PROCURANDO POR ALGO?

sábado, 14 de março de 2015

Evangelho do dia


Sábado, 14 de Março de 2015.
Santo do dia: Santa Paulina de Fulda, religiosa
Cor litúrgica: roxo
Evangelho de hoje: São Lucas 18, 9-14
Primeira leitura: Oseias 6, 1-6
Leitura da profecia de Oseias:
1“Vinde, voltemos para o Senhor, ele nos feriu e há de tratar-nos, ele nos machucou e há de curar-nos. 2Em dois dias, nos dará vida, e, ao terceiro dia, há de restaurar-nos, e viveremos em sua presença. 3É preciso saber segui-lo para reconhecer o Senhor. Certa como a aurora é a sua vinda, ele virá até nós como as primeiras chuvas, como as chuvas tardias que regam o solo”. 4Como vou tratar-te, Efraim? Como vou tratar-te, Judá? O vosso amor é como nuvem pela manhã, como orvalho que cedo se desfaz. 5Eu os desbastei por meio dos profetas, arrasei-os com as palavras de minha boca, mas, como luz, expandem-se meus juízos; 6quero amor, e não sacrifícios, conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 50 (51)
— Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado, e apagai completamente a minha culpa!
R: Eu quis misericórdia e não o sacrifício!
— Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!
R: Eu quis misericórdia e não o sacrifício!
— Sede benigno com Sião, por vossa graça, reconstruí Jerusalém e os seus muros! E aceitareis o verdadeiro sacrifício, os holocaustos e oblações em vosso altar!
R: Eu quis misericórdia e não o sacrifício!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 18, 9-14
- Honra, glória, poder e louvor a Jesus, nosso Deus e Senhor!
- Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: Não fecheis os corações como em Meriba! (Sl 94, 8)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:
Naquele tempo, 9Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros: 10“Dois homens subiram ao Templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos. 11O fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: ‘Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. 12Eu jejuo duas vezes por semana, e dou o dízimo de toda a minha renda’. 13O cobrador de impostos, porém, ficou à distância, e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: ‘Meu Deus, tem piedade de mim que sou pecador!’ 14Eu vos digo: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado, e quem se humilha será elevado”.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.
Comentário do dia  por São Gregório Magno (c. 540-604), papa, doutor da Igreja
Moralia, 76
Uma brecha aberta
Com que precaução o fariseu que subia ao Templo para orar, e que havia fortificado a cidadela da sua alma, afirmava jejuar duas vezes por semana e dar o dízimo do que ganhava. Ao dizer: «Meu Deus, dou-Vos graças», é bem claro que tinha tomado todas as precauções imagináveis para se precaver. Mas deixa um sítio aberto e exposto ao inimigo, ao acrescentar: «Porque não sou como este publicano». Assim, por vaidade, permitiu ao inimigo que entrasse na cidadela do seu coração, que contudo havia aferrolhado com jejuns e esmolas.

Todas as outras precauções são portanto inúteis, quando em nós se mantém uma abertura por onde o inimigo pode entrar. […] Este fariseu tinha vencido a gula pela abstinência; tinha superado a avareza pela generosidade. […] Mas quantos trabalhos conducentes a essa vitória não foram aniquilados por um só vício, pela brecha de um só erro!

Eis porque não nos basta apenas pensar em praticar o bem; devemos também velar cuidadosamente pelos nossos pensamentos, para os mantermos puros nas boas obras que fizermos. Porque se estas forem uma fonte de vaidade ou de orgulho no nosso coração, estaremos a combater somente para a vã glória, e não para a glória do nosso Criador.
Copyright© Arautos do Evangelho 2011. Todos os direitos reservados.
Divulgação autorizada, citando a fonte.

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. EMAIL: josenidelima@bol.com.br FAVOR INFORMAR O LINK