PROCURANDO POR ALGO?

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Na fila do banco

NA FILA DO BANCO
Pelo penumbrismo da fila de uma agência bancária,
O meu vago olhar tropeça na aparição de um anão,
Na visão de um pai com a filhinha, menina solitária
A divertir-se, entre folia, com o pequenino cidadão.
Eis-me no Museu do Prado a mirar o Velásquez genial:
É o príncipe Baltazar Carlos com seu anão em degredo.
Fui distante no Passado para vislumbrar uma cena igual,
Voei pela Velha Espanha que fazia de gente, brinquedo.
É um pai que consente com um sombrio desatino filial,
Ou Filipe Quarto a mimar o filho com anão de folguedo?

FONTE: 
@ Reprodução/Facebook

Nenhum comentário:

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS

ADICIONE AOS SEUS FAVORITOS
Aviso Importante!! Reconhecimento: Alguns textos e imagens contidas aqui neste Site são retiradas da internet, se por acaso você se deparar com algo que seja de sua autoria e não tiver seus créditos, entre em contato para que eu possa imediatamente retirar ou dar os devidos créditos. E-mail: joseni_delima@hotmail.com FAVOR INFORMAR O LINK