PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Bauru terá a primeira transexual da Superliga feminina de vôlei

Tifanny jogará pela equipe paulista
Tifanny durante um treino do Vôlei Bauru (Divulgação)
Depois de se tornar a primeira atleta transexual brasileira a conseguir autorização para atuar entre as mulheres, a ponteira Tifanny Abreu será pioneira também na Superliga feminina de vôlei. Ela é o novo reforço do Vôlei Bauru, nono colocado na temporada 2017/2018. Pela primeira vez na história, a principal competição do vôlei brasileiro terá uma atleta trans.

Aos 33 anos, a goiana Tifanny nasceu Rodrigo e disputou torneios masculinos antes de optar pelo gênero feminino. O Comitê Olímpico Internacional permite a participação de transexuais em campeonatos femininos desde sejam cumpridas determinadas regras, como fazer tratamento hormonal para diminuir a quantidade de testosterona na corrente sanguínea, caso de Tifanny. A medida tem como objetivo impedir que ela tenha vantagem física sobre as outras mulheres.

Tifanny ainda não tem data prevista para estrear. Estava treinando no time do interior paulista desde julho, para se recuperar de uma cirurgia na mão esquerda, e inicialmente pretendia voltar para a Europa. Seu último clube foi o Golem Software Palmi, da segunda divisão da Itália.
Com três vitórias em dez jogos, o Vôlei Bauru ocupa a nona posição da Superliga feminina. O time entra em quadra novamente no domingo (10), às 12h (da Bahia), contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano em casa.
FONTE

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK