PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 1 de outubro de 2019

AFLIÇÃO

Eliane Lacerda / Facebook
AFLIÇÃO 
@Elyane Lacerdda


Seus olhos nunca saberão
Do fogo que arde em minhas veias
Seus olhos nunca entenderão
As palavras ditas em desespero
Sua boca não sentirá
Minha saliva ferver de desejo
Não haverá carinhos
Sonhos
Apenas uma vontade guardada
Porque a solidão nos fortalece
E não nos deixa
abrir portas para o A C A S O
Seus olhos tentarão
Mas não encontrarão o brilho dos meus...
Estou retida em mim
Há uma grande pausa no meu interior...
Não sentirei frio
Não o calor me incomodará
Não haverá sorrisos extensos
Apenas uma dor
Que se expande...
V A Z I O
P E R M A N E N T E
Seus olhos não encontrarão
O brilho DOS MEUS...

Saúde da pessoa idosa: prevenção e promoção à saúde integral

A Saúde Bucal requer atenção por toda a vida. E nesse Dia Nacional do Idoso, o Blog da Saúde traz algumas dicas para cuidar dos dentes e da boca.
Foto: Twitter / Ministério da Saúde
O que é pessoa idosa?
Na legislação brasileira, é considerada idosa a pessoa que tenha 60 anos ou mais de idade. Para comprovar a idade, basta apresentar um documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou a carteira nacional de habilitação.

LEIA TAMBÉM: Dia do Idoso: envelhecer com qualidade de vida é possível

Contexto - pessoa idosa
O Brasil envelhece de forma rápida e intensa. Segundo o IBGE, a população idosa brasileira é composta por 29.374 milhões de pessoas, totalizando 14,3% da população total do país. A expectativa de vida em 2016, para ambos os sexos, aumentou para 75,72 anos, sendo 79,31 anos para a mulher e 72,18 para o homem. Esse crescimento representa uma importante conquista social e resulta da melhoria das condições de vida, com ampliação do acesso a serviços médicos preventivos e curativos, avanço da tecnologia médica, ampliação da cobertura de saneamento básico, aumento da escolaridade e da renda, entre outros determinantes.

A transição demográfica brasileira apresenta características peculiares e demonstra grandes desigualdades sociais no processo de envelhecimento. Esse processo impactou e trouxe mudanças no perfil demográfico e epidemiológico em todo país, produzindo demandas que requerem respostas das políticas sociais, implicando em novas formas de cuidado, em especial aos cuidados prolongados e à atenção domiciliar. Associado a esse quadro, ocorreram mudanças na composição das famílias brasileiras, no papel da mulher no mercado de trabalho, na queda da taxa de fertilidade e na nupcialidade, resultando em novos desafios a serem enfrentados no cuidado à população idosa, dirigidos principalmente às políticas de saúde, da assistência social e da previdência social.
Saiba mais em http://saude.gov.br/saude-de-a-z/saude-da-pessoa-idosa

Advocacia-Geral demonstra legalidade e Justiça autoriza que frigoríficos abatam jumento

.
A Advocacia-Geral da União (AGU) obteve no Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) a suspensão de uma decisão provisória que proibia os frigoríficos de abater jumentos na Bahia. A liminar estava em vigor desde dezembro do ano passado e atendia ao pedido de entidades defensoras dos animais que denunciaram maus-tratos em um frigorífico de Itapetinga, sudoeste do estado.
Ao pedir a derrubada da liminar, a AGU argumentou que suspensão da atividade trouxe graves consequências para a economia da região, como o fechamento de 150 postos de trabalho diretos e 270 indiretos. Os advogados da União ressaltaram, ainda, que o abate segue normas rígidas do Ministério da Agricultura, Pecuária e abastecimento (Mapa) e os frigoríficos são acompanhados pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) em caráter permanente. Além disso, a AGU destacou que a atividade é regulamentada pela legislação brasileira.
Segundo a Advocacia-Geral, não ficou comprovado em momento algum que as fotos e vídeos de jumentos sofrendo com os maus tratos, anexados ao processo pelos autores da ação, foram feitas em frigoríficos oficialmente autorizados e acompanhados pelo SIF.

Abate controlado
A AGU também rebateu o argumento das entidades defensoras dos animais de que o abate poderia levar a extinção da espécie no prazo de cinco anos, uma vez que o Brasil tem cerca de 900 mil cabeças de jumentos, sendo 445 mil só na Bahia. A União frisou que os autores não levaram em conta a procriação dos animais especificamente para o corte e que o abate é feito de forma controlada.
Acolhendo o pedido da AGU, o vice-presidente do TRF1, desembargador federal Kassio Marques, assinalou que o abate de jumentos segue os mesmos procedimentos de frigoríficos de bois, cabras e porcos e está amparado por normas legais.Ele reconheceu que a suspensão da atividade causava grave lesão à ordem e à economia pública e entendeu que a violação das regras por parte de uma empresa deve ser combatida pelos mecanismos legais e não pode prejudicar quem desempenha a atividade de forma correta.

Histórico
Símbolo do nordeste, os jumentos foram trazidos pelos portugueses durante a colonização do Brasil. Rústicos, os animais se adaptaram bem ao clima semiárido do sertão e durante muito tempo foram o principal meio de transporte da região. Com a popularização das motocicletas, os jumentos foram deixados de lado e até abandonados pelos seus donos. Eles viraram problema de segurança pública. Só no Ceará, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) já recolheu cerca de 4,5 mil animais que estavam soltos pelas ruas das cidades.
LEIA MAIS EM...

Mais de 5,7 milhões entregam declaração do ITR 2019 dentro do prazo

Embrapa
Os sistemas da Receita Federal registraram o recebimento de 5,795 milhões de Declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) de 2019, entregues dentro do prazo, que se encerrou nesta segunda-feira, 30 de setembro. No ano passado, foram entregues 5,661 milhões declarações dentro do prazo regulamentar.

Entrega em atraso

Quem não entregou a DITR 2019 dentro do prazo, poderá fazer a declaração a partir de hoje (1º) e está sujeito a pagamento de multa de 1% do imposto devido, limitada a 20%. A multa mínima é de R$ 50,00, mesmo para quem não tenha imposto apurado na declaração.

A Notificação de Lançamento da Multa por Atraso e a correspondente Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento da multa serão emitidos pelo programa de preenchimento da DITR.

O ITR é um imposto federal pago anualmente pelos proprietários de imóveis ou propriedades rurais

Dia do Idoso: envelhecer com qualidade de vida é possível

Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil
Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Internacional do Idoso (hoje, 1º de outubro) é uma oportunidade para que as pessoas lembrem que a idade chega para todos, e que, com ela, novas dificuldades surgirão. Especialistas consultados pela Agência Brasil, no entanto, garantem: é possível envelhecer com qualidade de vida.

Segundo o médico geriatra e diretor científico da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) Renato Bandeira de Mello, qualidade de vida é algo subjetivo: depende da percepção do indivíduo sobre o que é felicidade.

Mas, em termos gerais, acrescenta o geriatra, qualidade de vida na velhice está associada a vida ativa: a busca por hábitos saudáveis como atividade física, alimentação saudável; e a manter a mente estimulada com novas atividades. Outro fator associado à qualidade de vida na terceira idade são as relações sociais.“Isso significa contato com a família, amigos e colegas de trabalhos”, resume Mello.

Família

O papel da família para a qualidade de vida do idoso, além de relevante, está previsto em leis. “Mais do que um papel, os familiares têm obrigação com os idosos. Isso, inclusive, é respaldado pelo Estatuto do Idoso”, explica o diretor da SBGG.

Nesse sentido, o estatuto prevê que a família se envolva nos cuidados e na proteção do idoso, “respeitando os seus limites e a autonomia a fim de não o cercear de suas liberdades e desejos”, acrescenta Mello.

Coordenadora-geral do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso, Eunice Silva destaca ser o ambiente familiar o que registra a maioria das violações de direitos da pessoa idosa. Segundo ela, entre os fatores que resultam em enfermidades, quedas, demência e internamentos prolongados estão a violência doméstica, os maus tratos e o abandono.

“É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do poder público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, educação, cultura, esporte, lazer, trabalho, cidadania, liberdade e dignidade, ao respeito e às convivências familiar e comunitária”, argumenta a coordenadora do conselho que é vinculado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH),
LEIA MAIS EM...

Advogadas ironizam demora de Rosa Weber para julgar caso no STF: “Parabéns, ministra”

Rosa Weber durante entrevista coletiva em
 Brasília (Crédito: EVARISTO SA / AFP)
POR ISTO É
Duas advogadas de Pelotas (RS) fizeram uma reclamação e enviaram à Rosa Weber, ministra do Supremo Tribunal Federal (STF). Na carta, elas criticaram a demora no julgamento de um caso de um homem de 80 anos. As mulheres afirmam que o cliente aguardava uma decisão do Supremo há 11 anos, mas morreu sem ver o pleito atendido. As informações são da GaúchaZH.

As advogadas Lilian Velleda Soares e Maria Emília Valli defendiam Celmar Lopes, serviador aposentado da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) que pleiteava, assim com outros ex-servidores, o reajuste de 28,8% nas aposentadorias. Em maio de 2008, o INSS ingressou no STF com um recurso extraordinário em regime de repercussão geral, congelando também o pagamento da parcela até que o STF decida sobre o caso.

Na carta, as advogadas ironizaram a demora do STF no caso. “Parabéns, ministra, pela demora”, escreveram. “Informamos também que as pompas fúnebres foram singelas, sem as lagostas e os vinhos finos que nossos impostos suportam”, completaram citando a compra destes produtos em uma licitação do STF no início deste ano.

Procurada, a ministra Rosa Weber não retornou as ligações para comentar a manifestação de Lilian e Maria Emília.

Fernanda Montenegro ganha homenagem do Canal Brasil pelos seus 90 anos

.
POR ISTO É
Você pode até achar que, se é para ser uma homenagem, a programação que o Canal Brasil presta a Fernanda Montenegro, sempre às terças e quartas deste mês de outubro, e na mesma faixa das 22h, omite filmes importantes, verdadeiros clássicos do cinema brasileiro. Fernanda comemora 90 anos, e o canal brasileiro lembra a data (16 de outubro de 1929), significativamente num momento em que a grande dama do audiovisual no País sofreu agressão verbal, sendo chamada de ‘sórdida’. Não reagiu, fez silêncio. A classe, indignada, reagiu por ela.
Cinema, teatro e televisão. É até difícil tentar lembrar momentos importantes dessa trajetória tão rica. Onde estão A Falecida, de Leon Hirszman, adaptado de Nelson Rodrigues? E Tudo Bem, o início da trilogia entre quatro paredes de Arnaldo Jabor, que colocou num apartamento que está sendo reformado o próprio País, que brigava por abertura política, nos anos 1970? E Eles não Usam Black-Tie? de Leon Hirszman, mais uma vez, que se baseou na peça de Gianfrancesco Guarnieri, criando aquele final antológico, após o final da greve, furada pelo filho de Romana e Otávio, e que termina com o casal catando feijão e jogando no lixo os grãos podres?
Faltam, no plural, mas o que sobra, oito longas e um curta, consegue dar conta do imenso talento da atriz e da enormidade de sua contribuição para a cultura brasileira.
Fernanda nasceu Arlette Pinheiro Esteves da Silva, numa família portuguesa, com certeza, no subúrbio do Rio. Desde cedo, a grande diversão familiar era ir ao cinema, e foi assim que ela criou o que chama de “meu refúgio imaginário”. Tornou-se rádio-atriz e atriz de teatro, os filmes vieram mais tarde.
De cara trocou o nome e, depois, para ter uma Fernanda de verdade na família, foi assim que batizou a filha, que também é atriz (e cronista, escritora) – Fernanda Torres. Prêmios, ganhou tantos que não há estante que segure o peso de tantos troféus – mas faltou o Oscar, para o qual foi indicada por Central do Brasil, de Walter Salles, mas não levou.
Ganhou, de qualquer maneira, o Urso de Prata em Berlim e o ouro do festival foi para o próprio filme, em 1998. Em Cannes, a primazia foi da filha, que ganhou em 1986 por outro Jabor, Eu Sei Que Vou Te Amar. Essas Fernanda, no plural, são demais.
A programação abre-se nesta terça-feira, dia 1º, às 22h, com o especial Fernanda Montenegro – 90 Anos e a exibição justamente de Central do Brasil. Dora, a escritora de cartas da Central de trens do Brasil, é uma trambiqueira que joga no lixo os sonhos das pessoas analfabetas que procuram seu auxílio. Mas algo se passa e essa mulher se toca com o desafio no olhar do menino – Vinicius de Oliveira. Com ele descobre uma ética que nem sabia possuir, ética. Atravessa o Brasil para entregá-lo à família. O Brasil atual deveria mirar-se nesse espelho. Os filmes vão prosseguir sempre às terças e quartas, sempre na faixa das 22h.
Confira:

NOVA COLEÇÃO DE DICAS DE COZINHA

40 TRUQUES INTELIGENTES DE COZINHA QUE VIRÃO A CALHAR
Reprodução / Youtube
Este vídeo está cheio de dicas inteligentes de cozinha que facilitarão sua vida e acelerarão sua rotina na cozinha. O bom é que você não precisa terminar uma escola de culinária para melhorar suas habilidades culinárias. Não se esqueça de compartilhar essas ideias úteis com seus amigos:
- Às vezes, virar panquecas pode ser um desafio e compartilhamos um truque que facilitará essa tarefa.
Confira o tutorial sobre como usar uma tampa para virar uma panqueca -Cubra o ralador com óleo vegetal para que o queijo não grude -Use um gargalo de uma garrafa pet para selar um saco plástico. Passe o saco pelo gargalo, dobre-o sobre as bordas e use um secador de cabelo para selar -Use lixa e furadeira para afiar uma faca -Se precisar descongelar a carne muito rapidamente, siga estas etapas: coloque a carne em uma bandeja e cubra com sal e água. O degelo levará apenas 30 minutos em vez de 2-3 horas -Você pode preparar café em laranja. Confira esta ideia incrível! - Você gosta de comer frango assado? Aposto que você não sabia que pode cozinhar um frango dentro de uma melancia. Experimente esta receita deliciosa! -Verifique como cozinhar bacon com pouca gordura usando papel alumínio. Além disso, você não precisará limpar a gordura da assadeira. -Assista ao vídeo até o final e você encontrará uma receita fácil de sorvete oreo -Use o cortador de maçã para cortar rapidamente batatas fritas em casa. Você economizará muito tempo -Você pode reviver facilmente as bolhas de um champanhe usando passas de uva. -Você encontrará muitas ideias inteligentes sobre como cortar frutas e legumes que economizarão muito tempo. Não se esqueça de clicar no botão "Curtir" e de inscrever-se no nosso canal para ver mais vídeos como esse!
MINUTAGENS: 00:43 Como selar um saco plástico 00:57 Use uma furadeira para afiar uma faca 03:11 Café laranja 03:28 Frango assado em uma melancia 04:17 Sorvete de Oreo 11:03 Geleia caseira

Com 313 comércios fechados, Ceará é o estado brasileiro que mais perdeu lojas do varejo no primeiro semestre

Fechamento de lojas interferiu no mercado de trabalho cearense, reduzindo a oferta de empregos entre janeiro e junho deste ano.
Desde o segundo semestre de 2015 o Ceará vem
apresentando saldos negativos no comércio
— Foto: Agência Diário
Por Carolina Mesquita, G1 CE
De janeiro a junho deste ano, o Ceará apresentou um saldo de 313 lojas fechadas. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o mercado cearense foi o estado brasileiro que mais perdeu estabelecimentos comerciais no primeiro semestre de 2019. Em todo o Brasil, a diferença entre abertura e fechamento foi positiva, com a criação de 3.328 empresas.

O economista da CNC Fabio Bentes explica que desde o segundo semestre de 2015 o Ceará vinha apresentando saldos negativos no comércio. Foram seis semestres consecutivos de queda até o segundo semestre do ano passado, o primeiro a fechar em saldo positivo no período.

"Essa saldo negativo vinha diminuindo semestre a semestre. Chegou a ser positivo no segundo semestre de 2018 em 42 lojas. Agora, voltou a ser negativo. Trezentas e treze lojas fechadas é ruim, mas na segunda metade de 2015, foram 1.619 lojas fechadas no Estado”, explica Bentes.

Ele acrescenta que o fechamento no Ceará está muito associado ao comportamento do varejo. De janeiro a julho, o volume de vendas do setor no estado foi negativo em 1,1%, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "Enquanto isso, esse volume no Brasil foi positivo em 1,2%", destaca o economista.
LEIA MAIS EM...

Após ter câncer três vezes, idosa cearense quer viajar pelo Brasil: 'o futuro é hoje'

Aos 60 anos, Rita de Cássia faz parte de uma associação de apoio a mulheres que têm ou tiveram câncer de mama, e sonha em conhecer “todo o país”.
A aposentada Rita de Cássia teve câncer em
 2008, 2011 e 2013. — Foto: Fabiane de Paula/SVM
Por G1 CE
A notícia veio como um baque forte: logo após a realização do sonho de se formar em contabilidade, a hoje aposentada cearense Rita de Cássia Bezerra, 60, foi diagnosticada com câncer de mama em abril de 2008. Era apenas o início de uma das guerras que ela enfrentaria contra a doença, que retornou outras duas vezes.

O câncer de mama, cujo mês de prevenção é o "Outubro Rosa", é o que mais atinge mulheres no Ceará. Segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 11.420 cearenses tiveram câncer em 2018, e para 2.200 delas o carcinoma foi mamário. O número efetivo de novos diagnósticos, contudo, não é informado pelo Inca, nem pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Rita de Cássia foi parte das estatísticas em três anos distintos: 2008, quando perdeu a primeira mama; 2011, quando a doença reapareceu e levou o segundo seio; e 2013, ano em que um linfonodo mamário surgiu no braço, sendo necessário novo tratamento e o “esvaziamento” da axila. “Na primeira vez, percebi uma mama maior do que a outra, fui à ginecologista e já saí de lá arrasada, com o mastologista marcado pro mesmo dia. Passei o fim de semana inteiro chorando. Na segunda-feira fiz a biópsia e logo iniciei a quimioterapia”, relembra.

Otimismo

O tratamento doloroso, que incluiu ainda sessões de radioterapia, e a perda do cabelo abalaram a autoestima da aposentada – renovada em janeiro de 2009, quando Rita realizou o sonho de ter uma “festa de 15 anos em plenos 50!”. Daí em diante, a fé a fortaleceu, e nas vezes seguintes em que foi diagnosticada, “já dava a cura como certa”.

A Associação Rosa Viva apoia mulheres que têm ou
tiveram carcinoma mamário no Ceará
— Foto: Fabiane de Paula/SVM
“Nunca faltou apoio da minha família, dos amigos, dos vizinhos. Me sinto muito querida. E sempre que tenho uma dor, lembro que Deus não dá cruz que você não tenha força pra carregar”, reflete a contadora, que apesar de aposentada, se orgulha de “nunca ter deixado de trabalhar” e continua em exercício num escritório próprio.

De todo o processo, não só o corpo (as mamas foram reconstruídas por músculos de outras partes), mas a mente saiu transformada. “Antes eu só cuidava dos outros, hoje olho pra mim – e enxergo outra pessoa. Tomo decisões com mais facilidade, continuo trabalhando, mesmo aposentada, e não perco oportunidade de viajar... Quero conhecer o Brasil inteiro. O futuro é hoje!”, exclama a aposentada, que tem acompanhamento médico periódico e toma medicação de forma permanente, para evitar que a “doença maldita” reapareça.

A história de crença, autocuidado e força de Rita de Cássia inspira, hoje, outras mulheres cearenses e de todo o país que passam ou passaram pela dura trajetória imposta pelo câncer. Ela faz parte da Associação Rosa Viva, que apoia mulheres que têm ou tiveram carcinoma mamário. “É minha segunda família, lá encontrei muita força. A gente divide as dores, multiplica as alegrias, dá suporte uma à outra e vê que é mais do que essa doença”, sentencia.
LEIA MAIS EM...

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK