PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Cruz do Ano Santo da Misericórdia é abençoada no Santuário Mãe das Dores



A Paróquia de Aracoiaba recebeu a Cruz do Ano da Misericórdia. O crucifixo de dois metros de altura foi exposto na Igreja Matriz na missa do Sagrado Coração de Jesus, na sexta-feira, 03 de junho de 2016. No dia seguinte foi levado ao Santuário Mãe das Dores onde foi abençoado solenemente. Durante todo o Ano Santo da Misericórdia o símbolo ficará exposto no altar da Igreja Matriz para a veneração dos fiéis.

      A Igreja incentiva a prática da veneração cultual da Cruz, pois ela é um verdadeiro ícone da misericórdia do Pai e ponto de referência particular neste Ano Santo. 
      Contemplando o Salvador crucificado, os fiéis entendem melhor o significado da dor imensa e injustiça que Jesus, o Santo e o Inocente, padeceu pela salvação do mundo, e compreendem o valor do seu amor solidário e a eficácia do seu sacrifício redentor.
     A igreja recomenda que, no Ano da Misericórdia, não faltem celebrações onde sejam proclamados os textos da narração da paixão do Senhor, bem como cânticos, orações, gestos como a exposição, a procissão e a bênção com a Cruz. Convém lembrar sempre que a referência à Cruz deve estar sempre ligada ao acontecimento da Ressurreição. Na fé cristã a Cruz é expressão do triunfo sobre o poder das trevas e torna-se sinal de bênção, seja quando nos persignamos com ela, seja quando benzemos outras pessoas e objetos.
      No Ano da Misericórdia a Igreja também ensina que é essencial dar a devida atenção à memória das dores da bem-aventurada Virgem Maria, especialmente a memória litúrgica de Nossa Senhora das Dores , em 15 de setembro.
      Associada de maneira admirável à paixão do Filho e próxima d’Ele levantado na cruz, Maria é a primeira a se beneficiar da redenção e da misericórdia do Onipotente, no sacrifício de Cristo, com a sua Imaculada Conceição. Maria, rainha clemente, especializada na benevolência de Deus e testemunha da misericórdia divina, intercede por nós junto do seu Filho para obter misericórdia.
      Além das procissões com a imagem da Virgem Dolorosa, a Igreja indica outras formas de devoção para o Ano Santo como o Planctus Mariae e o El pésame ou Hora de Nossa Senhora das Dores. Estas devoções não são conhecidas em nossa região mas temos outras que podem substituí-las como o Terço das Sete Dores ou o Ofício de Nossa Senhora das Dores. Tais exercícios piedosos não podem ficar limitados a exprimir apenas o sentimento humano perante uma mãe desolada, mas, pela fé na ressurreição, devem ajudar a compreender a grandeza do amor redentor de Cristo e a participação nele por parte da sua Mãe, para dela aprender a permanecer perto das infinitas cruzes dos homens e das mulheres do nosso tempo.
                 
Que a Virgem das Dores interceda por nós.

Pe. Evando Alves de Andrade

Um comentário:

Anônimo disse...

PARABENS PADRE EVANDO.OS FIES DEVOTOS DA VIRGEM MAE DAS DORES JAMAIS ESQUECERAO OS SEUS FEITOS.

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK