PROCURANDO POR ALGO?

domingo, 21 de abril de 2019

MEC prepara material para explicar nova política de alfabetização

Arquivo/Agência Brasil
O Ministério da Educação (MEC) está finalizando um caderno que explicará as diretrizes, os princípios e os objetivos da Política Nacional de Alfabetização (PNA). A intenção é que as escolas passem a alfabetizar as crianças no primeiro ano do ensino fundamental, ou seja, geralmente aos 6 anos de idade.

A orientação está em decreto publicado no último dia 11 no Diário Oficial da União. A política prevê ajuda financeira e assistência técnica da União para os municípios que aderirem ao programa, a elaboração de materiais didático-pedagógicos para serem usados nas escolas e o aumento da participação das famílias no processo de alfabetização dos estudantes.

A ênfase da alfabetização no primeiro ano é uma das novidades. Em 2017, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que define o mínimo que os estudantes devem aprender a cada etapa de ensino, estipulou que as crianças fossem alfabetizadas até o 2º ano do ensino fundamental, ou seja, geralmente aos 7 anos.

Pelo Plano Nacional de Educação (PNE), lei 13.005/2014, as crianças devem ser alfabetizadas, no máximo, até o final do 3º ano do ensino fundamental, ou seja, aos 8 anos de idade.

Elevar os índices de alfabetização é uma das prioridades do governo e a definição da política uma das metas dos 100 dias de governo. De acordo com os últimos dados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), aplicada em 2016, mais da metade dos estudantes do 3º ano do ensino fundamental apresentaram nível insuficiente de leitura e em matemática para a idade, ou seja dificuldade em interpretar um texto e fazer contas.

Alfabetização - Arquivo/Marcello Casal
Jr/Agência Brasil
A política será voltada também para os mais velhos. Uma das ações previstas é o desenvolvimento de materiais didático-pedagógicos específicos para a alfabetização de jovens e adultos da educação formal e da educação não formal. De acordo com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de analfabetismo no país entre pessoas com 15 anos ou mais de idade foi estimada em 7% em 2017.

Para União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o decreto precisa de esclarecimentos sobre como se dará a implementação. “A implementação depende de ações e estratégias, para que seja levada adiante, elas vão falar com mais clareza”, diz o presidente da Undime, Alessio Costa Lima. Segundo a assessoria de imprensa do MEC, ainda não há uma data específica para a publicação do caderno explicativo.

O decreto não chega a especificar, mas coloca como componentes essenciais para a alfabetização conceitos do método fônico. Os componentes são: consciência fonêmica; instrução fônica sistemática; fluência em leitura oral; desenvolvimento de vocabulário; compreensão de textos; e produção de escrita.

“O melhor método é aquele que o professor se sente seguro para utilizar, que faz o aluno ser alfabetizado”, defende o presidente da Undime. Além disso, segundo ele, preocupa a priorização da alfabetização no primeiro ano do ensino fundamental. “As crianças têm ritmos de aprendizagem diferentes”. Os dirigentes municipais de educação defendiam que o decreto mantivesse o prazo de alfabetização da BNCC, até o 2º ano do ensino fundamental.

Participação da família

Aos 59 anos, Brasília vira metrópole e teme violência

Capital deixou de ser cidade maquete e é desigual como o Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência
No dia em que Brasília completa 59 anos, a economista Jane Pias de Oliveira recorda-se da liberdade que tinha para brincar na cidade quando era menina (9 anos), nos primeiros anos da capital federal. “A gente ia para o zoológico de bicicleta. E sabe por onde a gente andava? Naquela faixa do meio do Eixão”, conta à reportagem da Agência Brasil.

Jane morava na quadra 712 sul, a sete quilômetros do Jardim Zoológico, e fazia com seus colegas da rua um passeio impensável para os dias atuais no Eixo Rodoviário, por causa do intenso tráfego a 80 km/h (velocidade autorizada).

Três gerações de brasilienses: Jane Pias de Oliveira,
ao lado dos filhos, Carlos Eduardo e Luiz Fernando, e
dos netos - Valter Campanato/Agência Brasil
A economista nasceu em outubro de 1958, no antigo Hospital Juscelino Kubitschek de Oliveira, o primeiro do Distrito Federal, hoje Museu Vivo da Memória Candanga, no Núcleo Bandeirante. “Na minha certidão de nascimento está escrito ‘nascida em Brasília (futura capital federal)’. Eu nasci numa cidade que não existia ainda”, afirma.

O filho de Jane, o estatístico Carlos Eduardo de Oliveira Varanda (38 anos), também não esquece os passeios de bicicleta na infância. “Andava de bicicleta o Lago Norte inteiro [cerca de nove quilômetros de extensão] e não avisava à mãe”. Carlos Eduardo ainda lembra de subir em árvore, pescar no Lago Paranoá e até encontrar bichos, como pequenas cobras, que dividiam o cerrado com casas que habitavam o bairro, hoje praticamente todo urbanizado e construído. “Tinha vida de roça na cidade”, rememora.
Mãe e filho são da primeira e segunda gerações de brasilienses. Aquelas que usufruíram da cidade crianças e adolescentes até os anos 1980, e tiveram o privilégio de viver em um centro urbano ainda não densamente povoado, com pouco trânsito e seguro para as meninos e meninas brincarem livremente.
O pequeno Alexandre (3 anos), da terceira geração de brasilienses, neto de Jane e filho de Carlos Eduardo, jamais terá a liberdade que sua avó ou seu pai tiveram em tempos idos na capital.
“Se minha mãe deixar meu filho do mesmo jeito que me deixava, eu vou ficar preocupado”, admite Carlos Eduardo. “Era mais tranquilo. No trânsito a gente se deslocava rapidinho”, conta Jane que, além de criar Eduardo e mais dois filhos, ainda trabalhava em um banco e estudava na Universidade de Brasília (UnB).
“Nós tínhamos mais segurança para deixar os filhos brincarem na rua. Hoje temos que ir junto”, compara Jane. O veterinário Luís Fernando de Oliveira Varanda (34 anos), também filho dela, tem as mesmas preocupações que o irmão e entretém os seus dois filhos, também brasilienses, em brinquedotecas. “Não temos mais aquela liberdade”, afirma.
Contradições

CPF para consultar o saldo no seu PIS no Meu INSS

.
CPF para consultar o saldo no seu PIS no Meu INSS. Quem tem direitos trabalhistas como seguro-desemprego, FGTS e abono salarial precisa do PIS para receber os benefícios. Mas muita gente não sabe quais são os números. Por isso vamos ajudar você que quer consultar o PIS pelo CPF.X

Antes de mais nada…

O QUE É O PIS?

O Programa de Integração Social (PIS) é uma contribuição social que as empresas fazem. O dinheiro dessa contribuição financia o pagamento do seguro desemprego e do abono salarial. O objetivo do PIS é transferir renda ao trabalhadores de baixa renda.

Muitas vezes, ele aparece como PIS/PASEP ou NIT/PIS. O PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, um tipo de PIS para funcionários públicos. E o NIT, ou Número de Identificação do Trabalhador, vai substituir o PIS/PASEP.

COMO CONSULTAR O NÚMERO DO PIS PELO CPF?

Uma maneira simples de consultar o PIS com o seu número de CPF é por meio do site Meu INSS. A ferramenta centraliza diversos serviços e, além de consultar o seu PIS, você pode conferir o seu tempo de contribuição.
  1. Acesse o portal Meu INSS
  2. Clique em Entrar (no canto superior direito)
  3. Selecione Cadastre-se
  4. Preencha os dados solicitados (CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado)
  5. Clique em Próxima
  6. Anote a senha que o sistema vai criar para você
  7. Informe seu CPF e a senha
  8. Faça o login e altere a senha para uma de sua preferência
  9. Acesse novamente, desta vez com a sua senha
Ao clicar no canto superior direito, você verá os dados do usuário, com seu nome, CPF e o NIT/PIS. Prontinho! Você já conseguiu consultar o PIS pelo CPF.
Outra forma de saber o número do PIS/PASEP é consultar a Carteira de Trabalho.
O governo liberou o saque ao PIS para alguns trabalhadores. Confira no site da Caixa todas as informações sobre quem tem direito e como fazer o saque.

ABONO SALARIAL

Um dos principais usos do PIS é o recebimento do Abono Salarial. Esse benefício é concedido aos trabalhadores de baixa renda. Se você trabalhou com carteira assinada no ano passado e recebeu até dois salários mínimos, você tem esse direito. Agora, você pode receber um abono de um salário mínimo.
Além das duas regras acima, você também precisa ter:
  • 5 anos de cadastro no PIS/PASEP
  • Seus dados relacionados na RAIS 2018 e enviado para o Ministério do Trabalho dentro do prazo (obrigatoriedade do empregador).
A Caixa Econômica Federal tem o calendário completo do pagamento do Abono. Outra forma de sacar os seus benefícios trabalhistas é com o Cartão Cidadão. Confira como desbloquear o seu!

Ex-mulher de Wesley Safadão posa de lingerie e faz revelação

Mileide Mihaile, ex-mulher de Wesley Safadão, causou
 ao aparecer de lingerie (Imagem: Reprodução / Instagram)
Mileide Mihaile está no centro de uma polêmica, mas sem Wesley Safadão. Ocorre que a digital influencer resolveu publicar uma foto em seu perfil no Instagram, no último final de semana, e deixou seus seguidores babando.

A ex-mulher de Safadão ganhou milhares de curtidas e elogios nos comentários do clique. Na legenda, a morena revelou que é apaixonada pela peça íntima. “Eu sou apaixonada por cada detalhe da lingerie“, escreveu.

Seus seguidores, então, comentaram o clique. “As que comandam vão no trá“, disse um seguidor, cantando a letra de um funk. “Linda e sensual, amo essas fotos @mileidemihaile. Que apareça mais trabalhos lindos assim… Torcemos muito por você, pela sua felicidade, com a certeza que todos nós, fãs que te amamos, estaremos do seu lado” escreveu outra. “É hoje que estoque de pitú vai pro brejo? Chama a pastor! É muita judiação com o Zé da recaída“, ironizou outra.

Em entrevista à revista “Quem”, Mileide disse que está em uma fase de realizações. “Posso afirmar que é uma fase extremamente linda e cheia de muitas realizações. Eu esperei e sonhei muito com esse momento que vivencio hoje! Feliz, realizada, focada e o mais importante, madura!“, disse.

Confira:

LEIA MAIS EM...

Série de explosões no Sri Lanka deixa mais de 200 mortos

Autoridades de diversos países condenaram a série de explosões. Alvos foram igrejas, hotéis e locais de grande movimentação
.
O número de mortes em uma série de explosões que atingiram o Sri Lanka no domingo de Páscoa subiu para 207, segundo porta-voz da polícia do país. Outras 450 pessoas ficaram feridas. O Ministério da Defesa disse que sete suspeitos ligados às explosões foram presos.

Seis explosões quase simultâneas ocorreram na manhã de domingo em três igrejas onde fiéis celebravam a Páscoa e em três hotéis frequentados por turistas estrangeiros. Horas depois, uma explosão em uma pousada matou pelo menos duas pessoas. Depois de uma oitava explosão perto de um viaduto na área de Dematagoda nos arredores de Colombo, a capital, o porta-voz da polícia Ruwan Gunasekara disse que três policiais morreram quando foram interrogar suspeitos depois de receberem uma pista. Duas explosões ocorreram pouco depois que os policiais entraram em uma casa em Dematagoda.

O Ministério das Relações Exteriores havia dito mais cedo que pelo menos 27 estrangeiros estavam entre os mortos. A imprensa estatal chinesa relatou que um cidadão chinês morreu nos ataques Mais cedo, a embaixada da China disse que quatro chineses haviam sido hospitalizados e estavam em condições estáveis. O Ministério das Relações Exteriores de Portugal confirmou que uma vítima era cidadã portuguesa.

O governo do Sri Lanka impôs um toque de recolher em todo o país a partir das 18h às 6h (horário local). Lojas estavam fechadas e as ruas estavam desertas na capital. A SriLankan Airlines disse aos passageiros que viajam para fora do país que eles poderão voar apesar do toque de recolher imposto após os ataques. A companhia disse em comunicado que os passageiros de todas as companhias aéreas que operam no Aeroporto Internacional de Bandaranaike podem acessar o aeroporto mostrando seus bilhetes e passaportes nos postos de controle.

Autoridades lamentam atentados 
Autoridades ao redor do mundo condenaram os ataques no Sri Lanka que deixaram pelo menos 138 mortos e centenas de feridos no domingo de Páscoa. O presidente norte-americano Donald Trump disse no Twitter que os “Estados Unidos oferecem sinceras condolências ao grande povo do Sri Lanka. Estamos prontos para ajudar!”

Mensagens de Páscoa Cristã

Não deixe que o verdadeiro sentido da Páscoa se perca, reflita com diversas mensagens sobre o tema e compartilhe com seus amigos e familiares.
.
Simbologia religiosa
Muitos de nós conhecemos a Páscoa como sendo a época de se acabar de comer chocolate, porém essa celebração vai muito além disso! Descubra a simbologia cristã que envolve essa data e celebre com conhecimento!

Símbolo vivo da superação

Luis Alves

É comum nos dias de hoje nos identificarmos com os problemas de nossa vida e da vida daqueles que nos rodeiam, muitas vezes nos esquecemos que os maiores problemas não são materiais, mas sim espirituais, a Páscoa é um símbolo vivo da superação, da revelação de que o espírito transcende a matéria. Fazer consciência do verdadeiro significado da Páscoa é uma maneira de encontrarmos forças para superar os obstáculos da vida, as deficiências do espírito humano e permitir que o Cristo que habita dentro de cada um de nós possa ressuscitar todos os dias de nossa vida. Feliz Páscoa.

Celebração do domingo Pascal

Paulo Peres

A celebração do domingo Pascal é uma tradição milenar que remonta de há dois mil anos atrás, Jesus Cristo tentou mostrar à Humanidade uma vida melhor. Mas a ignorância da maior parte da população incentivada pelos poderes da época, mercenários e imperialistas, como os de hoje, impediram-no. Houve sofrimento, houve lágrimas, houve escuridão. 

Todavia, houve sabedoria, houve fé, houve busca, houve perdão, houve salvação, houve liberdade, houve luz, houve ressurreição! Um ato de ressurreição diária que existe a partir da Páscoa do coração de quem tem como dogma os Mandamentos da Justiça Divina!

Domingo de Páscoa é...

Domingo de Páscoa é uma data muito singular, pesquisas indicam que a grande maioria das pessoas não sabem exatamente o que é a Páscoa, pois bem, um resumo rápido: Jesus nasceu em Belém, cresceu e propagou a palavra da salvação, foi incompreendido por seus contemporâneos e acusado de blasfêmia, como não podiam contestar seus ensinamentos resolveram leva-lo a cruz, ali morreu e ressuscitou ao terceiro dia, na Páscoa, onde trouxe sua mensagem de paz e amor renovada. Agora que tudo ficou simples, que tal viver a Páscoa e não apenas comemorá-la?

Tempo de vida

Para toda a comunidade cristã, o domingo Pascal, que encerra a o período da Quaresma, é tempo de vida. É tempo de libertação em você. E naqueles que você faz renascer. É tempo de presença, quando você deixa marcas na sua passagem. É tempo de novidade, porque você pode renovar tudo. Renove-se! Marque sua presença com a vida que faz desabrochar coisas novas. Cante com a alegria a sua vida, a canção da esperança. Sorria e continue andando, porque é uma alegria poder caminhar. Sinta a felicidade de transformar-se em homem novo. Cada dia que passa você faz Páscoa. Cada vez que faz um irmão viver, maravilhar-se com a vida, é Páscoa, é tornar as coisas novas, isto é libertação, encantamento do amanhecer. É você deixando paz e amor no caminho por onde anda.
LEIA MAIS EM...

Veja as NOTÍCIAS que foram DESTAQUE NA SEMANA no Blog do Parceiro

..
CONFIRA OS DESTAQUES DA SEMANA ANTERIOR:

Veja as NOTÍCIAS que foram DESTAQUE NA SEMANA no Blog do Parceiro: 07/04/19 a 13/04/19


VEJA O TOP 6 DA SEMANA:

6º LUGAR:

5º LUGAR:

Hoje (19) é feriado Santo?

.
Hoje (19) é feriado Santo? A Páscoa se aproxima e, com ela, a Sexta-Feira Santa, quando a maioria dos trabalhadores brasileiros não trabalha. Aí surge a dúvida: afinal, é ou não feriado? Existe uma lei que define o que é feriado e o que é ponto facultativo? A lei é igual para todos os trabalhadores?
De acordo com o auditor-fiscal do Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia Leif Naas, são feriados nacionais as datas de 1º de janeiro, 21 de abril, 1º de maio, 7 de setembro, 12 de outubro, 2 de novembro, 15 de novembro e 25 de dezembro. E a Sexta-Feira Santa?
As demais datas, mesmo que já integrem o calendário de descanso dos brasileiros, só podem ser consideradas feriado nos estados ou municípios que decretarem feriado neste dia. “Segundo a lei 9.093/95, os municípios brasileiros podem criar até quatro datas para feriados, incluída a Sexta-Feira Santa. Além disso, os estados podem estabelecer suas datas magnas como feriados estaduais”, afirma Naas.
De acordo com o auditor-fiscal, o feriado é um direito dos trabalhadores a um período obrigatório de descanso, sem prejuízo à remuneração. Há exceções, mas elas precisam obedecer parâmetros legais. “Existem algumas atividades que podem ter trabalho nos feriados. Para uma empresa funcionar nessas datas, ela deve ter uma permissão, conforme regras do Decreto 27.048/49 e da Lei 10.101/00”, afirma.

Folga – É o caso de lojas de shopping, conveniências ou supermercados, por exemplo. Eles devem observar as leis municipais para funcionar aos domingos e feriados. “O trabalho no dia de feriado gera ao trabalhador o direito de receber uma folga compensatória ou a remuneração em dobro do dia trabalhado. Segundo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), esse acordo pode ser feito entre o empregador e o empregado”, explica o auditor-fiscal.
Nada impede, no entanto, que o trabalhador ganhe folga nos chamados dias de ponto facultativo, datas festivas que não são consideradas por lei como feriados. Nesses casos, existem duas possibilidades para que seja concedido o dia de descanso ao trabalhador: previsão da folga em acordo ou convenção coletiva da categoria ou decisão do empregador.
No caso de acordo ou convenção coletiva que preveja descanso em datas festivas, se o empregador exigir que o trabalhador se faça presente na empresa, o trabalhador deverá receber uma folga compensatória ou a remuneração do dia em dobro. No caso de concessão de folga por decisão do empregador, as condições para se exigir que o empregado trabalhe no dia de descanso devem ser acordadas diretamente entre trabalhador e empresa.
Ministério da Economia 

4º LUGAR:

O peso da inflação no orçamento do consumidor

Cearenses têm de absorver aumentos nas tarifas de água e esgoto, energia elétrica, combustíveis e gás de cozinha.
.
O ano de 2019 tem sido de reajustes de tarifas dos serviços de primeira necessidade acima das expectativas dos cearenses. Água e esgoto, energia elétrica, gasolina e gás de cozinha se destacam.

Desde que mudou a política de preços dos produtos derivados de petróleo, a Petrobras dinamizou o modelo de reajustes e praticamente todos os dias realiza alguma modificação na oferta. Gasolina e gás liquefeito de petróleo (GLP), ou gás de cozinha, são os itens que impactam mais.
Em pouco mais de dois meses, o preço médio do GLP em Fortaleza saltou de R$ 73,57 para R$ 77,39, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A síntese de valores praticados nos 54 pontos de venda pesquisados revela que o cidadão pode pagar até R$ 85 por um botijão.
Já nos 101 postos de combustível pesquisados pela ANP em Fortaleza, o preço médio da gasolina saltou de R$ 4,07, no início de fevereiro, para R$ 4,58, até o último dia 13. Nesta semana, já foi possível encontrar o litro da gasolina a R$ 4,79.
O doutor em Economia e coordenador do Observatório de Políticas Públicas da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fernando José Pires, explica que tais aumentos acabam criando uma inflação de custo.
"Se todo o sistema econômico necessita do item, o preço de todos os produtos e serviços acaba aumentando, gerando inflação. Isso afeta a sociedade em geral e, principalmente, os mais necessitados", acrescenta Fernando, que também é professor do Departamento de Teoria Econômica da UFC.
De certa forma, os fortalezenses estão habituados com as variações da Petrobras. As surpresas ficaram por conta dos ajustes das tarifas. Primeiro de água e esgoto, confirmada pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) em 15,86%, em fevereiro. E, nesta semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou alta de 7,39% na conta de luz dos clientes residenciais.
Acontece que todos os índices ficaram bem acima da inflação oficial do País, que fechou 2018 em 3,75%, como também da inflação na Capital, de 2,9%. Segundo o IBGE, no ano passado, Fortaleza ainda registrou deflação de 3,62% no segmento energia elétrica.
Raul dos Santos Neto é vice-presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Ceará (Ibef-CE) e aponta que esses aumentos acima da inflação "pesam muito no orçamento". "Pois são itens que dentro de uma renda média são muito representativos. Qualquer variação é extremamente sensível no dia a dia das pessoas".


3º LUGAR:

8 opções de peixes para seu almoço de sexta-feira Santa

Variedades que cabem em todos os bolsos
.
Para muitos, a Páscoa é uma data de bastante importância. E, para manter as tradições, ainda é muito comum que famílias optem por não consumirem carne vermelha na sexta-feira Santa. Sendo assim, o peixe assume o posto de prato principal. Conheça 8 opções para variar o cardápio que cabem em todos os bolsos:

1. Cavalinha

De acordo com a nutricionista Patrícia Bertolucci, a cavalinha tem pouca gordura nociva e é excelente fonte de Ômega 3, protegendo as artérias de problemas cardiovasculares e ajudando a combater inflamações.

2. Truta

"O peixe apresenta também ácidos graxos ômega-3 e baixo teor de calorias, o que a torna uma boa opção para dietas de emagrecimento e na redução do colesterol ruim (LDL), nocivo ao coração" explica a nutricionista, Patrícia Bertolucci,

3. Linguado

Clássico nos cardápios de restaurantes especializados em frutos do mar, o linguado possui uma carne muito saborosa. "Tem baixo teor de gordura e altos níveis de iodo, proteína e selênio e vitamina E", explica Patrícia Bertolucci.

4. Sardinha

Patrícia conta que a sardinha é um alimento de fácil digestão e uma excelente fonte de minerais e vitaminas A e D, que se mantêm íntegras mesmo na conserva.

5. Bacalhau

Considerado um peixe nutritivo e também de fácil digestão,o bacalhau é rico em minerais, como ferro, fósforo, magnésio e em vitaminas A, E, D, B1 e niacina. "Uma boa fonte de ácidos graxos do tipo ômega 3 e ômega 6, que favorecem o desenvolvimento do sistema imunológico e contribuem para a redução dos níveis de colesterol e triglicérides", completa Patrícia.

6. Atum

Este peixe é uma excelente fonte de proteínas, vitaminas e minerais, com a vantagem de ser um pescado com poucas gorduras saturadas e com uma alta concentração de ômega 3. A gordura do bem que faz uma faxina nas artérias, reduz o colesterol ruim (LDL) e afasta o risco de doenças cardiovasculares. "As vitaminas (A, D e Niacina) e os minerais (fósforo, potássio, sódio, magnésio e ferro) cumprem a função de manter o equilíbrio do nosso corpo", complementa Patricia.

7. Salmão

Riquíssimo em ômega 3, o salmão consiste é peixe de grande destaque e bastante apreciado na alimentação em virtude do sabor delicado, coloração característica e versatilidade em preparações culinárias. "Os benefícios do salmão não se limitam somente à presença do ômega 3. O peixe também é fonte de vitamina A, D e minerais como o selênio e magnésio", explica a nutricionista Clarissa Fujiwara.

8. Cação

Uma dica importante é investigar a procedência do peixe antes de comprá-lo. "Por não possuir escamas, o cação está mais suscetível à contaminação por metais pesados e toxinas. Elas funcionam como uma barreira natural de impurezas", explica a nutricionista Patrícia Bertolucci.
2º LUGAR:

Indígenas lançam campanha contra estereótipos para o Dia do Índio: 'Não precisamos de outras pessoas para nos definirem'

Denílson Baniwa e Katu Mirim militam nas redes sociais sobre a causa e falam como são os indígenas em 2019; artista visual criou camiseta com referência a Star Wars em tupi.
Poema do indígena Denilson Baniwa sobre o Dia do índio
 nas escolas — Foto: Reprodução/Facebook
Em 2018, o artista visual Denílson Baniwa, 35 anos, escreveu um poema sobre os estereótipos sobre indígenas usados nas escolas no Dia do Índio, comemorado no dia 19 de abril. Juntamente com a página Visibilidade Indígena, ele começou uma campanha espontânea contra atitudes como pintura facial em crianças “com canetinhas hidrocor” e cocares de papel.
“Muitas vezes algumas pessoas não reconhecem os índios como eles são atualmente, porque acham que somos como foi reproduzido nas escolas e na televisão: um índio nu, vivendo na natureza. E isso não é mais realidade. Meu poema foi para falar sobre isso, de olhar para o índio de 2019 e não mais para o de 1500”, diz Denilson, que deu entrevista ao G1 usando uma camiseta criada por ele com uma referência à saga Star Wars (veja no vídeo ).

“É uma cena clássica quando o Luke Skywalker reconhece Darth Vader como pai. Escrevi em tupi ‘Luke, eu sou teu pai’. Meu trabalho tem uma coisa voltada para a antropofagia, então eu pego signos modernos da arte e transformo de maneira antropofágica”, explica.

Indígena da etnia Baniwa e nascido no Amazonas, Denilson diz que o “índio hoje é uma pessoa que vive nos mundo atual, se apropriou da tecnologia e busca equipamentos para defender sua cultura”:
Até a década de 70, 80, os índios eram vistos como pessoas que precisavam de tutela e não tinham capacidade de se defender. E hoje buscamos falar isso: que estamos vivos, que temos poder de voz, temos conhecimento e somos capazes de decidir sobre nossa própria existência no mundo sem precisar de outras pessoas para nos definirem ou falarem por nós, diz Denilson Baniwa.

Indígenas em 2019
A ativista Katu Mirim liderou a campanha #ÍndioNãoÉFantasia contra o uso de penas, pinturas corporais e cocares que remetem a povos indígenas no carnaval deste ano. De acordo com a indígena, trata-se de racismo e não homenagem.

DESTAQUE CAMPEÃO:

MANUELA DHYEGMAN, INTERPRETANDO: É COM ELA QUE EU ESTOU


FONTE DO VÍDEO: Com Ela Com Manuela Dhyegman ( Cover )
QUER CONHECER OS TRABALHOS DE MANUELA DHYEGMAN: Confira aqui



       Manuela Dhyegman / Facebook
Letras
O que veio fazer aqui?
Se quer me ouvir, vou te dizer
A verdade de tudo que você queria saber
Não sou culpado pelos seus erros
Quem diria que um dia os papéis iam se inverter
E não toque mais no nome dela, não tem nada a ver
Suas coisas já deixei lá fora, já pode ir embora
Vou dizer o que é que ela tem que não tem em você
Então senta e escuta calada e vê se não chora
Ela quis o amor que um dia você jogou fora
Foi ela quem pegou na minha mão quando você soltou
Foi ela quem me aceitou do jeito que eu sou
Do jeito que você deixou
Foi ela quem me ajudou a levantar quando eu caí
Foi ela quem enxugou as minhas lágrimas, me fez sorrir
Ela me aceitou do jeito que eu sou
E é com ela que eu estou
Quem diria que um dia os papéis iam se inverter
E não toque mais no nome dela, não tem nada a ver
Suas coisas já deixei lá fora, já pode ir embora
Vou dizer o que é que ela tem que não tem em você
Então senta e escuta calada e vê se não chora
Ela quis o amor que um dia você jogou fora
Foi ela quem pegou na minha mão quando você soltou
Foi ela quem me aceitou do jeito que eu sou
Do jeito que você deixou
Foi ela quem me ajudou a levantar quando eu caí
Foi ela quem enxugou as minhas lágrimas, me fez sorrir
Ela me aceitou do jeito que eu sou
E é com ela que eu estou
Foi ela quem me ajudou a levantar quando eu caí
Foi ela quem enxugou as minhas lágrimas, me fez sorrir
Ela me aceitou do jeito que eu sou
E é com ela que eu estou
E é com ela que eu estou

Compositores: Marilia Dias MendonÇa / Frederico Augusto Silva Nunes / Hugo Alberto Del Vecchio Breiner / Juliano Goncalves Soares

Cristiano Araújo - É com ela que eu estou (DVD in The Cities) [Vídeo Oficial]: 

https://www.youtube.com/watch?v=-KY0RMhwjz4

MÚSICA: É COM ELA QUE EU ESTOU ARTISTA: CRISTIANO ARAÚJO Composição: Marília Mendonça / Juliano Tchula / Hugo Del Vecchio / Frederico Nunes (Ed. Work Show)

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK