PROCURANDO POR ALGO?

quinta-feira, 16 de abril de 2015

"Perdemos a maior leitora da nossa paróquia"

Mensagem escrita por Lusmar Paz por ocasião das exéquias da Ir. Tereza Rosalina OFS.

Antes de ontem, sexta-feira, 10 de abril, no final da tarde, fomos tomados de surpresa com a triste notícia do falecimento da nossa irmã Tereza Rosalina, em sua residência, localizada em nossa tão conhecida e acolhedora Rua Juvenal Galeno, antigamente conhecida por Rua do Cemitério. (...)

Quem não conhecia a Tereza Rosalina em nossa Paróquia e cidade de Aracoiaba? Muita gente conhecia sim. Conheci a Tereza desde o tempo do Pe. Domingos e após a saída daquele padre ancião, assumira a nossa paróquia o Pe. Hugo Furtado. Tempo em que funcionava o serviço de som da Igreja Matriz pelas radiadoras presas à torre da Igreja, e a Tereza juntamente comigo, ficávamos a escutar as profundas catequeses em forma de música do nosso querido Pe. Zezinho. Algumas vezes nós selecionávamos os discos e corríamos para o patamar da Igreja para ouví-los.Ela gostava muito de ouvir a música "Estou pensando em Deus". Pelo som da Matriz nós fazíamos a alvorada às 4h da manhã para as mães aracoiabenses no dia que lhes era consagrado (...) Fazíamos a alvorada cívica no dia 7 de setembro.

Tereza nasceu em Aracoiaba, na manhã de 16 de setembro de 1941. Era filha única de D. Júlia Rosalina, antiga lavadeira que batia roupas no rio Aracoiaba. Júlia Rosalina, mulher batalhadora que, no verão, sob sol causticante, pele queimada e lábio ressecados, fazia seu costumeiro caminho dirigindo-se ao rio com uma grande trouxa de roupas sobre a cabeça. Era o seu ganha pão. Com esse trabalho humilde, porém honroso, sustentou e deu educação a sua filha Tereza Rosalina.

Tereza fora catequizada inicialmente pela Senhorita Conceição Vasconcelos, irmã do Pe. Domingos e, posteriormente, pela Sra. Maria de Lourdes Vasconcelos, sobrinha do Pe. Domingos. Em sua juventude ingressou na Pia União das Filhas de Maria (...) Mais tarde ingressou na Ordem Franciscana Secular. (...) Participou ativamente do Coral Imaculada Conceição da nossa Paróquia, no paroquiato do Pe. Marcus Vinícius, coral que se apresentou algumas vezes na TVC em Fortaleza e a Tereza, no meio da turma dos coralistas.

Tereza gostava muito de passear, quando se tratava de viagens de cunho religioso. Como franciscana, visitou Canindé muitas vezes... Visitou o Santuário Rainha do Sertão em Quixadá e, em Chorozinho, a igreja do Menino Jesus de Praga, também por várias vezes. Em 1980, quando João Paulo II veio ao Brasil e visitou o Ceará, de Aracoiaba saíram dois ônibus para Fortaleza, sob a coordenação da Ir. Ignês Farias, sendo que Tereza Rosalina, animada e cheia de expectativa, fez parte dessa histórica viagem. (...)

(...)Tereza era Cristã Católica praticante. Participava das missa dominicais, das grandes festas da nossa Igreja segundo o Calendário Litúrgico, inclusive das festas do Co-padroeiro São Francisco e de Nossa Senhora da Conceição, padroeira principal. Gostava de participar da Liturgia da Palavra nas celebrações das Santas Missas, pois era dotada de uma entonação de voz maravilhosa, sendo que suas leituras eram entendíveis, explicáveis e sua pontuação gramatical textual, digna de aplausos. Perdemos a maior leitora da nossa paróquia. (...)

Todos os dias, pela manhã, ela fazia sua visita ao Santíssimo Sacramento, realidade testemunhada pelo irmão franciscano Blemar e por minha pessoa. Era assídua dizimista e na época do Pe. Josileudo, presenteou a nossa Igreja Matriz com as imagens do presépio natalino...

Nesses últimos dias participou ativamente dos Atos Litúrgicos da Semana Santa em nossa paróquia, participando assim, sacramentalmente, de sua páscoa no tempo, e, agora, na sexta-feira, fez sua Páscoa existencial, sua Páscoa definitiva, passando da esfera humana à esfera espiritual.

Fez seus estudos no antigo Ginásio Escola Normal Virgílio Távora, tendo como grandes professores Dr. Salomão, D. Gegilda, D. Valdísia, José Moura, Sr. Humberto etc. Na época, considerada pelo Dr. Salomão, como uma das alunas mais inteligentes da sua classe. (...)

Trabalhou na rede estadual pela EMATERCE em Aracoaiba (...) até aposentar-se. Tereza tinha devoção com Nossa Senhora das Dores, participando das missas no Alto Santo, naquele cantinho do céu onde Nossa Senhora veio nos visitar e convidar a viver a vida de oração e conversão.

Tereza teve uma vida solitária, realidade muito própria do seu temperamento (...) Não é fácil a solidão cotidiana, porém, do seu jeito, curtia sua solidão em quatro paredes de sua residência, na companhia de seus gatinhos, realidade que muito a entretia... Ela era uma pessoa de pouca conversa... trazia em si seus complexos, seus traumas, seus medos, suas alegrias e esperanças... 

Todos nós sabemos que nossa irmã era uma dependente química, do álcool, como há muitos dependentes químicos em Aracoiaba, da família pobre à família rica... Dependência química NÃO É DEFEITO e muito menos PECADO, como muita gente pensa (...) DEPENDÊNCIA QUÍMICA É UMA DOENÇA e doença séria, doença que requer tratamento médico, psiquiátrico e psicológico (...) muitos conseguem curá-la, outros não conseguem e levam-na à sepultura.

(...) Gostaria, gostaríamos que a Tereza Rosalina fosse lembrada com suas qualidades, talentos e dons vindos do Pai.

(...) Somos gratos aos amigos da Rua Juvenal Galeno que, nos momentos de dificuldades existenciais de nossa Terezinha, estavam unidos a ela, prestando-lhe a caridade fraterna e levando alimentos, remédios e palavras amigas. Somos gratos também à família vizinha que tomou a frente de tudo nos preparativos do funeral, antes que a família da Tereza chegasse. (...) Somos gratos a todos que visitaram o corpo da Tereza e lá fizeram orações. Agradecemos ao Pe. Evando que rezou na Missa de sábado pela Terezinha e na ocasião teceu elogios sinceros e verdadeiros. (...) Levamos aos primos de Terezinha, nossas condolências e preces.

(...) Terezinha, minha amiga, lembro-me da sua admiração a minha pessoa e das muitas vezes que conversamos juntos sobre a nossa paróquia. Fique com o meu abraço e o abraço do povo da sua e nossa rua, a querida Juvenal Galeno.

Um beijo no seu coração!

Lusmar Paz


FONTE: http://paroquiadearacoiaba.blogspot.com.br/2015/04/perdemos-maior-leitora-da-nossa-paroquia.html

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK