PROCURANDO POR ALGO?

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Incertezas



INCERTEZAS

Sou uma flor que nasceu
No serrado, na campina,
E viu a estrela matutina
Brilhar no anoitecer.





Vi também o sol se erguer
Ao canto da passarada,
E na amanhã ensolarada
Vi uma linda donzela
Debruçada na janela,
Com suas vestes douradas.

Na noite enluarada
O céu com parcas estrelas, 
Que pareciam centelhas
De festa à beira da estrada.

Por lá tantos camaradas
Curtiam suas proezas,
Sem saber que a incerteza
Ao amanhecer regressava.

E eu também por lá passava
E compartilhava com eles, 
Sem saber que um daqueles
Em muito, me assemelhava.

AUTOR: Ivan Jucá ( aracoiabense )
09/11/15


Metáforas




Numa insidia de dor e de tristeza
Num desígnio de amor e solidão
Na agudeza que corrói o coração
Uma flor que simboliza a realeza.


No alvorecer que arraiga com grandeza
Essa luz que assola o universo
Na pequena simetria de um verso
Na Oceania que bramia à natureza.

Autoria:  
Ivan Jucá ( aracoiabense )
12/11/15



Sem rumo...


Sem Rumo...
Sem amuleto ou pingente
E mesmo com a alma ferida
Sigo em rumo ao Oriente
Por este vale sem vida.

Bem longe de despedida,
Do sentimento alheio
Do amor que bate em cheio
E no peito causa ferida.

Quero um lar, quero guarida,
Um amanhã de sol, e de brilho
E beijar a face de um filho
A dádiva maior da vida.

Autor: Ivan Jucá ( aracoiabense )
17/11/15

LEIA TAMBÉM: 

Metáforas
Incertezas

Castelo Encantado


FOTO: Joseni Lima/Fotografias Joseni
Castelo Encantado

Nunca vi tanta tristeza
Num rosto esquálido, mais belo
Postado em uma janela
De um casarão amarelo.

Era um dia frio e modesto
Uma manhã sonorosa
A onde o néctar das rosas
Se ofertava aos mais singelos.

Naquele prédio antigo
Que teve o sol como amigo
As estrelas em seu abrigo
E em seu senhor um donzelo.

Ao longe um paralelo
Impresso na natureza,
Trouxera-lhe à tona certeza
Que aquela fortaleza,
Sem títulos de realeza
E Sem requinte de nobreza
Um dia fora um castelo.

04/12/2015

Autor:  Ivan Jucá (Aracoiabense)

LEIA MAIS...

.......................................................................................

09/jan/16

Faz parte do: Clique abaixo e confira:



Um comentário:

Falcão Neto disse...

Versos simples e belos, mais retrata com precisão e realeza as coisas do nosso sertão, que já vi em outras ocasiões nos versos de Maria Tereza e Luz exuberante, que de tanto recitar, mas parece com os versos de Ivan Jucá. Como sugestão não se deve publicar poesias sem o devido autor. Professor Falcão Neto

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK