PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 25 de abril de 2017

Como ter um casamento feliz e saudável quando as opiniões divergem



Política, futebol, finanças, alimentação, férias. São muitos os temas e assuntos em que os casais podem discordar
Um casal para ser feliz e ter uma relação saudável e duradoura não tem, necessariamente, que concordar em todos os assuntos. A divergência de opiniões é importante e deve gerar algumas discussões, desde que estas sejam fundamentadas e jamais levem a possíveis brigas ou desavenças entre o casal.

A comunicação é o pilar de qualquer tipo de compromisso, contudo, para que ela seja eficaz e benéfica, é importante que ambos os membros do casal sejam capazes de argumentar, ouvir, concordar, discordar e, acima de tudo, reconhecer quando estão errados.
Uma vez que são muitos os temas em que as opiniões divergem (como política, futebol, finanças, alimentação, férias, etc.), são também muitas as formas de conseguir fazer frente a este choque de opiniões e sem que a relação saia perdendo. O site da revista Prevention lista as nove melhores formas de contornar as divergências de opinião:
1 – Reconhecer o estresse e a delicadeza da situação, devendo o casal dar ouvidos ao que cada uma das pessoas tem a dizer e, sobretudo, ser capaz de ter uma conversa civilizada;
2 – Ouvir para compreender, não para convencer, é um outro aspecto a se considerar, diz a publicação, que destaca que não se deve interromper uma pessoa quando esta fala, muito menos para a tentar convencer do seu ponto de vista;
3 – Procurar um tema em que a opinião de ambos seja idêntica, uma espécie de zona de conforto para os momentos em que as opiniões sobre outras temáticas nunca coincidem;
4 – Aprender a discordar, isto é, ser civilizado na hora de dizer que não concorda, mas sem querer com que a outra pessoa mude de opinião.
5 – Ter sentido de humor, especialmente naqueles momentos em que é quase impossível chegar a um consenso;
6 – Falar para lá das emoções, sendo racional e não deixando com que a opinião oposta da cara-metade nos deixe afetados;
7 – Dar valor às interações positivas. Aqui, diz a publicação, o casal deve ter sempre em conta os aspectos que os unem e como esses são mais fortes do que aqueles que os separam.

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK