PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 17 de julho de 2013

MINHA CASA, MINHA VIDA

MINHA CASA, MINHA VIDA

Nomes de beneficiados sairão no Diário Oficial

17.07.2013

A Habitafor também vai disponibilizar, na internet, dados sobre cadastramento, custos e prazos de execuçãoA partir deste ano, todo cadastrado no Programa Minha Casa, Minha que for contemplado com um imóvel terá seu nome divulgado no Diário Oficial do Município. Além disso, a Fundação de Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor) irá disponibilizar, via Portal da Transparência, informações gerais sobre o cadastramento, custos e prazos de execução, com link para relação das famílias beneficiadas com as moradias.

A medida deve começar pelos contemplados com o Conjunto Habitacional Independência II, na Granja Lisboa, com 264 unidades já construídas

De acordo com a presidente da Habitafor, Eliana Gomes, a ideia é começar pelos contemplados com o Conjunto Habitacional Independência II, localizado na Granja Lisboa, com 264 unidades já construídas. A entrega depende de estudo sobre as famílias relacionadas e liberação da Caixa Econômica. Foram investidos R$ 7,5 milhões.

Eliana afirma que as ações visam não só evitar fraudes, como a venda de imóveis e tentativas de entrar mais uma vez no cadastro, como oferecer informações precisas e claras à população sobre o programa e famílias beneficiadas. Já o Portal da Transparência da Fundação está em fase de criação para ser implantado.

Para quem já foi contemplado, como a costureira Maria de Fátima Dias, a iniciativa merece aplausos. "Até porque a gente ouve falar de muitos que tentam se aproveitar para tirar vantagem e tomar lugar de quem realmente precisa da moradia", diz.

Objetivo

A meta da Habitafor é entregar, nos quatro anos da atual gestão, 24 mil unidades do programa na Capital. Só para este ano, serão 6,5 mil moradias para as famílias cadastradas que têm o perfil de até três salários mínimos. Entre os critérios de prioridade, ter a mulher como chefe familiar e haver deficiente ou idoso na residência. Atualmente, o cadastro possui 100 mil famílias ou 500 mil pessoas que aguardam a construção dos imóveis. As ações também incluem melhorias nas moradias. Atualmente, a Habitafor efetua intervenções em mais de quatro mil imóveis, em bairros como São Cristóvão, Siqueira e Jangurussu.

Entre os projetos em desenvolvimento, estão os das comunidades Rosalina, no Parque Dois Irmãos, que beneficiará mais de 1,3 mil famílias; do Pirambu, Cristo Redentor e Barra do Ceará. Além delas, destaca Eliana, as obras paralisadas ou ocupadas como a do Pau Fininho, no Papicu, ou Lagoa da Zeza e Vila Cazumba, deverão ser retomadas. "Também as famílias do Morro do Santiago, e as da Av. Lima Verde, na Barra, terão ações da Habitafor e Secretaria do Turismo", frisa a presidente da Habitafor.

Outros dois novos projetos foram apresentados e aprovados pelo Ministério das Cidades e, segundo Eliana, farão a diferença para as famílias do Poço da Draga e população em situação de rua. O segundo, em particular, em parceria com a Pastoral Nacional da Rua, vai construir, como experiência piloto, 85 quitinetes para moradores de rua, que terão lavanderia e cozinha comunitária e terá espaços privativos para quem tem família. "Está em fase de estudo técnico".

LÊDA GONÇALVES REPÓRTER 

fonte:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1292939

Um comentário:

Anônimo disse...

Justo o que eu procurava sobre minha casa minha vida

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK