PROCURANDO POR ALGO?

domingo, 3 de julho de 2016

Após dois anos da copa, hotelaria sente impacto da ociosidade

A situação mais dramática é a de Salvador, que tem mais de 40 mil leitos e taxa de ocupação de 53%


Após passado dois anos, o legado da Copa do Mundo na hotelaria é marcado por ociosidade, falências e demissões. Em Salvador, por exemplo, 12 hotéis já foram fechados e 16 mil pessoas. Já em Belo Horizonte e em Cuiabá, nem metade dos leitos é ocupada.

De acordo com a reportagem da Folha de S. Paulo, para tentar reduzir o impacto da ociosidade, hotéis têm direcionado seu funcionamento tentado abrigar eventos, seminários, alugado salões para festas e fomentado restaurantes. Um deles, em Cuiabá, será transformado em clínica médica. Em Manaus, o setor hoteleiro obteve isenção do ICMS de energia elétrica.
Foram constatados muitos problemas em Belo Horizonte, Cuiabá, Manaus e Recife, mas a situação mais dramática é a de Salvador, que tem mais de 40 mil leitos e taxa de ocupação de 53%.

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK