PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Perdoa...



Perdoa...

O sentimento que por ti em meu peito nasceu
Foi sincero, imenso, quiça seria avassalador;
A certeza de não ser correspondido pelo teu
Levou-me a não acreditar em teu suposto amor.

Foi ingenuidade, não compreendi que te oferecias,
Não entendi que querias comigo trocar doces caricias;
Perdoa se possível for essa criatura tão insegura,
Que muito te amou e que ainda por ti espera.

Talvez o tempo sinta piedade dessa inocente figura
E te traga para juntos saborearmos desta doçura;
Doçura de sentimentos, sonhos, desejos, loucura.

Perdoa essa inocente, ingênua e insegura criatura
Que acreditou ser tudo uma mera brincadeira;
Sou quem muito te amou e muito pouco em ti acreditou.

§!£V!A®
Silvia Champ Poesias

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK