PROCURANDO POR ALGO?

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Serviços alternativos serão aliados do usuário de bancos

COM PARALISAÇÃO

Serviços alternativos serão aliados do usuário de bancos

19.09.2013
Consumidores terão que recorrer aos celulares, caixas eletrônicos e internet para driblarem os efeitos da paralisação
Pelo décimo ano consecutivo, os bancários do Ceará decidiram paralisar suas atividades por tempo indeterminado. A greve, que foi definida em assembleia da categoria realizada no último dia 12, começa hoje e deve comprometer pelo menos parcialmente uma série de serviços que só podem ser realizados nas agências, como aberturas de contas, cadastros (como Bolsa Família) e financiamentos. Os usuários da rede bancária, porém, possuem canais alternativos para não se prejudicarem muito durante a paralisação, que no ano passado durou oito dias.

Os caixas eletrônicos são a principal saída para atender a necessidade do consumidor bancário, sobretudo nos casos de greve FOTO: MARÍLIA CAMELO
O caixa eletrônico, por exemplo, é a opção mais conhecida para driblar os efeitos da greve, além de ser também a alternativa mais completa. Conforme a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o serviço possibilita a realização de operações como pagamentos, saques de conta corrente e poupança, depósitos, transferências, recarga de celular e até desbloqueio de cartões.

As instituições financeiras também oferecem opções como a internet banking, o aplicativo do banco no celular (mobile banking), além das operações bancárias por telefone, que juntos podem suprir diversas necessidades dos consumidores, com exceção de saques, depósitos e recebimento de benefícios, como o seguro desemprego. "Os canais alternativos podem efetuar até 80% das transações bancárias. O consumidor que souber utilizar esses meios não sairá prejudicado com a paralisação", diz o diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará (Seeb-CE), Gustavo Tabatinga. Há também a opção de recorrer aos correspondentes bancários, que são casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

É importante lembrar, porém, que 15% dos trabalhadores cearenses dos Correios já aderiram à greve da categoria, iniciada na última terça-feira (17), o que pode tornar um pouco difícil a utilização desse canal.

Prazo das contas
O consumidor deve ficar ciente que a paralisação não o isenta de pagar suas contas dentro do prazo estipulado. Assim, para evitar multas e juros, a Febraban recomenda que as pessoas solicitem ao credor uma outra opção de local para efetuar o pagamento, como internet, sede da empresa e código de barras para quitação nos caixas eletrônicos.

Movimento

Apesar de não acreditar em uma adesão de 100% já no primeiro dia de greve, Gustavo Tabatinga avisa que a expectativa é que os bancários cearenses se mobilizem fortemente para aderir a paralisação. "A proposta da Febraban foi fraca. Muitos devem suspender as atividades", opina. Atualmente, o Ceará conta com aproximadamente 10 mil bancários e 500 agências.

A greve dos bancários é um movimento nacional, que foi definido após a Febraban não atender às reivindicações da categoria, dentre elas um reajuste salarial de 11,93% (a federação ofereceu 6,1%).

Lembrando que, em 2011, os bancários ficaram parados por 21 dias, naquela que foi a maior greve de bancos privados dos últimos 20 anos.

ÁQUILA LEITEREPÓRTER





FONTE:
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1319242

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK