PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 24 de maio de 2016

"Foi assassinado com crueldade e frieza", diz irmã de fã de Ana Hickmann

Do UOL, em São Paulo
Rodrigo Augusto de Pádua invadiu o quarto do hotel onde Ana Hickmann estava hospedada no sábado (21), em Belo Horizonte
Rodrigo Augusto de Pádua invadiu o quarto
do hotelonde Ana Hickmann estava
 hospedada no sábado (21), em Belo Horizonte
Irmã de Rodrigo Augusto de Pádua, o fã que morreu após invadir o quarto de hotel onde estava Ana Hickmann no sábado (21), Elaine de Pádua não se convenceu das circunstâncias da morte dele. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rodrigo foi morto pelo cunhado da apresentadora em legítima defesa.
Para Elaine, no entanto, o caso ainda precisa ser melhor explicado. "Não estou aqui para defender ou isentar meu irmão da sua responsabilidade, ele não está mais entre nós para se defender. Estava transtornado sim, mas foi assassinado com crueldade e frieza. Ele já estava imobilizado quando levou os tiros, os três pelas costas", afirmou em sua página do Facebook.
"Muitas contradições nos depoimentos e como minha mãe mesma disse, ele só queria conversar e vê-la.... Queria atenção de alguma forma. Não vamos esquecer que ele foi impulsionado pelo amor que tinha por ela, em seu mundo ele sofria muito com tudo isso... Só quem convivia com ele sabe o que estou dizendo", escreveu.
Ela, que lamentou o episódio, disse que a família tem sido injustamente crucificada: "Sinto muito pela apresentadora e sua família, sei que não foi fácil todo esse pesadelo, mas por ela ser uma pessoa pública estão nos crucificado e isso é injusto".
Em seu depoimento, Elaine destacou a parte do diálogo em que Rodrigo dizia aos reféns - Ana Hickmann, Gustavo Correa e Giovana Oliveira - que não tinha a intenção de matá-los. A conversa foi gravada pelo cabeleireiro de Hickmann, que ouviu o que se passava da porta do quarto antes de correr para pedir ajuda. Assessora e cunhada da apresentadora, Giovana foi atingida por um tiro que acertou o abodome, perfurou o intestino grosso, o delgado e uma artéria. Ela foi levada ao hospital Biocor, em Belo Horizonte, e respira sem ajuda de aparelhos no Centro de Terapia Intensiva (CTI)
 
"Ele repetia o tempo todo, não sou assassino, não tenho passagem pela polícia e falava em Deus... E sempre em suas declarações à apresentadora falava do seu amor, carinho e preocupação com a minha mãe. O amor levou o meu irmão a tudo isso, não a maldade e crueldade como estão falando", declarou.

Helisson Augusto de Pádua, irmão de Rodrigo, fez um apelo a seus amigos: "Peço a todos que não olhem só um lado, olhem para o ser humano bom e amável que era meu irmão. A todos que nos conhecem, sabem que Rodrigo Augusto de Pádua era alegre, amoroso, gentil, cuidava dos meus pais com muito amor".
O cunhado de Hickmann partiu para cima do criminoso e conseguiu desarmá-lo. Rodrigo chegou e a efetuar dois disparos em direção às vítimas, acertando Giovana. Segundo o boletim de ocorrência, "as vítimas saíram correndo do apartamento, e Gustavo entrou em luta corporal, conseguindo desarmar o agressor".
LEIA MAIS

FONTE: BOL

Um comentário:

Célia Lima disse...

Dificil opinar sobre isso né?
Acho que se ele já estava desarmado como ela disse,dava uma gravata nele,dominava ele,talvez os tres juntos,chamavam os seguranças e pronto.
Deichava a justiça se encarregar de fazer a parte dela,será que tirar a vida foi a solução? Solução pra quem? Agora são duas famílias destruídas,a de um porque morreu,a do outro porque assassinou. Sim não deixa de ser assassinato.
Lamentável o ocorrido.
Só jesus para dá o consolo necessário as famílias.Vamos orar por eles.

Bjsss

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK