PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Jorge Romano lá no site Sua Música, Blog do Parceiro, Facebook...

Quer Conhecer Jorge Romano, "O Matuto do Mazagão"?
Jorge Romano / Facebook
A Música: MATUTO DO MAZAGÃO -  Jorge Romano :
Me escute seu doutor sou caboclo do sertão/sou matuto sim sinhor venho la do Mazagão... não sei pra onde vou pode ate n dar em nada sou caboclo sonhador e vou seguindo a minha estrada.
Eu nasci numa casinha toda feita de torrao piso de terra batida a noite a lua faz clarao de manha o galo campina completa a oquestraçao.
Eu canto desde menino aprendi como passarinho se esse e o meu destino Deus abencoe meu caminho com minha viola no peito sei que nunca estou sozinho.
A estrada que hoje eu sigo e a continuação daquela estrada velha lá do Mazagão cheiro de terra molhada ainda e minha paixão.
Autor:Jorge Romano
MATUTO DO MAZAGÃO ...esse é meu hino... minha história.... minha paixão
Mazagão é um povoado onde nasci pela as mãos da parteira....onde cresci junto com 5 irmãos...de família muito humilde mas muito trabalhadora e honestos... 


Quer conhecer o artista Jorge Romano e Byzone Jeans??
Já foi DESTAQUE DA SEMANA várias vezes no Blog do Parceiro.Tem o seu CD no site Sua Música e se apresentou em vários programas de rádio e televisão, inclusive com o maior sucesso no Programa "Encontro com Maria Lins, na FM 96 de Baturité.

JORGE ROMANO (MATUTO DO MAZAGÃO), onde está não deixa ninguém ficar parado.

São 17 faixas
Incluindo a música Coração Blindado (autores:Gonzaga Neto & Jorge Romano).... Matuto do Mazagão...Sou Vaqueiro e Empresário... Ponto fina...l..meiga senhorita...poeta inspirado em Deus...Ponto G...tocando em frente entre outras músicas de repertório ao vivo...


3. Jorge Romano, com o melhor da Seresta em Teresina/PI

JORGE ROMANO, MATUTO DO MAZAGÃO, onde está não deixa ninguém ficar parado. Esta seresta foi em Teresina-PI e não em Fortaleza. Contato para shows: 85 9 97966963

https://www.suamusica.com.br/josenidelima/jorge-romano-com-o-melhor-da-seresta-em-fortaleza


GRUPO NO FACEBOOK:

Pesquisa aponta que o celular é o meio preferido dos brasileiros para realizar serviços bancários

Segundo dados levantados pela FEBRABAN, em 2018, as operações bancárias executadas via aplicativos de celular ultrapasssaram pela primeira vez essas mesmas atividades feitas através de um PC.
.
Com os avanços tecnológicos, é comum que as pessoas comecem a se modernizar e procurar maneiras de tornar atividades cotidianas cada vez mais fáceis de realizar. Com isso, os consumidores descobriram as facilidades de acessar suas contas no banco através de Internet Banking, o que garantia praticidade e segurança por meio de diversos protocolos de segurança adotados. Agora, fazer movimentações financeiras pelo celular ganhou a preferência do público brasileiro, segundo uma pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN).

Segundo dados levantados pela entidade, em 2018, as operações bancárias executadas via aplicativos de celular ultrapasssaram pela primeira vez essas mesmas atividades feitas através de um PC. Houve um aumento de 8% em relação a 2017, registrando um total de 25,3 bilhões de transações, contra 31,3 bilhões de transações em 2018. Essas transações englobam operações de DOC e TED, além do pagamento de contas.

Há uma diferença entre o uso de um aplicativo de banco e usar o mesmo pelo PC. Pelo computador, chamamos de Internet Banking e pelo celular Mobile Banking. Ambas são semelhantes por não dependerem de contato humano para funcionar, mas se tornam diferentes nos modos e facilidades que apresentam.

Ao se separar esses dados, a diferença entre as modalidades é bem mais visível. Em 2017, através do Internet Banking, foram realizados 1,5 bilhão de pagamentos de contas, mantendo o número no ano seguinte. Pelo Mobile Banking, esse número teve um salto de 872 milhões em 2017, para 1,6 bilhão em 2018, ou seja, praticamente o dobro.

Quando se leva em conta os serviços de transferência DOC e TED, esse número é menos expressivo, mas, mesmo assim, apresenta um crescimento. Pelo Internet Banking, em 2017, foram realizadas 485 milhões de transferências, contra 534 milhões em 2018 (aumento de 10%). Como era de se esperar, pelo Mobile Banking, o crescimento foi maior. Em 2017, 394 milhões das transferências foram realizadas pelos Mobile Banking. Em 2018, esse número já representava um total de 862 milhões de transferências, ou seja, um aumento de 118%.

E esses aumentos refletem no número de visitas dos clientes às agências bancárias físicas, que caiu quase 2% no período de dois anos. Em 2017 foram registradas 5,9 bilhões de transações feitas diretamente em agências. Em 2018, esse número caiu para 4 bilhões de transações, representando uma queda de 32% nas visitas.

A pesquisa levou em conta dados de 20 bancos que operam no país. Não foram ouvidos as fintechs e nem bancos que funcionam de forma inteiramente digital.

Decreto de Bolsonaro permite porte de armas para diversas categorias

Texto altera Estatuto do Desarmamento e permite que profissionais como políticos em exercício de mandato, advogados, profissionais de imprensa, caminhoneiros, agentes de trânsito e conselheiros tutelares possam andar armados
O presidente da República, Jair Bolsonaro, assina o decreto
que dispõe sobre a aquisição, o cadastro, o registro, a posse,
o porte e a comercialização de armas
Brasília - O decreto publicado nesta quarta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro facilitou o porte de armas para diversas categorias, como políticos eleitos em exercício de mandato, advogados, profissionais de imprensa, caminhoneiros, agentes de trânsito e conselheiros tutelares.

O texto assinado na terça-feira também facilita o porte de arma de fogo e o acesso a munições para caçadores, atiradores esportivos e colecionadores (CACs), além de praças das Forças Armadas com mais de dez anos de serviço e moradores de áreas rurais.

Em janeiro deste ano, Bolsonaro facilitou a posse de armas, categoria na qual é permitido se ter arma em casa, ou estabelecimentos específicos. Desta vez foi flexibilizado o porte, que permite que se saia de casa armado.

O decreto altera o Estatuto do Desarmamento e passa presumir que as seguintes categorias tenham efetiva necessidade de armar-se:

I - instrutor de tiro ou armeiro credenciado pela Polícia Federal;

II - colecionador ou caçador com Certificado de Registro de Arma de Fogo expedido pelo Comando do Exército;

III - agente público, inclusive inativo:

a) da área de segurança pública;

b) da Agência Brasileira de Inteligência;

c) da administração penitenciária;

d) do sistema socioeducativo, desde que lotado nas unidades de internação de que trata o inciso VI docaputdo art. 112 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente; e

e) que exerça atividade com poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente;

f) dos órgãos policiais das assembleias legislativas dos Estados e da Câmara Legislativa do Distrito Federal;

g) detentor de mandato eletivo nos Poderes Executivo e Legislativo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, quando no exercício do mandato;

h) que exerça a profissão de advogado; e

i) que exerça a profissão de oficial de justiça;

III - proprietário de estabelecimento que comercialize armas de fogo ou de escolas de tiro; ou

IV - dirigente de clubes de tiro;

V - residente em área rural;

VI - profissional da imprensa que atue na cobertura policial;

VII - conselheiro tutelar;

VIII - agente de trânsito;

X - motoristas de empresas e transportadores autônomos de cargas; e

XI - funcionários de empresas de segurança privada e de transporte de valores.

Trabalhador amarga longa espera para aposentar

Atraso na concessão do benefício pode chegar a seis meses. Alternativa, segundo especialista, é entrar na Justiça
Guilherme Portanova, da Faaperj: 'O INSS tem 45 dias
para avaliar o requerimento, o máximo pode chegar a 90
dias. Se não cumprir, cabe ação judicial' - 
Rio - Os segurados do INSS que deram entrada em benefício e amargam uma longa espera - somente no Município do Rio a demora para concessão de aposentadoria por idade, por exemplo, passou de 90 dias, que é o prazo máximo previsto em lei, para 174 dias em fevereiro -, podem ter na Justiça a saída para acabar com o martírio. "A Lei 9.784/99 estabelece os prazos. E, nela está escrito que o prazo pode ser estendido ao dobro. Ou seja, o INSS tem 45 dias para avaliar o requerimento. O prazo máximo pode chegar a 90 dias. Se não cumprir, cabe ação judicial", adverte Guilherme Portanova, advogado da Federação das Associações de Aposentados do Estado do Rio (Faaperj).

Segundo dados do próprio INSS, hoje há uma demanda reprimida de dois milhões de processos em todo país que extrapolaram o prazo legal de 45 dias expirado. Conforme Portanova, o segurado tem duas alternativas: pedir ao juiz um mandado de segurança para dar fim ao procedimento administrativo. "Para que o INSS defira ou não o benefício", acrescenta. Ou, em caso de o trabalhador ter o nome incluso em listas de órgãos de proteção ao crédito, não conseguir comprar medicamento para tratamento de saúde, por exemplo, cabe entrar com ação de dano moral.

"Por não ter o benefício ficou impossibilitado de comprar remédio e não teve como fazer tratamento de saúde, não conseguiu ajudar o filho que está desempregado? Estes são alguns dos exemplos de dano moral que a Justiça reconhece", explica.

Uma dica para tentar driblar a longa espera, orienta Portanova, é "buscar os postos de atendimento em outras regiões, como Caxias, Volta Redonda, Petrópolis e Campos, por exemplo". Em Caxias, uma aposentadoria sai em 75 dias. Ou seja, pouco mais de três meses antes que as concessões na capital. Os agendamentos podem ser feitos pela Central 135 e pelo site https://www.inss.gov.br no link agendamentos do lado esquerdo da página.

Android Q poderá legendar qualquer vídeo ou áudio em tempo real

Chamado de Live Caption, o recurso facilita a vida de quem tem problemas de audição e está pouco familiarizado com um idioma
,
O Google demonstrou nesta terça-feira (7) o que deve ser o recurso mais inovador do Android Q. Chamada de Live Caption, a função inclui legendas sobre qualquer tipo de vídeo ou áudio que o celular esteja reproduzindo, o que pode ajudar a compreender conteúdos em outros idiomas ou facilitar o acesso de pessoas com deficiência auditiva ao material.

Isso significa que, se você estiver assistindo a um vídeo no YouTube que não tenha legendas, seu celular vai colocar as legendas automaticamente. Da mesma forma, isso acontece para algum story que você estiver vendo no Instagram, se você estiver escutando um podcast no seu agregador favorito e, até mesmo, para videochamadas no WhatsApp, por exemplo.
LEIA MAIS EM...

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK