PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Problemas com dívidas? Dicas para você não entrar em desespero

@
Milhões de brasileiros estão endividados. Caíram na armadilha do “crédito fácil”, acharam que um empréstimo era um bom investimento, que o cartão de crédito era uma ótima opção para gastar e pagar contas, que o banco era seu amigo e os considerava ótimos clientes, por isso lhes deu cheque especial, cartão, financiamentos, empréstimos e usaram todos estes recursos, sem pensar nas consequências.

Bem, se você é um destes milhões de brasileiros e está endividado, usando o limite do cartão para cobrir dívidas de lojas, usando o cheque especial para cobrir despesas de casa, tirando um empréstimo para quitar outro, com contas atrasando, se os juros estão multiplicando suas dívidas mês a mês, as cartas, mensagens e ligações telefônicas de cobrança e ameaças de seus credores não param, seu nome já foi para o SPC, SERASA ou protesto ou está prestes a ir e você já não consegue mais dormir, não consegue pensar, não sabe o que fazer, certamente sabe sobre do que estou falando.

Começa o desespero. Você está deixando de pagar contas importantes, como seguro do carro, colégio das crianças, condomínio, água, luz e deixando de comprar produtos necessários para sua família, pois está tentando tapar o buraco dos juros, dos juros sobre juros, das multas e outras cobranças derivadas do crédito.

Se você continuar cedendo, aceitando renegociações e pagando mais juros e encargos sobre as dívidas, os meses e anos passarão, você gastará uma fortuna, talvez tenha que vender o carro e a casa, destruindo o patrimônio conquistado ao longo de anos de trabalho e esforço além, é claro, o orçamento da sua família, e ainda continuará devendo.

Troque dívidas mais caras por dívidas mais baratas

O que causa a ereção matinal nos homens (e também nas mulheres)

A ereção peniana ocorre em resposta a efeitos complexos do sistema nervoso e sistema endócrino.
@
Homens de todas as idades já se depararam com o fenômeno da ereção matinal. Este acontecimento involuntário faz parte do ciclo de sono e acontece durante o REM (Rapid Eye Movement, a fase do sono em que sonhamos).

Nesta fase do sono, o corpo sofre algumas alterações fisiológicas e o cérebro produz quantidades inferiores de um neurotransmissor, a noraepinefrina, que está relacionada com o controle das ereções.

A razão para os homens acordarem com uma ereção, pode estar relacionada com o fato de geralmente acordarmos do sono REM.

Existe também uma versão feminina do fenômeno, que é muito menos discutida. Durante o sono REM, o clitóris incha e a sensibilidade vaginal aumenta, juntamente com a fluidez vaginal.

Outra justificativa é que a ereção matinal pode ocorrer porque a sensação de bexiga cheia estimula nervos que geram um reflexo espinal, o que pode explicar por que a ereção desaparece depois de urinar.

Estação brasileira de pesquisa será uma das mais modernas da Antártica

TV Brasil vai transmitir a reinauguração ao vivo nesta terça (14)
Mauricio de Almeida - TV Brasil
Depois de seis dias de viagem no navio Almirante Maximiano a equipe da Empresa Braisl de Comunicação (EBC) finalmente chegou em terra firme na Antártica. O desembarque foi realizado na ilha de Rei George onde fica a Estação Comandante Ferraz. No local, está praticamente tudo pronto para a reinauguração do centro de pesquisas do Brasil no continente gelado.

Os militares da Marinha que trabalham estão realizando os últimos testes elétricos e hidráulicos na estação. Do lado de fora, está sendo montada a estrutura onde vai ser realizada a cerimônia de reinauguração que vai contar com a presença do vice-presidente da República Hamilton Mourão. O evento vai ser transmitido ao vivo pela TV Brasil e pelas redes sociais da EBC.
LEIA MAIS EM...

Lei proíbe copos e talheres de plástico na capital paulista

A legislação entra em vigor em 1º de janeiro de 2021
Marcello Casal jr/Agência Brasil
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou hoje (13), a lei que proíbe o fornecimento de copos, pratos e talheres de plástico na cidade. Com a proibição, os itens devem não só deixar de ser oferecidos por bares e restaurantes, como também não estarão mais disponíveis no comércio e em supermercados para uso doméstico. A legislação entra em vigor em 1º de janeiro de 2021.
Ainda neste mês, a prefeitura deve regulamentar a lei aprovada em junho do ano passado que proíbe o fornecimento de canudos plásticos na capital paulista. A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) também aprovou uma legislação semelhante abrangendo todo o estado.
O vereador Xexeu Tripoli (PV), autor do projeto de lei sancionado hoje, disse que 16% do lixo gerado pelo município é de plástico em diversas formas. Na justificativa da proposta, o vereador defendeu que os copos e talheres descartáveis sejam substituídos por itens de material biodegradável ou reutilizável.
Covas disse que antes mesmo da regulamentação a proibição dos canudos plásticos já tem gerado impactos positivos na cidade. “Ainda sem mesmo a regulamentação ter saído, hoje, praticamente, não se acha mais canudo que não seja biodegradável ou de outra alternativa na cidade. Porque, muito mais do que a sanção pecuniária ou a fiscalização, a lei transformou a cultura da nossa população”, ressaltou.

Indústria contesta
A Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast) disse que as proibições aos produtos “trazem insegurança jurídica, mexem com a competitividade e o planejamento financeiro das empresas, causando impacto nos investimentos, na geração de empregos e até mesmo na manutenção da atividade industrial”.
A representante da indústria de plástico defende que em vez de proibir, o uso desse produtos seja regulamentado de forma a reduzir o consumo e garantir a reciclagem. “A indústria de transformação e reciclagem de material plástico está disposta a contribuir para a construção de soluções em conjunto”, diz o comunicado da associação.
POR AGÊNCIA BRASIL

Termina sexta-feira consulta pública sobre saúde bucal do brasileiro

Levantamento será feito em todas capitais e no Distrito Federal
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Termina na próxima sexta-feira (17) o prazo para o envio de contribuições à consulta pública do Ministério da Saúde sobre a saúde bucal dos brasileiros. A consulta visa receber sugestões sobre a metodologia a ser aplicada na nova edição da pesquisa SB Brasil 2020, que trata de saúde bucal. Com o estudo, que vai examinar aproximadamente 30 mil pessoas e levantar os principais problemas de saúde bucal, será possível levantar tendências e subsidiar a formulação e aprimoramento das políticas públicas da área.

Esse tipo de estudo epidemiológico é realizado a cada 10 anos e a execução da edição de 2020 será feita pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e as contribuições ao projeto SB Brasil podem ser enviadas por meio de formulário eletrônico.

A pesquisa SB Brasil 2020 está em sua quinta edição e visa levantar informações para qualificar o planejamento de políticas e programas de promoção, prevenção e assistência em saúde bucal. Também será uma importante ferramenta para analisar as condições atuais de saúde bucal da população brasileira, após 14 anos do lançamento da Política Nacional de Saúde Bucal - Programa Brasil Sorridente, segundo o ministério.

Os quatro levantamentos nacionais, realizados em 1986, 1996, 2003 e 2010, contribuíram para construção da série histórica e da base de dados do perfil epidemiológico de saúde bucal da população brasileira, segundo o ministério.

O levantamento será feito em todas capitais do país, no Distrito Federal e em cinco municípios do interior das regiões do Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, com o estudo deste ano será possível qualificar o programa Brasil Sorridente, permitindo verificar tendências, planejar e avaliar os serviços de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).
* Com informações do Ministério da Saúde
POR AGÊNCIA BRASIL

Estações ferroviárias de Acarape, Baturité, Itapiúna, Aracoiaba, Capistrano e mais 53 aguardam tombamento

@
A rede ferroviária que começou a funcionar em Fortaleza, na segunda metade do século XIX, e partiu rumo ao interior nas vias Sul e Norte levou o progresso, facilitou a comunicação, encurtou distância, transportou gente, animais, mercadorias com rapidez e deixou marcas no sertão: memórias que se preservam entre os moradores e as antigas estações de trem. Mesmo assim, no Ceará, não há nenhuma estação ferroviária tombada pelo Instituto do Patrimônio, Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Há 32 terminais e 26 anexos que receberam a proteção ao ser reconhecidos como "Bens Valorados", por possuírem características histórica, artística e cultural. O esperado tombamento, no entanto, nunca ocorreu. A maioria das edificações foi cedida às prefeituras que ocuparam os imóveis com bibliotecas, museus, espaços culturais e sedes de secretarias. Algumas estão abandonadas e outras aguardam projetos de reforma e de instalação de equipamentos culturais.

Em todo o Estado, Fortaleza tem o maior número de estações ferroviárias "valoradas" pelo Iphan. São 11. Em direção ao sul do Estado, cuja ferrovia está desativada desde 2013, há unidades com esse status de proteção: em Acarape, Guaiuba, Baturité, Itapiúna, Aracoiaba, Capistrano, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Piquet Carneiro, Acopiara, Iguatu (Suassurana), Lavras da Mangabeira, Aurora, Missão Velha e Barbalha.

LEIA TAMBÉM: ESTAÇÃO DA RFFSA

No antigo ramal, seguindo em direção a Camocim, estão valoradas as estações de Sobral, Senador Sá, Massapê, Uruoca, Martinópole e Granja. Já na linha Norte, ainda ativada para trem de carga, a relação do Iphan inclui antigos terminais em Tururu, Cariré, Ipueiras, Nova Russas e Crateús.

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. EMAIL: josenidelima@bol.com.br FAVOR INFORMAR O LINK