PROCURANDO POR ALGO?

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Comentaristas Wilton Bezerra e Tom Barros prestam homenagem a Sérgio Pinheiro

..

Faleceu, na manhã desta sexta-feira (4), o comentarista esportivo Sérgio Pinheiro, aos 75 anos, vítima de uma infecção. Sérgio Pinheiro estava internado no Hospital Gastroclínica há vários dias. Ele deixa a esposa Sra. Maria Luíza Pinheiro, uma filha e dois netos. Raimundo Sérgio de Queiroz Pinheiro era natural de Jaguaribe e trabalhou por cerca de 20 anos entre períodos alternados no Sistema Verdes Mares, onde construiu a maior parte da carreira fazendo os seus comentários na Rádio Verdes Mares, TV Verdes Mares e TV Diário. Ele também se destacou na imprensa esportiva piauiense. Atualmente, era comentarista na rádio Expresso FM.

SAIBA MAIS EM...

Morre o comentarista esportivo Sérgio Pinheiro aos 75 anos


Para assistir nossa programação online, acesse: http://www.tvdiario.tv.br/aovivo

VEJA MAIS VÍDEOS EM...
TV DIÁRIO

Você entra com o sapato em casa? CUIDADO! NUNCA entre com sapatos em casa! Entenda o porquê

9 Motivos Para Proibir A Entrada De Calçados Na Sua Casa
POR TUDO POR EMAIL - Você entra com o sapato em casa? CUIDADO!
Muitos de nós não têm o hábito de deixar o sapato que viemos da rua do lado de fora. Mas você sabia que fazer isso pode deixar sua casa e saúde vulneráveis a germes, bactérias e muita sujeira? Listamos 9 razões para não entrar mais com sapatos em casa!

..
Você tira o tênis ou sapato antes de entrar em casa? Nem todo mundo tem esse hábito. Se você também é assim, saiba que, além de levar bactérias perigosas para dentro de casa, isso pode provocar chulé e espalhar germes pela casa toda Além disso, os calçados também podem carregar sujeira e barro. A lama em si não vai fazer você adoecer — mas quem garante que não há fezes de algum animal nela?

Anatel inicia nova fase de bloqueio de celulares piratas em 15 estados

(Foto: reprodução)
A Anatel vai começar na próxima semana a nova fase do bloqueio de celulares piratas no Brasil. Com isso, a partir de segunda-feira, dia 7 de janeiro, usuários de aparelhos que estejam irregulares começarão a ser notificados de sua situação em 15 estados.

É o início da fase final de bloqueio aos celulares com IMEI irregular. Nesta etapa, serão notificados os usuários dos estados que ainda não foram atingidos pelas etapas anteriores, o que inclui todos os estados da região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe) e estados das regiões Norte e Sudeste que ainda não haviam sido atingidos, o que inclui São Paulo, Minas Gerais, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima.
A Anatel dá um prazo de 75 dias de adequação após a disparada do alerta. Os aparelhos que estão irregulares recebem uma mensagem bem direta avisando sobre a situação, orientando o usuário a acessar a página da agência ou telefonar para um número para obter mais informações sobre o bloqueio.
Com as mensagens sendo disparadas no dia 7 de janeiro, a expectativa é que os bloqueios comecem no dia 24 de março de 2019.

Como saber se o seu celular é pirata

De acordo com a Anatel, celulares piratas são todos aqueles que não possuem IMEI registrado no banco de dados da GSMA, uma organização internacional que registra aparelhos de diversas fabricantes e operadoras de todo o mundo.
Ou seja, celulares importados de marcas conhecidas, mesmo que não sejam homologados e vendidos oficialmente no Brasil, não são afetados, desde que sejam registrados pelo GSMA. Desta forma, se você usa um celular da Xiaomi ou da Huawei, por exemplo, que são empresas sem representação no Brasil, mas cujos aparelhos acabam chegando ao país por meio de importadores, você não precisa se preocupar. Você pode conferir a situação do IMEI do seu aparelho com a Anatel clicando aqui.
A Anatel recomenda que o usuário verifique "se o número que aparece na caixa, o número do adesivo e o número que aparece ao discar *#06# são os mesmos. Caso os números apresentados forem diferentes, há uma grande chance de o aparelho ser irregular".

Saiba como achar seu documento perdido no site dos Correios

(Foto: Reprodução)
A perda de documentos pessoais é muito comum durante o período das festas de fim de ano e das férias de verão. Se isso aconteceu com você, não se desespere, pois antes de ter que refazer tudo, ainda existe uma forma de encontrá-los: através do serviço de Achados e Perdidos dos Correios.

De acordo com a estatal, em todo o Brasil, mais de 20 mil documentos são disponibilizados para retirada mensalmente, no entanto, apenas 3% deles são procurados e devolvidos aos proprietários.
Se você está à procura de um documento perdido nos últimos 60 dias, é possível fazer uma consulta à relação de documentos disponíveis para retirada através do site dos Correios. Para tanto, você precisará identificar o tipo de documento que foi perdido, tal como carteira de identidade ou de habilitação, e o seu nome.
Depois disso, caso o seu documento tenha sido adicionado à relação de documentos perdidos dos Correios, no próprio site, você poderá saber em que agência deverá comparecer para buscá-los.
Como fazer a retirada dos documentos perdido?
Depois de fazer a consulta pelo documento perdido no site dos Correios, será necessário apresentar outro documento que comprove a sua identidade e pagar uma tarifa de R$ 5,70.
Os documentos sob a guarda dos Correios só poderão ser entregues aos proprietários ou seus representantes legais, devidamente reconhecidos. Caso seja constatado que o documento perdido esteja em uma cidade diferente da qual você se encontra, é possível fazer uma solicitação para que ele seja enviado à agência mais próxima.
O que fazer quando você encontrar um documento?
Segundo as informações enviadas pela assessoria de imprensa dos Correios, aqueles que encontrarem documentos de terceiros podem depositá-los no guichê de qualquer agência dos Correios ou em caixas de coleta. Uma vez recebidos, os documentos são acondicionados em envelopes e guardados, ficando disponíveis para retirada durante 60 dias. Mamão com açucar, certo?
E aí, você já usou o serviço de Achados e Perdidos dos Correios para buscar documentos perdidos?

Fique esperto! Golpe compartilha vírus pelo WhatsApp e contamina smartphones

Pixabay
O WhatsApp é alvo constante de criminosos. E foi identificado a propagação de uma nova armadilha que é disseminada através do popular aplicativo de mensagens instantâneas.

O objetivo da perigosa fraude é roubar dados pessoais dos usuários, de acordo com informações do jornal Publimetro México.

Este ataque funciona com base no envio de um link que leva a um site duvidoso, mas que na verdade executa a subtração dos dados pessoais.

A Polícia Federal Ministerial (PFM) do país mexicano identificou a fraude e emitiu um alerta. O PFM afirma que as informações são roubadas e que o usuário ainda é solicitado a encaminhar a mensagem outros contatos.

A recomendação é ignorar números que enviam este tipo de mensagens. Também recomenda não fornecer dados pessoais para nenhum site de origem desconhecida. Confira dicas de segurança para o WhatsApp:

Controle suas configurações de privacidade. Configure para que a foto do seu perfil, a hora do seu último.

Uma vez e sua informação, seja visível para todos, apenas seus contatos ou para qualquer pessoa.

Bloqueie usuários indesejados. Impedir que alguém entre em contato diretamente com você por meio de um bate-papo.

Solicite informações sobre sua conta. Receba um relatório de configurações e informações da sua conta do WhatsApp.

Defina a verificação em duas etapas. Crie um pin de seis dígitos para adicionar segurança adicional à sua conta.

Bolsonaro vai propor reforma da Previdência com idade mínima de 57 anos para mulheres e 62 para homens

.
O presidente Jair Bolsonaro disse que a proposta de reforma da Previdência em discussão no governo prevê a idade mínima de 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres com aumento gradativo. Segundo Bolsonaro, seria mais um ano a partir da promulgação e outro em 2022, mas com diferenças de idade mínima de acordo com a categoria profissional e a expectativa de vida.

Segundo Bolsonaro, o futuro presidente avaliaria a necessidade de novos ajustes no sistema previdenciário. “Quando você coloca tudo de uma vez só no pacote, você pode errar, e nós não queremos errar”, disse em entrevista ao SBT, a primeira após ter tomado posse.

O presidente indicou que as medidas visam principalmente a previdência dos servidores públicos. “O que mais pesa no Orçamento é a questão da previdência pública, que terá maior atenção da nossa parte. Vamos buscar também eliminar privilégios”, afirmou o presidente, que descartou aumentar a alíquota de contribuição previdenciária dos servidores, hoje em 11%.

Aprovação
Bolsonaro disse que a reforma não vai estabelecer regras únicas para todos os setores e todas as categorias profissionais. Citou a expectativa de vida no Piauí, que é 69 anos, argumentando que seria “um pouco forte estabelecer a idade mínima de 65 anos”, como previa o texto da reforma enviado ao Congresso pelo governo do ex-presidente Michel Temer.

A diferenciação visa, conforme Bolsonaro, facilitar a aprovação no Congresso, mas também evitar “injustiça com aqueles que têm expectativa de vida menor”. O presidente voltou a dizer que poderá aproveitar a proposta já em tramitação na Câmara dos Deputados, com alguns ajustes.
O que queremos é aproveitar a reforma que já está na Câmara, que começou com o senhor Michel Temer. A boa reforma é aquela que passa na Câmara e no Senado, não aquela que está na minha cabeça ou na [cabeça] da equipe econômica, afirmou.
Bolsonaro argumentou que a reforma é necessária para impedir que o país “em mais dois ou três anos entre em colapso”, a exemplo do que ocorreu com a Grécia. “Agora todos terão de contribuir um pouco para que ela seja aprovada. Eu acredito que o Parlamento não vai faltar ao Brasil”, disse.

Justiça do Trabalho
Segundo o presidente, o governo poderá propor a extinção da Justiça do Trabalho, transferindo para a Justiça comum as ações trabalhistas. “Qual país do mundo que tem? Tem que ser Justiça comum e tem que ter a sucumbência – quem entrou na Justiça e perdeu tem de pagar”, argumentou.

Bolsonaro disse que, antes da reforma trabalhista, havia 4 milhões de ações trabalhistas em tramitação. “Ninguém aguenta isso. Nós temos mais ações trabalhistas que o mundo inteiro. Algo está errado, é o excesso de proteção”, afirmou.

O presidente voltou a criticar o excesso de encargos trabalhistas, que acabam onerando a mão de obra no país. Bolsonaro afirmou que não vai mexer em direitos trabalhistas previstos na Constituição, mas que vai aprofundar a reforma trabalhista. “O Brasil é um país de direitos em excesso, mas falta emprego. Nos Estados Unidos, não têm quase direito trabalhista. Não adianta você ter direitos e não ter emprego”, afirmou.
Com Agência Brasil

Prefeitura, bancos e delegacias são atacados na 2ª noite de violência em Fortaleza e interior do Ceará

Ataques a ônibus e prédios públicos e privados ocorrem desde a noite de quarta-feira (2), em um total de 48 crimes. Quarenta e cinco pessoas foram detidas e três pessoas se feriram desde o início da onda de violência. Moro autorizou envio da Força Nacional para o Ceará.
Ceará tem segunda madrugada seguida de ataques
Cidades da Grande Fortaleza e interior do Ceará registraram mais uma noite e uma madrugada de ataques. Uma prefeitura, agências bancárias e delegacias foram os alvos de ataques incendiários na madrugada desta sexta-feira (4). Desde a noite de quarta-feira (2), ocorreram 48 ataques em Fortaleza, Tinguá, Pacatuba, Horizonte, Maracanaú, Caucaia, Pindoretama, Eusébio, Morada Nova, Jaguaruana, Canindé, Piquet Carneiro, Morrinhos, Aracoiaba e Baturité. Apenas 30% dos ônibus de Fortaleza circulam nesta sexta, sob escolta policial.

Desde o início dos ataques, 13 ônibus foram incendiados, tiros foram disparados contra prédios e bancos, e artefatos caseiros incendiários foram arremessados contra delegacias. Uma bomba foi colocada na coluna de um viaduto na BR-020, em Caucaia, e corre risco de desabar. Segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, 45 suspeitos foram detidos desde quarta-feira, entre adultos e adolescentes. Um casal de idosos e um motorista ficaram feridos até o momento.

A Secretaria de Segurança do Ceará não informou a motivação dos crimes. O presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, Cláudio Justa, acredita que os atentados são represália à fala do novo secretário de Administração Penitenciária (SAP), Luís Mauro Albuquerque, que foi nomeado para o cargo neste ano.

Ônibus em Fortaleza circulam com escolta policial
 para evitar novos ataques —
 Foto: José Leomar/Diário do Nordeste
O novo secretário afirmou que "o Estado não deve reconhecer facção" em presídio e fará fiscalização rigorosa para evitar a entrada de celular nas unidades prisionais. Luís Mauro Albuquerque ainda se posicionou contra a separação de detentos por facção criminosa nas unidades prisionais do Estado.

No ataque ao prédio da Caixa da Pajuçara, na madrugada desta sexta, um grupo invadiu a agência com um carro, quebrou as vidraças e em seguida incendiou o local. Os suspeitos estavam acompanhados de um grupo que deu apoio à fuga, de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Ônibus incendiado na madrugada desta sexta-feira (4)
 em Fortaleza — Foto: José Leomar/SVM
Ainda durante a madrugada desta sexta-feira, o Palácio Municipal da Prefeitura de Maracanaú também foi atacado. Uma das salas no térreo, que estava em reforma, foi incendiada. A ação não resultou em vítimas e o fogo foi controlado logo em seguida.

Envio da Força Nacional

Diante dos ataques, o governador do Ceará Camilo Santana (PT) solicitou, na quinta-feira, o apoio da Força Nacional ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O ministro assinou nesta sexta-feira a autorização para o uso da Força Nacional no Ceará, por 30 dias.

Cronologia dos ataques

LEIA MAIS EM...

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK