PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Fifa paga R$ 10 milhões a oito clubes brasileiros por Copa 2018

Pagamento é pela cessão de jogadores
Copa do Mundo na Rússia rendeu premiação
a 416 clubes (Getty Images / Fifa)
Os clubes brasileiros ficaram com pouco mais de 1% do dinheiro distribuído pela Fifa por conta do "empréstimo" que os times fizeram de seus jogadores para seleções que disputaram a Copa do Mundo da Rússia. 

No total, a Fifa usou US$ 209 milhões (cerca de R$ 804 milhões) de uma receita de US$ 5 bilhões (R$ 19 bilhões) para distribuir parte dos lucros para 416 clubes de 63 países. O aumento do valor dado aos times foi de 200% em comparação ao Mundial de 2014, no Brasil. Trata-se de uma compensação por parte da entidade depois que clubes passaram a se queixar de que são eles quem pagam pelos jogadores e, eventualmente, os recebem depois de um Mundial em condição física prejudicada.

Pelas regras da Fifa, quanto maior o número de jogadores fornecidos por um clube ao Mundial e quanto mais tempo ele tenha passado na Rússia por causa do torneio, maior é o pagamento. Sem surpresas, os dez clubes que mais receberam dinheiro são todos da Europa.

A lista é liderada pelo Manchester City, com US$ 5 milhões (R$ 19 milhões) e Real Madrid, com US$ 4,8 milhões (R$ 18,4 milhões), além de Tottenham, Barcelona, Paris Saint-Germain, Chelsea, Manchester United, Atlético de Madrid, Juventus e Monaco. Durante o Mundial, 77% dos jogadores que foram à Rússia atuavam por clubes europeus. 

No Brasil, oito clubes foram beneficiados com a medida. O que mais ganhou com a Copa do Mundo foi o Corinthians, seguido do Flamengo, e do Palmeiras. Vasco, Cruzeiro, Grêmio, São Paulo e Sport são os outros. A verba é paga à CBF, que repassará aos clubes.
No total, os clubes brasileiros receberam US$ 2,7 milhões (R$ 10,3 milhões) pelos 12 jogadores que foram à Copa do Mundo. Um clube é premiado se teve um jogador até dois antes do Mundial. É o caso do Palmeiras com Gabriel Jesus, que já era do Manchester City durante o Mundial.
Veja a relação dos clubes brasileiros beneficiados e os respectivos jogadores:

Sertanejo domina lista brasileira de mais ouvidos no streaming

Veja quem foram os mais escutados em 2018 no Spotify e Deezer
Zé Neto & Cristiano dominam lista
nos dois serviços (Foto: Divulgação)
Dos dez artistas mais ouvidos do Brasil em 2018, oito são de sertanejo ou funk, segundo o Spotify. Na liderança, aparece a dupla Zé Neto & Cristiano, seguida pelos também sertanejos Jorge & Matheus. A funkeira Anitta completa o pódio. A lista da Deezer, também divulgada nesta terça (4), não é muito diferente. O pódio tem Zé Neto & Cristiano na frente, seguido por Anitta e Marília Mendonça.

Entre as músicas mais ouvidas no Spotify, a liderança é de"Propaganda", de Jorge & Matheus, seguida por "Vai Malandra", hit lançado no fim do ano passado por Anitta com MC Zaac, Maejor, Tropikillaz e DJ Yuri. O terceiro lugar é de "Ao Vivo e a Cores", de Matheus & Kauan, que também tem participação de Anitta.  Na Deezer estão as mesmas duas primeiras, mas o terceiro lugar ficou com "Apelido Carinhoso", de Gusttavo Lima.

Contando todo o mundo, Drake recuperou a coroa no Spotify. Depois de ser o mais ouvido no streaming em 2015 e 2016, ele voltou a repetir o feito puxado por "Scorpion", álbum que lançou em 2018. O canadense chegou a 8,2 bilhões de streams nessa temporada. O disco, por sinal, foi o mais ouvido do ano. A música mais executada pelos usuários do Spotify? "God's plan", do rapper, que sozinha amealhou 1 bilhão de streams. Na Deezer, o artista global de 2018 foi J. Balvin.

A mulher mais ouvida no Spotify foi a cantora pop Ariana Grande, com 48 milhões de ouvintes mensais e mais de 3 bilhões de streams. Esse ano, ela lançou o disco "Sweetener" e fez muito sucesso recentemente com o single "Thank You, Next". 

Veja a lista do Spotify
Artistas com mais streams no Brasil

Homem é condenado por agredir verbalmente casal gay em transporte público

Vida em sociedade requer tolerância e respeito, destacou juíza.
VIDA EM SOCIEDADE
Um homem foi condenado por agredir verbalmente um casal homoafetivo dentro de vagão da CPTM. A pena privativa de liberdade, fixada em 4 meses, foi convertida em multa em favor das vítimas no valor de quatro salários mínimos. A decisão é da juíza de Direito Maria Lucinda da Costa, da 1ª vara Criminal de Santo André/SP. 

Os dois homens apresentaram queixa-crime sustentando que o querelado os abordou e indagou "qual de vocês dois é a mulher? Qual o sentido de tentar ser uma mulher já que não podem procriar e ter uma família?". 
Além disso, teria asseverado que a atitude dos dois representaria uma "depravação moral", que eles poderiam "dar o cu onde quisessem, desde que fosse em outro lugar", o que caracterizaria o delito previsto no art. 140, do CP.
O homem negou a prática do delito. Alegou que abordou os dois homens de modo educado e pediu que ambos se contivessem nas carícias, vez que entendeu que houve excesso na demonstração de afeto.  Ressaltou que o que lhe ofendeu foi o fato de um deles ter acariciado o peito do outro.
A juíza entendeu, contudo, que mesmo que não fosse possível entender excessiva a carícia descrita, os depoimentos das vítimas e testemunhas não corroboram a versão do querelado, em especial no tocante aos excessos dos querelantes e calma da abordagem feita querelado.
“Ambos os querelantes, além de descreverem a agressividade da abordagem feita pelo querelado, narraram que ficaram traumatizados com o fato, o que prejudica o comportamento de ambos em público ainda hoje.”

Extinção do Ministério do Trabalho contraria Constituição, diz parecer publicado pela pasta

Parecer da AGU foi aprovado pelo atual ministro do Trabalho; pasta será dividida em três ministérios.
MINISTÉRIO DO TRABALHO
Nesta segunda-feira, 3, o futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que, durante o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, o ministério do Trabalho será dividido entre as pastas de Justiça e Segurança Pública, Economia e Cidadania.

A decisão do futuro governo teve idas e vindas. Logo após ser eleito, Jair Bolsonaro anunciou que pretendia extinguir a pasta e anexá-la a outros ministérios. Em 13 de novembro, no entanto, recuou, afirmando que o Trabalho teria mantido seu status de ministério. Nesta segunda-feira, 3, a ideia de incorporar a pasta a outros três ministérios foi reafirmada por Lorenzoni.

A possível extinção da pasta gerou críticas. O atual ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello aprovou parecer da AGU que trata das atribuições constitucionais do Ministério do Trabalho. O parecer foi elaborado pelo advogado da União e consultou jurídico da pasta Francisco Moacir Barros, e publicado no DOU.
No relatório, os autores mencionam as atribuições da pasta, em especial no equilíbrio das relações de trabalho e na promoção de políticas públicas para o desenvolvimento do país. O documento lista deveres da pasta e artigos da Constituição Federal que seriam contrariados com a extinção do ministério.
De acordo com o relatório, a concentração de todas as atribuições atualmente exercidas pelo ministério do Trabalho em um único órgão "é um imperativo lógico do princípio da eficiência administrativa e do artigo 10 da Constituição".
O parecer ressalta que o princípio constitucional da eficiência exige que a atividade administrativa seja exercida com “presteza, perfeição e rendimento funcional” e que, sob a ótica desse princípio, a Administração deve buscar o melhor resultado possível no exercício de suas atribuições constitucionais.

O novo Ministério da Justiça

Perspectivas para a pasta no governo Bolsonaro.
Ministério da Justiça
A história do Ministério da Justiça tem início em 1822, quando o Príncipe Regente D. Pedro, em decreto referendado por José Bonifácio de Andrada e Silva, criava a Secretaria de Estado de Negócios da Justiça. Quase 200 anos depois, um novo e importante capítulo da história do Ministério será escrito sob a liderança do ex-juiz Federal Sérgio Moro.
Moro foi um dos primeiros ministros anunciados pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Poucos dias depois do 2º turno das eleições, o então magistrado já tinha se manifestado que pensaria sobre eventualmente assumir a pasta ou uma cadeira no Supremo. Como a cadeira no STF tende a demorar – Celso de Mello só será pego pela compulsória em novembro de 2020 –, o desafio de comandar o Ministério veio antes.
Há duas semanas Sérgio Moro vem anunciando os nomes da equipe que irão compor o MJ – muitos deles já participaram em algum momento da operação Lava Jato ou têm histórico de combate ao crime organizado.
É importante notar que, ainda que o foco ministerial que Moro pretenda instituir seja voltado ao combate à corrupção e à lavagem de dinheiro, o Ministério da Justiça terá uma nova estruturação no governo Bolsonaro.
Atualmente, entre os órgãos submetidos ao ministro da Justiça estão a Comissão de Anistia, a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, a Secretaria Nacional do Consumidor, a Secretaria Nacional de Justiça; o Cade e a Funai são entidades vinculadas. Novos órgãos, porém, já estão previstos para ficarem sob o manto do MJ.
Coaf
Na última sexta-feira, 30, Sérgio Moro anunciou que o Coaf ficará sob responsabilidade da pasta e escolheu o chefe da área de inteligência da Receita Federal em Curitiba, Roberto Leonel de Oliveira Lima, para comandar o órgão.
Coaf tem como missão promover a proteção dos setores econômicos contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo. O Conselho aplica penas administrativas nos setores econômicos para os quais não exista órgão regulador ou fiscalizador próprio.

Gilmar Mendes mantém proibição de entrevista com autor de facada em Bolsonaro

O ministro afirmou que na decisão do TRF da 3ª região não houve restrição à liberdade de imprensa, nem qualquer espécie de censura prévia.
Ministro Gilmar Mendes
O ministro Gilmar Mendes manteve decisão que havia proibido realização de entrevista, pela Revista Veja, com Adélio Bispo dos Santos, apontado como autor do atentando ao presidente eleito Jair Bolsonaro. Na decisão, o ministro afirmou que, na decisão do TRF da 3ª região, não houve restrição à liberdade de imprensa, nem qualquer espécie de censura prévia.

Em setembro deste ano, em compromisso de campanha, o então candidato ao cargo de presidente do país sofreu atentado à faca supostamente desferido por Adélio, preso em flagrante no mesmo dia e autuado no artigo 20 da lei de segurança nacional.

O TRF da 3ª região deferiu liminar em mandado de segurança impetrado MPF e determinou a suspensão de entrevista jornalística que seria efetuada com o custodiado no presídio Federal de Campo Grande/MS.
No STF, a editora Abril Comunicações S/A, responsável pela revista Veja, afirmou que a decisão ofende a autoridade do Supremo, consubstanciada no julgamento da ADPF 130, quando o plenário declarou a não recepção da lei de imprensa pela CF de 88. Sustenta que, ao impedir produção de material jornalístico pela Revista Veja, a decisão teria ocorrido em censura prévia, em ofensa. O SBT apresentou pedido de extensão de liminar, pois alega que também teria sido prejudicado pela decisão do TRF da 3ª região.
Decisão
Para o relator, não há semelhança entre o fundamento da decisão do TRF-3 e o assentado pelo Supremo no julgamento da ADPF 130. O desembargador do TRF-3, explicou o ministro, ao decidir o caso em questão, não o fundamentou em nenhum dispositivo da lei de imprensa. "Ademais, da leitura do julgado, vê-se que não houve restrição à liberdade de imprensa, nem qualquer espécie de censura prévia ou de proibição de circulação de informações", disse.
O ministro destacou que a relação entre a liberdade de expressão e de comunicação e outros valores constitucionalmente protegidos pode gerar situações conflituosas, a chamada colisão de direitos fundamentais. No processo de concretização da liberdade de imprensa, esclareceu, o Judiciário tem o papel de interpretar a aplicação de princípios constitucionais eventualmente conflitantes.
LEIA MAIS EM...

O que acontece com as balas quando se atira para o alto?

Essas “balas perdidas” representam um risco grande.
BALSAS PERDIDAS
Atirar para o alto é uma forma muito comum de se celebrar algum evento especial ou mesmo fazer homenagens em muitos países pelo mundo. Mas em algumas ocasiões, o que era para ser um festejo acaba em tragédia.

Quando a bala atirada para o ar retorna para o solo ela pode atingir pessoas, e algumas mortes acidentais já foram registradas em situações como essa.

Em muitos casos, uma tragédia. Isso se dá porque quando se atira para o alto, a bala retorna para o solo e pode atingir uma pessoa. Essas “balas perdidas” representam um risco grande.

Um relatório feito nos Estados Unidos por especialistas mostra que a bala viaja a 220 km por hora e pode facilmente penetrar o crânio ou qualquer outra parte do corpo humano, causando sérios ferimentos e até a morte.

Para entender a gravidade da situação, uma arma calibre .30 pode atingir 330 km por hora conforme vai caindo, por exemplo.Entre os anos de 1958 e 1992 um hospital da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, registrou 118 pacientes vítimas das balas, 38 acabaram morrendo.

Em Porto Rico, onde é comum celebrar com tiros para o alto, cerca de duas pessoas morrem e 25 ficam feridas a cada noite de réveillon. No Kuwait 20 pessoas morreram por balas perdidas depois da Guerra do Golfo em 1991.

A prática do tiro para cima pode ser comum porque muitas pessoas possivelmente acreditam que depois de lançadas para cima, as balas se tornam inofensivas, mas a verdade é que não. Elas retornam ao solo e retornam com uma velocidade mortal.
Fonte: Com informações do Segredos do Mundo
POR MEIO NORTE

1ª metade do tanque de combustível realmente gasta mais devagar?

 A notícia boa é que isso não é uma impressão sua
Gasolina
Vocês já perceberam que quando enchemos o tanque de combustível do carro ou mesmo da moto, a primeira metade demora mais a abaixar do que a segunda metade? Todos sabem o quanto a gasolina no Brasil está cara e por isso ficamos torcendo para quem o nosso marcador de gasolina não chegue na metade de baixo, que por algum motivo parece ser consumida mais rápido.

A notícia boa é que isso não é uma impressão sua e a notícia ruim é que realmente a metade de baixo do tanque é consumida mais rápido.

Mas por que diabos isso acontece? Na verdade, existem dois fatos que influenciam para isso ocorrer e a Fatos Desconhecidos conta quais são esses dois motivos.

A primeira metade do tanque não é, em tese, consumida mais lentamente, mas pode apresentar um volume de combustível um pouco maior do que o registrado. Quando abastecemos a relação entre o indicador de consumo de combustível e o tanque, na verdade, não é exata.

Existe uma margem de dois litros entre o nível máximo de combustível que cabe no tanque e a parada automática da bomba quando vamos abastecer.

Essa pequena quantidade já pode fazer com que o motorista rode alguns quilômetros a mais. Bom, nos tempos em que vivemos todos vocês sabem que dois litros de gasolina estão fazendo toda a diferença.

Já entrando em uma justificativa científica, é sabido que a gasolina evapora, certo? Sendo assim, toda vez que o tanque de combustível ficar mais vazio, isso fará com que mais combustível evapore. Porém, é preciso deixar claro que essa pode não ser uma razão absoluta.

Há pessoas que dizem que essa evaporação do combustível é tão pequena que não faz diferença alguma no medido do tanque de combustível. Bom, se você também ficava “encucado” se a metade de baixo do tanque de combustível é consumida mais rápido, saiba que você sempre esteve certo!

Projeto-piloto para emissão de carteira de trabalho é iniciado em agências dos Correios

CARTEIRA DE TRABALHO
Carteiras de trabalho começaram a ser emitidas hoje (3) em agências dos Correios em Presidente Prudente, no interior paulista. Na última sexta-feira (30), as emissões, sem custo para o trabalhador, foram iniciadas em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A iniciativa é um projeto-piloto nas duas cidades a partir de um acordo entre o Ministério do Trabalho e os Correios. Após a conclusão desta fase, será avaliada a possibilidade de expansão do serviço.

A previsão é que sejam emitidas mais de 530 carteiras de trabalho por mês nas unidades até o dia 19 de dezembro. Os Correios estão presentes em mais de 7 mil cidades do Brasil. Nesse sentido, a proposta é descentralizar a emissão de carteiras de trabalho e aproximar o serviço do cidadão.

Serviço

Para solicitar a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) nos Correios das cidades de Presidente Prudente e São Bernardo do Campo, o trabalhador deve comparecer pessoalmente a uma agência de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, levando os seguintes documentos: documento oficial de identificação com nome do interessado, data, estado e município de nascimento, filiação, órgão emissor e data da emissão (por exemplo: RG, carteira de reservista, certidão de nascimento); Cadastro de Pessoa Física (CPF); comprovante de residência com CEP; certidão de nascimento ou casamento para comprovação do estado civil; e foto 3×4, com fundo branco, colorida e recente.

Também podem ser realizados nessas agências dos Correios, os serviços de segunda via da CTPS em razão de perda, roubo ou furto e segunda via de continuação, nos casos em que os campos de registro da carteira estão totalmente preenchidos.

AGÊNCIA BRASIL

Curso gratuito sobre Fake News

LOGO DO CANAL DO ENSINO

Olá, leitor!
Você sabe o que são fake news?
As fake news, ou notícias falsas na tradução literal, ganharam destaques na política, principalmente nas eleições tanto dos Estados Unidos quanto do Brasil. São informações identificadas como enganosas, ou seja, boatos que se espalham rapidamente pelas redes sociais, no intuito de manipular dados ou pessoas.
A fim de parecerem verdadeiras, as fake news apresentam textos com características que lembram as utilizadas no jornalismo. Porém, contém muitos erros gramaticais, manchetes absurdas e autoria desconhecida.
Pensando em ajudar a combater a desinformação, três jornalistas e professores universitários, Ivan Paganotti, Leonardo Sakamoto e Rodrigo Ratier, criaram o projeto Vaza, Falsiane!.

Vaza, Falsiane!

Trata-se de um curso online, totalmente gratuito. Contém 8 módulos, os quais levarão o participante a identificar notícias falsas e demais materiais infundados, além de ensiná-lo a conversar e argumentar com amigos e familiares sobre o tema.
Ao final, após realizar um teste de conhecimento, o interessado poderá solicitar o certificado de conclusão do curso.
Obs.: O acesso aos módulos é feito por meio do Facebook.
Aproveite! Dê tchau à desinformação!

Veja os conteúdos das aulas:

  1. Como saber se é verdade o que ouvi dizer
  2. E essa história de que a mídia manipula?
  3. O mundo que existe entre a verdade e a mentira
  4. O mercado lucrativo das notícias falsas;
  5. Como identificar quem erra sempre – e de propósito
  6. Como se aprofundar na descoberta de fake news
  7. Compartilhando notícias like a boss
  8. Como usar o diálogo para combater as notícias falsas.
Dúvidas, por favor, entrar em contato: cursovazafalsiane@gmail.com
Bons estudos e até logo!
Postado por: Ariovania Silva

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK