PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Ladrão de calcinhas ataca varais em MG e é preso com mais de mil peças; ele usava um dos modelos

Segundo a PM, calcinhas e sutiãs foram encontrados escondidos em vários locais do quarto do homem, que mora em Turmalina, no Vale do Jequitinhonha. Ele já foi preso pelo mesmo crime em 2015, com 301 peças íntimas.
Peças íntimas apreendidas pela PM em Turmalina
 — Foto: Polícia Militar / Divulgação
A Polícia Militar prendeu um ladrão de calcinhas e sutiãs com 1.045 peças íntimas escondidas no quarto de sua casa, em Turmalina, cidade no interior de Minas Gerais. Durante a abordagem, os policiais foram surpreendidos ao perceberem que o homem, de 41 anos, estava usando uma das calcinhas. Segundo a PM, as roupas eram furtadas de varais, cercas e até de lojas.

Com base no número de peças apreendidas, é possível dizer que muitas das 8.880 mulheres que fazem parte da população do município, no Vale do Jequitinhonha, já foram vítimas dele, preso, de acordo com a Polícia Militar, pela segunda vez pelo mesmo crime.

Ainda segundo as informações da PM, as mil calcinhas e os 45 sutiãs foram encontrados em vários locais do quarto dele: debaixo da cama, dentro do colchão e no guarda-roupas. Em 2015, os furtos de 301 peças íntimas ocorreu em Capelinha, cidade vizinha a Turmalina.

“A Polícia Militar foi até a residência dele, no Bairro São João Batista, para darmos cumprimento a um mandado de prisão por furto. Durante as buscas, encontramos as peças íntimas”, fala o tenente André Dale. Havia roupas íntimas novas e usadas, de várias cores e modelos.

O tenente explica que a PM já recebeu diversas reclamações de mulheres relatando furtos de suas peças íntimas. Porém, muitas vítimas não registram boletim de ocorrência por medo, receio ou vergonha.

Ao ser questionado pela PM, o homem não deu detalhes sobre os furtos, apenas disse que cometia os crimes em vários locais. Ele foi levado para a delegacia da cidade. O G1 tenta mais informações com o delegado responsável pelo caso.

Veja outras notícias da região em G1 Grande Minas.
POR G1

Pela primeira vez, negros são maioria no ensino superior público

Segundo o IBGE, as matrículas de pretos e pardos somam 50,3%
Arquivo/Marcello Casal Jr/Agência Brasil
A proporção de pessoas pretas ou pardas (que compõem a população negra) cursando o ensino superior em instituições públicas brasileiras chegou a 50,3% em 2018. Apesar desta parcela da população representar 55,8% dos brasileiros, é a primeira vez que os pretos e pardos ultrapassam a metade das matrículas em universidades e faculdades públicas.

Os dados estão no informativo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil, divulgado hoje (13), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A comparação foi feita com as informações do suplemento de educação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio - Contínua (Pnad Contínua), que começou a ser aplicado em 2016.

A pesquisa mostra que a população negra está melhorando seus índices educacionais, tanto de acesso como de permanência, apesar de ainda se manter bem atrás dos índices medidos entre as pessoas brancas.

A proporção de jovens de 18 a 24 anos pretos ou pardos no ensino superior passou de 50,5% em 2016 para 55,6% em 2018. Entre os brancos, a proporção é de 78,8%. Na mesma faixa etária, o número de pretos e pardos com menos de 11 anos de estudo e que não estavam frequentando a escola caiu de 30,8% em 2016 para 28,8% em 2018, enquanto o indicador para a população branca é de 17,4%.

Outros percentuais

Os que já haviam concluído o ensino superior somavam 36,1% dos brancos e 18,3% dos pretos e pardos, enquanto a taxa de ingresso no terceiro grau é de 53,2% entre os brancos e de 35,4% entre pretos e pardos. Na faixa de 18 a 24 anos que concluiu o ensino médio, mas que não estava estudando por trabalhar ou precisar procurar trabalho, 61,8% eram pretos ou pardos.

A taxa de analfabetismo para pessoas acima de 15 anos, entre pretos e pardos caiu de 9,8% em 2016 para 9,1% em 2018. Entre os brancos, a taxa é de 3,9%. Na frequência à creche ou escola, crianças pretas ou pardas de até 5 anos passaram de 49,1% para 53%, enquanto 55,8% das crianças brancas estão nessa etapa da educação. Nos anos iniciais do ensino fundamental, para crianças de 6 a 10 anos, não há diferença significativa, com 96,5% das brancas e 95,8% das pretas ou pardas frequentando a escola.

A analista de indicadores sociais do IBGE Luanda Botelho disse que a melhora das estatísticas é reflexo de políticas públicas que proporcionaram o acesso e permanências da população preta e parda na rede de ensino.

“O estudo mostra para a gente que para todos os indicadores educacionais há uma trajetória de melhora desde 2016. Isso se reflete em menor atraso escolar, mais pessoas pretas ou pardas frequentando a escola na etapa de ensino adequada para a idade, menor abandono escolar, mais pessoas pretas ou pardas concluindo o ensino médio e ingressando no ensino superior”, afirmou.

Os rendimentos de pretos e pardos se mantêm abaixo do segmento de brancos. O rendimento médio mensal entre brancos é de R$ 2.796 e entre pretos e pardos cai para R$ 1.608, uma diferença de 73,9%. Na comparação apenas entre quem tem curso superior, os bancos ganhavam por hora 45% a mais do que os pretos e pardos.

Para o pesquisador do IBGE Claudio Crespo, a melhora nos indicadores dos negros é relevante, mas como a desigualdade é histórica e estrutural, os ganhos para a população preta ou parda só aparecem com organização e mobilização social e políticas públicas direcionadas.

“A intervenção de políticas públicas é um fator essencial para a redução dessa desigualdade. Onde há avanços percebidos, apesar da distância que ainda reside, são espaços em que houve intervenção de políticas públicas e também organização do movimento social para a conquista de uma sociedade mais igualitária. Como as cotas para acesso ao nível superior”, explicou.

Representação política

LEIA MAIS EM...

Descanse em paz, minha querida tia

Com o tempo, a dor e a ausência causadas pela morte viram apenas uma forte saudade que aparece por causa de uma antiga fotografia, um velho baú de recordações, uma história relembrada ou um cheiro que surge do nada.

TIA LINDALVA / INSTAGRAM JOSENIPARCEIRO
Chegou a hora de lhe dizer adeus para sempre, minha tia, e a tristeza que sinto não permite que as lágrimas parem de cair dos meus olhos. Este é um momento muito doloroso para todos que amamos você.

Para trás você deixa muita saudade e corações quebrados, mas também muitas lembranças maravilhosas que aquecerão nossos corações. Sua memória para sempre viverá conosco e será honrada com justiça. Você foi uma grande mulher e tocou muitas vidas e muitos corações que jamais a esquecerão. Até sempre e descanse em paz, minha querida tia!

TIA LINDALVA/SEUS FILHOS E MARIDO / INSTAGRAM JOSENIPARCEIRO
FONTE:

Veja Porquê Você Não deve Guardar Ovos na Porta da Geladeira

@
Algumas pessoas preferem colocá-los na geladeira, mas existem aquelas que acreditam que a temperatura ambiente é melhor. E você, onde guarda os ovos que consome: na geladeira ou mantém em temperatura ambiente? E, se for na geladeira, você os deixa no compartimento da porta ou nas prateleiras? Pois é, se você consome ovos, essas são alguma dúvidas que surgem na nossa cabeça quando vamos guardar esse e outros ingredientes básicos que utilizamos no dia a dia.
CONFIRA O VÍDEO Geralmente a geladeira nos ajuda a manter a durabilidade dos alimentos, mas nem sempre isso é importante em todos os casos. Se quiser saber mais sobre quais alimentos você não deve manter na geladeira, assista o vídeo que está aparecendo de sugestão pra você agora. Mas, voltando ao ovo: afinal, onde guardá-lo? Se você costuma comer ovos e os deixa na porta da geladeira, saiba que isso não é o mais recomendado. Mas porque? É na porta da geladeira que ocorre a troca de temperatura de forma muito intensa e frequente, por isso os ovos podem estragar com muita facilidade. A oscilação da temperatura proporciona condições perfeitas para a multiplicação de bactérias como a salmonella, causadora de intoxicação alimentar e diarreia, que penetra no ovo através da casca. Se você quer manter seus ovos na geladeira, é recomendado guardá-los nas duas primeiras prateleiras, de cima para baixo, onde a temperatura é mais baixa. Além disso, a outra dica é a posição da armazenagem dos ovos. Ao contrário do que geralmente fazemos, o jeito correto de guardar um ovo é com a parte pontuda virada para baixo e a extremidade mais larga voltada para cima. Justamente da forma como eles vêm nas suas caixas, por isso repare na próxima vez que você for ao supermercado. É na extremidade mais larga que existe uma camada de ar que dá proteção à estrutura de albumina do ovo. E manter o ovo nessa posição, irá evitar a pressão sobre essa camada de ar e uma possível contaminação. Sabia disso? Mas não dê bobeira, hein? Mesmo na geladeira, assim que comprá-los procure consumi-los em até 10 dias ou de acordo com a data de validade da embalagem. Ah, e ao chegar da feira ou do supermercado, procure retirar os ovos da embalagem, lavá-los em água corrente e secá-los bem antes de guardá-los no compartimento específico para os ovos ficarem na geladeira. Isso ajuda a diminuir riscos de contaminação. Curioso isso não é mesmo? Se você tem alguma dica semelhante a essa, compartilhe conosco pelos comentários do vídeo, vamos adorar!

Acesso grátis à Internet deveria ser um direito humano básico, diz estudo. Leia Mais...

@
O acesso gratuito à Internet deve ser considerado um direito humano, pois as pessoas incapazes de se conectar carecem de maneiras de influenciar os governos e instituições que moldam seu dia-a-dia. 
LEIA MAIS EM...


Multa para empresas que violem privacidade de clientes pode dobrar


@
O Projeto de Lei 3420/2019 de Luis Miranda (DEM-DF) propõe dobrar a multa para empresas que violem a privacidade do cliente de forma recorrente; projeto é alvo de críticas.

Bancos começam a enviar dados de clientes para cadastro positivo

Informações vão ser repassadas automaticamente a gestores da ferramenta

@

Menino sem computador faz trabalho escolar em tablet de loja


FONTE DO VÍDEO:Criança usa tablet de loja no shopping para fazer seu trabalho da escola
Criança usa tablet de loja para estudar e comove internautas. Desde quinta-feira (7) um vídeo comove internautas no Instagram. A cena é filmada por um funcionário de uma loja de eletrônicos no Shopping Recife, em Boa Viagem, e mostra uma criança que por não ter tablet e nem computador em casa faz um trabalho escolar na loja. Nos comentários da postagem, muitas pessoas se solidarizaram com a atitude. O menino aparece escrevendo no caderno ao lado do tablet e o funcionário narra a cena. "Como não tem tablet e nem computador para estudar em casa, ele vem aqui para loja. Está ali fazendo um trabalho de geografia". Na descrição da postagem, o funcionário da loja ainda reforça que a imagem é um "belo exemplo para quem quer ser alguém na vida". O vídeo logo repercutiu nas redes e já conta com mais de 13 mil comentários. O Instagram "Razões para acreditar" compartilhou a publicação com o intuito de encontrar a criança. Com a ação, descobriu-se que o menino se chama Guilherme, tem 10 anos e é aluno do 5º ano. A Samsung, marcada na postagem por diversos seguidores, comentou a publicação se disponibilizando para ajudar a família. Outros internautas também afirmaram que vão se mobilizar em prol do garoto. #crianca#criancausatabletdeloja#samsung
VEJA MAIS EM...

Sem computador ou internet, Guilherme Santiago, de 10 anos, foi a uma loja de shopping para fazer um trabalho escolar. Vídeo do garoto do 5º ano circula nas redes sociais

LEIA MAIS EM:OLHAR DIGITAL

Louvores e Adoração 2019 - As Melhores Músicas Gospel Mais Tocadas 2019 - Músicas Gospel 2019


FONTE DO VÍDEO
VEJA MAIS VÍDEOS EM...
Melhores Músicas Gospel

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK