porém, no momento em que foi passar seu companheiro de Mercedes para assumir o terceiro lugar, sua asa dianteira cedeu repentinamente e começou a arrastar o chão levantando faísca (vídeo). O alemão teve que ir para os boxes, acabando com suas chances de pódio. De tabela, o problema de Nico prejudicou também a corrida de Hamilton, que, com pneus em frangalhos, precisou se manter por mais uma volta na pista, e virou na casa de 1m50.
Pneu de Pérez fura: safety car
No 32º giro, o pneu de Pérez dechapou no meio da reta soltando a banda de rodagem. Webber precisou ser ágil para desviar dos fragmentos. O safety car teve que ser acionado para a retirada dos detritos da pista. Imediatamente, os pilotos que não haviam feito o segundo pit stop correram para os boxes. Webber, que havia parado uma volta antes resolveu visitar novamente os pits. Vettel fez sua parada e se manteve na ponta, seguido por Grosjean. Raikkonen, que havia feito o segundo pit stop há algumas voltas, já aparecia em terceiro, acompanhado por Hamilton, Hulkenberg e Alonso.
Carro de Webber pega fogo
O carro de segurança saiu de cena e a corrida recomeçou, mas por pouco tempo. Adrian Sutil perdeu o controle da Force India e atravessou a pista como uma bola de boliche. Sobrou para Webber, que foi acertado em cheio. Vivendo uma maré de azar, o australiano, que vinha fazendo uma boa prova de recuperação, abandonou e viu sua RBR ser tomada pelo fogo pela segunda corrida consecutiva. Com isso, a corrida precisou ser paralisada novamente. Dessa vez, o australiano voltou para o paddock com um fiscal, de moto, sem direito a carona de Alonso. Ciente, através do rádio que o safety car entraria na pista novamente, Raikkonen deu o bote em Grosjean e assumiu a segunda posição.
Dessa vez, Mark Webber voltou de moto, com um fiscal, sem carona com Fernando Alonso (Foto: Getty Images)Dessa vez, Mark Webber voltou de moto, com um fiscal, sem direito a carona de Alonso (Foto: Getty Images)
Hamilton e Alonso duelam
Na nova relargada, destaque para o duelo entre Alonso e Hamilton pelo quinto lugar. O espanhol da Ferrari chegou a ultrapassar o britânico da Mercedes, mas levou o troco curvas depois. Mais à frente, Kimi e Grosjean tentavam não perder contato com o líder Vettel. O francês chegou a ameaçar a segunda posição do finlandês, mas foi aconselhado pela equipe a "segurar a onda", o que o deixou incomodado.
Massa se livra de bolo de rivais
Na meiúca, Massa, em 12º, se via no meio de um bolo com Gutiérrez, Maldonado, Pérez e Bottas. O brasileiro chegou a encostar no mexicano da McLaren ao se defender. Na sequência, aproveitou o enrosco entre o venezuelano da Williams e o piloto da Sauber para passar os dois e entrar na zona de pontuação.
A sete voltas do fim, Hamilton deu o bote e passou Hulkenberg para assumir o quarto lugar. Mas o alemão foi rápido e recuperou a posição na reta seguinte. Alonso se aproveitou para encostar e pressionar o britânico. Porém, sem sucesso em superar o rival. Lá na frente, Vettel recebia a bandeirada para mais uma vitória. Raikkonen e Grosjean cruzaram a linha de chegada na sequência, mostrando a boa forma da Lotus no circuito. Rosberg completou a prova em sétimo, acompanhado de Button. Com o abandono de Ricciardo a poucas voltas do fim, Massa ainda ganhou mais uma posição de bandeja, terminando em nono. Pérez fechou a zona de pontuação.
Header_resultado (Foto: arte esporte)
1) Sebastian Vettel (ALE/RBR), 55 voltas em 1h43m13s701
2) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) + 4s200
3) Romain Grosjean (FRA/Lotus) + 4s900
4) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) + 24s100
5) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) + 25s200
6) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) + 26s100
7) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) + 26s600
8) Jenson Button (ING/McLaren) + 32s200
9) Felipe Massa (BRA/Ferrari) + 34s300
10) Sergio Pérez (MEX/McLaren) + 35s100
11) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) + 35s900
12) Valtteri Bottas (FIN/Williams) + 47s000
13) Pastor Maldonado (VEN/Williams) + 50s000
14) Charles Pic (FRA/Caterham)   + 1m03s500
15) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) + 1m04s500
16) Jules Bianchi (FRA/Marussia) + 1m07s900
17) Max Chilton (ING/Marussia) + 1m12s900
18) Jean-Eric Vergne (FRA/STR) + 2 voltas
19) Daniel Ricciardo (AUS/STR) + 3 voltas
20) Adrian Sutil (ALE/Force India) + 5 voltas
Não completaram a prova:
Mark Webber (AUS/RBR) 41 voltas
Paul Di Resta  (ING/Force India) 29 voltas
Volta mais rápida: Sebastian Vettel (RBR) 1m41s380
Arte circuito GP da Coreia do Sul (Foto: Infoesporte)


FONTE:
http://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/2013/10/vettel-vence-prova-agitada-na-coreia-e-poe-mao-na-taca-massa-chega-em-9.html

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK