PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 25 de março de 2015

Denatran adia obrigatoriedade de extintor em veículos para 1º de julho

Início da fiscalização foi postergado mais uma vez por não haver produtos suficientes na lojas, segundo Ministério das Cidades

REDAÇÃO ÉPOCA

Extintor tipo ABC, exigido pelo Denatran para veículos (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)
O Ministério das Cidades alegou que o equipamento continua em falta nas lojas. Desde 1º de janeiro, quando a medida entraria em vigor, consumidores reclamam que não o encontram à venda. Quando a resolução começar a valer, haverá multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na CNH, para motoristas que não dirigirem com extintor do tipo ABC.
O ABC é mais completo do que o BC, utilizado até então, porque é eficaz também contra incêndios em materiais como madeira e tecidos. O extintor tem cinco anos de validade.

FONTE: http://epoca.globo.com/tempo/filtro/noticia/2015/03/denatran-badia-obrigatoriedade-de-extintorb-em-veiculos-para-1-de-julho.html


Conheça funcionalidades escondidas no seu celular

Por Redação Olhar Digital

(Foto: Divulgação)
Sabia que o seu celular pode ler textos para você? Ou que ele pode piscar o flash da câmera para sinalizar notificações? Ou que ele é capaz de desligar sua música automaticamente quando você quiser? A Foxnews compilou uma lista com algumas das funcionalidades "escondidas" mais legais dos smartphones Android e iOS. Confira: 

Desligar a música automaticamente
Se você gosta de ouvir música antes de dormir ou durante um trabalho, saiba que é possível fazer seu telefone desligá-la automaticamente, assim:

iOS: No aplicativo Relógio, selecione "Timer", depois "Quando o tempo acabar", e então "Parar de tocar" no final da lista.

Android: No player de música, vá em "Settings", procure "Music auto off" e determine um período de tempo.

Outras maneiras de tirar fotos
Os aplicativos de câmera têm alguns segredos interessantes que podem ajudar na hora de fotografar.

iOS: Se o seu fone de ouvido tem controle de volume, o botão de aumentar o pode ser usado para tirar fotos.

Android: Nas configurações da câmera, vá em "Controle de voz" e ative-o. Assim, é possível tirar fotografias usando frases como "Xis!".

Piscar o flash da câmera quando chegam notificações
Uma maneira silenciosa de ver quando chegam mensagens no seu celular é usar o flash da câmera. Para isso:

iOS: Vá em "Configurações", "Geral", "Acessibilidade" e então em "Piscar LED para alertas".

Android: Vá em "Configurações", "Acessibilidade" e "Notificações flash".

Ler textos
iOS: Nas configurações, vá em "Geral", "Acessibilidade" e ligue o VoiceOver. Ele possui várias opções para velocidade e volume da fala, por exemplo.

Android: Em "Configurações", "Acessibilidade", ative o TalkBack. Se o seu dispositivo não tiver essa opção, ele pode ser baixado na Google Play. Quando ativado, seu telefone lê tudo o que você tocar na tela. 

Customizar os padrões de vibração das notificações
Com essa opção, é possível saber qual notificação você recebeu sem nem tirar o celular do bolso.

iOS: Vá em "Configurações", "Sons", "Toques" e "Vibração". É possível até mesmo batucar padrões para utilizar.

Android: Selecione um contato em sua agenda. Na parte "padrão de vibração" é possível escolher um padrão pré-definido ou criar um novo. Se o seu telefone não tiver essa opção, há aplicativos gratuitos como o Good Vibrations que permitem fazer isso.

Bloquear ligações e mensagens de contatos
Se algum número estiver tentando entrar em contato de forma muito insistente, saiba como bloqueá-lo:

iOS: No aplicativo de ligações ou FaceTime, selecione o contato e marque "Bloquear essa pessoa" e depois "Bloquear contato". Se o número ainda não for um contato, aperte o botão info e então marque "Bloquear essa pessoa", depois "Bloquear contato". Para bloquear mensagens, basta seguir o mesmo procedimento no aplicativo de mensagens.

Android: Vá em "Configurações", "Chamadas", "Bloquear chamadas". Em "Chamads recebidas", vá em "Lista de bloqueio" e crie uma nova inserindo o número ou escolhendo de sua agenda de contatos. Também é possível fazer isso por meio de aplicativos como oPrivacy Star

Veja mais funcionalidades "escondidas" dos smartphones aqui.

LEIA MAIS

FONTE: OLHAR DIGITAL

Velocidade média da internet brasileira ainda está abaixo da banda larga

Por Redação Olhar Digital 



O Brasil ainda não conta com uma internet cuja velocidade média atinja os 4 Mbps mínimos para ser considerada banda larga. Aqui, a conexão gira em torno dos 3 Mbps.
Os dados constam no relatório trimestral State of Internet, elaborado pela Akamai. O estudo mostra que o Brasil cresceu 1,6% em relação ao trimestre anterior e 11% na comparação anual; mesmo assim, ainda está atrás de 88 países, em termos de velocidade - embora tenha melhorado, pois no trimestre passado estava em 90º lugar.
O pico de velocidade registrado por aqui foi de 21,9 Mbps, altas trimestral de 6,6% e anual de 7,2%.
Para efeito de comparação, a velocidade média global é de 4,5 Mbps, então, além de não atingir o a meta do que se considera banda larga, o Brasil também não consegue acompanhar a tendência mundial.
Na Coreia do Sul, que tem a melhor conexão, a velocidade média caiu 12% nos três meses analisados e mesmo assim está em 22,2 Mbps. O maior crescimento visto no período foi o do Nepal, de 78%, para 2,5 Mbps. Em termos anuais, quem mais evoluiu sua internet foi o Congo, com um salto de 146% (1,3 Mbps).
Quando o assunto é internet móvel, o Brasil apresentou uma média de 1,8 Mbps e pico de 14 Mbps. Na América do Sul, os maiores índices vieram da Venezuela, com 6,3 Mbps de média e 28,3 Mbps de pico.

LEIA MAIS

FONTE: OLHAR DIGITAL

O relacionamento humano pode ser um inferno, ou pode ser um grande exercício espiritual

O relacionamento humano pode ser um inferno, ou pode ser um grande exercício espiritual

by José Batista de Carvalho
O relacionamento humano pode ser um inferno universo naturalTodo ser humano foi condicionado a pensar e agir de determinada forma – condicionado por sua herança genética, pelas experiências da infância e pelo ambiente cultural em que vive. Tudo isso não mostra o que a pessoa é, mas como parece ser. Quando você julga alguém, confunde os modelos condicionados produzidos pela mente com o que a pessoa é. Nossos julgamentos também têm origem em padrões inconscientes e condicionados. Você dá aos outros uma identidade criada por esses padrões, e essa falsa identidade se transforma numa prisão, tanto para aqueles que você julga como pra você mesmo.
Deixar de julgar não significa deixar de ver o que as pessoas fazem. Significa que você reconhece seus comportamentos como uma forma de condicionamento, que você vê e aceita tal como é. Não é a partir desses comportamentos que você constrói uma identidade para as pessoas.
Enquanto o ego dominar a sua vida, a maioria de seus pensamentos, emoções e ações virão do desejo e do medo. Isso fará você querer ou temer alguma coisa que possa vir da outra pessoa. O que você quer dos outros pode ser prazer, vantagem material, reconhecimento, elogio, atenção, ou fortalecimento da identidade, quando se compara achando que sabe, ou que tem, mais do que os outros. Você teme que ocorra o contrário – que o outro seja, tenha ou saiba mais do que você – e que isso possa de alguma forma diminuir a ideia que você faz de si mesmo.
Quando você concentra sua atenção no presente – em vez de usar o presente como um meio para atingir um fim – você ultrapassa o ego e a compulsão inconsciente de usar as pessoas como meios para valorizar-se ao se comparar com elas. Quando dá total atenção à pessoa com quem está interagindo, você elimina o passado e o futuro do relacionamento – exceto nas situações que exigem medidas práticas. Ao ficar totalmente presente com qualquer pessoa, você se desapega da identidade que criou pra ela. Essa identidade é fruto da sua interpretação de quem é a pessoa e do que ela fez no passado. O segredo dos relacionamentos é a atenção, que nada mais é do que calma alerta.
Se o passado de uma pessoa fosse o seu passado, se a dor dessa pessoa fosse a sua dor, se o nível de consciência dela fosse o seu, você pensaria e agiria exatamente como ela. Ao compreender isso, fica mais fácil perdoar, desenvolver a compaixão e alcançar a paz. O ego não gosta de ouvir isso, porque sem poder reagir e julgar, ele se enfraquece.
Quando você acolhe qualquer pessoa que entra no espaço do Agora, quando permite que ela seja como é, a pessoa começa a mudar.
Saber a respeito de alguém ajuda por motivos práticos. Nesse sentido não podemos prescindir de saber a respeito da pessoa com quem nos relacionamos. Mas quando essa é a única característica de uma relação, fica muito limitador e até destrutivo. Os pensamentos e conceitos criam uma barreira artificial, uma separação entre as pessoas. Suas interações não ficam presas ao ser, mas à mente. Sem as barreiras dos conceitos criados pela mente, o amor se torna naturalmente presente em todas as relações humanas. A maioria dos relacionamentos humanos se restringe à troca de palavras – o reino do pensamento. É fundamental trazer um pouco de silêncio e calma, sobretudo aos seus relacionamentos íntimos. Se faltar silêncio e calma, o relacionamento será dominado pela mente e correrá o risco de ser invadido por problemas e conflitos. Se há silêncio e calma, eles se tornam capazes de dominar qualquer coisa.
Ouvir com verdadeira atenção é outra forma de trazer calma ao relacionamento. Quando você realmente ouve o que o outro tem a dizer, a calma surge e se torna parte essencial do relacionamento. Mas ouvir com atenção é uma habilidade rara. Em geral as pessoas concentra a maior parte da sua atenção no que estão pensando. Na melhor das hipóteses ficam avaliando as palavras do outro, ou apenas usam o que o outro diz para falar de suas próprias experiências. Ou então não ouvem nada mesmo, pois estão perdidas em seus próprios pensamentos.
Ouvir com atenção é muito mais do que saber escutar. É estar alerta, abrir um espaço em que as palavras são acolhidas. As palavras se tornam então secundárias, podendo ou não fazer sentido. Bem mais importante do que aquilo que você está ouvindo é o ato de ouvir em si, o espaço de presença consciente que surge à medida que você ouve. Esse espaço é um campo unificador feito de atenção em que você encontra a outra pessoa sem as barreiras separadoras criadas pelos conceitos do pensamento. A outra pessoa deixa de ser “o outro”. Nesse espaço, você e ela se tornam uma só consciência.
Como é que você pode se libertar da profunda e inconsciente identificação emocional com o sofrimento, capaz de criar tanta dor em sua vida? Tome consciência da dor. Tome consciência de que você não é esse sofrimento e essa dor. Reconheça o que eles são: uma dor do passado. Tome consciência da dor em você ou no seu parceiro. Quando conseguir romper sua identificação inconsciente com essa dor do passado – quando souber que você não é a dor – quando conseguir observá-la dentro de si mesmo, deixará de alimentá-la e aos poucos ela irá se enfraquecendo.
O relacionamento humano pode ser um inferno, ou pode ser um grande exercício espiritual.
Quando você observa uma pessoa e sente muito amor por ela, ou quando contempla a beleza da natureza e algo dentro de você reage profundamente, feche os olhos um instante e sinta a essência desse amor ou dessa beleza no seu interior, inseparável do que você é, da sua verdadeira natureza. A forma externa é um reflexo temporário do que você é por dentro, na sua essência. Por isso o amor e a beleza nunca nos abandonam, embora todas as formas externas um dia acabem.
Quando você se apega aos objetos, quando você os usa para valorizar-se ante os outros e aos seus próprios olhos, a preocupação com os objetos pode dominar toda a sua vida. Quando se identifica com as coisas, você não as aprecia pelo que são, pois está se vendo nelas. Se você desenvolve uma apreciação pelo reino das coisas desprendidas do ego, o mundo à sua volta adquire vida de uma forma que você não é capaz sequer de imaginar com a mente.
Eckhart Tolle
José Batista de Carvalho | 25/03/2015 às 17:58

Veja 10 fatores a serem avaliados antes de morar junto sem casamento

VARIEDADES
Cautela é sempre a melhor recomendação quando o assunto é mudar a rotina

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)
Namora há muito tempo e está pensando em morar junto antes do casamento? Saiba quais são os principais pontos que devem ser observados antes de juntar as escovas de dentes com seu parceiro ou parceira.
Cautela é sempre a melhor recomendação quando o assunto é mudar a rotina. E não se esqueça que mesmo debaixo do mesmo teto, privacidade é fundamental:
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/veja-10-fatores-a-serem-avaliados-antes-de-morar-junto-sem-casamento/

Dilma reúne ministros para definir cortes no Orçamento na área de infraestrutura

BRASIL
Ministros mapearam os programas mais importantes de cada área e identificaram quais dependem de recursos do Orçamento

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff reuniu nesta quarta-feira (25) os ministros da área de infraestrutura para discutir cortes do setor no Orçamento e definir investimentos e as próximas rodadas de concessões.
Antes de anunciar os cortes no Orçamento deste ano, Dilma vai ouvir todos os ministros para identificar programas prioritários em cada pasta e, assim, evitar o contingenciamento de ações consideradas fundamentais pelo governo.
Participaram do encontro desta quarta-feira os ministros do Planejamento, Nelson Barbosa; das Cidades, Gilberto Kassab; da Integração Nacional, Gilberto Occhi; da Secretaria de Portos, Edinho Araújo; da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha; dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, além do  chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.
Segundo informações da Secretaria de Imprensa da Presidência, na reunião de hoje, os ministros mapearam os programas mais importantes de cada área e identificaram quais dependem de recursos do Orçamento e quais estão vinculados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Também foram discutidos investimentos em obras de infraestrutura e logística até 2018 e os próximos editais de concessões do setor para a iniciativa privada.
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/dilma-reune-ministros-para-definir-cortes-no-orcamento-na-area-de-infraestrutura/

Coleta de provas de violência sexual poderá ser feita nos serviços de saúde

SAÚDE
Dados do governo indicam que o país conta com 402 serviços de atenção às pessoas em situação de violência sexual

Agência Brasil
O governo federal anunciou nesta quarta-feira (25) novas diretrizes para a organização e a integração do atendimento às vítimas de violência sexual por profissionais de segurança pública e do Sistema Único de Saúde (SUS).
A ideia é que o registro de informações e a coleta de prova passem a ser feitos durante o atendimento prestado em unidades de saúde às vítimas de violência sexual. Desta forma, o exame não será feito mais de forma exclusiva por unidades do Instituto Médico-Legal.
(Foto: Elza Fiúza/ ABr)
De acordo com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, o objetivo do governo é tornar o atendimento mais humanizado, de modo a reduzir a exposição da pessoa que sofreu a violência, evitando que a vítima seja submetida a diversos procedimentos.
"Uma vez a mulher fazendo a denúncia ou o boletim de ocorrência e necessitando desses materiais, dessas informações, não há necessidade de se repetir o exame e submeter aquela mulher aos mesmos procedimentos", explicou.
Chioro destacou, entretanto, que a pasta ainda precisa habilitar os serviços de atenção a mulheres vítimas de violência, fazer a formação dos profissionais de saúde e estabelecer as normas técnicas que vão disciplinar como serão feitos o atendimento, a coleta e o armazenamento de vestígios.
"Queremos construir uma maneira em que a mulher possa ser atendida com mais acolhimento, de uma forma mais integrada entre as áreas da saúde e da segurança pública em benefício de quem é vítima de violência", disse Chioro.
Atualmente, seis estados oferecem esse tipo de serviço por meio de pactuação local: Amazonas, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Dados do governo indicam que o país conta com 402 serviços de atenção às pessoas em situação de violência sexual. Desses, 131 não fornecem atendimento 24 horas por dia.
A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, ressaltou que a análise dos vestígios em casos de violência sexual continuará sendo feita por um perito do Instituto Médico-Legal. "O que vamos ter é uma maior capilaridade na coleta de vestígios", afirmou. "O que nós queremos é não revitimizar e humanizar esse atendimento."
Para a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, o principal destaque das medidas anunciadas consiste na articulação entre as pastas para que as vítimas de violência sexual tenham mais celeridade na resolução de seus problemas.
"O que propomos é a articulação das atribuições em prol de um atendimento de qualidade para as mulheres, construindo e reforçando essa cadeia [de atendimento], tão necessária em casos de violência sexual", Eleonora.
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/coleta-de-provas-de-violencia-sexual-podera-ser-feita-nos-servicos-de-saude/

Responsável por desenvolver o basquete brasileiro, Rubén Magnano quer o esporte ao alcance de todos

ESPORTES
Treinador argentino esteve em Salvador para clínica com os atletas e bateu um papo com o Correio

Ivan Dias Marques (ivan.marques@redebahia.com.br)

Aos 60 anos, Rubén Magnano é responsável por devolver o orgulho do basquete nacional. Há cinco anos como técnico da seleção brasileira masculina, conseguiu classificar a equipe para uma Olimpíada após 16 anos e trouxe de Londres 2012 um excelente resultado: 5º lugar. Ano passado, outro bom papel, um 6º lugar no Mundial da Espanha. 

Campeão Olímpico com a Argentina em 2004, ele esteve em Salvador no último fim de semana realizando uma clínica para jogadores e treinadores e recebeu o CORREIO para uma entrevista exclusiva.

O basquete, nos anos 80 e início dos 90, era  o segundo esporte dos brasileiros. E houve uma retração, abrindo espaço para outros esportes. Você tem ideia de como retomar esse espaço?


O basquete brasileiro ficou num buraco por, talvez, 20 anos. E, nesse tempo, o vôlei ocupou o lugar. Acho que isso aconteceu por descuido de todos que cercam o basquete. Acho que ficaram olhando a história. A história é muito boa, mas não se pode ficar sentado em cima dela. Temos que pensar no futuro. O Brasil não tinha uma liga nacional forte e caiu. Agora, aos poucos, começou a se recuperar. É que o tentamos fazer. Temos que multiplicar rapidamente os postos onde se joga basquete. Nas escolas, nos clubes... Precisamos massificar o basquete. Deixá-lo ao alcance de garotos que queiram jogar e com condições para isso. Que não se feche uma porta para eles.
Isso vai criar competições e teremos a matéria-prima. Acho que já há elementos positivos. Hoje, por exemplo, a escolas de treinadores vai voltar a atuar em uma plataforma virtual em todo o Brasil. Teremos nosso centro de treinamento (a ser construído em Pindamonhangaba-SP). A liga nacional tem equipes campeãs do mundo e da América. Isso ajuda muito. A liga de desenvolvimento também. É a soma de pequenos esforços.

Você acha que, após a sua chegada, o nosso basquete, que sempre se preocupou mais com o ataque do que com a defesa, já começa a olhar mais para os aspectos defensivos e coletivos?

Sim, mas acho que não é por causa da minha chegada. O basquete te obriga a isso, a quebrar esse paradigma que só se joga no ataque ou que só joga com a bola de três pontos. Todos sabem que se você não defende é muito difícil de ganhar. Tento fazer meu trabalho, onde, claro, a defesa tem um importante papel, onde o jogo coletivo tem que ser solidário. É minha ideia. Se alguém pega um pouco disso, eu realmente me sinto orgulhoso.

A questão de se não definir se o Brasil terá ou não vaga direta para a Olimpíada de 2016 está atrapalhando seus planos?

Sim, claro. Nós temos uma viagem para os EUA no fim do mês e ainda não temos uma resposta certa para dar aos jogadores. Ainda atrapalha minhas futuras ideias, de experimentar atletas na seleção.

Independentemente da vaga direta, você pensa em levar o mesmo grupo para o Pan de Toronto, em julho, e para o Copa América (que serve também como Pré-Olímpico), em agosto?

É impossível porque as datas batem. Não dá para treinar um time por três meses. Pode ser que algum jogar do Pan se incorpore à Copa América. Acho que teremos que convocar duas equipes diferentes.
Argentino realizou clínica para jogadores em Salvador (Foto: Robson Mendes/Correio)
A Olimpíada do Rio deve ser a última competição em alto nível de atletas como Nenê, Varejão, Alex e Leandrinho, já acima dos 30 anos. A próxima geração está mais preparada para a Seleção?

Ainda falta. Infelizmente, tivemos muitos atletas que não vieram a convocações. Gente jovem que tentei incorporar à seleção. Porque não podia ficar pensando apenas em 2016, e, sim, no que vai acontecer depois. Sabemos que vai haver uma quantidade de jogadores que vão embora. E tentamos dar uma experiência a jovens para essa futura renovação em torneios internacionais. 


Você acha que a sensação de que a seleção poderia ter ido mais à frente no Mundial e o fato da Olimpíada ser no Brasil vão impulsionar mais os jogadores?

Acho que é um sentimento que ficou em todos nós. Analisando o Mundial, tivemos muito perto de conquistar uma medalha. Eu tinha essa sensação. Mas também, é certo que temos que avaliar muita coisa. O Brasil jogou o grupo mais forte de todos. Ganhou do 2º (Sérvia) e do 3º (França) colocados (ambos na fase de grupos). São coisas que nos dizem que o Brasil está perto de lutar por uma medalha. E essa sensação que você falou e o fato de jogar em casa são elementos que, se a gente aproveitar com inteligência, podem dar uma força a mais.

Você acha que esse trabalho de clínicas pode ajudar a base a se desenvolver mais rápido?

Não sei se uma clínica que eu possa fazer irá influenciar no futuro do basquete. Mas claro que eu tento passar para eles as necessidades. Precisamos de professores, de treinadores, formar agentes multiplicadores. Temos que tornar o basquete tão importante no país quanto era há algum tempo atrás. E isso tem que ser feito na base, sem a menor dúvida. 

Quais suas primeiras percepções do basquete da Bahia?

Tive pouco tempo com os garotos. Mas gostei muito do ginásio. Só que não adianta ter a melhor estrutura do mundo se você não tiver matéria-prima. Se não tem quantidade, é difícil achar qualidade.
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/resposnsavel-por-desenvolver-o-basquete-brasileiro-ruben-agnano-que-o-esporte-ao-alcance-de-todos/

Dilma sanciona com vetos lei sobre fusão de partidos

BRASIL
Dilma vetou dois trechos do texto, que tratavam da migração de parlamentares e do registro de legendas criadas por fusões
Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff sancionou com dois vetos a Lei 13.107, que trata da fusão de partidos políticos. O texto estabelece tempo mínimo de cinco anos de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que partidos possam se fundir. A lei e os vetos estão publicados na edição de hoje (25) do Diário Oficial da União.
Foto: AFP
Em caso de fusão ou incorporação, as novas regras determinam que os votos dos partidos que se juntaram sejam somados para definir o acesso a recursos do Fundo Partidário e ao horário eleitoral gratuito no rádio e na TV.
Dilma vetou dois trechos do texto, que tratavam da migração de parlamentares e do registro de legendas criadas por fusões. Um dos vetos retirou da lei a possibilidade de que políticos com mandato, eleitos por outras legendas, pudessem se filiar ao novo partido criado por fusão sem perder o mandato.
O outro trecho vetado tratava do registro das siglas criadas por fusões. No texto aprovado pelo Congresso, estava previsto que a existência legal do novo partido se daria a partir do registro do estatuto e do programa no Oficial Civil do Distrito Federal.
Na justificativa para os vetos, Dilma argumentou que os trechos da lei equiparariam os processos de criação e fusão de partidos, além de contrariar dispositivos da Constituição e decisões do TSE.
"Os dispositivos equiparariam dois mecanismos distintos de formação de partidos políticos, a criação e a fusão. Tal distinção é um dos instrumentos garantidores do princípio da fidelidade partidária, fundamental ao sistema representativo político-eleitoral. Além disso, tais medidas estariam em desacordo com o previsto no Artigo 17 da Constituição e com o entendimento do Tribunal Superior Eleitoral, pois atribuiriam prerrogativas jurídicas próprias de partidos criados àqueles frutos de fusões”, diz a mensagem de veto.
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/dilma-sanciona-com-vetos-lei-sobre-fusao-de-partidos/

Casal é multado por fazer sexo em moto em movimento na Índia

MUNDO
Caso ganhou repercussão após deputado indiano compartilhar foto do flagra em sua conta pessoal no Facebook

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br)
Um casal foi multado por fazer sexo em uma moto em movimento em Goa, na Índia. O momento não foi flagrado pelas autoridades, mas ganhou projeção muncial após um deputado indiano compartilhar a foto em sua conta pessoal no Facebook.
Vishnu Surya Wagh ainda brincou na legenda: "Faça sexo andando de moto. Ninguém vai impedi-lo. Essa é Goa". Pelas imagens, a polícia conseguiu identificar o casal. Eles foram presos e multados no valor de 1 mil rúpias indianas, cerca de R$ 50. 
(Foto: Reprodução/ Facebook)
FONTE: http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/casal-e-multado-por-fazer-sexo-em-moto-em-movimento-na-india/

E pelas ruas da capital...

E pelas ruas da capital...


FONTE: FACEBOOK DE DANIEL MONTEIRO
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=719763938144710&set=a.245124232275352.55289.100003333322962&type=1&theater

Banco do Brasil terá concurso para nível médio; salário de R$3.280

EMPREGOS
Provas do concurso devem ser aplicadas em julho ou agosto

Redação iBahia

Está em fase final de elaboração, o edital do concurso para escriturário do Banco do Brasil. De acordo com o Folha Dirigida, o banco ainda precisa definir o cronograma da seleção e o limite de cadastrados a ser formado e a previsão é de que o edital seja publicado em abril ou maio e as provas seriam aplicadas em julho ou agosto.
Apesar de o número de vagas nem o local onde elas serão preenchidas terem sido divulgadas, a função de escriturário exige o nível médio e tem rendimento inicial de R$3.280, somando vencimento de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale-cultura de R$50. 
FONTE:
http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/banco-do-brasil-tera-concurso-para-nivel-medio-salario-de-r3280/

Em dose dupla: Confira ensaio sensual das gêmeas do 'BBB 15' Amanda e Andressa


Para tudo tem uma primeira vez. Aos 20 anos, Amanda e Andressa - as gêmeas que ficaram famosas ao passar 72 horas no "BBB 15" - fizeram seu primeiro ensaio sensual, no Paparazzo, dias após experimentarem o confinamento no reality show. Em um hostel no Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro, elas contaram que aceitaram o convite imediatamente, mas na hora dos cliques não esconderam um certo nervosismo e timidez. Passado o "batismo", já cogitam a possibilidade de um ensaio nu (...)

Veja fotos: 

 













































Fotos: Marcos Serra Lima / Paparazzo

Fonte: Ego.globo




ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK