PROCURANDO POR ALGO?

terça-feira, 30 de junho de 2020

Ganhadores de Nobel pedem que vacinas sejam para todos

Entre os autores do apelo está o bispo sul-africano Desmond Tutu
@
O arcebispo sul-africano Desmond Tutu e o ator George Clooney estão entre as mais de 100 personalidades que assinaram um apelo para que as eventuais vacinas contra o novo coronavírus sejam declaradas como bem comum global e amplamente disponibilizadas.
O apelo é liderado pelo fundador do movimento de microcrédito Muhammad Yunus, ganhador do Prêmio Nobel da Paz assim como Tutu. Segundo Yunus, algumas empresas farmacêuticas declararam que as vacinas serão proporcionadas primeiro a países ricos da Europa e aos Estados Unidos.
"O que acontece com o resto do mundo? É como se o resto do mundo fosse ser esquecido", disse o criador do Centro Yunus, estabelecido há mais de uma década para combater a pobreza.
"Esta é uma vacina que é necessária para 8 bilhões de pessoas. O que acontece com os pobres? O que acontece com países pobres que não podem pagar os preços que eles estarão cobrando nos países ricos"?
Atualmente, não existe vacina contra a covid-19, mas mais de 100 estão sendo desenvolvidas em todo o mundo, à medida que as farmacêuticas estão correndo para combater uma pandemia que já matou mais de 500 mil pessoas.
Especialistas preveem que o desenvolvimento de uma vacina segura e eficiente pode exigir de 12 a 18 meses.
Callum Mackenzie, diretor da Yunus Tailândia, alertou que, assim que isso tiver acontecido, as dificuldades para obtê-la podem levar a uma proliferação de vacinas falsas em países mais pobres.
A farmacêutica britânica AstraZeneca já iniciou testes com humanos de uma vacina desenvolvida com a Universidade de Oxford. A vacina custaria cerca de US$ 2,8 por dose na Europa, de acordo com o Ministério da Saúde da Itália, e a empresa não espera lucrar com ela durante a pandemia
FONTE: Agência Brasil - https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2020-06/ganhadores-de-nobel-pedem-que-vacinas-sejam-para-todos

Governo traça diretrizes para eventual combate a gafanhotos no país

Portaria define ações para uso de agrotóxico se a praga chegar ao Sul
@

Preocupado com o risco de a nuvem de gafanhotos, localizada na Argentina, entrar em território brasileiro e prejudicar produtores no Sul do país, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou, no Diário Oficial da União de hoje (30), portaria que estabelece diretrizes para Plano de Supressão e medidas emergenciais a serem aplicadas caso a praga (Schistocerca cancellata) chegue ao Rio Grande do Sul e a Santa Catarina.
Segundo a Portaria nº 208/2020, caberá ao órgão estadual de defesa agropecuária estabelecer o plano de supressão "a partir dos procedimentos gerais de controle estabelecidos pelo Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura".
Entre as medidas previstas, figuram recomendações gerais para o uso de agrotóxicos, bem como mecanismos de controle das quantidades de agrotóxicos a serem distribuídos, comercializados e utilizados, caso a praga chegue ao país.

Uso de inseticidas

Em anexo, a portaria apresenta tabelas com recomendações de uso e dosagem de inseticidas biológicos à base de Beauveria bassiana e Metarhizium anisopliae, bem como intervalos de aplicação, limites de resíduos e quantidades máximas dos princípios ativos a serem usados no combate à praga.
A portaria prevê, ainda, a criação de canais para envio de informações relacionadas à identificação da praga em território brasileiro, com vistas à emissão de alertas fitossanitários. 
Ainda entre as medidas previstas pela portaria estão a adoção de procedimentos operacionais para monitoramento "das características e níveis populacionais da praga", e o estabelecimento de mecanismos de controle a serem aplicados em função de suas diferentes fases de desenvolvimento.
Durante o período de emergência, os órgãos estaduais de defesa agropecuária deverão apresentar relatórios trimestrais ao Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, informando as ações que foram executadas.

Fenômeno

Nos últimos dias, milhões de gafanhotos invadiram cidades e fazendas de parte da Argentina, formando verdadeiras nuvens de insetos. Embora não representem um risco direto para os seres humanos, estes ortópteros saltadores podem, em grupo, causar grandes prejuízos econômicos, devorando plantações em questões de horas.
Embora o fenômeno tenha ganhado destaque internacional quando a nuvem de gafanhotos já ameaçava cruzar as fronteiras da Argentina com o Brasil e com o Uruguai, ele não surgiu de uma hora para outra, do nada. 
Desde 2015, especialistas argentinos estudam o crescimento acelerado desta população, principalmente da espécie Schistocerca cancellata, também chamada de gafanhoto migratório sul-americano.
FONTE: Agência Brasil - https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-06/governo-traca-diretrizes-para-eventual-combate-gafanhotos-no-pais

Teste com hidroxicloroquina deve recomeçar após aprovação britânica

Medicamento pode evitar infecções da covid-19
@

Um teste global concebido para analisar se os remédios antimalária hidroxicloroquina e cloroquina podem evitar infecções da covid-19 deve recomeçar depois de ser aprovado por agências reguladoras do Reino Unido.
A Agência Regulatória de Remédios e Produtos de Saúde tomou a decisão a respeito do que é conhecido como teste Copcov depois que outro teste britânico de hidroxicloroquina mostrar que o remédio não oferece benefícios no tratamento de pacientes já infectados com covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.
O estudo Copcov foi suspenso após os resultados do teste de tratamento e aguarda análise.
Trata-se de um teste aleatório com placebo que visa recrutar 40 mil profissionais de saúde e outros trabalhadores em risco em todo o mundo, e está sendo realizado pela Unidade de Pesquisa de Medicina Tropical Mahidol Oxford da Universidade de Oxford na capital tailandesa Bangcoc.
Em março, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que a hidroxicloroquina poderia ser um divisor de águas e depois disse que ele mesmo a estava usando, apesar de a Agência de Alimentos e Remédios (FDA), o organismo regulador norte-americano, alertar que sua eficiência e sua segurança não estão comprovados.
Mais tarde, a FDA revogou a autorização do uso de emergência para os remédios para tratar covid-19 depois que testes mostraram que elas não trazem benefícios no tratamento.
Mas White, que está coliderando o teste Copcov, disse que estudos dos remédios como medicamentos preventivos em potencial ainda não geraram uma resposta conclusiva.
"A hidroxicloroquina ainda pode prevenir infecções, e isto precisa ser determinado em um teste aleatório controlado", disse ele em um comunicado. "A dúvida sobre se ela poder evitar ou não a covid-19 continua tão pertinente como sempre."
A equipe de White disse que o recrutamento de profissionais de saúde britânicos será retomado nesta semana e que existem planos em andamento para novos locais de testes na Tailândia e no sudeste da Ásia, na África e na América do Sul. Os resultados são esperados até o final deste ano.
FONTE: Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2020-06/teste-com-hidroxicloroquina-deve-recomecar-apos-aprovacao-britanica

Tempo quente e sol "matam vírus em 34 minutos", defende novo estudo

A pesquisa sugere que passar tempo exposto ao sol ajuda a reduzir o risco de propagação do coronavírus SARS-CoV-2, causador da doença da Covid-19
@

Os cientistas Jose-Luis Sagripanti e David Lytle - um veterano do exército dos Estados Unidos e um ex-trabalhador na agência Food and Drug Administration, respectivamente - dizem que a luz solar forte tem a capacidade de aniquilar o novo coronavírus em apenas 34 minutos, reporta o jornal britânico Mirror Online.

No estudo, os pesquisadores analisaram o quanto os raios UV tinham a habilidade de destruir o vírus em várias cidades e em diferentes momentos do ano.

A análise sugere que "a luz do sol do meio dia em quase todo o território dos Estados Unidos e na maioria das cidades em todo o mundo durante o verão" pode eliminar 90% do novo coronavírus presente em superfícies em somente 34 minutos. 

Ao invés, de dezembro até março, os pesquisadores sugerem que o coronavírus pode viver nas superfícies até um dia ou mais. 

No seu estudo, publicado no periódico Photochemistry and Photobiology, os cientistas escreveram: "os dados que apuramos indicam que o SARS-CoV-2 deverá ser desativado relativamente rápido (mais rápido do que a Gripe A) durante o verão em inúmeras cidades em todo o mundo com uma grande densidade populacional, apontando assim que a luz do sol tem um papel nessa ocorrência, na taxa de transmissão e na duração das pandemias do coronavírus".

"Condições climáticas favoráveis matam o vírus em apenas 34 minutos", afirmaram Jose-Luis Sagripanti e David Lytle.

Todavia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que a luz do sol não previne de todo o contágio e propagação do novo coronavírus SARS-CoV-2.

E explicou: "expor-se ao sol ou a temperaturas superiores a 25ºC NÃO previne a doença do coronavírus". 

"Pode contrair a Covid-19, não importa o quanto esteja quente o tempo. Países com temperaturas quentes têm casos de Covid-19", ressaltou a OMS.

FONTE: Notícias ao Minuto https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/1514304/tempo-quente-e-sol-matam-virus-em-34-minutos-defende-novo-estudo

Dos 10 aos 90 minutos. Afinal, quanto tempo deve durar a sesta?

Descubra qual é o tempo ideal para você.
@
Verdade seja dita, para muitos de nós dormir uma sesta é um hábito que faz parte do cotidiano - sobretudo agora que mais pessoas estão em teletrabalho, devido à pandemia da Covid-19.

"Dormir reduz a sonolência, enquanto melhora o funcionamento cognitivo, o desempenho psicomotor, a memória de curto prazo e o humor", pode ler-se no portal Science of People.⁣

Eis, segundo um artigo publicado no jornal Metro Brasil, o tempo ideal:

Entre 10 a 20 minutos: regra geral, os especialistas do sono concordam que, se pretende dormir uma sesta para experimentar uma melhoria célere no estado de alerta e ter mais energia, deve dormir entre 10 a 20 minutos.

30 minutos: se dormir a sesta durante meia hora, sentirá o mesmo estado de atordoamento que sente ao despertar de manhã.

60 minutos: ao prolongar o sono por esta quantidade de tempo, vai experienciar certos benefícios, nomeadamente se sentirá mais concentrado, focado, a memória melhora, assim como o humor. 

90 minutos: já uma soneca de 90 minutos aumenta a criatividade, memória emocional e memória processual.

FONTE: Notícias ao Minuto - https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/1516352/dos-10-aos-90-minutos-afinal-quanto-tempo-deve-durar-a-sesta

Vai visitar a casa de um amigo? Não toque nestes cinco objetos

Mantenha o anfitrião feliz.
@
É fácil esquecer as regras de etiqueta quando visita a casa de um amigo, especialmente se este for um amigo de longa data. Ainda assim, tenha em mente estas regras, fornecidas pela Reader's Digest, para manter o seu anfitrião feliz.

Não toque nestes cinco objetos:

A porta
É claro que pode tocar na porta, mas nunca deve fazê-lo para entrar na casa de outra pessoa. Bata ou toque a campainha.

O quarto
Deve evitá-lo, a menos que seja especificamente convidado.

O chão - com os sapatos
Dependendo das preferências pessoais ou normas culturais, muitas famílias têm uma política de não usar sapatos dentro de casa. Em caso de dúvida, pergunte o que preferem.

Geladeira e armários
Pode parecer que não é preciso dizer isto, mas alguns podem não perceber o quão rude é servir-se a si próprio da comida de outra pessoa.

Áreas de trabalho, correio ou contas
Evite bisbilhotar.

Wi-Fi
Tente não pedir a password do Wi-Fi, a menos que seja um hóspede de longa data ou um visitante muito frequente. 

FONTE: Notícias ao Minuto https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/1516511/vai-visitar-a-casa-de-um-amigo-nao-toque-nestes-cinco-objetos

Justiça indefere pedido da Globo e Flamengo poderá exibir jogo

A Rede Globo solicitou o impedimento da exibição de jogo que será exibido nos canais do Flamengo
@
O Flamengo está autorizado a realizar a transmissão da partida contra o Boavista, na próxima quarta-feira, pela Taça Rio. Nesta segunda-feira, o vice-presidente geral do clube, Rodrigo Dunshee, celebrou a decisão da Justiça, que indeferiu pedido da Rede Globo, que solicitava o impedimento da exibição do jogo, marcado para o Maracanã.

"A liminar foi indeferida pelo juiz! Estamos no jogo! Importante informar que cabe recurso, OK? Mas é um êxito muito importante. Agradeço ao Marcelo Ferro que está coordenando o litígio no âmbito contencioso e toda sua equipe", escreveu o dirigente em seu perfil no Twitter.
O Flamengo confirmou na última sexta-feira que se preparava para transmitir a partida em seu perfil no YouTube, a FlaTV. E declarou só não o fará se a Globo tiver êxito em um provável recurso contra a decisão de Ricardo Cyfer, juiz titular da 10ª Vara Cível.
Para ele, o direito do Flamengo transmitir é constitucional, levando em consideração a Medida Provisória 984, recentemente editada pelo presidente Jair Bolsonaro e que dá ao time mandante a prerrogativa de negociar os direitos das suas partidas. Ao contrário dos demais participantes do Campeonato Carioca, o clube rubro-negro não assinou contrato com a Globo.
Na semana passada, o Flamengo havia declarado que já negociava patrocínios para a sua transmissão e anunciou detalhes de como ela se dará. O pré-jogo começará com duas horas de antecedência, com o locutor Emerson Santos e os comentaristas Alexandre Tavares e Raul Plassmann, goleiro campeão do mundo pelo Flamengo. A Globo, por sua vez, argumenta que a medida não tem validade para contratos já existentes, incluindo o do Carioca, assinado até 2024 com os outros times.
FONTE: Notícias ao Minuto https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte/1521667/justica-indefere-pedido-da-globo-e-flamengo-podera-exibir-jogo

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Programa de suspensão de contrato e redução de jornada será estendido

Prorrogação será feita por decreto presidencial
@
O programa que prevê a suspensão de contrato de trabalho ou a redução de jornada em troca da manutenção do emprego será prorrogado, de acordo com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco. Segundo o governo, o Benefício Emergencial (BEm) preservou 11,7 milhões de postos de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus.
De acordo com Bianco, a suspensão de contrato deverá ser prorrogada por mais dois meses. A redução de jornada deverá ser estendida em um mês. O presidente Jair Bolsonaro deve editar, nos próximos dias, um decreto com a renovação do BEm depois de sancionar a Medida Provisória 936, que criou o programa.
O texto da MP previa a possibilidade de edição do decreto. Bianco explicou que, para o trabalhador, a prorrogação não será automática. Será necessário que empregador e empregado fechem um novo acordo. Ele explicou ainda que a renovação exige a manutenção do emprego pelo mesmo tempo do acordo.
Atualmente, o BEm prevê a suspensão do contrato de trabalho por até dois meses e a redução de jornada por até três meses. Com a prorrogação, os dois benefícios vigorariam por quatro meses. Dessa forma, o empregador que usar o mecanismo pelo tempo total não poderá demitir nos quatro meses seguintes ao fim da vigência do acordo.
Segundo Bianco, as empresas com acordos de suspensão de contratos de dois meses prestes a encerrar podem fechar um novo acordo de mais um mês de redução de jornada, antes que a prorrogação perca a validade. “Aquelas [empresas] com os contratos de suspensão se encerrando ainda têm um mês remanescente de redução de jornada a ser utilizada. No entanto, ainda teremos nos próximos dias o decreto de prorrogação”, explicou.
Mais cedo, o Ministério da Economia divulgou que os acordos de redução de jornada e de suspensão de contratos haviam preservado 11.698.243 empregos até a última sexta-feira (26). O governo desembolsará R$ 17,4 bilhões para complementar a renda desses trabalhadores com uma parcela do seguro-desemprego a que teriam direito se fossem demitidos.
O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, informou que o fechamento de acordos de suspensão de contrato caiu em relação ao início do programa, em abril. Para ele, isso indica reação no mercado de trabalho e que a fase mais aguda da crise econômica parece ter passado.

Caged

Em relação aos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados hoje (29) pelo Ministério da Economia, o secretário especial Bruno Bianco disse que os números de maio, que apontam o fechamento de 331,9 mil empregos com carteira assinada, representam melhora em relação a abril.
“É bom que se repita que qualquer emprego perdido não pode ser tido como algo positivo. Trabalhamos diariamente para que não se tenha nenhum emprego a menos. No entanto, temos que deixar claro esse fator que nos parece auspicioso, que nos dá esperança, que é a reação clara do mercado de trabalho nesse mês de maio em comparação com o mês de abril”, afirmou Bianco.
FONTE: Agência Brasil https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-06/programa-de-suspensao-de-contrato-e-reducao-de-jornada-sera-estendido

OMS divulga novas diretrizes para enfrentamento da pandemia

Dexametasona faz parte de novas frentes de luta contra covid-19
@
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou hoje (29) - data que precede o aniversário de 6 meses dos primeiros relatos sobre o surgimento de casos de pneumonia aguda que revelariam o novo coronavírus -, que a organização atualizou a resposta à pandemia. Segundo Guebreyesus, cinco novas diretrizes guiarão as decisões e recomendações repassadas a todos os países a partir de agora.
“Há seis meses, nenhum de nós poderia imaginar como o nosso mundo, e nossas vidas, seriam jogadas em tantas incertezas por esse novo vírus. Nesses seis meses, a OMS e nossos parceiros trabalharam incessantemente para ajudar todos os países na resposta a esse novo vírus”, disse.
As diretrizes anunciadas pelo médico são o empoderamento de comunidades, a supressão da transmissão, o salvamento de vidas, a aceleração de pesquisas e a liderança política. Segundo Ghebreyesus, as diretrizes são resultado de trabalho conjunto entre pesquisadores, clínicos e especialistas para “destilar ciência em evolução para gerar conhecimento”.

Dexametasona

Durante a apresentação das novas diretrizes, o diretor-geral da OMS citou um medicamento específico, a dexametasona, quando se referiu ao salvamento de vidas. A OMS já havia se manifestado sobre os efeitos da medicação em casos graves da covid-19. Segundo estudos iniciais, o corticosteróide reduziu em até 30% as mortes em pacientes que desenvolveram o sintoma mais agressivo da covid-19, a síndrome respiratória aguda grave (SRAG). “Prover oxigênio e dexametasona para pessoas com doença severa e em estado crítico salva vidas”, argumentou.
A dexametasona é um medicamento que circula desde a década de 1960, e é prescrita para reduzir a resposta inflamatória do corpo em doenças autoimunes. A droga também é utilizada para tratar certos tipos de câncer, como lúpus. A dexametasona não possui patente ativa, sendo um medicamento de baixo custo e amplamente acessível em diversas localidades. 

Segunda onda

O chefe da OMS voltou a alertar que ainda há muitas pessoas suscetíveis e que ainda há muitos lugares que não foram afetados pela presença do vírus, o que possibilita uma nova escalada no contágio. “Alguns países estão passando por um aumento de casos durante a reabertura das economias e das sociedades, mas a dura realidade é [que] não estamos nem perto do final. Apesar do progresso de muitos países, globalmente a pandemia está se acelerando. Estamos todos juntos e ficaremos juntos durante toda essa longa jornada”.
FONTE: Agência Brasil https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-06/oms-divulga-novas-diretrizes-para-enfrentamento-de-pandemia

Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

A residência é o lugar mais seguro para as pessoas nesse momento, segundo especialistas
@
Um estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) tornou mais fácil identificar lugares onde, segundo pesquisadores, a chance de ser infectado pelo vírus SARS-Cov-2, responsável pela pandemia de covid-19, é bem maior. Os resultados parecem comprovar o que já é protocolo sanitário em todo o Brasil: a residência é o lugar mais seguro para as pessoas nesse momento.

A equipe de virologistas responsáveis pelo levantamento coletou amostras de lugares públicos de alta circulação na cidade de Belo Horizonte. O método utilizado foi parecido com os testes realizados para detectar a presença do vírus no organismo: o swab - um tipo de cotonete alongado que, quando friccionado contra superfícies, coleta o material em repouso - foi usado em pontos de ônibus, corrimãos, entradas de hospitais e até mesmo bancos de praças. Das 101 amostra colhidas, 17 continham traços do novo coronavírus.

“Para se avaliar o risco de um determinado local, levamos em consideração três elementos: o número de pessoas que podem portar a infecção, o nível de aglomeração esperado nos ambientes e a chance de haver pessoas com a infecção no local”, explicou o infectologista e professor de medicina da UFMG, Matheus Westin.

O médico lembra, ainda, que objetos também podem ter partículas infecciosas inertes. Frutas, verduras, caixas e outros itens que ficam expostos podem carregar o vetor de infecção. O estudo classificou as áreas de risco de acordo com os três pilares sanitários identificados pelos médicos. Veja o infográfico:
O estudo mostrou também que profissionais que trabalham na linha de frente de combate ao novo coronavírus estão muito mais suscetíveis ao contágio, já que a proximidade com infectados é inevitável.

“Todas as formas de assistência direta envolvem proximidade. Desde os cuidados primários, como administrar medicação ou conversar com o paciente, aos procedimentos invasivos, como ajustar o ventilador mecânico, aspirar as vias aéreas ou entubar o paciente, tudo isso cria um grande risco de transmissão”, argumenta Westin.

Segundo o médico e professor, o investimento em equipamentos de proteção individual (EPIs) de qualidade é crucial, e pode definir se o profissional médico será contaminado ou não ao tratar pacientes. “Boa parte desse equipamento é de uso único. A troca deve ser periódica. Mas não dá pra esquecer que o profissional de saúde, ao chegar em casa, deve lavar bem com água e sabão as vestimentas hospitalares para remover traços de contaminação das roupas”, informou.

Com informações da Agência Brasil
FONTE: Notícias ao Minuto https://www.noticiasaominuto.com.br/lifestyle/1520613/saiba-em-quais-lugares-o-contagio-pelo-novo-coronavirus-pode-ser-maior

Confuso? A ciência por trás das máscaras que protegem da Covid-19

As máscaras podem ajudar a impedir a disseminação da Covid-19 e quanto mais pessoas as usam, melhor.
@
À medida que o mundo começa a sair do isolamento social, em quase todos os lugares é exigido usar uma máscara facial, como em espaços públicos, de forma a reduzir a probabilidade de propagação da Covid-19. 
Apesar da confusão inicial, a Organização Mundial da Saúde, apoiada pela ciência, está agora segura: as máscaras podem ajudar a impedir a disseminação da Covid-19 e quanto mais pessoas as usam, melhor.
Existem vários estudos que apoiam a eficácia das máscaras.
Em primeiro lugar, a categoria dos estudos de laboratório sobre as gotículas respiratórias e a capacidade de bloqueio de várias máscaras. Uma experiência afirma que centenas de gotículas são geradas ao dizer uma frase simples, mas que quase todas essas gotículas foram bloqueadas quando a boca foi coberta por um pano úmido. Outro estudo  relacionado com a gripe e com a constipação comum descobriu que usar uma máscara cirúrgica reduz significativamente a quantidade de vírus respiratórios emitidos em gotículas e aerossóis.
Mas a evidência mais forte a favor das máscaras vem de estudos de cenários do novo coronavírus. Um estudo recente publicado na Health Affairs, por exemplo, comparou a taxa de crescimento da Covid-19 antes e depois do uso de máscara em vários locais nos Estados Unidos. Segundo o estudo, a utilização de máscaras levaram a uma desaceleração na taxa de crescimento diário da Covid-19, que se tornou mais evidente ao longo do tempo. 
Outro estudo analisou as mortes por coronavírus em 198 países e constatou que aqueles com normas culturais ou políticas governamentais que favorecem o uso de máscaras apresentaram menores taxas de mortalidade.
As máscaras protegem as pessoas que as usam ou as pessoas ao seu redor?
O melhor benefício é para as outras pessoas. As máscaras podem ser mais eficazes como uma espécie de 'controle de origem', porque podem impedir que as gotículas expelidas maiores evaporem em gotículas menores que podem viajar mais longe.

NEUROCIENTISTA RECOMENDA 5 NUTRIENTES PARA ESTIMULAR E PROTEGER O CÉREBRO

No vídeo de hoje você vai conhecer e saber porque, da recomendação de um neurocientista de 5 nutrientes para estimular e proteger o cérebro!
@Reprodução / Youtube

Ter uma alimentação equilibrada é fundamental para nossa saúde física e mental.

Quando ingerimos bons alimentos, estamos fortalecendo nosso corpo e colaborando com a prevenção de uma série de doenças e condições, como por exemplo a diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão.

Sabia que o cérebro, assim como qualquer outro órgão, também precisa de nutrientes específicos para funcionar no seu potencial máximo?

O encéfalo, parte superior do sistema nervoso central que controla nosso organismo, precisa muito mais do que proteínas, carboidratos e gordura. Por isso, ingerir uma boa combinação de micronutrientes (vitaminas e minerais) é importante.

Por isso no vídeo de hoje você vai saber como turbinar o cérebro com os melhores minerais para ele!

  • Cálcio
  • Ferro
  • Magnésio
  • Potássio
  • Sódio

Agora que você conhece os 5 micronutrientes que são incríveis para o seu cérebro, inclua na sua dieta esses alimentos, e caso deseje suplementar, procure um nutricionista ou médico para fazer os exames necessários e te aconselhar na administração desses suplementos.

FONTE: Natureza - Curas Naturais
https://www.youtube.com/watch?v=o7qunLVkNuI

Professora formada na Índia libera 20 Aulas de Yoga Online Gratuitas

@
Olá, leitores!
O Yoga é uma prática milenar que pode trazer inúmeros benefícios para a nossa vida. Entre eles, o autocontrole, melhora na postura, redução da ansiedade e autoconhecimento.
Para a professora de yoga Fernanda Toyomoto, “o yoga é 99% prática e 1% teoria, ele não acontece apenas nos dias em que você acorda de bom humor e motivada (o). Acontece muito mais nos dias que você vence as barreiras da preguiça, do frio e das dores físicas e mentais. Durante as prática, rimos, choramos, nos frustramos, nos desafiamos, temos medo, somos vulneráveis”.
É sempre interessante procurar um profissional que possa te acompanhar e recomendar exercícios direcionados para o seu objetivo. Porém, também é possível aprender e praticar sozinho (a) em casa. 
Existem diversos canais na internet que ensinam os princípios básicos do yoga e exercícios que podem ser feitos em casa. Pensando em ajudar você a dar o primeiro passo, selecionamos 20 vídeos para ajudá-los nessa jornada. São pocket yoga, ou seja, aulas curtas de yoga de no máximo 30 minutos para fazer onde e quando quiser. 

20 aulas de yoga online grátis para aprender em casa

1 – Bhramari Pranayama ou respiração da abelha ajuda na redução do stress, tensão cerebral, redução da raiva, ansiedade e insônia.

2 – O yoga ajuda a reduzir os hormônios do estresse que comprometem o sistema imunológico, levando sangue oxigenado aos vários órgãos para garantir sua função ideal.

3 – Sequência de posturas que reduzem a pressão no útero e abdômen, ajudando a aliviar o desconforto menstrual.
CLIQUE EM
MAIS INFORMAÇÕES ABAIXO:

domingo, 28 de junho de 2020

Tempo de trabalho infantil vale para aposentadoria, decide STJ

Para o tribunal, não contar o tempo é punir o trabalhador duas vezes
@
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou que o tempo de trabalho rural infantil pode ser computado para efeitos previdenciários. Na decisão, o tribunal reconheceu a ilegalidade do trabalho infantil, mas entendeu que não somar o tempo para o cálculo da aposentadoria é punir o trabalhador duas vezes. 
O caso, julgado no inicio deste mês, envolveu um homem que começou a trabalhar com a família na zona rural aos 11 anos de idade e pediu à Justiça que o período trabalhado antes de completar 14 anos fosse somado ao tempo de serviço para solicitação da aposentadoria da Previdência Social. Nas instâncias inferiores, somente o período trabalhado a partir dos 14 anos foi aceito por ser permitido por lei. 
No STJ, a Primeira Turma manteve a jurisprudência do tribunal e entendeu que não há idade mínima para reconhecimento do período de trabalho rural infantil para fins previdenciários. 
No voto sobre a questão, o ministro Napoleão Nunes Maia, relator do caso, afirmou que o reconhecimento não é uma chancela do Judiciário ao trabalho infantil. 
“Reafirma-se que o trabalho da criança e do adolescente deve ser reprimido com energia inflexível, não se admitindo exceção que o justifique. No entanto, uma vez prestado o labor o respectivo tempo deve ser computado, sendo esse cômputo o mínimo que se pode fazer para mitigar o prejuízo sofrido pelo infante, mas isso sem exonerar o empregador das punições legais a que se expõe quem emprega ou explora o trabalho de menores”, disse. 
No dia 12 deste mês, em referência ao Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, diversas entidades lembraram que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 2,5 milhões de crianças e adolescentes trabalhando ilegalmente. 
FONTE: Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2020-06/tempo-de-trabalho-infantil-vale-para-aposentadoria-decide-stj

Primeira morte por covid-19 no Brasil aconteceu em 12 de março

Até este fim de semana, acreditava-se que havia sido em 16 de março
@
O Ministério da Saúde informou que a primeira morte por covid-19 no Brasil aconteceu no dia 12 de março, em São Paulo. De acordo com nota enviada hoje (28) pela pasta à Agência Brasil, a vítima foi uma mulher de 57 anos, que havia sido internada no Hospital Municipal Dr Carmino Caricchio no dia 11 de março. O óbito em decorrência do novo coronavírus foi confirmado por exames laboratoriais.
Até então, acreditava-se que a primeira morte havia sido no dia 16 de março, também em São Paulo. Segundo o ministério, a correção será feita no próximo boletim epidemiológico, divulgado semanalmente.
Já o segundo óbito ocorreu no dia 15 de março. Em 16 de março, agora, estão registrados três óbitos, todos em São Paulo. E no dia 17 de março foram confirmadas quatro mortes, duas em São Paulo e duas no Rio de Janeiro.
A fonte de dados de óbitos por data de ocorrência é o Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), que é o sistema oficial brasileiro de registro de hospitalizações e óbitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). De acordo com o ministério, “eventuais divergências” podem ocorrer pelo tempo em que se leva entre o óbito e a sua confirmação e registro no sistema pelos estados e municípios.
“Como informado no boletim epidemiológico 19, existiam 3.972 óbitos em investigação, que podem ser confirmados por covid-19, influenza ou outros vírus e agentes etiológicos. Na medida em que os resultados são disponibilizados pelos laboratórios e as equipes de vigilância epidemiológica atualizam o SIVEP-Gripe, as informações são atualizadas a nível nacional”, diz a nota.
De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 1.313.667 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 57.070 mortes.
FONTE: Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-06/primeira-morte-por-covid-19-no-brasil-aconteceu-em-12-de-marco

Campanha de doação de sangue voltada à LGBTI começa amanhã no Rio

A ação ocorre para comemorar o Dia do Orgulho LGBTI
@
O estado do Rio de Janeiro promoverá nesta semana sua primeira campanha de doação de sangue voltada à população de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e intersexuais (LGBTI). A ação ocorre para comemorar o Dia do Orgulho LGBTI, celebrado hoje (28), e a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu restrições à doação de sangue por homens homossexuais.
A campanha de doação será realizada nos bancos de sangue do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), em Vila Isabel, na Santa Casa de Barra Mansa e no Hospital São João Batista de Volta Redonda. No Hupe, a campanha será realizada entre os dias 29 de junho a 3 de julho, e, para evitar aglomerações e atender às recomendações de segurança durante a pandemia, as doações precisarão ser pré-agendadas, respeitando o limite de 20 por dia. Em Volta Redonda, a campanha começará no dia 30 e vai até o dia 3, e, em Barra Mansa, as doações serão colhidas apenas no dia 29.
O subsecretário de Promoção, Defesa e Garantia dos Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Thiago Miranda, destaca que é preciso seguir as orientações de segurança, como o uso de máscara e o distanciamento social. "Doar sangue e salvar vidas sempre foi um desejo de muitos, mas a barreira do preconceito sempre foi um obstáculo. Derrubamos essa barreira e vamos juntos promover essa campanha", comemora ele.

Recomendações

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos avisa: é necessário que o doador leve o documento original com foto, esteja bem de saúde e tenha entre 16 e 69 anos. Já os menores de 18 anos devem levar autorização e documento do responsável. Além disso, o doador deve ter peso mínimo de 50 quilos, não estar em jejum, evitar alimentos gordurosos três horas antes e ter dormido pelo menos seis horas. O intervalo mínimo entre uma doação e outra é de dois a três meses. Para conhecer outras recomendações e impedimentos à doação de sangue, acesse o site do Ministério da Saúde.

Decisão do STF

A restrição à doação de sangue de homens que fazem sexo com homens impedia que gays e bissexuais doassem sangue caso sua última relação sexual tivesse sido a menos de 12 meses. A proibição incluía mesmo aqueles que declarassem ter usado preservativos e mantido relacionamento estável com um único parceiro.
A decisão que autorizou a doação foi tomada pela maioria dos ministros do supremo, em votação virtual concluída em 8 de maio. Os magistrados atenderam à ação direta de inconstitucionalidade ajuizada pelo PSB, declarando inconstitucionais as restrições à doação a homens que fazem sexo com homens que constavam na Portaria 158/2016 do Ministério da Saúde e na Resolução RDC 34/2014 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia, Rosa Weber, Gilmar Mendes, Luiz Fux e Dias Toffoli formaram a maioria a favor da ação.
O relator, ministro Edson Fachin, considerou que a garantia da segurança dos bancos de sangue deve ser buscada com requisitos baseados em condutas de risco e não na orientação sexual dos doadores, o que classificou como "discriminação injustificável e inconstitucional".
FONTE: Agência Brasil https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-06/campanha-de-doacao-de-sangue-voltada-lgbtis-comeca-amanha-no-rio

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. EMAIL: josenidelima@bol.com.br FAVOR INFORMAR O LINK