PROCURANDO POR ALGO?

domingo, 5 de outubro de 2014

Alckmin é reeleito governador de São Paulo

CORRIDA ELEITORAL

Alckmin é reeleito governador de São Paulo

Folhapress | 20h18 | 05.10.2014

Candidato irá ocupar cargo pela quarta vez

Foto_
Alckmin votou acompanhado de familiares
FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
Geraldo Alckmin (PSDB) foi reeleito, neste domingo (5), governador do Estado de São Paulo, cargo que vai ocupar pela quarta vez, podendo completar até 14 anos a frente do governo do Estado. Com mais esta eleição tucana, o PSDB completará 24 anos seguidos governando São Paulo.
Com 92% das urnas apuradas, o tucano tem 57,43% dos votos válidos. Em segundo lugar, aparece o pemedebista Paulo Skaf com 21,57%. Em terceiro lugar aparece Alexandre Padilha (PT) com 18,04%.
A vitória de Alckmin no primeiro turno já era esperada desde a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada em 2014. Ao longo da campanha, o tucano sempre apresentou uma intenção de voto na faixa dos 50%. Skaf, o maior concorrente no Estado, não chegou a passar dos 20%, enquanto Padilha esteve sempre abaixo de 10% das intenções.
Na manhã deste domingo (5) de eleição, após votar em um colégio da região do Morumbi, na capital paulista, o tucano que, caso seja reeleito, pretende "corrigir o que tem de ser corrigido e melhorar o que tem de ser melhorado".
"Hoje é dia de humildade, respeito e de aguardar a voz das urnas com serenidade", disse.
Durante a campanha, o governador foi alvo de críticas sobre a crise da falta de água na região metropolitana e algumas cidades do interior do Estado. Os adversários criticaram a falta de investimentos no sistema Cantareira e na rede de distribuição da Sabesp.
Também caíram sobre ele críticas sobre a segurança pública do Estado, com aumento dos índices de roubo e assalto, a violência policial nas manifestações de junho de 2013 e o caso do cartel dos trens e do metrô de São Paulo.
FONTE:
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/nacional/online/alckmin-e-reeleito-governador-de-sao-paulo-1.1117615

Saiba o que cobrar do senador Tasso Jereissati

PROMESSAS

Saiba o que cobrar do senador Tasso Jereissati

Lia Girão | 20h00 | 05.10.2014

Educação, saúde, emprego e seca foram os principais pontos abordados pelo tucano

Tasso Jereissati
Durante um encontro em Ipu, Tasso prometeu tirar do papel a barragem de novos açudes
FOTO: WIKIMEDIA
Durante sua campanha eleitoral, Tasso Jereissati (PSDB) falou sobre quais seriam as suas prioridades no Senado Federal. Educação, saúde, emprego e seca foram os principais pontos abordados pelo tucano durante os últimos meses.
Em agosto, durante um encontro no Centro Industrial do Ceará (CIC), o senador eleito fez um panorama sobre a situação do Estado e o que pretendia fazer: "Estou andando muito no interior. Temos uma situação de seca que pode ficar mais desesperadora. Preocupa-me, ainda, a questão da segurança, que está umcaos. O cearense vive em pânico, assustado, trancado. Esse não é o Ceará que queríamos para nossas famílias. Também me preocupa asaúde. Temos um problema sério no atendimento à saúde e me preocupa também que haja uma renovação do poder. É até paradoxal eu falar sobre isso, por que eu não sou renovação. Mas falo de renovação no sentido de que haja alternância. Não fique um poder tão restrito a pouquíssimas pessoas e que volte a um tipo de política oligárquica que foi típica do passado”, comentou, alfinetando a gestão do governador Cid Gomes.
Cabe aos senadores participar do processo de criação e alteração de leis federais, julgar oscrimes atribuídos à Presidência da República, fiscalizar o cumprimento dos acordos assinados pelo presidente, aprovar a indicação da Presidência para os cargos do Supremo Tribunal Federal,aprovar os orçamentos e as dívidas dos Estados, por exemplo, autorizando empréstimos solicitados por governos estaduais e prefeituras, e revisar os projetos de lei e os gastos anuais do País, aprovados antes pela Câmara dos Deputados.
O senador eleito comentou, em setembro, durante conversa com jovens da cidade de Iguatu, que iria batalhar por investimentos na educação. "O jovem tem direito a uma educação de qualidade, caso contrário irá perder uma disputa de mercado; essa educação tem que ser cada dia mais profissionalizante e abrangente”, disse na ocasião.
Durante um encontro em Ipu, Tasso prometeu, ainda, tirar do papel a barragem de novos açudese tocar um programa permanente de interligação de bacias e de perfuração de poços profundos.
FONTE:
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/politica/online/saiba-o-que-cobrar-do-senador-tasso-jereissati-1.1117571

Dilma e Aécio vão disputar 2º turno

ELEIÇÃO

Dilma e Aécio vão disputar 2º turno

19h53 | 05.10.2014

Eleitores voltam às urnas no próximo dia 26 de outubro

A eleição presidencial de 2014 será decidida no segundo turno entre os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). De acordo com os números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 93,54% das urnas apuradas, a candidata à reeleição tem 40,91% dos votos válidos, e o presidenciável do PSDB está com 34,38%.
A candidata do PSB, Marina Silva, está com 21,11% dos votos e está em terceiro lugar na disputa para presidente da República. Conforme os números, Luciana Genro (PSOL) tem 1,58%, Pastor Everaldo (PSC) 0,75%, Eduardo Jorge (PV) 0,62%, Levy Fidelix (PRTB) 0,43%, Zé Maria (PSTU) 0,09%.
Os eleitores voltam às urnas no próximo dia 26 de outubro para votar no segundo turno. 
FONTE:
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/politica/online/dilma-e-aecio-vao-disputar-2-turno-1.1117593

Romário vence disputa no Rio e ganha a vaga de senador

SENADO FEDERAL

Romário vence disputa no Rio e ganha a vaga de senador

20h03 | 05.10.2014

Atuando como deputado, o ex-jogador ingressou na política há cerca de cinco anos

Foto_
Romário votou acompanhado de sua filha
FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK
O ex-jogador e deputado Romário (PSB-RJ) venceu neste domingo (5) a disputa por uma vaga no Senado Federal pelo Rio de Janeiro. Ele vai ocupar a vaga que será aberta pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ), candidato a vice-governador do Rio.
Romário ingressou na política há cerca de cinco anos e foi um dos deputados federais mais bem votados na eleição de 2010.
Ele chegou a ser expulso do PSB durante a atual legislatura, mas retornou à legenda e se candidatou à vaga de senador no Rio.
Com mais de 94% das urnas apuradas, Romário está com 63,42% dos votos, contra 20,55% do candidato Cesar Maia (DEM).


FONTE:
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/nacional/online/romario-vence-disputa-no-rio-e-ganha-a-vaga-de-senador-1.1117600

Tasso Jereissati é eleito senador pelo Ceará

PSDB

Tasso Jereissati é eleito senador pelo Ceará

Lia Girão | 20h00 | 05.10.2014

Tasso computou, até o momento, 58% dos votos válidos no Estado, enquanto Mauro somou 38%

tassojereissati
Tasso já foi eleito Senador da República pelo PSDB, em outubro de 2002, exercendo o mandato entre 2003 e 2011
FOTO: WALESKA SANTIAGO
O candidato Tasso Jereissati (PSDB) venceu a corrida rumo ao Senado. Tasso permanece nas apurações com 58,15% dos votos,  enquanto Mauro Filho apareceu logo atrás, com 38,98%. Tasso computou, até 19h53 2.081.439 de votos válidos no Estado, enquanto Mauro somou 1.395.323.
Em terceiro lugar aparece a candidataGeovana Cartaxo (PSB) com 1,75% dos votos, seguida por Raquel Dias (PSTU), com 1,11%.
Experiência na política
Tasso Jereissati tem 65 anos e é filho do ex-senador Carlos Jereissati e de Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati. Tasso é formado em administração de empresas e governou o Estado do Ceará em três gestões: de 1987 a 1990, de 1995 a 1998 e de 1999 a 2002. 
Ele também foi eleito Senador da República pelo PSDB, em outubro de 2002, exercendo o mandato no período de 2003 a 2011. Como candidato nas eleições de 2010 ao Senado, Tasso não  foi reeleito.
Pesquisa sugeria resultado
A pesquisa Ibope 'Boca de Urna' divulgada às 17h deste domingo já sugeria a vitória do tucano. Tasso aparecia com 59% das intenções de voto, contra 35% de Mauro Filho (Pros), 4% de Geovana Cartaxo e 2% da candidata Raquel Dias (PSTU).


FONTE:
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/politica/online/tasso-jereissati-e-eleito-senador-pelo-ceara-1.1117562

As tatuagens mais iradas do MMA - e algumas das mais infelizes


As tatuagens mais iradas do MMA - e algumas das mais infelizes

A ring girl Brittney Palmer revelou há algum tempo uma tatuagem picante, com a marca de um beijo no bumbum Reprodução
Leia mais em: http://zip.net/bjmYN6
FONTE: BOL

Ana Paula Minerato


Ana Paula Minerato

3.out.2014 - De férias em Ibiza, na Espanha, a musa do Corinthians Ana Paula Minerato mostrou que está com o corpo de causar em inveja. A beldade optou por um biquíni azul e rosa que valorizou o bumbumMais Reprodução/Instagram

Leia mais em: http://zip.net/bqpLV6


FONTE: BOL

Musas da internet


Musas da internet

18.jul.2012 - A modelo e dançarina Nicole "Coco" Austin, esposa do rapper Ice-T, ficou conhecida por ter um bumbum enorme e garante que é natural. Coco Austin, como é conhecida, tem mais de 11 mil seguidores que apreciam suas curvas no Instagram Reprodução/Twitter

Leia mais em: http://zip.net/bqnPs6


FONTE: BOL

Saiba como usar a urna eletrônica, usada desde 1996 nas eleições

BRASIL

Saiba como usar a urna eletrônica, usada desde 1996 nas eleições

O teclado da urna, parecido com o de um telefone, permite que o eleitor digite os números e vote nos cinco candidatos que deverá escolher nestas eleições
Velha conhecida dos brasileiros, a urna eletrônica, utilizada em eleições no Brasil desde 1996, será a ferramenta dos 142,8 milhões de eleitores na votação deste domingo (5). O teclado da urna, parecido com o de um telefone, permite que o eleitor digite os números e vote nos cinco candidatos que deverá escolher nestas eleições.

Depois de ser identificado pelos mesários e deixar celulares, tablets e outros aparelhos eletrônicos sobre um móvel, o eleitor terá acesso à cabine de votação, onde está instalada a urna eletrônica.
urna eletrônica
(Foto: Agência Brasil)

O primeiro voto será para deputado estadual ou distrital. O eleitor deve digitar os cinco números do candidato escolhido. Na tela, aparecerão a foto, o número, o nome e a sigla do partido do candidato. Se as informações estiverem corretas, basta apertar a tecla verde CONFIRMA. Se os dados não estiverem certos, é preciso apertar a tecla laranja CORRIGE e digitar novamente o número escolhido.

Em seguida, a urna vai pedir que o eleitor digite o voto para deputado federal, com quatro dígitos, seguido do voto para senador, com três dígitos. As próximas etapas são os votos para governador e presidente da República, ambos com dois dígitos.

Em todos os votos, se as informações que aparecem na tela correspondem à escolha do eleitor, é preciso usar a tecla verde para confirmar, ou, caso contrário, a tecla laranja para corrigir. Para os eleitores que solicitaram o voto em trânsito, fora de seus domicílios eleitorais, e para os brasileiros que votam no exterior, a urna estará liberada apenas ao voto para presidente da República.

Caso deseje votar em branco, basta apertar a tecla BRANCO e, em seguida, a tecla CONFIRMA. Se o eleitor digitar um número não existente e confirmar com a tecla verde, o voto será anulado.

Ao fim de cada voto, a urna emite um sinal sonoro. Depois dos cinco votos, o som é mais forte e prolongado e a tela mostra a mensagem FIM. O eleitor deve sair da cabine de votação, pegar seu documento e comprovante de votação com o mesário e liberar a seção para o próximo da fila.

Para facilitar o voto e agilizar o tempo de votação, que deve ser, em média, 1 minuto e 14 segundos para cada pessoa nesse pleito, a Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor leve a chamada “cola eleitoral”, com anotações dos números dos candidatos escolhidos para os cinco cargos. Na página do Tribunal Superior Eleitoral na internet é possível imprimir um modelo de cola e preencher com os números de seus candidatos.

O tribunal também tem um simulador de votação da urna eletrônica, que representa fielmente o teclado do dispositivo e permite que o eleitor treine para a votação.

Não há tempo máximo para que o eleitor use a urna eletrônica, e os mesários não estão autorizados a auxiliar o voto ou a permitir a entrada de outras pessoas na cabine de votação.

Confira a ordem de votação na urna eletrônica:
1º - deputado estadual ou distrital (cinco dígitos)

2º - deputado federal (quatro dígitos)

3º - senador (três dígitos)

4º - governador (dois dígitos)

5º - presidente da República (dois dígitos)

FONTE: CORREIO 24 HORAS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK