PROCURANDO POR ALGO?

sábado, 21 de março de 2020

Prefeito de Aracoiaba, Thiago Campelo, assina decreto que estende o ponto facultativo nas repartições públicas. Saiba Mais...

#
DECRETO MUNICIPAL N° 006, DE 20 DE MARÇO DE 2020 
Intensifica as medidas para enfrentamento da infecção humana pelo novo Coronavírus, estende o ponto facultativo nas repartições públicas e outras providências. 

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACOIABA, no uso de suas atribuições legais. 

CONSIDERANDO o disposto no Decreto Estadual n° 33.510, de 16 de março de 2020, e no Decreto Municipal n° 04/2020, de 17 de março de 2020, os quais decretaram situação de emergência no âmbito estadual e municipal, respectivamente, dispondo sobre série de medidas para enfretamento e contenção de infecção humana provocada pelo novo coronavírus. 

DECRETA: 
Art. 1º - O ponto facultativo para o serviço público municipal, previsto do Decreto n° 03/2020, de 17 de março de 2020, fica estendido para o período de 23 a 27 de março de 2020.

Art. 2º - Excetuam-se do disposto no Art. 1°, os serviços de natureza essencial compreendendo todos OS SERVIÇOS DE SAÚDE: hospital, unidades básicas de saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e unidades de apoio e transportes; OS SERVIÇOS DE OBRAS E URBANISMO: coleta e limpeza pública, obras públicas, iluminação pública, vigilância dos prédios público, cemitério; OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL: os serviços essenciais prestados pela
assistência social; e ainda plantão do Conselho Tutelar, licitações agendadas, Setor de finanças do município, e outros estabelecidos pelas chefias respectivas, os quais deverão funcionar normalmente.

Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. 

Aracoiaba, 20 de março de 2020. 

Thiago Campêlo Nogueira 
Prefeito Municipal de Aracoiaba 

CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O DOCUMENTO

FONTE: 

DECRETO: 006/2020

Intensifica as medidas para enfrentamento da infecção humana pelo novo Coronavírus, estende o ponto facultativo nas repartições públicas e outras providências.

SERTANEJO 2020 Mais Tocadas - PANCADÃO SERTANEJO 2020 - As Melhores do Sertanejo Universitário 2020


FONTE DO VÍDEO: SERTANEJO 2020 Mais Tocadas - PANCADÃO SERTANEJO 2020 - As Melhores do Sertanejo Universitário 2020
CANAL:
MÚSICAS PARA SEMPRE

REPRODUZIR TODOS OS VÍDEOS DO CANAL 

Produtos de prevenção ao coronavírus podem ser doados até o dia 31

Economia abriu edital para receber itens de combate à doença
@
POR AGÊNCIA BRASIL
Pessoas físicas e empresas de qualquer lugar do país podem doar ao Sistema Único de Saúde (SUS) produtos para a prevenção ao coronavírus. O Ministério da Economia abriu edital para receber luvas, máscaras, termômetros, álcool em gel e demais itens médicos e hospitalares usados no combate à covid-19.
As doações começaram na última quinta-feira (19) e vão até as 18h de 31 de março. Os produtos podem ser entregues em qualquer localidade do país. Basta a pessoa física ou a empresa, nacional ou estrangeira em situação legal no país, inscrever-se eletronicamente ou presencialmente.
As inscrições por e-mail, ou interessados apresentar um protocolo eletrônico em um site na internet. Há também a opção de uma petição eletrônica no site. Também é possível enviar os documentos exigidos no edital ao Bloco C da Esplanada dos Ministérios, sala 110, CEP 70.046-900.
A documentação exigida pode ser consultada no chamamento público. Decorridos o prazo previsto para as inscrições, as propostas serão recebidas pela Comissão de Processamentos das Doações e apreciadas pela unidade demandante. Todos os documentos ficarão disponíveis aos interessados na Central de Compras Governamentais, na internet.
A iniciativa faz parte do pacote de medidas tomadas pelo Ministério da Economia para reduzir a contaminação ocasionada pela pandemia de coronavírus. O edital prevê a doação de dez tipos de itens: máscara padrão de segurança N95/PFF2/N99/N100/ PFF3; máscara cirúrgica; protetor ocular ou protetor de face; luvas; capote, avental ou jaleco; sabão líquido; álcool em gel; álcool 70%; higienizantes para o ambiente; e termômetros digitais.

Outras doações

Os interessados em doar outros insumos e serviços para o combate ao covid-19 podem procurar a plataforma oficial de doações do governo federal, o Reuse.
Primeiramente, o usuário deve cadastrar-se no portal do governo. A partir daí, basta acessar o site do Reuse e incluir as doações na opção “quero doar”. O interessado deve incluir as informações sobre o produto ou serviço, anexar fotos e, se desejar, indicar um órgão específico para receber os itens.
A Central de Compras do Ministério da Economia analisará a oferta. Após a avaliação, o anúncio do doador será publicado automaticamente pelo Reuse e ficará disponível por dez dias.

Covid-19: saiba a diferença entre quarentena e isolamento

Um é medida administrativa para manter serviços, outro é recomendação
@
Em meio à pandemia do novo coronavírus pelo mundo, uma das grandes dúvidas está na diferença entre quarentena e isolamento. De acordo com a Portaria nº 356/3020 do Ministério da Saúde, a quarentena tem como objetivo garantir a manutenção dos serviços de saúde em local certo ou determinado. 
A medida é um ato administrativo, estabelecido pelas secretarias de Saúde dos estados e municípios ou do ministro da Saúde e quem determina o tempo são essas autoridades. “A medida é adotada pelo prazo de até 40 dias, podendo se estender pelo tempo necessário”, diz o documento.

Isolamento

Já o isolamento serve para separar pessoas sintomáticas ou assintomáticas, em investigação clínica e laboratorial, de maneira a evitar a propagação da infecção e transmissão. Neste caso, é utilizado o isolamento em ambiente domiciliar, podendo ser feito em hospitais públicos ou privados.
Ainda segundo a norma do Ministério da Saúde, o isolamento é feito por um prazo de 14 dias – tempo em que o vírus leva para se manifestar no corpo – podendo ser estendido, dependendo do resultado dos exames laboratoriais.
Casos suspeitos que estão sendo investigados também devem ficar em isolamento. Se o exame der negativo, a pessoa é liberada da precaução.
“O isolamento não é obrigatório, não vai ter ninguém controlando as ações das pessoas. Ele é um ato de civilidade para a proteção das outras pessoas”, orientou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira. Já a quarentena, segundo o Ministério da Saúde, é uma medida obrigatória, restritiva para o trânsito de pessoas, que busca diminuir a velocidade de transmissão do novo coronavírus. Ambas são medidas de saúde pública consideradas fundamentais para o enfrentamento da pandemia e Covid-19.

Viagem

Desde 13 de março, o Ministério da Saúde incluiu todos os viajantes internacionais na lista de pessoas que devem ficar isoladas. Ao retornarem, eles precisam permanecer em casa por sete dias. Se febre com tosse e falta de ar surgirem, a recomendação é procurar uma unidade de saúde. Se a pessoa manifestar apenas tosse, ou coriza, ou mal-estar, ou febre, uma opção é ligar para o 136 para que uma equipe de saúde passe as devidas orientações.
Antes mesmo dessa determinação do Ministério da Saúde, a servidora da Câmara dos Deputados Keila Santana foi orientada a trabalhar de casa depois de que, no último dia 10, chegou de Portugal com os dois filhos de 5 e 8 anos. “Fui informada pelo meu chefe sobre o ato do presidente da Câmara dos Deputados que, entre outras medidas, determinou o isolamento por 14 dias de pessoas que chegam de viagens ao exterior. Só no meu setor, somos cinco nessa situação”, disse.

Higiene

Para evitar a disseminação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo.

Versão beta do WhatsApp para Android revela novo recurso para os usuários

@
Uma recente versão beta do aplicativo de mensagens WhatsApp, para o sistema Android, revelou um novo recurso para os usuários da plataforma.
Em um primeiro momento, foi divulgado que o app desenvolve um recurso permitia pesquisar imagens na Web (para confirmar a veracidade do arquivo).
E agora, na nova versão beta, foi liberado outro recurso semelhante, mas para mensagens de texto, de acordo com o site especializado WABetaInfo.
Como parte da função, um novo botão 'pesquisar' será adicionado no recurso ‘mensagens encaminhadas com frequência’.
Depois de tocar no ícone, o WhatsApp perguntará se o usuário deseja pesquisar a mensagem no Google, de forma automática, para que possa ver se ela contém informações falsas.
Ainda sem data de lançamento, o recurso ainda está em desenvolvimento e estará disponível em breve. Sem dúvida, será uma ótima novidade para combater notícias falsas no app.
LEIA MAIS EM...

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. EMAIL: josenidelima@bol.com.br FAVOR INFORMAR O LINK