PROCURANDO POR ALGO?

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Cães e gatos precisam ter uma carteirinha de vacinação

Cuidar da saúde do pet é cuidar da saúde da família.
Programa falou sobre a leishmaniose e a raiva.


Do G1, em São Paulo

Cuidar da saúde do seu bichinho de estimação é também cuidar da saúde da sua família. Que cuidados é preciso ter em casa? E quais as vacinas que o pet precisa tomar? Seu animal tomou todas? Cães e gatos precisam ter uma carteirinha de vacinação. Com ela é possível fazer o controle das vacinas que já foram administradas.
Já ouviu falar de leishmaniose? Essa doença dá nos animais e pode ser transmitida para o dono. E a vacina contra a raiva? Para tirar todas as dúvidas, convidamos o consultor e infectologista Caio Rosenthal e a veterinária Mary Marcondes.
A leishmaniose é transmitida através de um mosquito (mosquito-palha ou birigui) já infectado. Ela se apresenta em duas versões: cutâneo-mucosa, que causa feridas na pele e nas mucosas, e a visceral, que acomete as vísceras.

A doença também se apresenta em duas versões: tegumentar, que causa lesão na pele, atinge o baço, a medula óssea, causa vômito, diarreia; e a visceral, que além de atingir as vísceras também atinge a pele do animal com lesões. No homem, a leishmaniose cutâneo-mucosa apresenta febre, mal estar, aumento do baço e do fígado, anemia e feridas na pele. A visceral é mais grave porque compromete as vísceras e a medula óssea. Além de sintomas como febre, mal estar, aumento do baço e do fígado e anemia, pode apresentar sangramento na boca e no intestino.
Os sintomas são parecidos com os de outras doenças, por isso é preciso procurar ajuda. O tratamento é feito através de drogas injetáveis e orais. Existem coleiras que podem proteger o animal do mosquito.
Já a raiva é uma doença que pode matar e é preciso agir rápido. Se uma pessoa for mordida ou arranhada por um animal contaminado, ela tem que tomar as vacinas em até 28 dias. São cinco doses, mas muita gente para no meio e fica sem proteção.
Em seres humanos, a raiva provoca alucinações, dor e formigamento no local da mordida. Já no animal ocorre uma alteração comportamental. Ele fica extremamente agressivo, com olhar fixo, excesso de salivação e pode apresentar rouquidão e paralisia de mandíbula. A campanha de vacinação gratuita de cães e gatos contra a raiva é feita todos os anos entre agosto e outubro. A vacina é distribuída pelo Ministério da Saúde.
Alimentação
É comum em algumas casas dar ao cachorro restos de comida e frutas, mas isso não é o ideal. O animal precisa ser alimentado com ração de boa qualidade, já que elas são balanceadas e possuem todos os nutrientes necessários.
Alguns alimentos podem ser tóxicos para cães e gatos, como cebola e alho, tomate verde, batata verde crua, nozes, abacate. Restos de comida também podem conter muita gordura e causar problemas intestinais. Ossos de carne e frango também podem fazer mal.

FONTE: G1

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK