PROCURANDO POR ALGO?

sexta-feira, 20 de julho de 2018

DESEJOS - POETISA SANDRA PIRES

..

VEJA MAIS EM...
Poetisa Sandra Pires

Com desafio de controlar língua, Ciro lança candidatura sem alianças

Ciro Gomes oficializa sua candidatura ao Palácio do Planalto nesta sexta (20), em Brasília.
© REUTERS/Adriano Machado
Em sua terceira campanha presidencial, Ciro Gomes oficializa sua candidatura ao Palácio do Planalto nesta sexta (20), em Brasília, com o desafio de controlar o estilo verborrágico e de tentar contornar o risco de isolamento político.

As duas dificuldades foram seus principais obstáculos nas disputas presidenciais passadas, nas quais foi derrotado no primeiro turno, e voltaram a ameaçá-lo nesta semana, antes mesmo do início oficial da corrida eleitoral.

Na segunda-feira (16), Ciro tinha a certeza de que conseguiria o apoio de cinco partidos do chamado centrão, dando uma demonstração pública de força política na convenção nacional do PDT. Ele chega à convenção, contudo, sem o respaldo de nenhum deles, sem nenhuma aliança confirmada e sem um nome para o posto de vice. O bloco formado por DEM, PP, PR e Solidariedade decidiu formar uma aliança com Geraldo Alckmin, do PSDB. Desde o início de junho, dirigentes das siglas vinham criticando, em conversas reservadas, o comportamento imprevisível do pedetista, que, na quarta (18), xingou uma promotora de São Paulo. Além dos episódios recentes de destempero, causou desconforto crítica feita pelo presidenciável no passado ao ex-presidente nacional do PR Valdemar Costa Neto. Em 2004, Ciro disse que ele estava "embriagado" ao ter pedido a saída do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci.

Em jantar com as legendas do centrão, em junho, Ciro já havia sido cobrado pelo gênio forte. O marqueteiro dele, Manoel Canabarro, e o coordenador da campanha, seu irmão Cid Gomes, já lhe pediram para evitar palavrões. Em resposta, ele tem prometido conter o pavio curto. "Ele tem tentado se policiar", afirma o irmão. Até agora, no entanto, o esforço não surtiu efeito. A cúpula do partido, que tinha a expectativa inicial de que ele adotasse um perfil "paz e amor" na disputa deste ano, estratégia que ajudou a eleger Lula em 2002, já descartou essa possibilidade.

Apalpada, funcionária revida com golpe e dá lição em cliente

..

POR FAJIG TV
Após ser Uma empregada norte-americana tornou-se um fenômeno temporário da internet. Emelia Holden, funcionária do restaurante Vinnie Van Go-Go, em Savannah, na Georgia (EUA), estava trabalhando quando foi apalpada por um cliente. O incidente ficou gravado em vídeo. O homem passa discretamente por trás da empregada, que estava arrumando o cardápio, e apalpa-lhe com a mão. O que ele não esperava era ser completamente dominado pela vítima, o que aconteceu de imediato. Emelia agarra-o pelo colarinho e atira-o contra a parede, deixando o homem completamente sem reação. Quando ele cai no chão, a funcionária ainda lhe dá uma lição, segundo indica o Independent. Quando a polícia chegou, o agressor, Ryan Cherwinski, de 31 anos de idade, defendeu-se dizendo que estava só tentando afastá-la para passar. Mas, assim que as autoridades viram o vídeo, prenderam-no.

'Doutor Bumbum' terá 15 dias para se explicar a Conselho de Medicina

Médico não tinha autorização para atuar no Rio de Janeiro
© Reprodução / Instagram
POR NOTÍCIAS AO MINUTO
Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro deu 15 dias para o médico Denis César Furtado, conhecido como "Doutor Bumbum", prestar esclarecimentos sobre a morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, após se submeter a um procedimento cirúrgico.

"Nós viemos intimá-lo para dar prosseguimento ao trâmite administrativo do Cremerj. Ele tem que prestar esclarecimentos sobre o que aconteceu com a paciente", contou a advogada do Cremerj, Renata Matos, que esteve na 16ª DP (Barra da Tijuca) nesta sexta-feira para formalizar uma intimação ao médico.

Segundo destaca o Extra, a advogada afirmou ainda que os procedimentos requerem um segredo de justiça. "O Denis não é registrado aqui no Rio e nunca pediu autorização para atuar aqui no estado", afirmou. O médico possuía registro apenas em Goiás e em Brasília, e, portanto, não poderia atuar no Rio de Janeiro sem autorização do Cremerj.

O presidente do Cremerj, Nelson Nahon, ressaltou que irá abrir uma sindicância para investigar a conduta do médico.

Acidente fatal no Beach Park foi o único da empresa que desenvolveu brinquedo, diz presidente

Toboágua Vainkará foi desenvolvido por empresa canadense. Presidente da companhia afirma que brinquedo passou por testes. Na segunda-feira, um turista morreu em um acidente no Beach Park.
POR G1/CEARÁ
acidente que vitimou o radialista Ricardo José Hilário da foi o primeiro caso fatal em um dos brinquedos desenvolvidos pela empresa canadense ProSlide, que desenvolve toboáguas para parques aquáticos em vários países. Em nota, a empresa diz estar "profundamente entristecida" e que o brinquedo passou por vários testes antes de ser inaugurado.

Ricardo José Hilário da Silva, conhecido como Ricardo Hill, sofreu uma pancada na cabeça em um acidente no brinquedo Vainkará, no Beach Park, parque aquático na Grande Fortaleza, e morreu no local. Ele descia em uma boia com mais três pessoas.


Segundo relato de testemunhas ao G1, em um ponto do brinquedo a boia deveria ficar em posição vertical, mas emborcou e caiu bruscamente no chão do toboágua. Ricardo Hill bateu com a cabeça no chão do brinquedo e morreu no local.

A cada descida no Vainkará, são necessárias quatro pessoas em uma mesma boia; o peso delas não deve ultrapassar 320 quilos. O G1 apurou com as três pessoas que estavam na companhia de Ricardo Hill que elas pesam, juntas, 305 quilos. Com o peso da vítima, um homem adulto, a pesagem total do grupo deve ultrapassar os 320 quilos.

O G1 questionou a empresa se o excesso de peso pode ter sido a causa do acidente, mas não obteve resposta.

"A Proslide está no ramo desde 1986 e essa foi a única fatalidade com um usuário em uma das nossas milhares de instalações pelo mundo", afirma a empresa, em nota assinada pelo presidente, Rick Hunter.

Governo abre novo prazo para saque do PIS/Pasep de 2016

Cerca de 52 mil cearenses ainda não pegaram o benefício
O período inicial para saques do Pis/Pasep
foi encerrado no dia 29 de junho
. (Foto: divulgação / Caixa)
Os cerca de 2 milhões de trabalhadores brasileiros que não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 terão uma nova oportunidade. O benefício estará disponível para saque de 26 de julho a 30 de dezembro. No Ceará, cerca 51,2 mil pessoas ainda não fizeram o saque. O valor disponível para os cearenses é de quase R$ 40 milhões.

O período inicial para saques foi encerrado no dia 29 de junho, mas o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou, no último dia 11, uma prorrogação. É o terceiro ano consecutivo que o governo toma essa medida.

Segundo o governo, o valor disponível para saque chega a R$ 1,44 bilhão. Têm direito ao benefício trabalhadores inscritos a pelo menos cinco anos no PIS/Pasep, que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até 2 salários mínimos.

O valor disponível depende do período trabalhado em 2016. Quem trabalhou por 30 dias recebe o valor mínimo, que é de R$ 80. Já quem trabalhou os 12 meses, recebe o valor de um salário mínimo, que atualmente é de R$ 954.

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. Já os da iniciativa pública, poderão fazer o saque no Banco do Brasil.

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK