PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 20 de março de 2019

'Se rompesse, a gente não ia ter como se salvar', relata moradora do entorno de barragem em risco, no Ceará

Mais de 500 famílias de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, precisaram ser evacuados da cidade desde o último sábado (16).
Maria Nazidia Fernandes, de 64 anos, relata desespero
 ao ser evacuada por risco de rompimento de barragem em
Ubajara, no Ceará. — Foto: Natinho Rodrigues
Medo, desespero, tristeza e fé foram alguns dos sentimentos vivenciados pelos moradores das comunidades que ficam no entorno da barragem do Rio Granjeiro, em Ubajara, no interior do Ceará, durante a noite do último sábado (16) e a madrugada de domingo (17). Eles precisaram deixar as próprias casas por conta do risco de rompimento da barragem.

"Vamo, minha mãe, a gente tem que ir. Não tem jeito. Temos que ir em frente, com fé em Deus", conta Maria de Lurdes Rodrigues Silva, de 45 anos, emocionada, sobre a saída de sua casa. Assim foi, também, a evacuação de mais de 500 famílias ao atenderem ao alerta.

Maria de Lurdes saiu de casa já de madrugada, por volta de 2h de domingo, após receber a notícia que deveria deixar o local imediatamente, por segurança. Ela e a família foram levadas ao abrigo do Santuário da Mãe Rainha, no Bairro São Sebastião, área afastada da barragem. Ela continua abrigada no local.

Segundo Maria de Lurdes, a mãe não queria deixar a casa, por medo de perder tudo, mas que não havia alternativa. "A gente tinha que sair. Se rompesse, não ia ter como se salvar. Imagina o perigo para a gente. Saímos chorando muito", afirma.

Saída às pressas

O sentimento de desespero também foi vivenciado por Maria Nazidia Fernandes, de 64 anos, que também mora próximo à barragem e teve que sair às pressas, conforme relata. Nazidia ficou abrigada na casa da filha, que mora na zona urbana do município, distante da zona rural e da barragem.

"A gente saiu no aperreio, só com o básico, no desespero, com medo de não conseguir chegar na estrada", lamenta dona Nazidia, afirmando que não conseguiu levar nem os cachorros. "A gente deixou nossos animais lá [na residência], só com Deus", explica.
LEIA MAIS EM...

Brumadinho: total de mortes confirmadas sobe para 209

Divulgação Corpo de Bombeiros de Minas Gerais
O total de mortes em consequência do rompimento de uma barragem em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro, já chega a 209. Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, que atualizou o número na noite desta terça-feira (19), 97 pessoas ainda estão desaparecidas.

Balanço anterior, divulgado pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), relacionava 99 desaparecidos. Em nota, a Defesa Civil explicou que dois nomes foram retirados da lista porque se descobriu que uma das pessoas tinha morrido antes do desastre e a outra teria documentos inconsistentes. 

Até o momento, foram localizadas 395 vítimas do rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, explorada pela Vale. A força-tarefa que atua no local chega ao seu 55° dia com um efetivo de 137 bombeiros, divididos em 15 frentes de trabalho distintas. As atividades são realizadas com o auxílio de 76 máquinas pesadas, dois drones e um helicóptero do modelo Arcanjo.

A assessoria de imprensa do CBMMG informou que, na manhã de hoje (20), representantes da corporação reuniram-se com parentes das vítimas para comunicar resultados das buscas e esclarecer dúvidas. Durante o encontro, encerrado por volta de 12h30, a corporação também corrigiu dados incorretos que têm sido espalhados por meio de fake news (notícias falsas).

A tragédia de Brumadinho ocasionou, além da morte de moradores da cidade, a contaminação do Rio Paraopeba, que passou a apresentar nível de cobre 600 vezes maior do que o normal, conforme apurou a Fundação SOS Mata Atlântica. O rio era responsável por 43% do abastecimento público da região metropolitana de Belo Horizonte.

Bolsonaro entrega reforma previdenciária dos militares ao Congresso

Medida prevê economia de quase R$ 100 bilhões em dez anos
O presidente Jair Bolsonaro entrega a proposta de
 reforma da Previdência dos militares ao presidente
 da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
 - J. Batista / Câmara dos Deputados
O presidente Jair Bolsonaro foi pessoalmente à Câmara dos Deputados, na tarde de hoje (20), entregar o projeto de lei que altera as regras previdenciárias dos militares e reestrutura as carreiras das Forças Armadas. Ele chegou ao Congresso Nacional acompanhado dos ministros Paulo Guedes (Economia), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e se reuniu com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Os detalhes da medida serão apresentados em entrevista à imprensa no Ministério da Economia.

"São dezenas de bilhões, chega a quase R$ 100 bilhões a contribuição para os próximos 10 anos. O regime previdenciário dos militares será superavitário", afirmou Paulo Guedes, ao sair da reunião que formalizou a entrega do projeto. Segundo ele, além de mudar o atual regime dos militares, o projeto faz uma reestruturação na carreira das Forças Armadas e, segundo ele, corrige assimetrias existentes entre as carreiras civil e militar. 

LEIA MAIS EM...

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro.
As inscrições estarão abertas de 6 a 17 de maio
  (Arquivo/Valter Campanato/Agência Brasil)
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), criou hoje (20) um grupo que será responsável por decidir as questões que entrarão ou não no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A medida consta de portaria publicada no Diário Oficial da União.

O grupo é composto pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Marco Antônio Barroso, pelo diretor de Estudos Educacionais do Inep, Antonio Maurício das Neves, e por Gilberto Callado de Oliveira, representante da sociedade civil.

Eles serão responsáveis por recomendar a não utilização de itens na montagem do exame, mediante justificativa. A análise passará depois pelo diretor de Avaliação da Educação Básica, Paulo Cesar Teixeira, que deverá emitir um contra parecer para cada um desses itens. A decisão final da utilização ou não caberá ao presidente do Inep, Marcus Vinícius Rodrigues.

A portaria estipula o prazo de dez dias para que isso seja feito. A comissão terá acesso ao ambiente de segurança onde é elaborado o exame.

"Os especialistas da comissão são nomes reconhecidos e que podem contribuir para a elaboração de uma prova com itens que contemplem, não apenas todos os aspectos técnicos formais, mas também ecoem as expectativas da sociedade em torno de uma educação para o desenvolvimento de um novo projeto de País", diz, em nota, o presidente do Inep.

Elaboração dos itens

Os itens do Enem são elaborados por especialistas selecionados por meio de chamada pública. Eles devem seguir as matrizes de referência, guia de elaboração e revisão de itens estabelecidos pelo Inep.  Os itens passam, então, por revisores e depois por especialistas do Inep.

Os itens do Enem são elaborados por especialistas selecionados por meio de chamada pública. Eles devem seguir as matrizes de referência, guia de elaboração e revisão de itens estabelecidos pelo Inep.  Os itens passam, então, por revisores e depois por especialistas do Inep.

Finalmente, são pré-testados em aplicações feitas em escolas. O processo é sigiloso e os estudantes não sabem que estão respondendo a possíveis questões do Enem. Com a aplicação, avalia-se a dificuldade, o grau de discriminação e a probabilidade de acerto ao acaso da questão. Os itens aprovados passam a compor o Banco Nacional de Itens, que fica disponível para aplicações futuras do Enem.

LEIA MAIS EM...

Babosa – Propriedades Medicinais

Conheça as propriedades medicinais da planta aloe vera, popularmente conhecida como babosa, e muito utilizada em cabelos, na forma de creme, ou mesmo como suco ou gel. Veja também estas receitas. 
A babosa tem um alto poder cicatrizante e anti-inflamatório
A babosa, nome científico aloe vera, é uma planta medicinal muito conhecida e comum nos quintais. Talvez essa facilidade em encontrá-la, não desperte nas pessoas o interesse de saber que benefícios ela pode trazer. A babosa tem ação calmante, cicatrizante, anestésica, antitérmica, anti-inflamatória e hidratante. Podemos utilizar o gel e o sumo(suco) da planta.
Por seu poder calmante,hidratante e cicatrizante, ela é usada em grande escala no mercado de cosméticos. Existem shampoos, cremes hidratantes e outros produtos feito com a planta. O gel pode ser aplicado diretamente no rosto como hidrante e combate acnes e espinhas devido ao seu poder cicatrizante.
A babosa alivia irritações na pele devido à depilações com cera ou lâminas e elimina manchas e queimaduras da pele, tanto pela exposição ao sol como em outros tipos de queimadura.
E seus benefícios não param por aí! Por ser um hidratante natural, o gel pode ser usado como antirrugas pois a planta, tem ação antioxidante que combate o envelhecimento precoce. Para dor de cabeça você pode usar a babosa juntamente com gotas de óleo essencial de menta.
Basta somente misturar e aplicar na nuca e têmporas com movimentos circulares. Descobriu que o gel quando processado de maneira correta, pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e a resistência à insulina, isso quando ingerido sob orientação médica!

O suco da babosa

A babosa tem a substância chamada acemanano, que demonstrou ter um efeito protetor na mucosa gástrica e intestinal. Estudos recentes mostram uma melhora no quadro de pacientes com colite ulcerativa, uma enfermidade do intestino,  após consumir babosa.
O suco também serve para curar gastrites e outras formas de inflamação. A babosa protege o corpo de vários tipos de vírus, fungos e bactérias como por exemplo, a Escherichia coli e a Candida albicans. A planta possui 75 nutrientes, 20 minerais e 12 vitaminas.
O consumo frequente do suco (vide contra-indicações) promove melhora na pele, unha e cabelos. A babosa tem grandes quantidades de imuno-estimulantes, um deles é a manose que tem a capacidade de incentivar as células brancas do sangue a secretarem uma proteína chamada interferão que é capaz de inibir o crescimento de células cancerígenas e impede a proliferação de vírus em outras células.

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK