PROCURANDO POR ALGO?

sábado, 11 de junho de 2016

Governo estuda medida para impedir que uma só pessoa receba mais de um benefício federal

20130526185659-20130526185659-bolsa-familia-1

O governo quer enviar ao Congresso uma proposta para impedir o acúmulo de benefícios sociais. Pelo projeto que está sendo estruturado no Executivo, uma mesma pessoa só poderá obter, no futuro, um tipo de auxílio federal. Hoje, é possível receber, simultaneamente, repasses do Bolsa Família, do abono salarial e do seguro-defeso (dado a pescadores). O tema, apesar de polêmico, motiva a área técnica do governo a racionalizar despesas em momento de forte queda de receita.
Com informações da Folha de São Paulo.
FONTE: Ceará Agora

País tem primeiro protesto nacional contra o governo Temer

FOTO DANIEL TEIXEIRA / ESTADAO
FOTO DANIEL TEIXEIRA / ESTADAO
A primeira manifestação de caráter nacional contra o governo do presidente em exercício Michel Temer foi realizada ontem em pelo menos 24 Estados e no Distrito Federal pelas frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.
Em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou do protesto concentrado na Avenida Paulista, onde quatro quarteirões foram fechados nos dois sentidos e foram tomadas pelos manifestantes. Em seu discurso, Lula, com voz muito rouca, mandou recados para Temer. “Temer, você é um constitucionalista, sabe que não agiu correto assumindo a Presidência interinamente. Permita que o povo retome o poder e participe das eleições em 2018”, declarou.
Os organizadores estimaram um público de 100 mil pessoas. A Polícia Militar não havia informado o número aproximado de manifestantes até a conclusão desta edição. Além dos movimentos sociais, participaram também representantes dos estudantes e da classe artística.

Inibidores de apetite: vilões ou mocinhos?

Entre os principais efeitos colaterais estão a dor de cabeça, náusea, vômito, diarreia ou mesmo prisão de ventre



A recente liberação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a comercialização de um novo inibidor de apetite reacende o debate em torno da utilização do medicamento no Brasil. Afinal, este tipo de produto está mais para vilão ou mocinho, ajuda ou prejudica o tratamento da obesidade? Segundo a endocrinologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Vivian Estefan, os benefícios são maiores.

“Eles não têm nada de vilões. Muito pelo contrário. São medicamentos que auxiliam diretamente e com eficácia no emagrecimento do paciente”, afirma. Hoje, a obesidade atinge cerca de 50% da população, incluindo jovens e crianças em todo o território brasileiro.
Mesmo vendo com bons olhos a decisão da ANVISA, a médica lembra que o novo inibidor tem o mesmo princípio de um conhecido remédio indicado para o tratamento de diabetes, já comercializado há muito tempo no País. “A diferença é que o novo remédio é focado no tratamento da obesidade. Diferente do que acontecia em alguns casos em que os médicos indicavam o remédio de diabetes para de ser usado para o emagrecimento”, esclarece.

Se aprovada, nova lei pode prender quem filmar e fotografar sem autorização

(Foto: Divulgação)
RODRIGO LOUREIRO

Um projeto de lei pode tornar crime passível de prisão quem fotografar, filmar ou captar registros de voz de qualquer pessoa sem a devida autorização. A proposta foi enviada pelo deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB) e está em análise na Comissão de Ciência e Tecnologia.
De acordo com a PL 1676/2015, inicialmente a pena para este tipo de “crime” seria de um a dois de reclusão e de dois a quatro anos quando houver divulgação do material. Se a divulgação ocorrer pela internet, a pena aumenta ainda para quatro a seis anos. Em todos os casos também deve ser aplicada uma multa.
Reprodução
De acordo com o político, a justificativa para a criação dá lei se dá por conta da necessidade de fortalecer o chamado “direito do esquecimento”, um direito que uma pessoa tem de não permitir que um fato, ainda que verídico, seja exposto ao público em geral comprometendo a sua honra. Para isso, a informação em questão não deverá mais ser considerada de interesse público.
Assim, a proposta também prevê que os cidadãos afetados pelo vazamento dessas informações possam exigir que os meios de comunicação social, provedores de conteúdo e sites de busca da rede mundial (como o Google), “deixem de veicular ou excluam material ou referências que os vinculem a fatos ilícitos ou comprometedores de sua honra”. Se não fizerem isso, estarão passíveis de ação civil pública.
Para que o trabalho jornalístico de denúncia não seja afetado, o relator Fábio Sousa (PSDB-GO) sugeriu algumas mudanças ao projeto inicial. O tucano indicou que seria mais interessante que não exista qualquer tipo de pena para o registro de materiais em casos de notícias jornalísticas e de denúncias de atos ilícitos.
Reprodução
A modificação permite, por exemplo, que gravações e grampos telefônicos (como os divulgados na mídia envolvendo empresário e peemedebista Sérgio Machado) possam ser registrados sem qualquer tipo de ilegalidade prevista no projeto de lei. O político também pede que a discussão acerca do “direito do esquecimento” seja debatida com mais força antes da aprovação da proposta.



Novo recurso do WhatsApp tornará conversas em grupo mais organizadas

(Foto: Flickr)
REDAÇÃO OLHAR DIGITAL

Mais um dia, mais uma atualização que o WhatsApp começa a testar em smartphones. O aplicativo de mensagens mais usado do mundo agora experimenta um novo recurso que tornará conversas em grupo muito mais organizadas.
Em chats com muitas pessoas, é comum que as conversas acabem poluídas com muita gente falando sobre assuntos diversos. A novidade é que o app vai permitir que você responda a uma mensagem específica no grupo, em vez de apenas jogar a sua resposta no feed e deixar ela se perder no meio de outras tantas.
Por exemplo: caso, numa conversa em grupo, um amigo faça um comentário específico para você, é possível tocar e pressionar a mensagem em questão para ter acesso a novas opções. Além de copiar e recortar, o novo recurso sugere a opção "Responder". Basta tocar nela e digitar uma resposta.
A mensagem é então publicada no grupo acompanhada de uma citação à mensagem original que você está respondendo, como um anexo. O recurso é claramente copiado do Telegram, aplicativo rival que já conta com mensagens de resposta em grupo há algum tempo. A novidade está sendo liberada aos poucos para usuários de iPhone e Android.
Reprodução

Dia dos Namorados: Amar faz bem ao coração e à saúde

Sim, o amor pode transformar as pessoas, deixando-as mais felizes e saudáveis. 

DIA DOS NAMORADOS:  Amar faz bem ao coração e à saúde

A felicidade promove a liberação de endorfinas, substância natural produzida pelo cérebro e associada ao bem-estar do corpo. Por isso, estar amando e feliz pode ser considerado um ótimo remédio. Entre os benefícios estão diminuição do estresse, ansiedade e depressão.

O aumento da produção de endorfina também favorece a imunidade. Ou seja, estar feliz e apaixonado estimula o corpo na produção de mais células de defesa, que ficam ativas e fortalecem o sistema imunológico.

Um simples abraço pode ainda desencadear uma sensação de aconchego e felicidade. Hormônios como testosterona e ocitocina (conhecido como ‘da paixão e do amor’)entram em ação ao mesmo tempo em que os neurotransmissores. 

Outra dica -- da médica Ligia Brito -- para manter a saúde e o relacionamento da melhor maneira possível é fazer amor sempre que puder. Isso porque a endorfina liberada durante a relação íntima neutraliza o cortisol, hormônio do estresse.

“Durante a relação, o organismo ainda produz grande quantidade de anticorpos no sangue, aumentando a imunidade. Além disso, durante o ato, a endorfina é liberada no organismo e na corrente sanguínea, produzindo uma sensação de euforia e bem-estar”, destaca.

LEIA MAIS

TSE pede que PF e PGR apurem falha em 40 mil votos nas eleições

A suspeita de irregularidade surgiu após um cruzamento de dados realizado pela área técnica do tribunal sobre a relação de votantes e os eleitores


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) enviou à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República pedido de investigação sobre falha no registro de 40 mil votos nas eleições de 2014.

A suspeita de irregularidade surgiu após um cruzamento de dados realizado pela área técnica do tribunal sobre a relação de votantes e os eleitores que justificaram ausência nas urnas.
A apuração vai avaliar se o problema pode ser um erro humano no momento da autorização para o voto ou uma ação deliberada para fraudar o processo eleitoral em algumas localidades.
Segundo os técnicos do TSE, não é possível afirmar que todos esses casos sejam relacionados a irregularidades. O número também não teria condições de influenciar as eleições presidenciais, por exemplo, uma vez que representa 0,02% do total de 142,8 milhões de eleitores.
Se for comprovada irregularidade, pode ser configurado crime de falsidade ideológica eleitoral, com pena prevista de 2 a 6 anos de prisão.Alguns casos chamaram atenção dos técnicos do TSE, uma vez que foram identificadas situações repetidas numa mesma urna. Em Bom Lugar (MA), uma única urna registrou o voto de 18 eleitores que também justificaram a ausência na eleição, portanto, que informaram à Justiça Eleitoral que não votaram.
No mesmo município, foram identificadas outras urnas nessa situação com 15, 12, e 10 falhas cada uma, na mesma sessão. O município de Centro do Guilherme (MA), por exemplo, foi o que registrou maior número de ocorrências, 74 ao todo.
Em São Paulo, dos 31 milhões de eleitores, 9.173 apresentaram esse registro duplo. Em todos os Estados foram encontrados urnas com esses casos.Presidente do TSE, o ministro Gilmar Mendes pediu a investigação dos órgãos de controle e também tomou medidas administrativas, como a substituição dos mesários e também a implementação do sistema biométrico nessas cidades.
"Nós suspeitamos que alguns casos podem decorrer de erros administrativo, mas como há coincidência muito expressiva em algumas sessões eleitorais, a preocupação é que possa ter ocorrido algum tipo de distorção. Em alguns locais, é [um erro] muito expressivo. As pessoas justificaram o voto e aparecem como votantes. É preciso esclarecer", afirmou Mendes.
O pedido de apuração para PF e PGR tem o objetivo de centralizar e acompanhar a investigação e os desdobramentos. Antes, essa análise era feita de forma local.

Mais um craque do basquete dos EUA desiste dos Jogos Olímpicos

James Harden, astro do Houston Rockets, da NBA, foi o quinto atleta do Dream Team americano a dizer não para a disputa das Olimpíadas no Rio


O ala-armador James Harden, o “barba”, é mais um atleta da seleção de basquete dos Estados Unidos a desistir da disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O jogador, que atua pelo Houston Rockets na NBA, foi o quinto integrante do Dream Team americano a anunciar que não gostaria de participar da disputa olímpica.

“Como resultado de várias conversas difíceis com a minha família, os Rockets e com conselheiros em quem confio, eu notifiquei Jerry Colangelo e o Team USA de que eu decidi não competir nos Jogos de Verão no Brasil. Essa decisão foi difícil e não a tomei de forma simples. Como membro do time campeão olímpico em Londres 2012, e como capitão do time no Mundial de 2014, devo dizer que o Time USA me trouxe alguns dos momentos e conquistas mais importantes da minha carreira. Eu fui extremamente abençoado por vestir vermelho, branco e azul e por competir no mais alto nível com os maiores jogadores representando o maior país do mundo. Eu, sinceramente, espero que tenha a oportunidade de representar os EUA no futuro novamente”, informou Harden, conforme publicou o Globoesporte.com.
Além de Harden, o basquete dos Estados Unidos também não vai poder contar com Westbrook, Stephen Curry, LaMarcus Aldridge, Anthony Davis, Chris Paul, Blake Griffin e John Wall. Todos abriram mão da Olimpíada para tratar lesões antes da próxima temporada da NBA. A
Nos Estados Unidos também se especula que o astro LeBron James, do Cleveland Cavaliers, seja o próximo a desistir do Rio 2016.

'Haja Coração' crava a melhor semana de estreia desde 2012

O capítulo de sexta (3) rendeu 28,3, melhor do que a estreia (27,3)



Primeira novela das sete a a estrear numa terça-feira em quase 30 anos, 'Haja Coração' teve a melhor semana de estreia do horário desde 'Cheias de Charme', em 2012, na Globo.

Segundo o site 'Notícias da TV', a trama inspirada em Sassaricando (1987), marcou 27 pontos na média de terça a sábado, com a sintonia de 41% dos televisores ligados na Grande São Paulo.
No Rio de Janeiro, a média foi de 30 pontos, com 47% de participação nos televisores ligados.
Agora a novela entrou em sua segunda semana em alta e os bons números ocorrem mesmo apesar de “Escrava Mãe”, da Record, estar surpreendendo. A obra sobre os antepassados da escrava Isaura tem se mantido diariamente na casa dos 13 pontos.

Para recobrar o ânimo.

Para recobrar o ânimo

Quando você se observar à beira do desânimo acelere o passo para frente, proibindo-se parar.
Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras.
Faça algo de bom, além do cansaço em que se veja.
Leia uma página edificante que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de ideias.
Tente contato com pessoas cuja conversação lhe melhore o clima espiritual.
Procure um ambiente no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos.
Preste um favor, especialmente aquele favor que você esteja adiando.
Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas.
Atenda às tarefas imediatas que esperam por você e que lhe impeçam qualquer demora nas nuvens do desalento.
Guarde a convicção de que todos estamos caminhando para adiante, através de problemas e lutas, na aquisição de experiência, e de que a vida concorda com as pausas de refazimento das nossas forças, mas não se acomoda com a inércia em momento algum.
Francisco Xavier – Ditado pelo espírito André Luiz

Em São Paulo, manifestantes ameaçam promover greve geral no país

São Paulo - Milhares de pessoas se reúnem na Avenida Paulista em protesto contra o presidente interino, Michel Temer (Elaine Patrícia Cruz/Agência Brasil)
© Elaine Patrícia Cruz/Agência Brasi São Paulo - Milhares de pessoas se reúnem na Avenida Paulista em protesto contra o presidente interino, Michel Temer (Elaine Patrícia Cruz/Agência Brasil)

Durante ato realizado na noite desta sexta-feira (10), na Avenida Paulista, em São Paulo, movimentos sociais e sindicais ameaçaram  promover uma greve geral no país, caso o governo do presidente Michel Temer promova mudanças na Previdência Social ou a perda de direitos de trabalhadores.
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, disse que “Se passar a pauta conservadora de mexer com a Previdência, de tirar os direitos dos trabalhadores, estamos conclamando vocês: vamos organizar a maior greve geral que este país já teve”.
“O governo Temer não vai ter sossego porque nós não admitimos que o capital financeiro faça os ajustes retirando os direitos e acabando com os direitos do povo brasileiro”, disse Gilmar Mauro, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).
O ato foi convocado pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo sem Medo e reuniu movimentos e centrais sindicais. Teve também a presença de muitos políticos  da região, além de um show do cantor Chico César. “Aqui é momento de unidade de todas as forças populares, democráticas e de esquerda para barrar o golpe e depor um governo ilegítimo”, disse o presidente nacional do PT, Rui Falcão.
Também participou do ato o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, pela manhã, recebeu a visita da presidenta afastada Dilma Rousseff, na capital paulista, para conversarem, segundo o Instituto Lula, sobre “a situação política do país”.
Na Paulista, Lula discursou por cerca de 35 minutos. No início de seu discurso, Lula disse que não poderia convocar uma greve geral no país: “Não posso falar em greve geral porque não estou dentro da fábrica e porque aposentado não faz greve”.
Segundo os organizadores, o ato contou com a presença de 100 mil pessoas. A Polícia Militar não fez uma estimativa do público presente à manifestação.
FONTE: MSN

Aposta em plebiscito por novas eleições cresce e ganha aceno de Dilma

Dilma Rousseff visita um canteiro de obra em Campinas, na última quinta.
© MIGUEL SCHINCARIOL Dilma Rousseff visita um canteiro de obra em Campinas, na última quinta.
A última chance que Dilma Rousseff parece ter para salvar seu mandato está sendo desenhada neste momento nos corredores do Congresso Nacional. Um grupo de senadores e de deputados de partidos variados articula uma tentativa de acordo para que o impeachment seja barrado no julgamento final, previsto para acontecer em meados de agosto. Em troca, a presidenta afastada se compromete a, ao reassumir, convocar um plebiscito para que a população decida se quer novas eleições presidenciais. A proposta recebeu um aceno da própria presidenta, mas não é consenso no PT e não convenceu ainda o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele fale publicamente do assunto.
Na quinta-feira, Dilma Rousseff defendeu, em entrevista dada ao jornalista Luis Nassifexibida na TV Brasil, que o plebiscito seria uma forma de se refazer o "pacto democrático" que, segundo ela, foi rompido com a abertura do processo de impeachment. "Eu não acredito que esse pacto será remontado dentro do gabinete. É preciso ter um processo em que a população terá que ser consultada (...) Pode ser um plebiscito. É uma coisa que está sendo discutida", afirmou ela, sem dar maiores detalhes de como isso seria realizado.

Maior cadeia do Brasil tem favela e área 'Minha cela, minha vida' para presos VIP

Complexo do Curado: Localizado a 7 km do centro do Recife, o Complexo do Curado é o maior do Brasil em população carcerária
© Fornecido por BBC
Localizado a 7 km do centro do Recife, o
Complexo do Curado é o maior do
 Brasil em população carcerária
Presos da maior penitenciária do Brasil em Pernambuco construíram uma favela dentro dos pátios com setores conhecidos como "Minha cela, minha vida" ─ nome inspirado no programa federal Minha Casa, Minha Vida ─, espécie de "área VIP" destinada aos detentos próximos do comando do narcotráfico local e, por isso, conseguem pagar pelo "aluguel".
Este foi o cenário que dois juízes e outros dois advogados da Corte Interamericana de Direitos Humanos testemunharam na última semana em visita ao Complexo do Curado, que abriga mais de 7 mil presos, embora tenha capacidade para no máximo 1,8 mil.
Localizado a 7 km do centro do Recife, o presídio é o maior do Brasil e um dos maiores da América Latina quando o assunto é população carcerária.
Com um número insuficiente de agentes penitenciários ─ cerca de 300 ─ para dar conta das três unidades prisionais que compõem o complexo, o Curado coleciona denúncias de violação extrema de direitos humanos e, segundo especialistas, põe em risco a vida de cerca de 100 mil pessoas que vivem nas imediações.
Para conseguir uma vaga na "área VIP", o detento precisa pagar cerca de R$ 120 por semana. O espaço consiste em favelas construídas dentro dos pátios das três unidades prisionais.
"Você conhece um 'chaveiro' que te indica à direção (do presídio) para ser transferido, e aí você negocia o aluguel com ele", diz relato descrito pelo pesquisador da ONG Justiça Global, Guilherme Pontes, que acompanhou a visita dos juízes da Corte, em 8 de junho.

Corpos das vítimas do acidente de ônibus em SP são sepultados

© Fornecido por Notícias ao Minuto
Os dezoito corpos das vítimas do acidente de ônibus na rodovia Mogi-Bertioga foram sepultados nessa sexta-feira (10). O veículo transportava 46 pessoas e capotou na noite de quarta-feira (8).
Segundo o G1, os sepultamentos ocorreram em São Sebastião, São Paulo, Itaquaquecetuba, São Luiz do Paraitinga, além de cidades do Paraná e uma do Piauí. Entre os feridos, nove dos vinte estudantes universitários que estavam no veículo continuam internados. Gabriela Leite está em estado grave na UTI do Hospital de Municipal de São José de Campos, mas não corre risco de morte.
O ônibus levava estudantes das Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e Brás Cubas (UBC) para a cidade de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. Também estariam no coletivo alunos da Escola Técnica Estadual (Etec) de Mogi.
FONTE: MSN

Eduardo Cunha declara à Receita Federal que empobreceu

© Fornecido por Notícias ao Minuto

Apesar dos milionários recursos mantidos no exterior, o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) declarou à Receita Federal que perdeu patrimônio nos últimos cinco anos. De acordo com informações de seu imposto de renda, Cunha informou queda de 28% do seu patrimônio. Segundo ele, em 2010 seu patrimônio era de R$ 1,704 milhão e em 2014 passou para R$ 1,537 milhão.
Segundo informações da Folha de S.Paulo, a Lava Jato investiga que, durante esse período, o peemedebista recebeu em uma de suas contas no exterior repasses que totalizaram 1,3 milhão de francos suíços, equivalente a cerca de R$ 4,8 milhões, feitos pelo lobista João Henriques em 2011.
Para a Procuradoria Geral da República (PGR), os repasses são decorrentes de propina envolvendo a Petrobras. No fim de 2015, a Suíça bloqueou cerca de R$ 9 milhões nas contas de Cunha naquele país.
A Receita Federal investiga as informações declaradas por Cunha, sob suspeita de inconsistências. Outros dados da Receita Federal, desta vez sobre a mulher de Cunha, Cláudia Cruz, também apontam envolvendo seus gastos com cartões de crédito. 
Cunha não quis comentar o assunto e a defesa de sua mulher, Cláudia Cruz, informou que ela não tem relação com atos de corrupção.
FONTE: MSN

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK