PROCURANDO POR ALGO?

quinta-feira, 2 de abril de 2020

O mundo está doente. Calado...

Rufino Silva / Facebook
30.03.2020. Segunda feira. 16h16. O mundo está doente. Calado... Cai lentamente por sobre o meu telhado uma fina neblina e do fundo do meu silencioso quintal, eu assisto o tempo passar... Ninguém comigo. Somente alguns pardais sobrevoam por sobre as molhadas telhas do meu abrigo. O Rádio num estampido, acompanhado pelas trovoadas vespertinas, confundia meus pensamentos e medo que o mundo estar bem perto de se acabar. É o micróbio do Coronavírus, na corrida fatal de ceifar vidas preciosas e inocentes dos habitantes deste planeta, principalmente de nós brasileiros... Fechei o Rádio, também tranquei a vida. E por alguns momentos, pus...me a refletir e orar. Só Deus na causa. Talvez não, quem sabe...Tudo vai mudar e amanhã por certo, quem sabe, um novo sol possa brilhar e de repente, Deus em sua doce e sublime misericórdia, possa de vez afastar esse pesadelo e esse vendaval que tanto nos faz sofrer, em parte sem merecemos... Tarde Fria...30.03.2020. As 16h30. Autor Rufino Silva. Radialista, Jornalista e Escritor...

LEIA MAIS EM: CRÔNICAS DE RUFINO SILVA

Quem deve usar máscara? Ministério amplia indicação e recomenda até a produção caseira; tire dúvidas

Máscaras eram recomendadas somente para pessoas com sintomas e profissionais da saúde. Agora, Ministério faz ressalvas, mas diz que elas podem ser usadas por toda a população.
Esculturas de Jorge Amado e Zélia Gattai, em Salvador,
amanheceram na terça-feira (31) com máscaras cirúrgicas.

— Foto: André Uzêda / TV Bahia
Por Laís Modelli e Thais Matos, G1
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse na quarta-feira (1º) que máscaras de proteção podem servir como barreira eficiente para a população em geral contra o coronavírus. A sugestão de Mandetta tem como foco o uso de máscaras alternativas, preservando as cirúrgicas e as N95 para os profissionais de saúde.

O G1 ouviu especialistas e consultou órgãos como Anvisa e OMS para montar um tira dúvidas, incluindo os pontos positivos e negativos do uso das máscaras pela população em geral.

  1. Por que antes as máscaras não eram recomendadas para a população em geral?
  2. O que afirmam os que são a favor do uso geral das máscaras descartáveis?
  3. Por que especialistas afirmam que a máscara pode ser vetor de contaminação?
  4. Não tenho Covid-19. A máscara pode me proteger?
  5. Como devo usar a máscara?
  6. A máscara é descartável? De quanto em quanto tempo devo trocar?
  7. As máscaras caseiras podem ser usadas?
  8. Quais os cuidados de higiene com as máscaras caseiras?
  9. Como devo descartar a máscara usada?
  10. Como outros países usam as máscaras?
  11. O que diz a Anvisa sobre o uso de máscaras descartáveis?
  12. O que diz a OMS sobre o uso de máscaras descartáveis?
Por que antes as máscaras não eram recomendadas para a população em geral?
Seguindo orientações da OMS, o Ministério da Saúde e a maioria dos especialistas apontavam o risco de um uso irregular das máscaras pela população em geral. Não utilizada da maneira correta, a máscara pode ficar contaminada e expor as pessoas ao coronavírus.
Outra preocupação da pasta era quanto à falta do produto no mercado, já que inúmeros profissionais da saúde denunciavam que não estavam tendo acesso às máscaras e outros itens de segurança individual. A dificuldade na importação dos produtos da China é um ponto de atenção.

O que afirmam os que são a favor do uso geral das máscaras descartáveis?
As máscaras descartáveis foram recomendadas para uso geral em outras epidemias na Ásia, como a de H1N1, depois que estudos mostraram que o item, quando associado com lavar as mãos e evitar aglomerações, diminuía as transmissões de gripe.
Isso porque, mesmo que seja uma barreira de baixa proteção, ainda é uma barreira, se usada da maneira correta e junto das demais medidas de proteção. Além disso, no caso do coronavírus, como muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas e não sabem que estão com a Covid-19, a máscara para uso geral pode ajudar a conter a transmissão causada pelas pessoas que não têm sintomas.

Por que a máscara cirúrgica pode ser vetor de contaminação?
LEIA MAIS EM...

Como saber se estou no Cadastro Único?

Consulta pode ser feita pelo site, aplicativo ou telefone.
Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania
POR G1
O governo anunciou que vai pagar um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, desempregados e MEIs nesta quarta-feira (1) para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania até o último dia 20 de março.

O CadÚnico vai auxiliar na verificação da renda de quem está inscrito. Quem não estiver também poderá receber o benefício, mas a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita.


Você pode saber se está inscrito no CadÚnico de três maneiras: pelo site do Ministério da Cidadania, pelo aplicativo Meu CadÚnico e pelo telefone.

Na manhã desta quinta-feira (2), diversos usuários relatavam instabilidade e dificuldade para acessar o sistema por meio do site. Procurado pelo G1, o Ministério da Cidadania informou que está trabalhando para aumentar a disponibilidade de acessos múltiplos ao site Consulta Cidadão. A previsão é de que ao longo do dia o site esteja em pleno funcionamento.

Pelo site

Para saber se o seu nome está no CadÚnico, é preciso acessar este link: aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Cidadania, o site apresentava instabilidade na quarta-feira (1º).

No endereço acima, você irá encontrar essa página:
Página da Consulta Cidadão — Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania
Nessa página, rolando a tela para baixo, você encontrará este formulário:
Formulário Cadúnico — Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania
Neste formulário, é preciso preencher o nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecionar o estado e o município onde que você mora. Após preencher, é só clicar em "Emitir" e, assim, saber se o seu nome está ou não inscrito no CadÚnico.

O planejador financeiro da Par Mais, Jailon Giacomelli, diz que se uma pessoa lembra que foi cadastrado, mas não encontra, uma dica é buscar por várias versões do seu nome. Segundo ele, muitas vezes, quando um assistente de uma secretaria municipal vai até a casa de uma família de baixa renda fazer o cadastro, a pessoa não lembra qual foi o nome que ela informou ao assistente. "Então é importante tentar várias versões", diz.

Aplicativo

É possível também fazer a consulta pelo aplicativo Meu CadÚnico. Clique aqui para baixar o aplicativo no seu celular.
Após baixar e abrir o app, é só clicar em 'entrar'.
LEIA MAIS EM...

Bolsonaro sanciona com vetos auxílio de R$ 600 mensais a trabalhadores informais

Projeto aprovado no Congresso prevê pagamento de benefício para até duas pessoas da mesma família, por três meses. Auxílio é voltado para quem teve a renda mais afetada pelo coronavírus.

POR G1
O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos, nesta quarta-feira (1º), a lei que estabelece um auxílio de R$ 600 mensais, por três meses, a trabalhadores informais.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, anunciou a sanção em rede social. A medida não tinha sido publicada no "Diário Oficial da União" até o início da manhã desta quinta-feira (2). A publicação é necessária para oficializar o auxílio e permitir que o benefício seja concedido.

O auxílio tem o objetivo de diminuir o impacto da pandemia do coronavírus na renda dessas pessoas – que não têm carteira assinada e, por isso, foram mais afetadas pelas medidas de isolamento social.

Pela manhã, Bolsonaro anunciou em pronunciamento que sancionaria o texto ainda nesta quarta. Segundo ele, o auxílio deverá beneficiar 54 milhões de pessoas, com custo aproximado de R$ 98 bilhões. O governo ainda não anunciou o calendário oficial de pagamento.

LEIA TAMBÉM: Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais

No início da noite, o presidente da República afirmou que já tinha assinado a sanção da lei, mas só enviaria o texto à publicação junto com uma medida provisória (MP) para indicar a fonte dos R$ 98 bilhões. A MP deve criar um crédito extraordinário nesse valor.

"Para publicar, eu preciso de uma outra medida provisória com crédito. Se não, fica um cheque sem fundo na praça. Está certo? Daí, sim, deve terminar, deve terminar. Aí talvez traz em casa e eu assino, publico. No caso, agora não adianta publicar em Diário [Oficial da União] extra. Eu público no Diário ordinário de amanhã", declarou.

Enviado ao Congresso Nacional pelo governo, o projeto foi aprovado pela Câmara na semana passada e pelo Senado na última (30). A proposta original previa um auxílio de R$ 200 mas os parlamentares, com o aval do Executivo, aumentaram o valor para R$ 600.

Segundo o projeto, o auxílio será limitado a duas pessoas da mesma família. O texto aprovado ainda definiu que a trabalhadora informal que for mãe e chefe de família terá direito a duas cotas, ou seja, receberá R$ 1,2 mil mensais por três meses.

Vetos ao texto

O presidente Jair Bolsonaro vetou três itens do texto aprovado pelo Congresso Nacional. Segundo o Planalto, esses vetos foram orientados pelos ministérios da Economia e da Cidadania.
Com o veto, essas condições ficam excluídas do texto que entrará em vigor. Os vetos serão analisados pelo Congresso, que pode derrubar os trechos em definitivo ou restaurar a validade dessas regras.
LEIA MAIS EM...

Você Provavelmente Está Lavando Suas Mãos Errado


FONTE DO VÍDEO:
#regrasdehigiene #higiene #incrível
A melhor maneira de evitar ficar doente e espalhar germes para outras pessoas é mantendo as mãos limpas. Você toca o nariz, os olhos e a boca dezenas de vezes por dia, muitas vezes sem perceber. E é assim que os germes geralmente entram no seu corpo.
Outra maneira certa de permitir a entrada de vírus e bactérias é pegando os alimentos sem lavar as mãos antes de comê-los Os germes também tendem a ficar nos corrimãos, móveis, maçanetas e assim por diante. Lavar tudo com sabão e água corrente limpa é normalmente mais do que suficiente. Mas e se você estiver fazendo errado todo esse tempo?

MINUTAGENS:
Lavar as mãos é realmente tão importante? 0:29
Quando você deve lavar as mãos? 1:00
É possível lavar as mãos incorretamente? 2:35
Existe uma técnica especial de lavagem das mãos? 2:52
E se não houver sabonete em um banheiro público? 3:45
O álcool gel é eficaz? 4:03

VEJA MAIS EM...

Astronautas podem usar urina para construir bases lunares

Ureia ajudaria a deixar o concreto mais moldável e resistente
@
POR OLHAR DIGITAL
As agências espaciais possuem muitos planos para levar o homem de volta à Lua e, quem sabe, permanecer por lá. Algo que pode dificultar este plano, porém, é a construção das bases nas quais os astronautas ficariam estabelecidos. Isso porque o astro possui superfície mais dura, além de condições naturais mais extremas, e os métodos usados na Terra podem não ser eficazes. Agora, segundo a Agência Espacial Europeia (ESA), a urina dos astronautas pode ser a solução.
LEIA MAIS EM...

ACOMPANHE AQUI O CORONAVÍRUS

Governo estuda protocolo de uso de máscaras para quem não tem sintomas de Covid-19

Atualmente, Ministério da Saúde recomenda máscaras apenas para quem tem sintomas e para profissionais de saúde
@
POR OLHAR DIGITAL
Desde o início da pandemia do coronavírus, autoridades de saúde têm recomendado que máscaras sejam usadas apenas por quem apresenta sintomas da Covid-19 para não transmitir a doença para os outros, ou para profissionais da saúde. No entanto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, diz que essa recomendação pode mudar em breve.
LEIA MAIS EM...

ACOMPANHE AQUI O CORONAVÍRUS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. EMAIL: josenidelima@bol.com.br FAVOR INFORMAR O LINK