PROCURANDO POR ALGO?

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Torcida do São Paulo ataca STJD e diz que foi por anos chamada de 'bambi' e "bicha"

POLÊMICA

Torcida do São Paulo ataca STJD e diz que foi por anos chamada de 'bambi' e "bicha"

Folhapress | 16h42 | 24.09.2014

Facção acusou o tribunal de ter ignorado por anos as ofensas de "bambi" e "bicha" direcionadas aos são-paulinos

A Independente, maior torcida organizada do São Paulo, criticou nesta quarta-feira (24) o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por pedir a abertura de um inquérito para apurar "suposta discriminação homofóbica" no clássico contra o Corinthians e disse que "lavou a alma" com as provocações dirigidas ao arquirrival no domingo.
Em nota oficial publicada em seu site, a facção acusou o tribunal de ter ignorado por anos asofensas de "bambi" e "bicha" direcionadas aos são-paulinos. O clássico entre Corinthians e São Paulo, no domingo, foi pautado por polêmicas envolvendo a homofobia. A diretoria alvinegra chegou a pedir que a torcida do clube não se provocassem os rivais em tom discriminatório.
O apelo, porém, não foi atendido. Os corintianos a gritar "bicha" durante a cobrança de tiro de meta pelo goleiro Denis. E cantavam: "Vamos Corinthians, dessas bichas teremos de ganhar".
Já os são-paulinos fizeram provocações homofóbicas antes de chegar ao estádio em Itaquera. A torcida teve uma comissão de frente, em que torcedores usavam camisetas pretas com letras brancas formando as palavras "Gaivotas da Fiel". A série de provocações mútuas fez o STJD pedir a abertura de investigações sobre a possibilidade de ter ocorrido discriminação homofóbica no Itaquerão.
"O objetivo do inquérito é verificar se os cânticos revelam mera provocação ou se possuem cunho discriminatório, desdenhoso ou ultrajante conforme artigo 243-G do CBJD, bem como se tratou de descumprimento de obrigação legal previsto no artigo 13-A do Estatuto do Torcedor", diz nota do STJD.
No pedido, a procuradoria quer ouvir os árbitros da partida, os presidentes dos clubes, Mario Gobbi, do Corinthians, e São Paulo, Carlos Miguel Aidar, e os goleiros Cássio e Denis.
Leia a nota oficial da Independente
"Senhor procurador geral do STJD, Dr. Paulo Schmitt, preconceito é o que fizeram com os brasileiros na Copa do Mundo, desviaram o dinheiro público. Na construção de arenas com orçamentos assustadores em estádios de 5ª categoria.
Por que será que não abriram uma CPI?
Futebol é alegria, emoção e paixão.
Passamos anos sendo tratados de "bambi" e "bixa" (sic) É o senhor Paulo Schmitt nunca se manifestou, domingo fizemos uma brincadeira, lavamos A nossa alma, pois a mais de 10 anos, dirigentes, jogadores e torcedores vêm mexendo com a moral de todos torcedores do São Paulo Futebol Clube e nunca foram punidos.Ninguém vai calar a nossa voz, jamais poderão nos deter somos Independente até morrer. E para não passar batido, não adianta argumentar o Brasil inteiro já falou que o gavião virou um beija flor!
FONTE: DN

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
AVISO IMPORTANTE!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: josenidelima@gmail.com FAVOR INFORMAR O LINK