PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 23 de março de 2015

Primeira novela bíblica da Record, estreia e conta a trajetória de Moisés até a terra prometida

TV
O diretor destaca que a novela é a grande aposta do canal para 2015. O custo médio de cada capítulo é de R$ 700 mil

Gabriel Menezes (Agência O Globo)

Depois de cinco minisséries bíblicas, a Record estreia nesta segunda-feira (22) "Os Dez Mandamentos", sua primeira novela com temática religiosa. Com direção de Alexandre Avancini e autoria de Vivian de Oliveira (os mesmos de José de Egito), a produção inaugura um novo horário para dramaturgia no canal, às 20h30. A trama retrata a saga de Moisés, desde o seu nascimento até a chegada à terra prometida, passando pela fuga do Egito pelo Mar Vermelho e o encontro com Deus no Monte Sinai.
Nefertari (Camila Rodrigues) e Simut (Renato Livera) recebem Moisés (Guilherme Winter)
e Ramsés (Sérgio Marone) com festa, após batalha.

 (Foto: Divulgação/TV Record)
“A novela vai abordar mais de cem anos de história. Serão 150 capítulos, divididos em quatro fases, em que mostraremos, além da criação de uma nação (Israel), conflitos, amores impossíveis, intrigas e lutas pelo poder”, conta a autora: “Apesar de ser uma novela passada há milênios, acho que os temas abordados são bastante atuais e presentes na sociedade”.
 
O diretor destaca que a novela é a grande aposta do canal para 2015. O custo médio de cada capítulo é de R$ 700 mil. No complexo Recnov, em Vargem Grande, no Rio, foram construídos 28 cenários e uma cidade cenográfica de sete mil metros quadrados. 


“Algumas cenas marcantes, como a abertura do Mar Velho e as pragas, serão produzidas pelo estúdio hollywoodiano Stargate (responsável por séries como The Walking Dead e Spartacus), o que trará um nível de realismo ainda maior para a produção”, promete Avancini.
 
Parte da equipe também passou 20 dias gravando no deserto do Atacama, no Chile, numa paisagem que retrata o rio Nilo, elemento fundamental para a trama.
 
“É no Nilo que Joquebede (Samara Felippo) coloca o cesto com Moisés, ainda bebê, para salvá-lo da morte. Encontramos um cenário incrível no deserto para reproduzir essas passagens, mas as gravações não foram das mais fáceis. Em algumas ocasiões, enfrentamos variações de temperatura de 40 graus num único dia”, comenta o diretor.
 
A responsabilidade de interpretar o protagonista da história ficou com Guilherme Winter, que conta ter sentido frio na barriga por uma semana depois de ser chamado para o papel.
 
“Moisés é um personagem icônico, então, no início, fiquei inseguro e com medo de não dar conta. Mas, logo que começaram as gravações, esse temor passou. O resultado até agora está maravilhoso e tem tudo para ser um grande sucesso”, aposta Winter.
(Foto: Michel Angelo/Divulgação)
O antagonista, Ramsés, será interpretado por Sérgio Marone, em seu primeiro papel na Record. Irmão de criação de Moisés, no início da trama, ele realmente o ama. Mas tudo muda depois que os dois passam a disputar o amor de Nefertari (Camila Rodrigues) e quando o hebreu volta ao Egito pedindo a libertação de seu povo. 

“É um papel muito complexo. Ele começa como um príncipe e depois se torna um déspota e um ditador”, conta Marone, que se inspirou na série Game of Thrones para compor o personagem. “Apesar de se tratar de um universo diferente, acho que o clima é bem parecido com o da série”.
 
Coincidência
O ator Sidney Sampaio, que também faz a sua estreia na Record, será Josué, um dos grandes amigos de Moisés e aquele que, segundo a Bíblia, o sucedeu na liderança do povo hebreu. Com outros papéis religiosos na carreira - como o judeu Benjamin, de Caras & Bocas (2009), e o missionário evangélico Elias, de Amor à Vida (2013) -, ele conta que o tema o ajudou a crescer na carreira. “É uma coincidência muito bacana. O ator sempre acaba carregando algo de um personagem e, se estou aqui hoje, é porque não perdi a fé nunca”, afirma. 

 Outro personagem de destaque na trama é o faraó Seti, interpretado por Zé Carlos Machado. O ator se despediu do terapeuta Téo, da série Sessão de Terapia (2012), do GNT, no ano passado, e agora apresenta um visual com cabeça raspada.
 
“Em princípio, pode ocorrer um certo preconceito por ser uma novela bíblica. Mas, na verdade, é uma história que está muito enraizada no consciente coletivo. Estamos falando de temas como disputa de poder, corrupção e paixões”, diz ele.
 
A história começa na cidade de Pi-Ramsés, no ano de 1300 a.C., quando o faraó ordena que todos os bebês hebreus do sexo masculino sejam jogados no rio Nilo para morrer. Uma das crianças é salva e acaba sendo encontrada pela princesa Henutmire (Mel Lisboa), filha de Seti, que decide adotá-la. 

Criado como um príncipe, ele recebe o nome de Moisés e só depois de adulto descobre a sua origem hebreia, o que o faz se envolver com o sofrimento do povo e cair em desgraça com o faraó. Condenado a morte, Moisés consegue fugir para a terra de Midiã e se casa com Zípora (Gisele Itié). Ele passa anos trabalhando como um pastor de ovelhas, até que recebe um chamado de Deus para que retorne ao Egito para libertar os hebreus da escravidão.
 
“Adaptar toda uma tradição da antiguidade e transpor para o presente é sempre muito difícil. Tento ponderar de uma forma que seja entendida pelo público”, diz Maurício Santos, historiador da trama. 

O elenco de Os Dez Mandamentos conta ainda com nomes como Denise Del Vecchio, Floriano Peixoto, Stella Freitas, Paulo Gorgulho e Sandro Rocha.

FONTE: CORREIO 24 HORAS

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK