PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 14 de junho de 2016

Professores pedem mediação da Assembleia para por fim a greve

comissao servidores al
Uma comissão de deputados integrada pelo vice-presidente da Assembleia, deputado Tin Gomes (PHS); o líder do Governo, deputado Evandro Leitão (PDT), e Zé Aílton Brasil (PP) recebeu, nesta terça-feira (14), servidores públicos do Estado. Na ocasião, o Sindicato dos Professores e Servidores em Educação do Estado do Ceará (Apeoc) apresentou uma pauta de reivindicações. Os servidores da educação, que estão em greve há cerca de 60 dias, pediram a mediação do Legislativo para a reabertura de negociação com a Secretaria de Educação.
Na pauta encaminhada, o sindicato defende pontos como a valorização dos profissionais da categoria, com a implantação da nova carreira com efetivação da descompressão, promovendo ganho remunerado imediato na folha de junho para todos os professores; aumento progressivo do comprometimento dos recursos do Fundeb para a valorização do magistério de forma negociada; manutenção dos compromissos acordados referentes à pauta pedagógica e condições de trabalho, bem como celeridade na negociação da valorização dos professores não docentes, garantindo ganhos remuneratórios.

Anízio Melo, presidente do sindicato, informou que, na última assembleia, os professores rejeitaram a proposta de recursos específicos do Fundeb de R$ 18 milhões anualizados para a valorização da remuneração dos profissionais do magistério. “Nós, em assembleia geral, entendemos que a primeira proposta de R$ 18 milhões era insuficiente. Foi rechaçada. Apareceu uma segunda proposta, de forma unilateral, de R$ 40 milhões por parte do Governo. Achamos ainda um valor insuficiente. Dentro da greve queremos construir uma nova negociação”, afirmou.
O dirigente sindical defendeu que é preciso zerar a questão diferenciada e tentar avançar em alguns pontos, como a descompressão imediata da carreira. “A negociação tem que ser feita sem ameaças. A recomposição das aulas tem que ser feita de forma dialogada”, acrescentou.
Os parlamentares entraram em contato com o secretário de Educação do Estado, Idilvan de Lima, que concordou em reabrir as negociações, mas coloca como condição a suspensão da greve. A posição do secretário irá ser posta para a categoria, segundo o presidente do sindicato.
O líder do Governo garantiu que os parlamentares irão sentar com o secretário no sentido de que possa avançar em suas pautas de reivindicações. Estiveram também presentes servidores da saúde. O líder assegurou que será feita uma grade por meio da qual “possamos iniciar as negociações por categoria”.
Tin Gomes disse que a questão dos servidores das duas áreas será levada ao secretário de Planejamento, Hugo Figueirêdo, “e com isso a gente vai aprofundando, negociando, até chegar a um consenso entre as partes.”
Com Agência AL

FONTE: Ceará Agora

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK